Em Curitiba, Urbs passará a usar 80% da frota de ônibus a partir de segunda-feira

terça-feira, 26 de maio de 2020

Com o aumento de passageiros registrado nas últimas semanas e o possível incremento de usuários no transporte coletivo decorrente da possibilidade de reabertura de shopping centers, a Urbanização de Curitiba (Urbs) vai reforçar a frota de ônibus da capital.

A partir de segunda-feira (25/5), o sistema passará a operar com 80% da frota total de 1,5 mil ônibus, contra a média de 65% que vinha sendo usada. O número de passageiros transportados, no entanto, ainda está muito abaixo dos períodos de normalidade – cerca de 260 mil por dia, contra 756 mil ao dia de antes da pandemia.

Na última sexta-feira (22/5), a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) publicou a nota orientativa 34/2020, estabelecendo as condições para regulamentar o funcionamento dos pontos comerciais que já estão abertos no Estado ou aqueles que pretendem retomar as atividades. O Município vai seguir essas orientações.

Linhas
Com o reforço, a linha Inter 2 vai funcionar com 100% da frota nos dias úteis. As linhas expressas Pinheirinho-Rui Barbosa, Santa Cândida-Capão Raso e Circular Sul vão operar com 90% da capacidade nos horários de maior movimento e as linhas alimentadoras, que atuam na região Sul da cidade, vão funcionar com 100% no horário de pico. Também será feito o reforço na linha Boqueirão-Centro Cívico nos picos da manhã e da noite.

“Vamos fazer essa adequação e monitorar diariamente o movimento, usando também a tecnologia das câmeras do Centro de Controle Operacional (CCO). Determinei que seja colocada uma frota reserva de prontidão, para caso de necessidade, e poderemos ampliar a frota até os 100%, com 1,5 mil ônibus”, disse o prefeito Rafael Greca.

Segundo o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, é preciso que o comércio de rua e os shoppings trabalhem em horários alternativos para não sobrecarregar, principalmente nos horários de pico, o sistema de transporte, que precisa operar com folga para evitar aglomerações e obedecer a conduta de prevenção da transmissão do novo coronavírus.

A previsão inicial da Urbs é de um aumento de cerca de 20% no fluxo de pessoas no sistema de transporte da capital com a possível reabertura dos shoppings centers.

“Estamos nos antecipando e, com essa reorganização das linhas, tornamos mais eficiente o transporte para atender essa demanda”, afirmou Maia Neto.

“É uma fase de transição. Vamos passar de uma fase mais aguda da pandemia, com maior isolamento, para o chamado novo normal, com um número maior de pessoas circulando, mas ainda com restrições. Teremos que monitorar de perto como isso vai acontecer até a volta da normalidade”, disse Greca.

Escolas Fechadas
Apesar da abertura do comércio, as escolas permanecem fechadas, o que deve manter o movimento no transporte coletivo ainda abaixo da média normal, de acordo com a Urbs.

Um apelo que a Prefeitura tem reiterado é para que os idosos, que são grupo de risco da Covid-19, evitem usar os ônibus. O movimento diário de passageiros da terceira idade no sistema está em cerca de 17 mil. "Não queremos que os idosos se exponham ao risco de transmissão, então fiquem em casa", alertou o prefeito.

Orientação
Para evitar aglomeração, a Urbs já tomou uma série de medidas no transporte coletivo. Os ônibus das principais linhas só podem sair dos terminais com lotação máxima de 50%. Todos os terminais têm marcações para que os passageiros mantenham uma distância de, no mínimo, 1,5 metro entre si e há distribuição de folders com orientações sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras, necessidade de manter o distanciamento e as janelas abertas nos veículos. Cartazes, faixas e painéis eletrônicos nos ônibus também trazem informações sobre a prevenção da Covid-19.

Fiscais e agentes da Guarda Municipal fazem o trabalho de orientação, que ganhou também o apoio do Exército desde o último dia 14 de maio. O trabalho, que duraria 10 dias, vai ser prorrogado.

A força tarefa, que conta com a participação de 80 soldados, está concentrada – entre 5h30 e 8h30 – nos principais terminais (Pinheirinho, Santa Cândida, Cabral, Centenário de Boqueirão). No fim do dia, entre 16h30 e 19h30,  a cooperação entre Prefeitura e Exército será nas estações-tubo nas praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e na estação Central.

Informações: URBS

Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Curitiba, Urbs passará a usar 80% da frota de ônibus a partir de segunda-feira

ATP solicita suspensão de 12 linhas de transporte coletivo em Porto Alegre

segunda-feira, 25 de maio de 2020

A Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) solicitou a suspensão de 12 linhas de ônibus a partir da próxima segunda-feira (25). O pedido foi feito à Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), motivado pela redução na demanda nos últimos dois meses, que chegou a 80% no volume diário de passageiros. A suspensão afetaria o itinerário das empresas Viva Sul, MOB, Mais e Via Leste.

Para prefeitura de Porto Alegre, a ação seria um descumprimento de contrato e informa que a operação deve ser mantida. Segundo o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), o executivo estaria “preparando alternativas para uma possível interrupção do transporte, inclusive com apoio do Exército", segundo nota divulgada nesta sexta-feira (22).

As linhas atingidas são: 361 CEFER, 255 Caldre Fião, 718 Ilha da Pintada, 705 2 Aeroporto / CEASA, B09 Aeroporto / Indústrias / Iguatemi, 654 Educandário Petrópolis, 473 Jardim Carvalho / Jardim do Salso, 525 Rio Branco / Anita / Iguatemi, 282 Cruzeiro do Sul, 282 1 Pereira Passos, 289 Rincão / Via Oscar Pereira, 2843 B.Velho (S.Francisco) / Rincão / Betão até Azenha.

No total, seriam 526 viagens a menos por dia durante a semana, atingindo mais de 15 mil passageiros, segundo números da prefeitura. Nos fins de semana, a suspensão atingiria mais de sete mil pessoas - em um total de 390 viagens diárias a menos.

Informações: Jornal do Comércio

READ MORE - ATP solicita suspensão de 12 linhas de transporte coletivo em Porto Alegre

CTTU faz mudanças no cruzamento da Agamenon com a Rui Barbosa

A partir desta segunda-feira (25), a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) irá implantar duas alterações no cruzamento das avenidas Agamenon Magalhães com a Rui Barbosa, perto do Parque Amorim e do Tribunal Regional Eleitoral. A primeira mudança é para quem vem pela Rui Barbosa: antes de se aproximar do cruzamento, se for para Olinda ou para o centro, deve se manter nas faixas da esquerda; se for para Boa Viagem, à direita. 

Neste caso, a CTTU irá montar canteiros para deixar bem separados os fluxos da Rui Barbosa. Com isso, o local ganhará novas faixas de pedestre, que reduzirão o tempo de travessia por lá - de 160 para 90 metros. 

A segunda mudança é na pista local/paralela da Agamenon, no sentido Boa Viagem/Olinda. Ao se aproximar do Parque Amorim, o motorista não poderá mais seguir direto como acontece hoje. Terá de virar à direita, na Rua João Fernandes Vieira e, depois, entrar novamente na avenida.

A CTTU acredita que as mudanças darão mais fluidez ao trânsito neste trecho da Agamenon e beneficiará, além dos pedestres, os usuários de transporte público. A via é um grande corredor de ônibus e tem recebido diversas intervenções para melhorar a mobilidade dos coletivos. 

“Este é mais um projeto na Avenida Agamenon Magalhães dedicado à segurança do pedestre, que faz parte de um plano mais amplo da gestão em implantar várias intervenções ao longo da via que viabilizem o tráfego e a segurança viária dos que andam a pé”, diz a presidente da autarquia, Taciana Ferreira.

Informações: Diário de Pernambuco


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - CTTU faz mudanças no cruzamento da Agamenon com a Rui Barbosa

Grande Recife disponibiliza ônibus extras durante a quarentena

domingo, 17 de maio de 2020

Com o estabelecimento oficial da quarentena neste sábado (16), nos municípios do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata, passam a valer as medidas restritivas de circulação de pessoas nas ruas e no transporte público, previstas no decreto 49.017/20, publicado na última segunda-feira (11). Pelo texto, apenas profissionais dos serviços essenciais poderão utilizar os ônibus até o fim deste mês, com o uso obrigatório de máscaras e apresentação de documentos comprobatórios. A medida tem o objetivo reduzir a proliferação do novo coronavírus na RMR. Além do trabalho de fiscalização, que será feito em conjunto com as empresas operadoras e a Secretaria de Defesa Social (SDS), o Grande Recife Consórcio de Transporte também ampliará a oferta de ônibus para evitar aglomerações.

A partir da próxima segunda-feira (18), o consórcio disponibilizará ônibus extras em 15 terminais integrados*. A medida foi tomada após análise da evolução da demanda de passageiros a partir da última terça-feira (12), quando começou o período educativo das novas medidas restritivas. Para este final de semana, quando circulam menos passageiros, o reforço será nos TIs PE-15, Joana Bezerra, Macaxeira, Camaragibe e Jaboatão. Os veículos extras serão colocados em operação de acordo com o aumento da demanda de passageiros. A disponibilização desses ônibus poderá aumentar em até 20% o número de viagens a depender do terminal. É importante destacar que os técnicos do Consórcio continuarão acompanhando a operação e fazendo os ajustes necessários para evitar aglomeração nos TIs.

Os ônibus não poderão circular com o número de passageiros além de sua capacidade máxima, devendo haver embarque sentado. Na prática, isso significa que, a depender do layout do veículo, os ônibus só poderão circular com até 50 pessoas.

A normativa determina ainda que é obrigação da empresa operadora a recusa de passageiro que não faça uso de máscara facial, por tratar-se de risco à segurança sanitária. Nos terminais integrados, fiscais do Grande Recife e policiais militares darão apoio aos operadores para o cumprimento do uso do acessório. Para dar mais visibilidade à determinação, estão sendo aplicados adesivos nos vidros dianteiros dos ônibus com a mensagem de embarque permitido somente com máscaras.

Caso o usuário do transporte retire a máscara durante a viagem, o motorista só dará continuidade quando todos estiverem usando o acessório. Se o usuário insistir no descumprimento da medida, o motorista interromperá viagem e solicitará que o passageiro desembarque do veículo.

Se julgar necessário, o profissional poderá solicitar apoio aos agentes de segurança pública (policial militar, policial civil ou guarda municipal) nos pontos de bloqueio montados nas cinco cidades. Não encontrando o agente de segurança, o motorista deve acionar a Polícia Militar pelo número telefônico 190.

É importante reiterar que durante o rodízio de veículos particulares só poderão circular no transporte público de passageiros os profissionais dos serviços essenciais. O embarque desses passageiros será mediante declaração ou documento comprobatório de serviços essenciais. A lista dos serviços essenciais pode ser consultada no link:
https://www.pecontracoronavirus.pe.gov.br/consulte-aqui-a-lista-de-servicos-essenciais/

*Terminais Integrados com ônibus extras: Joana Bezerra, Tancredo Neves, Macaxeira, Caxangá, Aeroporto, Jaboatão, Barro, TIP, Cajueiro Seco, Xambá, PE-15, Camaragibe, Pelópidas Silveira, Igarassu e Cabo.

Distribuição de máscaras – Nesta semana, cerca de 30 mil máscaras foram distribuídas aos usuários das linhas mais movimentadas dos Terminais Integrados Joana Bezerra, Pelópidas Silveira, Macaxeira, Camaragibe, Cajueiro Seco, Tancredo Neves, PE-15, Xambá e Barro. Cada usuário recebeu duas máscaras de tecido, que são reutilizáveis, como parte de um kit que também continha folder educativo com instruções de como usar e lavar o acessório de proteção individual.

READ MORE - Grande Recife disponibiliza ônibus extras durante a quarentena

Setuf apresenta plano sanitário para retomada do transporte coletivo em Florianópolis

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf) apresentou um plano sanitário para a retomada do transporte coletivo em Florianópolis e região. O documento foi divulgado à imprensa. Não há definições sobre a volta do transporte. O anúncio deve ser feito quando houver uma definição pelo Governo de Santa Catarina. A partir do momento que isso ocorrer e a prefeitura autorizar a retomada do sistema, esse plano será colocado em prática.

Segundo o Setuf, equipes estarão nos terminais de integração (quando disponível) ou em pontos de início ou fim de serviço (nos casos de operação sem passagem por terminal), realizando higienização da frota, ao longo do dia de operação. Os veículos serão higienizados, a cada operação. Será obrigatório o uso de máscaras e nos terminais serão instaladas pias com água e sabão. Dentro dos coletivos, já foram instalados dispensers de álcool gel.

Não há como evitar aglomerações e o plano diz que será observada como lotação do ônibus, a quantidade máxima de passageiros sentados e uma quantidade de passageiros em pé que não gere a necessidade das pessoas terem que se encostar umas nas outras durante o trajeto. O motorista tem autonomia de decidir não parar mais em pontos, mesmo com a solicitação de passageiros, até que a lotação permita novos embarques.

Dentro dos terminais já foram colocadas marcações e anúncios onde as pessoas são orientadas a manter a distância de, no mínimo, 1,5 metro.

Os amarelinhos também circulam, segundo o plano, com as mesmas medidas de segurança. Além disso, os veículos não vão operar com ar-condicionado, sendo as janelas abertas para evitar a proliferação de vírus e bactérias.

Prefeito diz que é cedo
O prefeito Gean Loureiro (DEM) disse, na tarde desta quarta-feira (13), que caso o Governo do Estado libere o transporte coletivo, Florianópolis manterá as restrições. O mandatário alega que as equipes técnicas da Saúde analisam que é muito cedo ainda para liberar o transporte. Isso pode causar um aumento considerável nos contágios por coronavírus (covid-19) na Capital.

READ MORE - Setuf apresenta plano sanitário para retomada do transporte coletivo em Florianópolis

Urbs Curitiba suspende passe escolar até a volta das aulas presenciais

A Urbanização de Curitiba (Urbs) vai suspender a validade do cartão-transporte estudante até a volta das aulas presenciais nas escolas. A empresa, que administra o transporte coletivo na cidade, detectou um aumento no uso do cartão estudante nas últimas semanas, mesmo com as aulas presenciais suspensas. Ao todo são 7,8 mil passes escolares ativos na capital.

Na quarta-feira (13/5), 400 estudantes utilizaram o cartão no sistema de transporte coletivo. Em 13 de abril, esse número estava em 296 estudantes. A média de estudante usando os ônibus da cidade passou de 288 para 400.

“Não se justifica essa movimentação, já que as aulas estão sendo realizadas on-line.O cartão estudante é exclusivo para deslocamento para a escola. Vamos suspender a validade até a volta das aulas para evitar que esses estudantes contribuam para a aglomeração nos ônibus e corram o risco de contrair a covid-19 “, diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

As aulas presenciais foram suspensas em escolas e universidades justamente para evitar a transmissão do novo coronavírus. Em março dois decretos do governo estadual (4.230 e 4.258) suspenderam as aulas presenciais nas escolas públicas e privadas no Estado. Nas escolas municipais, a suspensão começou em 23 de março. 

O passe escolar é voltado para alunos matriculados em escolas de ensino regular fundamental, médio, técnico ou superior, residentes e estudantes em Curitiba. Aos alunos cadastrados, permite uma redução de 50% no valor da tarifa, com o direito a dois vales diários.

Fique em casa
A Urbs vem reforçando o apelo para a população fique em casa e só saia em caso de necessidade. Idosos são outro grupo que tem gerado preocupação, com o aumento do fluxo de pessoas com mais de 65 anos nos ônibus da capital.

A população idosa é considerada grupo de risco para a covid-19, mas muitos estão furando o isolamento e voltaram a pegar ônibus. Na quarta-feira (13/5), 16,7 mil idosos usaram o transporte coletivo. A média semanal de passageiros idosos no sistema, que estava em 11 mil há um mês, hoje está em 18 mil.

“Estamos pedindo para que a população idosa fique em casa e só use o transporte coletivo em extrema necessidade e fora dos horários de pico. Queremos preservar a saúde dessa população e evitar a contaminação. Estamos monitorando o fluxo e se ele continuar aumentando podemos adotar medidas como limitar a gratuidade somente para horários fora do pico, como das 10h às 16h”, diz o presidente da Urbs.


READ MORE - Urbs Curitiba suspende passe escolar até a volta das aulas presenciais

Em Uberaba, Gratuidade de idosos nos ônibus segue suspensa

Suspensão de gratuidade para idosos no transporte coletivo será prorrogada novamente. O decreto que cortou a isenção no ônibus para pessoas a partir de 60 anos vence no domingo (17), mas o prefeito Paulo Piau (MDB) posicionou que a medida será estendida por, pelo menos, mais uma semana.

Piau revelou que a suspensão da gratuidade para os idosos no transporte coletivo já está sendo alvo de questionamento pelo Ministério Público, porém, o corte temporário da isenção será mantido. "Não podemos estimular os idosos a ir para a rua agora. Vale a pena continuar com essa restrição para proteger o idoso. Esse é nosso objetivo", manifesta.

Segundo o chefe do Executivo, esclarecimentos técnicos serão apresentados à Promotoria para comprovar a necessidade da medida e prorrogar a suspensão da gratuidade. O prefeito afirma que a situação voltará a ser analisada no fim da próxima semana, juntamente com a flexibilização para a retomada gradativa de outros setores econômicos da cidade.

O corte da isenção no ônibus para pessoas a partir de 60 anos está em vigor desde o dia 26 de março e foi adotada para reduzir a circulação nos ônibus de pessoas de terceira idade nos ônibus, já que a faixa etária acima de 60 aos é considerada um dos grupos de risco para a Covid-19.

Informações: JM Online



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Uberaba, Gratuidade de idosos nos ônibus segue suspensa

Transporte público no DF volta a operar normalmente

A partir desta segunda-feira (18), as operadoras do Sistema de Transporte Público Coletivo do Distrito Federal (STPC/DF) deverão utilizar toda a frota de ônibus disponível e cumprir a tabela normal de viagens em todas as linhas. As empresas também deverão reforçar as linhas mais demandadas, sobretudo nos horários de pico, como forma de garantir segurança aos passageiros na volta das atividades empresariais na capital.

Como as atividades escolares continuam suspensas, a Secretaria de Transporte e Mobilidade determinou que os ônibus que atendem setores onde o público é formado prioritariamente por estudantes sejam remanejados, nos horários de pico (manhã e tarde), para reforçar as linhas mais demandadas – como as que ligam o Plano Piloto às demais cidades do DF. A Semob continuará monitorando o movimento de passageiros para fazer os ajustes de acordo com as necessidades.

No período de isolamento social, o STPC/DF registrou a redução de até 74% na demanda de usuários no transporte público do DF. Com a volta escalonada das atividades empresariais, a demanda por transporte público deverá aumentar gradativamente, podendo atingir a média de 1,3 milhão de acessos diários nos próximos 45 dias.

Para que o transporte coletivo atenda às necessidades da população, a Semob está fazendo todos os ajustes operacionais.

As operadoras devem intensificar os cuidados para evitar a propagação do coronavírus. Entre as medidas de combate à pandemia da Covid-19, a Semob determinou que as operadoras do transporte público cumpram as regras de segurança e exijam que os usuários usem máscaras de proteção individual para embarcar durante as viagens.

Para facilitar o acesso ao equipamento de proteção, a Secretaria está distribuindo máscaras nos terminais rodoviários e estações do Metrô. Já foram distribuídas 188 mil máscaras laváveis e reutilizáveis em 21 terminais e nas estações.

A Secretaria também determinou que as empresas disponibilizem máscaras para motoristas e cobradores dos ônibus. A medida está de acordo com decreto do GDF, que tornou obrigatório o uso de máscara para todos que estiverem em ambiente público, nos estabelecimentos empresariais, no transporte coletivo, ou utilizarem os serviços de táxi e aplicativos.

Além disso, permanece obrigatório que as partes internas dos ônibus onde os passageiros colocam as mãos, tais como corrimãos, barras de apoio de sustentação, roletas, apoios de porta, entre outros sejam higienizadas rotineiramente.

READ MORE - Transporte público no DF volta a operar normalmente

MP quer 100% da frota de ônibus durante horários de pico em Aracaju

O Ministério Público de Sergipe informou, nesta sexta-feira (15), que apresentou contrarrazões ao recurso do Município de Aracaju contra a decisão liminar proferida nos autos da Ação Civil Pública (ACP) ajuizada, para que a Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) promovesse a fiscalização do sistema de transporte coletivo na cidade de Aracaju, com objetivo de manter a circulação normal da frota de veículos coletivos nos horários de maior concentração de pessoas.

Em seus argumentos, o MP insiste que a SMTT deverá fiscalizar o cumprimento das regras estabelecidas no Decreto Estadual nº 40.567/20, que proíbe a formação de aglomeração de pessoas nos terminais e o transporte de passageiros em pé.

Após o Poder Judiciário ter concedido a liminar ao Ministério Público, no dia 06 de maio, determinando que os veículos voltassem a circular com a frota normal nos horários de maior movimentação o Município de Aracaju editou o Decreto nº 6.133/20, no dia 07, e reduziu a frota de veículos em 30% em dias úteis, independente do horário de pico. Nesse sentido, a SMTT interpôs recurso para cumprimento das normas do novo decreto que reduziu a circulação frota de veículos coletivos na cidade de Aracaju.

“O Decreto Municipal nº 6.111/20 estabelecia a redução da frota de veículos coletivos na cidade em 30%, mas apenas fora dos horários de pico. Com a alteração do decreto, essa redução será durante todo o tempo de circulação. Os terminais são os locais onde há maior incidência de contaminação pela Covid-19, perdendo apenas para hospitais. A redução da frota nos momentos de maior movimentação de pessoas é incompatível com o aumento do número de trabalhadores que necessitam do transporte, já que o Governo do Estado flexibilizou algumas atividades. Um verdadeiro prejuízo à população de Aracaju, que passará a ter um serviço impróprio, com número reduzido de veículos em circulação, aumentando o risco de contaminação. A população não tem opção e precisa do serviço. O Ministério Público já apresentou sua manifestação quanto ao recurso e continuará buscando alternativas para defender quem precisa usar o transporte público em meio a pandemia”, disse a promotora de Justiça Euza Missano.

Informações: G1 SE



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página

READ MORE - MP quer 100% da frota de ônibus durante horários de pico em Aracaju

Passageiros reclamam de fila e lotação em ônibus de Campinas

Passageiros do transporte público coletivo de Campinas (SP) reclamaram, na madrugada desta sexta-feira (15), por terem que enfrentar fila e lotação ao pegar o ônibus da linha 212 no Terminal Campo Grande. A lotação nesta linha é frequente e causa risco de contágio do novo coronavírus.

Juliana Silva é uma das moradoras que relataram o problema. Em imagens enviadas à EPTV, afiliada da TV Globo, é possível ver grande aglomeração de passageiros nas filas. Quando o ônibus chegou, todos entraram. A linha faz o itinerário até o Centro de Campinas.

Mesmo com a obrigatoriedade de se utilizar máscaras no transporte coletivo, os passageiros acabam por não cumprir o distanciamento necessário e havia gente sentada até no chão do veículo.

Em nota, a Emdec, empresa que administra o transporte na cidade, informou que monitora diariamente o fluxo de passageiros e que, por notar um aumento nesta madrugada, irá adicionar mais dois veículos da linha para diminuir a lotação.

Informações: TV Globo



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Passageiros reclamam de fila e lotação em ônibus de Campinas

Curitiba terá apoio do Exército para orientar passageiros nos terminais

quarta-feira, 13 de maio de 2020

A Prefeitura de Curitiba vai contar, a partir de quinta-feira (14/5) com o apoio do Exército para que os ônibus das principais linhas saiam dos terminais com lotação máxima de 50%. A operação é uma força-tarefa, que terá um efetivo de 80 soldados para ajudar os agentes da Guarda Municipal, Defesa Social e da fiscalização da Urbs a orientar os usuários do sistema de transporte também sobre a obrigatoriedade do uso da máscara e do distanciamento de 1,5 metro entre os passageiros na fila. A operação deve durar, inicialmente, 10 dias, mas pode ser prorrogada, se houver necessidade.

A Urbs vem, desde a semana passada, intensificando a orientação, por meio de fiscais e da Guarda Municipal, sobre as novas normas de conduta, que seguem a Resolução 01/2020, da Secretaria Municipal de Saúde para combater o avanço dos casos da Covid-19 na capital. Os soldados estão recebendo orientação da Urbs para fazer a abordagem de forma pacífica e seguindo a conduta já estabelecida pelos fiscais e agentes da Guarda Municipal.

O período de temperaturas mais baixas é considerado mais crítico para a propagação da doença e os cuidados para evitar aglomeração precisam ser redobrados.  

A Urbs está colocando em todos os terminais marcações para que os passageiros mantenham uma distância de no mínimo 1,5 m entre si e vem distribuindo folders sobre as orientações aos passageiros.

“Os soldados serão um reforço importante ao efetivo de fiscais que já vêm promovendo esse trabalho de conscientização da população. O caráter dessa operação é orientativo”, explica o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

A força-tarefa será concentrada – entre 5h30 e 8h30 – nos principais terminais (Pinheirinho, Santa Cândida, Cabral, Centenário de Boqueirão). No fim do dia, entre 16h30 e 19h30,  a cooperação entre Prefeitura e Exército será nas estações tubo nas praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e na estação Central e no terminal do Pinheirinho. Serão 40 soldados em cada período. 

Outra ação será em relação à limpeza dos ônibus, que também ganhará reforço do Exército.  A Urbs, que vem intensificando a limpeza de terminais, pontos e estações -tubo, vai contar com o apoio dos soldados para fazer a assepsia dos ônibus da frota. O trabalho deve começar nas próximas semanas. A limpeza, com quartenário de amônia ( desinfetante e bactericida) será feita nos cerca de 800 ônibus que estão em circulação.

Idosos
Como parte do esforço de preservar a saúde da população, a  Urbs estuda ainda implantar mudanças na gratuidade no transporte coletivo para idosos em função do aumento, nas últimas semanas, do fluxo de pessoas com mais de 65 anos nos ônibus da capital. A população idosa é considerada grupo de risco para a Covid-19, mas muitos estão furando o isolamento e voltaram a pegar ônibus.

A média semanal de passageiros idosos no sistema, que estava em 11 mil há três semanas, praticamente dobrou, para 20,8 mil. Na terça-feira (5/5) foram 21 mil usuários nessa faixa etária. “Estamos pedindo para que a população idosa fique em casa e só use o transporte coletivo em extrema necessidade e fora dos horários de pico. Queremos preservar a saúde dessa população e evitar a contaminação. Estamos monitorando o fluxo e se ele continuar aumentando podemos adotar medidas como limitar a gratuidade somente para horários fora do pico, como das 10h às 16h”, diz o presidente da Urbs.

Filas
Além de atuar no transporte coletivo, o Exército também firmou um acordo de cooperação para ajudar, junto com agentes da Guarda Municipal, a organizar as filas nas áreas externas a agências da Caixa Econômica Federal. A ação vai se dar em 18 agências do banco.

READ MORE - Curitiba terá apoio do Exército para orientar passageiros nos terminais

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960