No Rio, BRT suspende seis linhas de ônibus e cria outras quatro temporárias

terça-feira, 12 de maio de 2020

Para tentar diminuir as aglomerações nas estações e nos coletivos, o sistema BRT do Rio terá mudanças a partir desta segunda-feira (dia 11). Foram suspensas seis linhas, duas apenas das 9h às 16h, e criadas outras quatro, em caráter temporário.

A linha Mato Alto x Alvorada (parador), que começou a circular em março, no ínicio da pandemia do novo coronavírus, foi cancelada. No trajeto, os passageiros agora só têm a opção de veículo semi-expresso, que segue sem paradas do Mato Alto até a Salvador Allende e depois para em todas as estações até o Terminal Alvorada.

A linha expressa, que fazia a conexão Mato Alto e Alvorada, também foi descontinuada, junto com a que semi-expressa que liga Galeão ao Alvorada e a paradora do Fundão até a Divina Providência.

Os trajetos expressos de Sulacap e Madureira para o Terminal Alvorada deixarão de ser feitos entre a 9h e 16h, a partir desta segunda-feira.

Além da linha semi-expressa entre Mato Alto e o Terminal Alvorada, foram criadas conexões de Vicente de Carvalho até o terminal na Barra (semi-expressa); do Galeão a Santa Efigênia e do Mato Alto a Salvador Allende, em veículos que fazem paradas.

Segundo a Prefeitura do Rio, as mudanças foram feitas para dar maior agilidade no embarque e minimizar aglomerações de passageiros nas plataformas, como tem ocorrido diariamente nos horários de maior pico desde o início da pandemia do coronavírus, em março, quando o BRT teve as primeiras linhas canceladas.

A fiscalização que vem sendo feita pela Polícia Militar, pela Guarda Municipal e pela Secretaria municipal de Transportes para proibir que os veículos saiam lotados da Estação Jardim Oceânico, na Barra, não tem evitado que os passageiros fiquem próximos uns dos outros. Isso porque, proibidos de embarcar para ficar em pé nos ônibus, eles se aglomeraram nas plataformas. Como nem todas as estações contam com a fiscalização, os ônibus costumam encher ao longo do trajeto.

Multas aplicadas

Desde o início da fiscalização, em 20 de março, a prefeitura já aplicou 313 multas aos consórcios por lotação nos ônibus e outras irregularidades, como falta de vistoria e circulação com frota abaixo do determinado. A prefeitura informou que as mudanças que começarão a valer nesta segunda-feira vão proporcionar maior oferta de veículos e redução dos intervalos nos corredores onde há maior procura pelo transporte.

Esta é a segunda grande mudança feita pela prefeitura no BRT desde o início da pandemia do novo coronavírus. Em março, depois de suspender a circulação do BRT Transoeste nos fins de semana e nos feriados, a prefeitura cancelou as linhas que operam até o Jardim Oceânico.

No corredor Transcarioca, as conexões até a estação Jardim Oceânico também foram suspensas, deixando os usuários com a única opção para seguir até o terminal, na Barra, os ônibus comuns. Na ocasião, foram criadas duas novas linhas até o Alvorada. Uma delas, a paradora entre Mato o Alto e o Alvorada foi descontinuada na última sexta-feira.

Linhas suspensas:

30 – Galeão x Alvorada (semi-direto)

42 – Fundão x Divina Providência (parador)

13 – Mato Alto x Alvorada (expresso)

25 – Mato Alto x Alvorada (parador)

Linhas que deixam de circular entre 9h e 16h:
53 – Sulacap x Alvorada (expresso)

40 – Madureira x Alvorada (expresso)

Linhas criadas temporariamente para reduzir aglomerações:
31 – Vicente de Carvalho x Alvorada (semi-direto)

42E – Galeão x Santa Efigênia (parador)

27 – Mato Alto x Salvador Allende (parador)

28 – Mato Alto x Alvorada (semi-expresso) – expresso das estações Mato Alto até Salvador Allende e parador de Salvador Allende até Terminal Alvorada

Medidas de prevenção
De acordo com a Secretaria municipal de Transportes, equipes de fiscalização estão verificando se as empresas cumprem a determinação de realizar a desinfecção dos coletivos, diariamente, antes do início da operação, e o uso de máscaras pelos motoristas e pelos funcionários das garagens.

A secretaria afirmou que prorrogou a suspensão das gratuidades do passe livre nos transportes públicos para estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas municipais. Os universitários estão com o benefício suspenso somente até esta segunda-feira. Para alunos matriculados nas escolas do município, a suspenção em vigor termina na próxima sexta-feira, dia 15.

A secretaria municipal de Transportes também instituiu a limitação da gratuidade para idosos nos ônibus, para que só usem se precisarem se deslocar para obter atendimento médico. As viagens, que antes eram livres, passaram a ter o limite de quatro por dia para cada idoso.

READ MORE - No Rio, BRT suspende seis linhas de ônibus e cria outras quatro temporárias

Câmara de São Paulo votará R$ 1.000 mensais para motoristas de app

A Câmara Municipal de São Paulo vota na próxima quarta-feira (13) um pacote de medidas de combate aos efeitos econômicos da covid-19. Em destaque, projeto de lei (PL) do vereador José Police Neto (PSD) prevê auxílio emergencial para taxistas e motoristas que trabalham com aplicativos de viagem.

O auxílio, caso aprovado, será em três parcelas de R$ 1 mil. Após esse trimestre, a ajuda poderá ser prorrogada, se persistir a situação de emergência na cidade.

Os recursos necessários para o financiamento da medida virão dos valores arrecadados pelo Uso Intensivo do Viário. Hoje, essa taxa (paga nas corridas feitas por aplicativo) equivale a R$ 0,10 por quilômetro rodado, com cerca de R$ 200 milhões previstos no Orçamento da Cidade este ano. O Executivo ficaria autorizado a adiantar leilões futuros da taxa para obter mais recursos.

Police Neto alerta para o agravamento da situação dos cerca de estimados 200 mil motoristas profissionais da capital. “Apresentei o projeto na terça (5), antes de o novo rodízio ser anunciado. Além do risco de provocar o caos no transporte público coletivo, com mais aglomerações, o prefeito conseguiu piorar a situação dos motoristas de app, que já era grave”.

O PL também autoriza a Prefeitura a convocar motoristas de transporte individual de passageiros para executar tarefas de interesse público. Nesses casos, será obrigatório ao condutor passar por treinamento de uso de equipamentos de proteção individual.

A Câmara de São Paulo tem se mostrado ativa durante a crise da covid-19. Já votou projeto do Executivo que pedia a liberação de recursos dos fundos especiais para aplicar no combate ao novo coronavírus, além de projeto próprio para repassar 30% do salário e verba de gabinete dos vereadores para o combate à pandemia.

READ MORE - Câmara de São Paulo votará R$ 1.000 mensais para motoristas de app

Em Campinas, Rede Temática facilita acesso a hospitais

Campinas possui uma rede temática da Saúde. São 17 linhas do Sistema InterCamp que circulam com placas frontais e laterais identificadas com uma cruz vermelha sobre um fundo branco, simbolizando que os itinerários atendem à rede hospitalar.

Os ônibus trazem, ainda, a lista dos hospitais, em vermelho, nas laterais. A intenção é facilitar a identificação dos itinerários e garantir mais rapidez e agilidade nos deslocamentos.

Dentro da rede temática também há o chamado Linhão da Saúde: a linha 5.02 – Circular / Cento. Essa linha atende cinco unidades hospitalares: Casa de Saúde, Irmãos Penteado, Mário Gatti, Renascença e Vera Cruz.

Linhas da Saúde:

Linha 1.18 - Terminal Ouro Verde
Atendimento: hospitais Álvaro Ribeiro, Vera Cruz, Beneficência Portuguesa, Renascença, Irmãos Penteado e Casa de Saúde.

Linha 1.21 - Terminal Ouro Verde
Atendimento: hospitais Ouro Verde, Mário Gatti, Álvaro Ribeiro e Maternidade.

Linha 1.31 - Terminal Vida Nova
Atendimento: hospitais Ouro Verde, Mário Gatti, Álvaro Ribeiro e Maternidade.

Linha 1.54 - Terminal Vila União
Atendimento: hospitais Mário Gatti, Álvaro Ribeiro e Maternidade.

Linha 2.12 - Terminal Itajaí
Atendimento: PS Campo Grande, Hospital Celso Pierro e Maternidade.

Linha 2.13 - Terminal Itajaí
Atendimento: PS Campo Grande, hospitais Celso Pierro, Mário Gatti e Álvaro Ribeiro.

Linha 2.20 - Terminal Campo Grande
Atendimento: hospitais Celso Pierro, Renascença, Irmãos Penteado e Casa de Saúde.

Linha 2.64 - Vila Padre Anchieta
Atendimento: PS Padre Anchieta e Maternidade.

Linha 2.66 - Terminal Padre Anchieta / Hospital de Clínicas
Atendimento: PS Padre Anchieta e Hospital de Clínicas da Unicamp.

Linha 3.17 - Jardim São José / Jardim São Marcos
Atendimento: PS São José, hospitais Mário Gatti e Álvaro Ribeiro.

Linha 3.21 - Centro Médico / Bosque das Palmeiras
Atendimento: Centro Médico e Centro Boldrini.

Linha 3.30 - Unicamp
Atendimento: Maternidade.

Linha 3.32 - Terminal Barão Geraldo
Atendimento: Hospital de Clínicas.

Linha 3.57 - PUCC
Atendimento: hospitais Madre Theodora e Irmãos Penteado.

Linha 4.02 - Parque da Figueira I e II
Atendimento: Hospital Samaritano.

Linha 4.99 - Iporanga
Atendimento: Hospital Santa Edwiges.

Linha 5.02 - Circular Centro
Atendimento: hospitais Renascença, Irmãos Penteado, Casa de Saúde, Mário Gatti e Vera Cruz.

Informações: EMDEC




Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Campinas, Rede Temática facilita acesso a hospitais

Em Porto Alegre, Ônibus terão oferta de horários ampliada

O transporte coletivo de Porto Alegre terá ampliação de veículos a partir desta segunda-feira. A prefeitura anunciou a medida, após avaliar o aumento da demanda na Capital, com a flexibilização das medidas de distanciamento social.

Conforme nota oficial, as alterações são necessárias para adequar a oferta de horários em relação ao aumento gradual no número de passageiros transportados diariamente em relação à semana anterior. As tabelas de horários atualizadas podem ser acessadas no site da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

A oferta do transporte público está em 41% do número de viagens praticadas em um dia útil típico antes da pandemia de Covid-19, visto que a demanda de passageiros representa apenas 32% do total de transportados antes do início das medidas de restrição. As linhas 375, 429, 433, 439, 473 e 525 operadas pelos consórcios Mais e Via Leste passaram a operar novamente nos horários de entrepico (das 9h às 16h).

Com as alterações promovidas, o sistema de transporte de Porto Alegre tem um acréscimo de 111 viagens ofertadas aos clientes, em comparação com a última segunda-feira.

Informações: Correio do Povo
READ MORE - Em Porto Alegre, Ônibus terão oferta de horários ampliada

Grande Recife distribui máscaras de tecido aos usuários

A partir desta segunda-feira (11/05), o Grande Recife vai distribuir 30 mil máscaras de tecidos aos usuários das linhas mais movimentadas dos Terminais Integrados Joana Bezerra, Pelópidas Silveira, Macaxeira, Camaragibe e Cajueiro Seco. A ação é uma medida de combate à proliferação do novo coronavírus no transporte público de passageiros da Região Metropolitana do Recife.

O material será entregue às pessoas pelos facilitadores de embarque no período da manhã. Cada usuário receberá duas máscaras de tecido, que são reutilizáveis, como parte de um kit que também contem folder educativo com instruções de como usar e lavar o acessório de proteção individual. Além de informações sobre higienização, conforme as medidas sanitárias de prevenção para minimizar a transmissão do vírus que causa a doença Covid-19.

O Grande Recife esclarece que não será necessário as pessoas se deslocarem aos terminais para receber o material. As máscaras serão distribuídas àquelas que estiverem utilizando o sistema de transporte.

Os itens de proteção foram fabricados no Polo de Confecções de Pernambuco por meio de um plano de ação desenvolvido pelo Governo do Estado para estimular a cadeia produtiva durante a pandemia do novo coronavírus. Lançadas no início de abril pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDEC), em parceria com o Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções (NTCPE), as medidas estimularam a produção de máscaras, batas, toucas e protetores para os pés.

LAVATÓRIOS – No Terminal Integrado de Cajueiro Seco, o Consórcio ampliou o número de pias para que os usuários e funcionários do local higienizem as mãos com mais frequência. Os lavatórios foram instalados na área interna do terminal para facilitar o acesso das pessoas sem que precisem se dirigir aos banheiros.

Informações: GRCT
READ MORE - Grande Recife distribui máscaras de tecido aos usuários

GDF distribuiu mais de 90 mil máscaras nos terminais rodoviários e no Metrô

A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) já distribuiu mais de 90.700 máscaras faciais de proteção individual a usuários do transporte público coletivo do Distrito Federal. Em levantamento feito nesta sexta-feira (8), foram entregues 70.500 peças em 21 terminais rodoviários onde ocorre a distribuição. Em dez estações do Metrô-DF foram distribuídas 20.275 máscaras aos passageiros.

O acessório tem sido bem aceito e bastante procurado nos postos de distribuição. A dona de casa Marta Alves, moradora de Planaltina, disse que foi até o terminal rodoviário apenas para receber a máscara.

De uma família com cinco pessoas, ela contou que dispunha somente de uma máscara para cada um, e por isso pediu para levar algumas a mais para dar aos filhos. “Eu fico mais em casa, mas meus filhos precisam usar o transporte todo dia”, explicou.

“É um trabalho para ajudar a população mais carente, que não tem como comprar uma máscara, a ter como se proteger da propagação do coronavírus”, explicou o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro.

“O governo quer que 100% das pessoas tenham e usem a máscara para proteção. Quanto mais a gente facilitar o acesso a essas máscaras, sobretudo àquelas pessoas carentes, melhor para que diminua risco de proliferação [da Covid-19], principalmente entre as pessoas que precisam utilizar o transporte público”, completou.

A partir desta segunda-feira (11), o GDF irá fiscalizar o uso obrigatório de máscaras de proteção individual nas vias, estabelecimentos empresariais e no transporte público coletivo do Distrito Federal. A exigência foi estabelecida no Decreto 40.648/2020, com obrigatoriedade a partir de 30 de abril. Antes de começar a fiscalização, o GDF decidiu realizar ampla distribuição do equipamento.

A distribuição das máscaras continuará enquanto durar os estoques do GDF. As máscaras são entregues às pessoas que ainda não tiveram acesso ao equipamento. Cada pessoa pode receber até duas unidades. São máscaras de tecido, laváveis e reutilizáveis, indispensáveis como instrumento de proteção ao novo coronavírus.

“A máscara é importante igual lavar as mãos e passar álcool em gel”, comparou a vendedora ambulante Maria Amélia da Silva.

Praticamente sem trabalhar por medo da pandemia, ela conta que está sem dinheiro para adquirir as máscaras para a família. “Eu vim [ao banco] tentar receber o benefício [pensão]. Vou levar uma máscara para minha filha”, acrescentou.

READ MORE - GDF distribuiu mais de 90 mil máscaras nos terminais rodoviários e no Metrô

SPTrans irá bloquear 15 mil cartões do Bilhete Único Especial Idoso

A SPTrans informou que todos os cadastros para o Bilhete Único Especial Idoso serão validados com os dados da Receita Federal.

De acordo com a empresa, a primeira análise do banco de dados existente apontou que mais de 15 mil cartões do tipo Especial Idoso constam na Receita como CPFs de pessoas que já faleceram.

Os cartões serão bloqueados, gradativamente, em maio. A SPTrans informou que esta é uma forma de garantir que o benefício seja utilizado por quem de fato tem o direito.

Mesmo sem o Bilhete Único, os idosos podem viajar gratuitamente e desembarcar pela porta da frente dos ônibus apresentando o RG ao motorista.

Cartões que apresentarem divergências de dados, como CPF cancelado, nulo ou com titularidade diferente na base de dados da Receita também deverão ser bloqueados.

A orientação da SPTrans é de que os detentores destes cartões regularizem sua situação cadastral junto à Receita Federal.

O usuário poderá consultar a situação cadastral do seu CPF através do seguinte link: https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/CPF/ConsultaSituacao/ConsultaPublica.asp.

Beneficiários do Bilhete Único Especial Idoso podem entrar em contato com a SPTrans por meio do email atendimento.idoso@sptrans.com.br e solicitar, caso seja necessário, a atualização cadastral, enviando foto do documento original oficial com foto atualizada e uma foto pessoal para identificação.

READ MORE - SPTrans irá bloquear 15 mil cartões do Bilhete Único Especial Idoso

Uso de máscara será obrigatório no transporte público de São Paulo

O Governador João Doria anunciou semana passada que o uso de máscaras de proteção passará a ser obrigatório para passageiros do Metrô, da CPTM, dos ônibus intermunicipais da EMTU nas regiões metropolitanas e dos ônibus rodoviários fiscalizados pela Artesp. O Decreto nº 64.956 de 29/4/2020 já foi publicado no Diário Oficial e a medida passa a valer a partir da próxima segunda-feira (4). O uso de máscaras também será obrigatório nos ônibus da Prefeitura de São Paulo.

"Tenho certeza que essa medida será seguida também por decretos municipais dos demais prefeitos do Estado de São Paulo para tornar obrigatório o uso de máscaras no transporte coletivo. A obrigatoriedade é válida também para táxis e aplicativos, e a especificação será feita pelas prefeituras municipais", disse Doria.

A medida está alinhada com as ações que o Governo do Estado vem tomando para frear o ritmo de contaminação da COVID-19. "Mesmo quem não tem sintoma pode estar infectado e infelizmente acabar contaminando outro passageiro", lembrou o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. "Usar máscara é um cuidado pessoal e um gesto que demonstra respeito a quem está ao seu lado. Se todos colaborarem, vamos juntos vencer o Coronavírus", completou.

Caberá às empresas e aos prestadores de serviços fiscalizar e não permitir a entrada e a permanência de pessoas sem máscaras no interior das estações, dos vagões e dos ônibus. "As empresas serão fiscalizadas pelos órgãos estaduais e municipais e advertidas se identificarmos o não cumprimento desta determinação. Depois da advertência, serão multadas", explicou o Governador.

Redes Sociais

Outra fonte de informação ao cidadão são os canais oficiais da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) e das empresas nas redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter e Youtube. Em todas as plataformas é possível ter acesso a uma série de vídeos que tratam de medidas adotadas para combater o contágio. Também estão disponíveis vídeos educativos, ensinando como fazer máscaras caseiras, higienizar objetos pessoais e a forma correta de lavar as mãos, por exemplo.

Limpeza e Higienização

Além da intensificação na limpeza e higienização nos trens, ônibus, estações e terminais desde o início da disseminação do novo coronavírus, a STM analisa, também, a viabilidade higienizar os trens e ônibus intermunicipais com equipamento que emite luz ultravioleta (UV). A tecnologia foi testada no Metrô em parceria com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e poderá ser adotada na CPTM e na EMTU. O robô Hyperviolet C600 deverá ser um grande aliado no combate ao Coronavírus, porque é eficaz, ágil e de baixo custo. O aparelho tem a capacidade de desinfectar cada vagão ou veículo em até um minuto. O projeto foi idealizado no Brasil pelo piloto Lucas Di Grassi, com o conceito de protótipo realizado de forma técnica pela Zasso. A capacidade de desinfecção do equipamento depende da energia por área (joule/m2). Em uma aplicação com energia suficiente a capacidade de esterilização pode ser de 100%.

Informações: EMTU
READ MORE - Uso de máscara será obrigatório no transporte público de São Paulo

Uso de máscaras em ônibus é obrigatório em Minas Gerais

O isolamento social é a mais eficiente arma no combate ao novo coronavírus. No entanto, outra medida é fundamental para evitar o contágio quando for necessário sair de casa: o uso de máscaras, que, desde ontem, passou a ser obrigatório nos transportes coletivos intermunicipais e metropolitanos em Minas Gerais.

É verdade que os belo-horizontinos estão se protegendo, fazendo a sua parte para evitar a propagação do novo coronavírus. Mas também flagrou passageiros sem máscara, sem proteção e colocando as outras pessoas em risco. Mas isso era uma minoria.

A maioria das pessoas que estavam circulando em ônibus ontem usava a proteção facial. A passageira Márcia Aparecida Lopes disse que entende e aprova a medida. "É bom, protege a mim e ao próximo. O difícil é só acostumar, mas é questão de cuidado com a saúde. É importante porque muita gente pode estar com o vírus", afirmou, enquanto aguardava o coletivo.

Os passageiros devem, obrigatoriamente, usar máscaras de proteção dentro dos ônibus. Antes, era apenas uma recomendação. Agora, o motorista só poderá iniciar ou prosseguir viagem se todos estiverem com a proteção facial. Trata-se de uma deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19, que foi publicada no Diário Oficial da última quinta-feira e passou a ser exigida a partir de ontem.

De acordo com a deliberação, cabe as concessionárias e empresas responsáveis pela prestação dos serviços de transportes coletivos realizar o controle de embarque e permanência dos passageiros. A nova regra também será fiscalizada pelas autoridades sanitárias e órgãos de Segurança Pública.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) informou que orientou todos os seus profissionais para não deixarem entrar no veículo passageiro que estiver sem máscaras. Se o passageiro retirar a máscara já dentro do coletivo, o motorista está orientado a parar o veículo e chamar a Guarda Municipal ou a Polícia Militar para as devidas providências. De acordo com o Setra-BH, o número de viagens disponíveis atende à demanda de passageiros que caiu em 70%. No entanto, não informa qual é a frota circulando no momento.

SOLICITAÇÃO

Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) informou que solicita que às pessoas que cumpram as determinações, sejam ela municipais ou estaduais. “A PMMG esclarece que age de maneira complementar ao serviço de fiscalização da Guarda Municipal, onde há este serviço, ou de maneira prioritária onde não há Guarda Municipal.”A corporação ainda pontuou “que o papel da instituição tem sido de orientação, mediação e prevenção e que, nos casos atendidos pela instituição, as pessoas têm cumprido as ordens de maneira imediata”.

Desde 14 de abril, o uso de máscaras era obrigatória para os funcionários das empresas de transporte coletivo, como motoristas e agentes de terminais e estações de transferência. As autoridades sanitárias alertam para o uso correto do equipamento de segurança e reforçam que é uma das medidas preventivas. As pessoas devem manter os cuidados com a higiene, evitando colocar as mãos no rosto, mantendo-as limpas seja lavando com água e sabão, seja com o uso de álcool em gel.

READ MORE - Uso de máscaras em ônibus é obrigatório em Minas Gerais

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960