No Rio, Ônibus do BRT seguem superlotados durante a pandemia do coronavírus

domingo, 31 de maio de 2020

Dois meses após a Prefeitura do Rio decretar a proibição de viagens com passageiros em pé nos ônibus do município como medida protetiva contra o coronavírus, cariocas relatam superlotação nas estações e dentro dos coletivos do sistema BRT.

A Secretaria Municipal de Transportes diz que tem realizado fiscalizações diárias, em diferentes turnos, para checar se há lotação indevida nos ônibus e se o consórcio BRT está cumprindo as alterações previstas na operação das linhas para evitar aglomerações.

O que diz a prefeitura
A Secretaria municipal de Transportes informou, em nota, que durante a pandemia já aplicou ao consórcio BRT 472 multas por lotação e outras irregularidades, como circulação com lotação acima e frota reduzida de determinadas linhas..

Ao contrário do que foi mostrado na reportagem, a pasta afirmou que desde o dia 22 de março agentes da Guarda Municipal orientam os passageiros nas estações para evitar aglomeração e coibir que as pessoas sejam transportadas em pé . Confira a nota na íntegra:

"Os fiscais da Secretaria Municipal de Transportes têm realizado fiscalizações diárias, em diferentes turnos, para checar se há lotação indevida nos ônibus e se o consórcio BRT está cumprindo as alterações previstas na operação das linhas para evitar aglomerações.

A Secretaria municipal de Transportes tem insistido junto ao consórcio BRT para que colabore e cumpra sua parte.

Durante a pandemia, a SMTR já aplicou 472 multas por lotação e outras irregularidades, como circulação com lotação e frota reduzida de determinadas linhas, o que não foi permitido pela secretaria.

As ações da SMTR para verificar o cumprimento das medidas de contenção da Covid-19 seguem intensificadas.

A Guarda Municipal realiza, desde o dia 22 de março, a orientação de passageiros nas estações do sistema BRT para evitar aglomeração e também coibir que as pessoas sejam transportadas em pé nos ônibus.

Durante o patrulhamento de rotina, os agentes distribuem máscaras de proteção e orientam passageiros sobre a importância da utilização do equipamento individual como forma de minimizar os riscos de transmissão e contaminação do novo coronavírus.

Além disso, as equipes utilizam os carros para transmitir mensagens sonoras de conscientização, a fim de reduzir o risco de disseminação do vírus na cidade."

READ MORE - No Rio, Ônibus do BRT seguem superlotados durante a pandemia do coronavírus

Trensurb lança painel no Centro de Porto Alegre alertando para uso de máscaras nos trens

Os acessos à Estação Mercado do metrô localizados na Praça Revolução Farroupilha receberam a instalação de adesivos da campanha de comunicação da Trensurb que busca contribuir na prevenção da propagação da Covid-19. 

As duas peças – uma medindo 2 metros de altura e 20 de largura e a outra, 2 metros de altura e 8 de largura – chamam a atenção de quem chega à estação, a mais movimentada do metrô, para a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção no transporte público. 

O Decreto Nº 55.220, de 30 de abril de 2020, do Governo do Estado, tornou o uso de máscaras obrigatório nos meios de transporte coletivo. Mais tarde, o Decreto Nº 55.240, de 10 de maio de 2020, estendeu a obrigatoriedade a todos os espaços de uso coletivo.

Desde a última semana de abril, antes dos decretos determinando a obrigatoriedade, a campanha da Trensurb já recomendava o uso de máscaras nos trens e estações. “O nosso papel tem que ser essencialmente de educadores”, afirma o diretor-presidente da Trensurb, Pedro Bisch Neto, reforçando que o objetivo da campanha é conscientizar os usuários para que tenham atitudes que contribuam com a segurança e a saúde de todos.

A utilização de máscaras caseiras em locais públicos é recomendada pelo Ministério da Saúde e tem sido adotada como medida preventiva à transmissão do novo coronavírus em várias partes do mundo, tendo como base estudos diversos sobre as formas de contágio da Covid e outras doenças respiratórias.

Vale lembrar, no entanto, que apesar do uso de máscaras contribuir, não garante que o contágio será evitado. Por isso, é importante seguir evitando sair de casa e, quando for necessário circular por outros locais, continuar adotando outras medidas de prevenção e higiene. As peças da campanha de comunicação da Trensurb são veiculadas por meio de avisos sonoros no metrô, na programação do Canal Você – que conta com monitores nos trens e estações –, nos perfis da Trensurb nas redes sociais e por meio de materiais impressos.

Informações: Trensurb
READ MORE - Trensurb lança painel no Centro de Porto Alegre alertando para uso de máscaras nos trens

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960