No Recife, Terminal Tancredo Neves é enfim Inaugurado pelo Governo

sábado, 13 de abril de 2013

Nesta segunda-feira(15/04) foi inaugurado o Terminal Integrado Tancredo Neves, um dos mais polêmicos terminais a serem entregues pelo governo, uma vez que não é visto com bons olhos pela população do Ibura, comunidade a qual se sentem prejudicada com esta integração.

Este terminal que deveria ser entregue no começo de 2012 já foi por diversas vezes adiado após embates com as lideranças comunitárias e também com a comunidade em si, o fato é que mesmo sem trens suficientes, a Governo do Estado vai inaugurar este terminal mesmo a contra gosto da comunidade.

Linhas de ônibus deixarão de ir ao centro da cidade, na qual os usuários agora terão que descer e pegar um outro ônibus ou o metrô, outra novidade é o fim também das linhas que vão direto para o bairro de Boa Viagem, onde também os usuários terão que pegar outro ônibus para ir a este bairro.


O certo é que este terminal entrará em operação no próximo sábado, 20 de Abril e muita coisa ainda vai rolar sobre este polêmico terminal, até mesmo mais um adiamento devido a luta das comunidades.

Vantagens:
Algumas linhas que serão integradas terão suas tarifas reduzidas para o anel A, ou seja, tarifas de R$ 2,60 e R$ 3,25, casos das linhas para Boa Viagem e a linha Candeias/Dois Irmãos que vai ser desmembrada e transformada em Candeias/Tancredo Neves vão passar a custar R$ 2,25.

As comunidades atendidas terão suas linhas integradas a outras linhas de ônibus e também ao Metrô, na qual muitos usuários poderão ir ao centro.

Também vale salientar que em breve o Metrô da linha Sul será interligado ao sistema VLT (Veículos leves sobre trilhos), está integração acontecerá na estação de Cajueiro Seco e já com 03 na fase de testes, ou seja, uma pessoa que sai do Ibura poderá pegar um ônibus, descer no T.I de Tancredo Neves, tomar o Metrô e ainda entrar no VLT pagando apenas R$ 2,25. A vantagem é que o usuário poderá usar até três modais de transporte pagando uma única tarifa que ligará a cidade do Recife ao Cabo de Santo Agostinho.

Segundo o GRCT, haverá um ganho de tempo de 10 minutos com a integração no sentido do centro da cidade.

Outra vantagem deste novo terminal é que ele terá duas opções para ir ao centro, ou seja, o usuário poderá escolher o metrô ou duas linhas disponíveis (Tancredo Neves/Cde da Boa Vista ou Tancredo Neves/IMIP)

Desvantagens:
Bem diferente de alguns Terminais Integrado, o Tancredo Neves não possui corredores de ônibus em seu acesso, ou seja, os ônibus com destino ao terminal e também ao centro (Tancredo/Cde da Boa Vista e Tancredo/IMIP) poderão ficar presos nos engarrafamentos, deixando a idéia de integração por água abaixo, visto que uma das principais colocações do Consórcio Grande Recife de Transporte é o ganho de tempo. 

Outro erro é o percurso da linha Tancredo/Cde da Boa Vista, na qual vai deixar de atender aos usuários, pacientes e trabalhadores do Hospital da Restauração, ou seja, o melhor destino seria ele vim pelo Cais de Santa Rita, 1º de Março, Guararapes, Cde da Boa Vista e Agamenom Magalhães.

Baldeação: O método de descer de um ônibus e subir em outro de certa forma é muito desconfortável para idosos, deficientes e mulheres com criança de colo, ou seja, hoje a viagem é feita com apenas um embarque e a proposta é realizar o mesmo trajeto com dois ou até três embarques.

A linha Tancredo Neves/Conde da Boa Vista a ser criada vai ter sérios problemas em seu percurso, visto que a Avenida Mascarenhas de Moraes não tem preferências para ônibus.

Horários poderão não ser cumpridos devido aos engarrafamentos, na qual vai possibilitar a criação de longas filas no terminal, fato este bastante comum nos outros terminais.

O Mais grave, que é o trânsito da Av. Dois Rios, principal via do Ibura onde os engarrafamentos são constantes.

No começo, haverá poucos trens, por isso a insatisfação da população a ser atendida.

Futuras integrações
Terminal Integrado Tancredo Neves para a Estação de Cajueiro Seco
Este terminal é essencial para o pleno funcionamento do T.I Tancredo Neves, pois este terminal fará ligação entre 03 modais de transporte (Metrô, VLT e Ônibus) além de ligar a cidade do Recife com bairros de Jaboatão dos Guararapes e ao Cabo de Santo Agostinho. Este terminal vai ser inaugurado em Março e funcionará nos mesmos moldes do Tancredo, onde as linhas de ônibus de Muribeca, Prazeres e Cajueiro Seco serão integradas.

Terminal Integrado Tancredo Neves a Estação do Largo da Paz
Este Terminal ainda está sendo construído e o prazo de entrega é em 2012, na qual vai possibilitar a ligação dos usuários da linha sul do metrô com ônibus para zona oeste da cidade como, por exemplo: Madalena, Torre, entre outros;

Terminal Integrado Tancredo Neves para o Terminal de Joana Bezerra
Este terminal está totalmente saturado e com plenos desconfortos, ou seja, as paradas de ônibus são provisórias, sem nenhuma estrutura como bancos, por exemplo, sem falar que ao descer do Metrô, o usuário tem que andar e muito para chegar ao ponto de embarque.
No momento este terminal passa por reforma.

Terminal Integrado Tancredo Neves para a Estação do Recife

O Terminal Integrado do Recife possuí apenas 04 linhas de ônibus integradas, porém a quantidade de usuários é muito maior que o espaço físico oferecido, ou seja, com está integração, o aumento de usuários vai aumentar e muito, e para piorar ainda mais, os ônibus que param neste terminal não são articulados. Terminal integrado passando por reforma.

As linhas propostas pelo GRCT foram:

Linhas Alimentadoras
123 Três Carneiros Baixo (Monte Verde) / Tancredo Neves
124 Vila do SESI / Tancredo Neves
125 Córrego da Gameleira / Tancredo Neves
126 UR-03 (Pantanal) / Tancredo Neves
132 UR-02/Ibura / Tancredo Neves
133 Três Carneiros / Tancredo Neves
134 Lagoa Encantada / Tancredo Neves
135 UR-10 / Tancredo Neves
136 UR-05 / Tancredo Neves
137 UR-11 / Tancredo Neves
138 Zumbi do Pacheco / Tancredo Neves
141 Jardim Monte Verde / Tancredo Neves
142 Alto Dois Carneiros / Tancredo Neves
143 UR-06 / Tancredo Neves
144 UR-04 / Tancredo Neves
__Candeias / Tancredo Neves

Linhas Circulares
Dois Rios/Jordão
Ibura/Ipsep
Dois Carneiros/Ipsep
UR-11/Ipsep
Tancredo Neves/Boa Viagem
Tancredo Neves/Aeroporto

Linhas Interterminais
Tancredo Neves/Macaxeira

Linhas Troncais
Tancredo Neves/Conde da Boa Vista
Tancredo Neves/IMIP

Blog Meu Transporte

READ MORE - No Recife, Terminal Tancredo Neves é enfim Inaugurado pelo Governo

Faixas exclusivas para ônibus entram em operação na segunda-feira em São Paulo

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a São Paulo Transportes (SPTrans) vai implantar duas novas faixas exclusivas de ônibus na capital paulista a partir de segunda-feira (15) nos horários de pico, de segunda a sexta-feira.

A primeira, localizada na Avenida Guilherme Cotching, entre as ruas Isidoro Mateus e Araritaguaba, na Zona Norte de São Paulo, funcionará das 6h às 9h no sentido Centro, e das 17h às 20h no sentido bairro. A faixa terá 3,4 km de extensão.

O segundo trecho com 2,1 km de extensão ficará na região do Belém, na Zona Leste. A faixa exclusiva funcionará no sentido Centro, na Rua Marcos Arruda, entre a Rua Paulo Andriguetti e a Avenida Celso Garcia, das 6h às 9h. No sentido bairro, a operação ocorre na Rua Catumbi, entre a Avenida Celso Garcia e a Rua Jequitinhonha, e na Rua Jequitinhonha, entre a Rua Catumbi e a Avenida Guilherme Cotching. 

Não haverá alterações no sistema viário nos locais, já que as faixas ônibus serão implantadas à direita. As demais faixas continuam destinadas ao tráfego geral de veículos.

A medida prioriza o transporte coletivo no horário de maior movimento. A melhoria no transporte coletivo, defendida pelo secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto (PT), será uma das bandeiras da sua gestão.

READ MORE - Faixas exclusivas para ônibus entram em operação na segunda-feira em São Paulo

Em BH, Avenida Santos Dumont é interditada para obras do BRT

A Avenida Santos Dumont, no Centro de Belo Horizonte, vai ser interditada a partir deste sábado (13) para a execução de obras do BRT. De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), os dois sentidos da via - entre a Rua da Bahia e a Praça da Rodoviária - vão ser fechados.

Os pontos de ônibus que passavam pela via serão transferidos para as ruas Guaicurus, Caetés, Rio de Janeiro e Bahia. No total, 42 linhas vão ter os paradas alteradas. Veja os locais provisórios dos pontos.

Também haverá intervenções nos cruzamentos das ruas Espírito Santo e São Paulo com a Avenida Santos Dumont. Nesses trechos o trânsito vai ficar em meia pista.

Devido a um acordo com lojistas, as calçadas vão ficar abertas para minimizar o impacto do comércio. Entradas para garagens e estacionamentos também vão permanecer funcionando, conforme a BHTrans.

Segundo a empresa, todo o trecho em obra e os respectivos desvios serão sinalizados. A previsão inicial é que as obras durem 60 dias.

READ MORE - Em BH, Avenida Santos Dumont é interditada para obras do BRT

Prefeitura lança edital para levar Transoeste até o metrô, no Jardim Oceânico

Menina dos olhos do prefeito Eduardo Paes, a construção dos quatro corredores exclusivos de ônibus é o legado que pretende deixar para o Rio de Janeiro. Sem atrelar a necessidade dos BRTs às Olimpíadas de 2016, Paes sabe que mexerá com dinâmicas de deslocamento e de comportamento, resgatando a prática das baldeações, comuns até 1967, quando os bondes deixaram de circular na cidade. Ao todo, a prefeitura está investindo R$ 5,4 bilhões em 145 quilômetros de vias, que atenderão a 1,590 milhão de pessoas por dia.

A começar pela Transoeste, que já saiu do papel entre a Barra da Tijuca e Santa Cruz, com 120 mil passageiros diariamente. Falta inaugurar o trecho de Campo Grande, previsto para este semestre, e licitar a construção do eixo do Terminal Alvorada ao Jardim Oceânico.

Segundo o secretário de Obras, Alexandre Pinto, a concorrência será lançada até junho, com custo estimado de R$ 90 milhões. Serão oito estações, divididas em dois lotes. A ideia é ter o primeiro deles, do Alvorada até o Città América, pronto em 2014. A obra toda estará concluída no fim de 2015, com o BRT integrado ao metrô.

- Vamos lançar o edital ainda neste semestre. Serão dois lotes e tudo ficará pronto no fim de 2015, com a Transoeste se integrando com a estação de metrô do Jardim Oceânico. Essa obra deve custar uns R$ 90 milhões - revelou o secretário.

- Mesmo com um problema aqui e ali, a Transoeste trouxe um ganho grande para aquela população. A construtora (Sanerio) é uma porcaria, mas a obra está na garantia e eles estão consertando tudo. Caiu o reboco do Túnel da Grota Funda, mas mandei a Odebrech consertar na hora porque era inadmissível. Estamos fazendo uma transição no sistema de transportes. 

Quando assumi, pedi os mapas das linhas de ônibus. "Mapas?" Três meses depois, veio uma tabela gigantesca. O sistema é inviável de administrar. No fim das contas, quero um sistema de BRTs, mais fácil de fiscalizar, com ônibus alimentadores. Hoje, já consigo dizer na Transoeste e na Transcarioca (Barra da Tijuca-Penha-Aeroporto Tom Jobim) quantas linhas há e quais são os seus percursos - explica o prefeito.

Por Marcelo Dias
Informações: Extra Online

READ MORE - Prefeitura lança edital para levar Transoeste até o metrô, no Jardim Oceânico

Avenida Paulista e marginais terão corredores de ônibus

A Prefeitura tem plano para que a malha de corredores de ônibus da capital chegue a 400 quilômetros de vias. Na terça-feira (9), a administração municipal incluiu em seus planos um mapa que prevê corredores exclusivos na Avenida Paulista e em trechos das Marginais do Tietê e do Pinheiros.

Ainda não há prazo para que essas obras saiam do papel, mas não devem ser tocadas na atual gestão do prefeito Fernando Haddad (PT). Como ainda não existe projeto executivo (o plano final, que guia a obra durante sua execução), não há definição se a Paulista terá um corredor central ou se a proposta será simplesmente transformar as atuais faixas exclusivas - que já existem, à direita - em corredores.

Os corredores de ônibus que a cidade  deve ganhar têm diferenças importantes, segundo a avaliação de técnicos, em relação às faixas e corredores existentes. Para começar, o pagamento da passagem vai ser feito na própria plataforma, que estará construída no mesmo nível dos degraus de embarque. Além disso, os corredores terão faixas para que um coletivo ultrapasse o outro. Tudo isso serve para aumentar a velocidade média dos ônibus.

A cidade passa ainda por um processo de troca dos pontos de ônibus, a cargo da empresa Otima. A presidente da empresa, Violeta Kertész Noya, disse que seu projeto - vencedor de uma licitação da gestão Kassab, que tem quatro modelos - não prevê esse tipo de ponto de embarque. Mas ela afirmou que podem ser feitas mudanças. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Avenida Paulista e marginais terão corredores de ônibus

Em São Paulo, Bilhete único mensal vai valer por 31 dias

O bilhete único mensal valerá por 31 dias, um a mais do que o anunciado previamente pela Prefeitura. A partir de segunda-feira os interessados poderão se cadastrar no site da São Paulo Transporte (SPTrans): bilheteunico.sptrans.com.br. Mas, mesmo com a ampliação, o serviço só vai ser vantajoso para quem faz mais do que 46 viagens mensais nos coletivos da cidade. O preço do serviço não foi definido, mas originalmente havia sido anunciado que seria R$ 140.

O motivo da vantagem de um dia é que a contagem da validade de um mês do cartão começa só à meia-noite após o primeiro uso. Assim, quanto mais cedo o usuário passar o bilhete na catraca neste primeiro dia, mais horas ele vai poder usar o serviço.

Outra novidade é que será possível consultar o saldo do cartão, bem como ter acesso a uma planilha mostrando todas as suas utilizações. Isso deve facilitar o controle das viagens de cada pessoa. O bilhete mensal estará à disposição da população a partir de novembro, conforme o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, afirmou na semana passada. A entrega dos cartões começa a ser feita em outubro.

Diferentemente do que Tatto havia afirmado, os cartões não serão entregues na casa do usuário pelos correios, para o endereço cadastrado no site. Será preciso pegar o bilhete em algum posto da SPTrans. A data e o local podem ser agendados. Agora, a SPTrans diz apenas que outras formas de entrega, entre elas a pelos Correios, "estão em estudos" pela companhia.

Para utilizá-lo, é preciso fazer um cadastro no site da SPTrans, enviando informações pessoais, como número do RG e do CPF, e uma foto 3x4 com um tamanho máximo de 30 kilobytes, em formato JPG. A imagem será estampada no cartão personalizado.

Quem quiser poderá continuar carregando os créditos eletrônicos de acordo com as regras atuais, que permitem fazer até quatro viagens de ônibus no período de três horas, ao custo de somente uma tarifa. De acordo com a Prefeitura, o bilhete único mensal "está preparado para armazenar o direito de viagem (tempo ou crédito) de vale-transporte, estudante e comum em um único cartão".

Integração
A SPTrans também informa que a possibilidade de o Metrô e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) adotar o bilhete único mensal, uma das principais promessas do prefeito Fernando Haddad (PT), "está em estudo" e que os governos municipal e estadual (este, controlado pelo tucano Geraldo Alckmin) "já estão em negociação visando a aceitação" do cartão nas estações.

Ainda não está definido o valor do bilhete único mensal. Na campanha de Haddad e no início do ano, a Prefeitura havia informado que o serviço custaria R$ 140. Os créditos poderão ser comprados pelo site da SPTrans, que também tem três lojas físicas, ou em postos autorizados. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Em São Paulo, Bilhete único mensal vai valer por 31 dias

Terminal de Integração começa a ser construído em Rio Branco

Um Terminal de Integração do transporte público será construído em Rio Branco. O local escolhido foi a Baixada da Sobral, que comporta 17 bairros da capital acreana. As obras foram anunciadas na manhã deste sábado (13) pelo prefeito Marcus Alexandre.

A estrutura terá sala de monitoramento, banheiros e fraudário. A obra está orçada em pouco mais de R$ 630 mil e deve ficar pronta em um prazo de 90 dias. A área possui 552 metros quadrados. A ideia, segundo o prefeito, é  facilitar a integração entra as linhas de ônibus da cidade, sem comprometer o 'bolso' do usuário.

Os passageiros vão poder fazer a 'baldeação', que significa passar de um ônibus para o outro sem precisar pagar uma nova passagem, da forma como acontece no Terminal Urbano de Rio Branco. Para a inauguração do micro-terminal estão previstas algumas alterações e implantações de novas linhas de ônibus.

"O nosso plano é a construção de cinco terminais, como eu disse em campanha, fundamentais para ligar um bairro a outro. Nós já estamos nestes primeiros quatro meses construindo este aqui na baixada, que tem 17 bairros, quase 70 mil pessoas, e que recebe gente da área rural", diz Marcus Alexandre.

Por Débora Ribeiro, da TV Acre
READ MORE - Terminal de Integração começa a ser construído em Rio Branco

Governo Federal abre consulta para 2 linhas de trem no Sul

O Ministério dos Transportes abriu consulta pública nesta sexta-feira sobre os estudos de viabilidade econômico-financeira de duas linhas de trens de passageiros na Região Sul. Um delas liga as cidades paranaenses Londrina e Maringá, passando por 13 municípios, e a outra conecta as gaúchas Caxias do Sul e Bento Gonçalves, passando por outras três cidades. 

Os estudos foram feitos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a consulta pública segue até o próximo dia 30. De acordo com o ministério, a intenção é utilizar trechos de ferrovias de cargas existentes, para a passagem de trens de passageiros de média velocidade. 

A exploração das linhas se dará por concessão ou Parcerias Público-Privadas (PPP) e o objetivo é desafogar a malha rodoviária das regiões. Os estudos de outros quatro trechos ferroviários para transporte de passageiros ainda estão em desenvolvimento: Pelotas (RS) a Rio Grande (RS), Conceição de Feira (BA) a Feira de Santana (BA) - passando por Salvador -, Teresina (PI) a Codó (MA), e São Luís a Itapecuru-Mirim (MA).

READ MORE - Governo Federal abre consulta para 2 linhas de trem no Sul

Sistema de BRTs irão retirar 2.350 ônibus no Rio de Janeiro

Quando estiverem concluídos, os quatro BRTs em projeto e construção no Rio de Janeiro terão retirado das ruas 2.350 ônibus. A maioria deles será varrida da cidade pela Transbrasil (Deodoro-Centro), que, sozinha, eliminará 1.500 coletivos. De acordo com a prefeitura, a Transoeste retirará 250 veículos; a Transcarioca, 500; e a Transolímpica (Deodoro-Barra da Tijuca), 100.

Hoje, existem cerca de 8.900 ônibus no Rio. Assim, a frota cairia de imediato para 6.550. Considerando-se que os BRTs terão uma média de cem veículos, cada um, a cidade teria aproximadamente 7 mil ônibus municipais.

Mas esse número pode ser ainda menor com a operação dos bondes, a partir de 2015. As seis linhas terão 42 estações em 28 quilômetros. Duas delas atravessarão a Avenida Rio Branco, que será fechada aos ônibus. Segundo a Fetranspor, passam por ali cerca de 2.100 coletivos por dia.

- Não passará mais ônibus na Rio Branco porque o BRT seguirá em duas mãos na Avenida Presidente Antônio Carlos. Quando todos esses modais chegarem ao Centro, 70% dos ônibus saem de lá. Hoje, não tenho como dizer para um cara deixar o carro em casa e ir de transporte público. Quer ir, vá. Mas vai ficar engarrafado - conta o prefeito Eduardo Paes, que não esconde a ansiedade por voltar a ver os bondes no Rio:

- O bonde é a busca da civilização, sem trocador, com bilhete único. Eu queria muito inaugurar uma linhazinha antes da Copa, mas não vai dar tempo.

Além disso, as vans também estarão integradas pelo bilhete único aos BRTs.

Para tanto BRT, foram desapropriados 3.570 imóveis. Ao todo, foram pagos R$ 202,4 milhões até agora.

- Houve um caso em que optamos por desviar o percurso do Transoeste, para não passar por cima de um quilombola - lembra Paes.

por Marcelo Dias
READ MORE - Sistema de BRTs irão retirar 2.350 ônibus no Rio de Janeiro

Operação policial reduz assaltos a ônibus no Grande Recife

O resultado da Operação Transporte Seguro, que teve início em março, é a diminuição em 70% no número de crimes que acontecem dentro dos ônibus que circulam no Recife, em relação ao mesmo período do ano passado. Com a Região Metropolitana, a redução é de 49%. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), pontos de bloqueios policiais, instalados nos locais mais críticos, param e vistoriam os coletivos, com a finalidade de evitar a ação de assaltantes. “Nossa meta é zerar este tipo de ocorrência dentro dos ônibus”, diz o coordenador da operação, major Rogério Almeida.
Edmar Melo/JC Imagem
Desde que a ação começou, 50 mil pessoas, em 2.975 ônibus foram abordadas nos dez pontos instalados no Grande Recife. “Logo no começo do mês passado apreendemos uma arma, em Muribeca (Jaboatão dos Guararapes)”, ressalta o major. Ele disse que a prioridade é para as áreas onde mais se registram ocorrências. Toda semana, os pontos de bloqueio mudam de lugar. “No mês de março nós ficamos sempre nos mesmos locais, mas era um teste. Temos que ficar mudando, para que não se torne visível para os assaltantes. Também precisamos chegar a outras áreas.”

Os 280 policiais que participam da operação foram distribuídos pela Avenida Sul, Ibura (UR-06, UR-05 e UR-11) , Avenida Caxangá, Muribeca, Tancredo Neves, Pina, Mascarenhas de Morais, Avenida Norte, Agamenon Magalhães, Estrada da Batalha e Rua São Miguel, na Mangueira. Na próxima semana, eles mudam. Ao todo, 16 unidades da Polícia Militar estão envolvidas, entre elas o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv); Companhia Independente com Apoio de Motocicletas (CIPMotos), Batalhão de Trânsito (BPTran); Batalhão de Choque (BPChoque), além dos 6º, 11º, 13º e 19º Batalhões.

Arnaldo Izídio da Silva, 53 anos, trabalhou durante 12 como cobrador de ônibus, nas linhas que circulam na Zona Norte do Recife. “Fui assaltado umas oito vezes.” Conviveu com o medo por mais de uma década, até que resolveu trocar de profissão. “Hoje eu sou autônomo. Vivia com medo de levar um tiro. Sempre tentava manter a calma, porque ficar nervoso era um risco enorme”, contou. Ele disse que a maioria dos assaltos aconteceu nas imediações de Santo Amaro, área central do Recife.

O estudante de engenharia Marcílio Viana, 23, foi assaltado dentro de um ônibus na Avenida Caxangá. “Eles levaram um dos meus celulares. Não acharam o outro e foi tudo muito rápido. Subiram no ônibus, pediram os nossos objetos e foram embora. Nem tinha como alguém do lado de fora notar o que estava acontecendo.”

Por Maiara Melo
READ MORE - Operação policial reduz assaltos a ônibus no Grande Recife

Metrô é 'única forma racional' de transporte público, diz Dilma

A presidente da República, Dilma Rousseff, disse na manhã desta sexta-feira, em Porto Alegre, que a construção de metrô é a única forma racional de transporte coletivo de massa para o Brasil, crucial para promover a qualidade da vida urbana. "É a única forma racional que está à altura do nosso País, temos todas as condições para ter o metrô, por isso estamos dando condições para todas as prefeituras", disse Dilma, citando não só Porto Alegre, como Curitiba, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo.

Dilma demonstrou interesse em investir na mobilidade urbana de Porto Alegre, cidade onde mora o neto dela, Gabriel, 2 anos. A capital gaúcha pretendia viabilizar o metrô até 2017, mas o início das obras está em aberto.  Às vésperas da Copa do Mundo de 2014, a cidade realiza obras para a instalação de corredores rápidos de ônibus e recebe o Aeromóvel, veículo suspenso que ligará o aeroporto ao trem metropolitano, o Trensurb.

"Fico muito feliz quando se fala que estamos mudando as condições de mobilidade da cidade do meu neto. Vou ter que prestar contas não só para todos os brasileiros e brasileiras quanto para o menino pequeno", afirmou. "Tenho muito interesse no metrô. Estamos participando não só com financiamento. (...) Na década de 80, tentaram fazer metrô no Brasil, mas sempre tem aquele pessoal que fala que não é adequado, que o Brasil é pobre, que é coisa de gente rica", disse a presidente.

READ MORE - Metrô é 'única forma racional' de transporte público, diz Dilma

Aracajuanos discordam do reajuste da tarifa de ônibus para R$ 2,45

O transporte público de Aracaju, em Sergipe, é alvo de constante reclamação dos usuários. A precariedade do serviço inclui ônibus danificados, sujos, superlotação, atrasos e falta de preparo de cobradores e motoristas. A Câmara de Vereadores do aprovou na noite de quarta-feira (10) do reajuste de R$ 2,25 para R$ 2,45 fez a discussão sobre a qualidade do serviço ser o assunto de muitos trabalhadores nesta quinta-feira (11). O novo valor ainda precisa ser sancionado pelo prefeito da capital, João Alves Filho (DEM), para começar a valer.

“O reajuste seria viável se melhorasse a qualidade do serviço, mas todos os anos eles aumentam o valor e o transporte público continua péssimo. Os ônibus são velhos, sem conforto, muitos estão quebrados e sujos. Também falta qualificação para os motoristas e cobradores, pois a maioria não sabe lidar com o público”, afirma a estudante Patrícia Cerqueira Guimarães.

A empregada doméstica Joceni dos Santos Vieira pega diariamente seis ônibus para ir trabalhar. O percurso entre a casa dela no Conjunto Taiçoca no município de Nossa Senhora do Socorro e o local de trabalho no bairro São José, em Aracaju, leva mais de uma hora.

“Os ônibus não têm horário certo, muitos motoristas fazem o próprio horário de descanso e às vezes até desviam a rota da viagem. A SMTT não fiscaliza nada, por isso que a situação está desse jeito. Sem contar que duvido que eles sempre terão troco de R$ 0,05 para dar para todo mundo como já acontece hoje em dia”, argumenta a doméstica.

Passagem mais barata
O valor atual da passagem de ônibus é de R$ 2,25, mas o Sindicato de Transporte Público (Setransp) pediu reajuste de 11%, o que elevaria a tarifa para R$ 2,52. O pedido de aumento foi analisado pela Superintendência Municipal de Trânsito de Transporte (SMTT), que entendeu que o reajuste de 8%, o que equivale a R$ 2,43, seria suficiente para atender as necessidades das empresas sem prejudicar tanto no orçamento dos usuários.
“Historicamente os reajustes são feitos abaixo da tarifa técnica calculada e esse ano não foi diferente, dando mais do que 11%”, explica José Amâncio.

No entanto, o economista Demétrio Rodrigues Varjão, membro do Movimento Não Pago, afirma que houve uma série de irregularidades na votação e aprovação. “Eles incluíram custos que não existem como câmara de ar e protetor de câmara de ar sendo que os pneus utilizados não precisam desses componentes. As empresas de transporte público também colocaram na planilha de contas o salário de cobradores de micro-ônibus e nesse tipo de veículo que compõe15% da frota só trabalha o motorista. Até a própria SMTT fez uma pesquisa de preço de mercado dos insumos do serviço como combustível, óleo e manutenção e identificou que os valores reais são menores que os alegados pelo Setransp”, explica Demétrio.

O economista calcula que a retirada desses valores considerados ‘abusivos’ reduziria a tarifa de ônibus para R$ 2,17. “Nós do Movimento Não Pago fizemos uma pesquisa de mercado e ainda encontramos valores menores dos que a SMTT, denunciamos essas irregularidades na planilha apresentada pelo Setransp em sessão especial na Câmara no dia 11 de março e os vereadores parece que não prestaram atenção. A bancada governista simplesmente votou sem sequer questionar”, afirma Demétrio.

O advogado do Movimento, Luiz Gustavo Mendes, está acompanhando o caso e disse que vai recorrer ao Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Defensores Públicos para pedir a anulação do novo valor se este for aprovado por João Alves. A licitação do transporte público, apontada como a única esperança para melhorar a qualidade do serviço, ainda não saiu do papel.

READ MORE - Aracajuanos discordam do reajuste da tarifa de ônibus para R$ 2,45

Rio de Janeiro: Quarenta e sete veículos foram recolhidos e quatro motoristas, presos, em duas operações

Duas operações reprimiram nesta quinta-feira irregularidades no transporte público do Rio. Desde a madrugada, a ação “Transporte Legal”, da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar, coibiu a circulação de vans, kombis e ônibus em situação irregular ou mau estado de conservação em 20 pontos da cidade.
Ônibus apreendido estava ontem no depósito do Detro | Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia
Os 47 veículos apreendidos foram levados ao depósito do Detro, além de 10 coletivos da Paranapuan. Já a “Operação Salomé” (batizada com esse nome pela personagem idosa de Chico Anysio), coordenada pelo Procon a pedido da secretária de Defesa do Consumidor, Cidinha Campos, levou para delegacia quatro motoristas que se recusaram a parar nos pontos de ônibus para idosos.

“Quando um motorista se nega a abrir as portas do veículo está infringindo o artigo 96 do Estatuto do Idoso, que prevê pena de seis meses a um ano de reclusão, além de multa. A empresa também será multada”, garantiu o diretor de fiscalização do Procon, Fábio Domingos. Nesta sexta-feira, O Procon volta às ruas para continuar a operação.

O delegado Cláudio Ferraz, que comandou a operação “Transporte Legal”, disse que a polícia estuda responsabilizar criminalmente quem não tem licença para trabalhar por exercício irregular da profissão.

Ar-condicionado

A nivelação das tarifas de ônibus com ar-condicionado e sem, conforme publicado nesta quinta-feira na coluna ‘Informe do DIA’, agradou a maioria dos passageiros.

Para a publicitária Fernanda Tuber, 29, que realiza o trajeto do Itanhangá à Zona Sul, a medida é justa: “Acho ótimo, pois canso de pagar mais caro pelos com ar-condicionado, e só depois que pago descubro que o ar não está funcionando”.

Os entrevistados se mostraram preocupados, porém, se, com a mudança, a frota de ônibus for reduzida na cidade para arcar com prejuízos das empresas de ônibus. A secretaria municipal de Transportes ainda não precisou em quanto ficará o preço da nova tarifa.

POR ALESSANDRO LO-BIANCO E PALOMA SAVEDRA
READ MORE - Rio de Janeiro: Quarenta e sete veículos foram recolhidos e quatro motoristas, presos, em duas operações

Governo do Pará inicia contratação de consultoria internacional para o BRT

O Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) realizou nesta quinta-feira (11), a abertura da pré-qualificação das empresas interessadas em participar do processo de licitação da consultoria que irá elaborar serviços técnicos especializados das obras do BRT (Bus Rapid Transit) Metropolitano. A consultoria vai atuar nos projetos relativos à elaboração de estudos e projetos executivos de infraestrutura física, de modelo de gestão, de plano operacional e de sistema de controle operacional do corredor BR-316.

Os consórcios Ecoplan-NK- Planservi, Troncal Belém e Ductor-Setepla foram os grupos que apresentaram propostas. Após o recebimento dos documentos, a Comissão Especial de Licitação do NGTM fará a análise dos mesmos para saber quais consórcios estão habilitadas a continuar no processo licitatório, que será iniciado imediatamente após a pré-qualificação.

“Esta é uma etapa fundamental, pois dá início ao processo de contratação da Consultoria Internacional para implantarmos o BRT Metropolitano, que irá integrar os municípios da Região Metropolitana de Belém e contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas, especialmente aquelas que necessitam do transporte público para se deslocar. Esse projeto é um compromisso de campanha que está sendo concretizado pelo governador Simão Jatene”, explicou Cesar Meira, diretor geral do NGTM.

Cesar Meira explicou que por se tratar de recursos externos, a concorrência é internacional e tem por objeto fazer uma pré-seleção de empresas que participarão da licitação para elaboração dos projetos executivos da infraestrutura do BRT e os estudos das linhas desse novo sistema e, ainda, gerenciar as obras dessa infraestrutura.

Atividades

De acordo com o planejamento do NGTM, quando concluído todo o processo licitatório, o prazo previsto para a prestação dos serviços da Consultoria Geral será de 41 meses. Os serviços deverão ser iniciados em até 10 dias a partir da data de emissão da Ordem de Serviço pelo NGTM.

Entre as atividades, a vencedora, além de elaborar estudos e projetos, irá exercer atividades de gerenciamento geral e de obras do Corredor BR-316. Dessa forma, a contratada deverá estar apta para exercer todas as tarefas técnicas e administrativas que lhe forem conferidas pelo NGTM, de forma a assegurar a execução do projeto nos termos contratados. Outro requisito é que a empresa tenha condições plenas de alocar pessoal qualificado próprio em todos os níveis solicitados pelo governo, bem como os equipamentos necessários para o desenvolvimento das atividades.

O Governo do Estado, por meio do NGTM, publicou o edital de Pré-Qualificação nos jornais de grande circulação da cidade, e por se tratar de uma licitação internacional, também foi publicado na Folha de São Paulo, no Diário Oficial da União e no jornal americano Financial Times. O edital especificou as exigências que a contratada deve apresentar em termos de qualificação de pessoal, experiência, produtos e estrutura necessários para o desenvolvimento do trabalho.

O Ação Metrópole, projeto de desenvolvimento urbano do governo do Estado, é desenvolvido em parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) desde 1990. Em, 2013, a Jica, através de uma grande parceria com o Governo do Pará, também passou a ser financiadora do projeto. O BRT Metropolitano será dotado de terminal de integração em Marituba e estação de integração em Ananindeua, que permitirão integração físico-tarifária entre linhas do serviço alimentador e troncal.

O projeto contempla, ainda, viaduto de acesso ao terminal de integração; garagem de ônibus adjacente ao terminal de integração e, ao longo do km 0 ao 10 da rodovia BR-316, canaleta exclusiva, com pontos de parada em plataforma nivelada com o piso do BRT, passarelas de acesso a esses pontos de parada, além de ciclovia e calçadas. Com ônibus de 20m de comprimento para 200 passageiros, o sistema elevará a capacidade do corredor da BR-316 de 24 mil passageiros por hora no horário de pico por sentido para 48 mil passageiros.

Com a implantação do Ação Metrópole, a RMB, composta pelos municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara do Pará e Santa Izabel do Pará será integrada através do transporte público. Outro benefício do projeto é a redução de gás carbônico da natureza por meio da redução de veículos, somada a utilização de biocombustível, dessa forma, o projeto também contribuirá para uma melhor qualidade de vida das pessoas.

READ MORE - Governo do Pará inicia contratação de consultoria internacional para o BRT

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960