Volvo entrega 40 novos ônibus à capital paranaense

domingo, 3 de maio de 2020

A Volvo entregou à cidade de Curitiba (PR) 40 novos ônibus. O lote se divide em modelos convencionais, padron, articulados e biarticulados, montados sobre chassis B270F, B250R e B340M. Todos os veículos foram financiados pelo Banco Volvo.

Os modelos pesados (biarticulados, articulados e padron) recebem itens como controle eletrônico de aceleração e sistema automático de nivelamento da suspensão a ar. Além disso, estão habilitados para ativação do controle automático de velocidade, sistema que utiliza o navegador GPS para reduzir automaticamente a velocidade em áreas críticas como terminais, perto de escolas ou hospitais.

Em 2018, ano de implantação dessa tecnologia, houve redução de 50% nas colisões no eixo norte do BRT da capital paranaense na comparação com o ano anterior. O sistema de transporte de Curitiba leva diariamente 1,2 milhão de passageiros em mais de 14 mil viagens. São 1.250 ônibus divididos entre 254 linhas, percorrendo em média 273 mil quilômetros a cada dia.

Curitiba é considerada a origem do BRT (do inglês Bus Rapid Transit, ou Sistema de Ônibus Rápidos), conceito que utiliza corredores exclusivos, embarques em nível e bilhetagem pré-paga para dar mais fluidez ao transporte coletivo de passageiros. Surgiu na cidade nos anos 1970 e inspirou outras metrópoles, especialmente na América Latina.

Informações: AutomotiveBusiness

Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Volvo entrega 40 novos ônibus à capital paranaense

Uso de máscara será obrigatório no transporte público de São Paulo

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (29) que o uso de máscaras de proteção passará a ser obrigatório para passageiros do Metrô, da CPTM, dos ônibus intermunicipais da EMTU nas regiões metropolitanas e dos ônibus rodoviários fiscalizados pela Artesp.

O decreto com as regras será publicado amanhã no Diário Oficial e a medida passa a valer a partir da próxima segunda-feira (4). O uso de máscaras também será obrigatório nos ônibus da Prefeitura de São Paulo.

“Tenho certeza que essa medida será seguida também por decretos municipais dos demais prefeitos do Estado de São Paulo para tornar obrigatório o uso de máscaras no transporte coletivo. A obrigatoriedade é válida também para táxis e aplicativos, e a especificação será feita pelas prefeituras municipais”, disse Doria.

“Com o agravamento da crise, a Secretaria de Saúde, a vigilância sanitária tem passado novas medidas para que prefeitura possa efetivar e uma delas é exatamente agora tornar obrigatório o uso de máscara no transporte público municipal”, completou o Prefeito da capital Bruno Covas.

A medida está alinhada com as ações que o Governo do Estado vem tomando para frear o ritmo de contaminação da COVID-19. “Usar máscara é uma medida de cuidado pessoal e um gesto que demonstra respeito a quem está ao seu lado. Se todos colaborarem, vamos juntos vencer o coronavírus e sair dessa crise”, afirmou o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

“O uso da máscara não flexibiliza a necessidade de ficar em casa. Isso é uma medida adicional”, ressaltou o médico e coordenador do Centro de Contingência do COVID-19, David Uip.

Caberá às empresas e aos prestadores de serviços fiscalizar e não permitir a entrada e a permanência de pessoas sem máscaras no interior das estações, dos vagões e dos ônibus. “As empresas serão fiscalizadas pelos órgãos estaduais e municipais e advertidas se identificarmos o não cumprimento desta determinação. Depois da advertência, serão multadas”, explicou o Governador.

Limpeza e higienização

Além da intensificação na limpeza e higienização nos trens, ônibus, estações e terminais desde o início da disseminação do novo coronavírus, a STM analisa, também, a viabilidade de passar a higienizar os trens e ônibus intermunicipais com equipamento que emite luz ultravioleta (UV).

A tecnologia foi testada no Metrô em parceria com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e poderá ser adotada na CPTM e na EMTU.

O robô Hyperviolet C600 deverá ser um grande aliado no combate ao coronavírus, porque é eficaz, ágil e de baixo custo. O aparelho tem a capacidade de desinfectar cada vagão ou veículo em até um minuto.

O projeto foi idealizado no Brasil pelo piloto Lucas Di Grassi, com o conceito de protótipo realizado de forma técnica pela Zasso. A capacidade de desinfecção do equipamento depende da energia por área (joule/m2). Em uma aplicação com energia suficiente a capacidade de esterilização pode ser de 100%.

READ MORE - Uso de máscara será obrigatório no transporte público de São Paulo

Grande Recife prorroga validade da Carteira de Estudante 2019 para junho

Com a paralisação dos serviços não essenciais, por conta da pandemia da Covid-19, o Grande Recife adiou para o dia 30 de junho a validade da Carteira de Estudante 2019. Alunos de escolas públicas e privadas devem solicitar a identificação estudantil no site do Consórcio e pagar o boleto no valor de R$ 13,50. O documento é destinado àqueles que estão no ensino infantil, fundamental, médio, nível técnico profissionalizante ou faz cursinho pré-vestibular.

O processo de solicitação do documento é online. O aluno ou responsável deve entrar no site www.granderecife.pe.gov.br e clicar no link Carteira de Estudante. Em seguida, escolher a área de “Acesso para o Estudante” e informar o nome completo e a data de nascimento do aluno. Depois, conferir os dados que aparecem na tela e, se desejar, alterar a foto. Se as informações estiverem corretas, basta emitir o boleto e efetuar o pagamento na Caixa Econômica Federal (agências lotéricas, internet, autoatendimento e correspondente Caixa Aqui).

Caso algum dado precise ser modificado, o aluno deve entrar em contato com a instituição de ensino antes de gerar o boleto. Se o estudante ainda não estiver cadastrado no sistema, ele mesmo poderá fazer a inserção dos dados no site e solicitar a confirmação pela escola para só então emitir o boleto.

Com a Carteira de Estudante em mãos, o aluno poderá baixar o aplicativo CIE PE (Carteira de Identificação Estudantil de Pernambuco), nas plataformas Android e IOS, e ter também uma versão digital do documento. O app fará a leitura do QR Code existente na carteirinha física e validará os dados para serem acessados no celular.

A Carteira de Estudante garante o direito de utilização da meia passagem, através da aquisição de créditos para o Vem Estudantil e o pagamento de meia-entrada em eventos culturais e esportivos.

NOME SOCIAL – Desde 2017, as pessoas transexuais podem usar seu nome social na Carteira de Estudante. O requerimento deve ser feito junto à instituição de ensino e ao Grande Recife (no setor de Carteira Estudantil, localizado no Parque de Exposições do Cordeiro – Avenida Caxangá, 2200, no mesmo prédio onde já funcionou a Secretaria da Agricultura e Reforma Agrária – SARA, do Governo do Estado).

As solicitações de Carteiras de Estudante poderão ser efetuadas até o dia 31 de dezembro deste ano. Portanto, todos os boletos deverão ser pagos até esta data. Em caso de dúvidas, sugestões ou reclamações os usuários podem entrar em contato com o Grande Recife, ligando para a Divisão de Concessão de Abatimento e Gratuidade (3182-5800), por meio da Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou WhatsApp (99488.3999), exclusivo para reclamações.

Informações: Grande Recife


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Grande Recife prorroga validade da Carteira de Estudante 2019 para junho

Em SP, Veja como ficarão os terminais de ônibus do Metrô concedidos à iniciativa privada

Para quem frequenta o terminal de ônibus da estação Tatuapé, já é possível ver tapumes tomando o espaço onde fazem ponto final dezenas de linhas. Anúncios fixados neles trazem os dizeres “Traga seu negócio para esse terminal”, ao mesmo tempo que mostrma projeções de como ficarão esse locais após sua concessão pelo Metrô à iniciativa privada.

Como já é possível notar, se trata do projeto tocado pela companhia para terceirizar a administração de 13 terminais de ônibus ligados à 11 estações das linhas 1-Azul e 3-Vermelha. São eles Ana Rosa, Armênia, Santana e Parada Inglesa (Linha 1-Azul), e Artur Alvim, Patriarca/Norte, Vila Matilde/Norte, Penha/Norte, Carrão/Norte, Carrão/Sul, Tatuapé/Norte, Tatuapé/Sul e Brás (Linha 3-Vermelha).

A licitação teve o vencedor anunciado há um ano, o consórcio NS/PPX, único a apresentar proposta, mas que só assumiu esse locais no início de abril. Com nome comercial de “Praça Unitah”, a concessionária terá 30 anos para explorar o espaço dessas estações pelo qual pagará um aluguel mensal a partir do quinto ano de operação, de R$ 855 mil ou 8% do faturamento bruto, o que for maior.

Com pressa em gerar receita, a nova empresa lançou um site que busca comercializar os espaços, numa área total de 84 mil m². Ilustrações de como ficará um deles, localizado na estação Carrão, dão uma boa idea da transformação pela qual passarão esses terminais. Em vez dos modestos e poluídos quiosques atuais, lojas padronizadas, novos pisos, praça de alimentação e banheiros públicos. O conceito é o de um shopping aberto, porém, em área coberta e que ganhará um novo projeto de iluminação.

A Praça Unitah também promete oferecer segurança privada, paisagismo ecológico, nova sinalização e serviço gratuito de wi-fi. Além disso, a intenção da concessionária é oferecer um grande mix de lojas que inclui lanchonetes, cafés em mercado, já esperados, mas também farmácias, lojas de roupas, calçados e presentes, e agências de viagens e serviços como lavanderia, salão de beleza, clinica médica e até escola.

Num primeiro momento, no entanto, é provável que os passageiros irão encontrar um comércio mais simples já que parte desses terminais demanda investimentos maiores para a construção de prédios que comportem esses serviços.

Poluição dos ônibus

Não há dúvida que o potencial comercial desses terminais é enorme. Segundo a concessária, serão 1.410 espaços comerciais que poderão ser visitados por um público estimado em 1,5 milhão de pessoas diariamente. Para facilitar o preenchimento desses quiosques e lojas, a Praça Unitah promete contratos descomplicados e sem burocracia, mas resta a dúvida se a pandemia do coronavírus poderá afetar o projeto.

Com medidas de isolamento social sendo adotadas por um prazo mais longo, há um temor de que isso vá afetar o faturamento de lojistas e frustrar expectativas de faturamento.

Informações: Metro CPTM

READ MORE - Em SP, Veja como ficarão os terminais de ônibus do Metrô concedidos à iniciativa privada

Uso de máscara será obrigatório em transporte coletivo de Campinas

A Administração municipal publicou na edição eletrônica do Diário Oficial (www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial) desta quinta-feira, dia 30 de abril, o Decreto Nº 20.854/2020 determinando, a partir de segunda-feira, dia 4 de maio, o uso obrigatório de máscara de proteção para motoristas e passageiros do transporte público coletivo de Campinas, durante todo o trajeto. A medida também é estendida para táxis e transporte individual de passageiros por aplicativos.

“Vamos pedir a colaboração para que as pessoas já saiam de casa usando a máscara, que é importante para a sua proteção”, afirmou o prefeito Jonas Donizette durante transmissão ao vivo pela internet na tarde da última quarta-feira, 29.

No início haverá uma ação educativa, com a entrega de máscaras de tecido para quem não estiver usando. “Desde meados de março, estamos tomando uma série de ações, todas alinhadas com os órgãos de saúde pública, para evitar que ocorra contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19) dentro dos veículos utilizados no transporte público. É muito importante a responsabilidade e envolvimento de todos para conter a pandemia. Neste momento, usar a máscara é um ato de respeito e preservação da vida”, enfatiza o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.

De acordo com o prefeito Jonas, por enquanto não estão previstas punições.

Ações no transporte
A principal recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para conter a pandemia do novo coronavírus é o isolamento social. A Emdec reforça, neste período de quarentena, que os terminais urbanos e pontos de embarque sejam utilizados somente pelos usuários do transporte coletivo que necessitem realizar algum deslocamento essencial.

Nos ônibus e terminais urbanos foram afixados cartazes com recomendações sobre cuidados com os fatores de transmissão do Covid-19. A limpeza e higienização dos espaços também recebem atenção especial. As empresas concessionárias do transporte e o serviço complementar (alternativo) receberam orientações para replicarem aos funcionários. A Emdec determinou um cuidado maior com a higienização dos ônibus; e que todos os veículos circulem com as janelas abertas.

O dimensionamento da frota de ônibus em operação é definido diariamente, a partir da avaliação técnica da demanda de passageiros. A programação de horários também sofre ajustes pontuais diários, dependendo da análise individual de cada linha. O usuário pode saber, em tempo real, o momento da chegada do ônibus no ponto utilizando o aplicativo “Busão na Hora”.

“Neste momento tão adverso, estamos realizando um enorme esforço para oferecer à população que necessita, um transporte público coletivo adequado”, afirma Barreiro. Em situação normal, a frota do sistema de transporte público totaliza mais de 1,1 mil ônibus e o sistema registra uma média de 560 mil passageiros (passagens pela catraca) por dia útil e 14 milhões de passageiros por mês. Transporta, diariamente, também em situação normal, cerca de 204 mil usuários (indivíduos).

Informações: EMDEC



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Uso de máscara será obrigatório em transporte coletivo de Campinas

Em Salvador, Motoristas terão que orientar passageiros sobre uso de máscaras

Em meio à obrigatoriedade do uso de máscara nos veículos do sistema de transporte público municipal, coube aos rodoviários a missão de orientar os passageiros sobre a importância de usar esse Equipamento de Proteção Individual (EPI) nos ônibus, bem como de tentar impedir o acesso de passageiros sem máscara aos coletivos. Para tanto, a categoria terá o apoio de equipes da Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) e da Guarda Civil Municipal de Salvador (GCM).

“Nós mandamos ofício para as empresas recomendando aos rodoviários que orientem os passageiros. Compete aos rodoviários tentar impedir que o passageiro sem máscara acesse o veículo”, afirma Fábio Mota, secretário da Semob.

O secretário ressalta que os rodoviários não têm poder de polícia e, por isso mesmo, no caso de algum usuário do sistema de transporte se mostrar resistente às orientações, eles devem imediatamente entrar em contato com a empresa para que a mesma acione a Semob, que deverá enviar uma equipe acompanhada por guardas civis municipais ao encontro dos rodoviários.

“No primeiro momento, vamos levar uma máscara para a pessoa usar. No segundo momento, se ela apresentar resistência ao uso do equipamento, vamos retirá-la do veículo. Até então, não aconteceu nenhum caso”, explica Fábio Mota.

O uso da máscara no trânsito, no transporte público municipal e nos ambientes de trabalho passou a ser obrigatório na última quinta-feira (23), por força de um decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM), nessa mesma data. A medida, conforme foi divulgado pela prefeitura, tem por objetivo controlar a curva de crescimento da Covid-19.

Sem orientação

O presidente do Sindicato dos Rodoviários e vereador , Hélio Ferreira, afirma que a categoria não recebeu nenhuma orientação sobre as recomendações do decreto municipal. “Ainda não tem nenhuma orientação das empresas nesses sentido. A gente está disposto a colaborar porque o uso da máscara é uma questão de consciência. Estamos enfrentando uma pandemia, uma guerra contra um vírus”, diz o presidente da categoria.

“Essa medida é excelente. Todo mundo tem que usar máscara. Sem exceção. A gente não sabe quem está se prevenindo corretamente”, defende a estudante Andreza Naara de Lima Silva, 31.

READ MORE - Em Salvador, Motoristas terão que orientar passageiros sobre uso de máscaras

Uso de máscara será obrigatório em 91 linhas da região de Sorocaba

O uso de máscaras de proteção será obrigatório a partir de segunda-feira (4) em todas as linhas de ônibus intermunicipais e rodoviárias do estado de São Paulo. A medida visa evitar a transmissão do novo coronavírus entre os usuários do transporte.

Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU / SP), a medida será aplicada em 91 linhas metropolitanas gerenciadas na Região Metropolitana de Sorocaba. “A medida está alinhada com as ações que o governo do Estado vem tomando para frear o ritmo de contaminação da covid-19. Já que, mesmo quem não tem sintoma, pode estar infectado e contaminar outro passageiro”, informa.

A obrigatoriedade do uso de máscaras consta no decreto estadual do governador João Doria (PSDB). O documento foi publicado nesta quinta-feira (30), no Diário Oficial do Estado.

O decreto determina que os passageiros sem máscara não poderão entrar nos ônibus de linhas metropolitanas. Para alertar os passageiros sobre a obrigatoriedade, a EMTU tem instalado cartazes dentro dos ônibus nas cinco regiões metropolitanas do Estado. “As nossas redes sociais também estão informando sobre o tema com objetivo de ampliar a comunicação com os cidadãos”, destaca a EMTU.

Conforme a empresa, as operadoras foram orientadas sobre o cumprimento das medidas. “O uso de máscaras será obrigatório para motoristas e cobradores, que deverão ter o equipamento fornecido pelas empresas. Na região de Sorocaba, todos os colaboradores da categoria de empresas que operam o serviço intermunicipal utilizam máscaras desde o início de abril”, aponta.

A EMTU afirma ainda que as companhias flagradas por não cumprirem a determinação serão advertidas. Se o flagrante se repetir, elas estarão sujeitas a multas aplicadas pela própria empresa.

Rodoviários
Já a Artesp disse que, a partir de segunda-feira, será obrigatório o uso de máscaras também pelos passageiros de ônibus rodoviários. Por exemplo, nas viagens de Sorocaba a São Paulo, entre outros destinos. “O controle será ser feito pelas próprias empresas. Na fiscalização realizada pela Artesp, caso seja encontrada alguma irregularidade, as empresas serão advertidas, podendo ser multadas em caso de reincidência”, aponta.

A Agência afirma ainda que já havia adotado uma série de medidas no transporte intermunicipal para reduzir o risco de contágio pelo coronavírus, entre as quais a proibição de viagens de passageiros em pé nos ônibus suburbanos. Para os rodoviários, a legislação já proibia a viagem em pé, além de protocolos para higienização dos veículos”, destaca.

Empresas afirmam que já cumprem medida
Algumas empresas de ônibus intermunicipais da RMS afirmam já terem iniciado o cumprimento da medida. Consequentemente, já estão comunicando os usuários sobre a decisão.

O Grupo São João, por exemplo, afirma que desde 7 de abril começou uma ação entre as empresas de transporte de passageiros visando o combate e o controle da pandemia do novo coronavírus. “Desde esta data, a temperatura de todos os colaboradores é medida assim que eles chegam ao posto de trabalho. Além de aferir a temperatura corporal, os colaboradores recebem equipamentos de proteção, como luvas e máscaras, que devem ser utilizados no dia a dia”, diz a empresa.

Fiscalização
A orientação do Estado sobre a fiscalização é aguardada pelo Grupo São João. As empresas de transporte entendem que os passageiros devem ter consciência da importância do uso da máscara.

A São João opera oito linhas. A lista inclui Boituva / Sorocaba, Porto Feliz / Sorocaba, Piedade / Tapiraí, Piedade / Sorocaba, Votorantim / Sorocaba, Salto de Pirapora / Sorocaba, São Miguel Arcanjo / Sorocaba e Araçoiaba da Serra / Sorocaba.

Já a empresa Rápido Luxo Campinas tem afixado um comunicado aos usuários no posto instalado na rodoviária de Sorocaba. O aviso é sobre o uso obrigatório das máscaras. O passageiro sem o material terá o embarque negado nos ônibus. (com informações de Ana Cláudia Martins)


READ MORE - Uso de máscara será obrigatório em 91 linhas da região de Sorocaba

Câmara vota na segunda-feira socorro à empresas de ônibus de Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba vota na segunda-feira (04) projeto do prefeito Rafael Greca (DEM) que prevê a reserva de até R$ 200 milhões para socorrer as empresas do transporte coletivo da Capital, que teriam perdido receita em razão da redução do número de passageiros provocado pela pandemia do coronavírus.

Vereadores questionam a proposta de Greca, afirmando que o projeto não especifica o critérios para o repasse dos recursos, e apontando que a operação do serviço é um atividade privada que comporta riscos que devem ser assumidos pelas empresas.

Informações: Bem Paraná
READ MORE - Câmara vota na segunda-feira socorro à empresas de ônibus de Curitiba

São Paulo terá avenidas importantes bloqueadas a partir de segunda

A Prefeitura de São Paulo fará novos bloqueios em algumas das principais avenidas da cidade para desmotivar a circulação desnecessária de veículos. Na quinta-feira (30), a capital paulista registrou índice de isolamento social de 47% – o menor desde o início da quarentena, no dia 24 de março.

Quatro vias terão interdições na segunda-feira (4), com apoio da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e do CPTran (Comando de Policiamento de Trânsito). 

Serão elas:

• Avenida Moreira Guimarães, sentido centro, na altura da avenida dos Bandeirantes (zona sul)
• Avenida Radial Leste, sentido centro, altura da rua Pinhalzinho (zona leste)
• Avenida Santos Dumont, sentido centro, altura da avenida do Estado (zona norte)
• Avenida Francisco Morato, sentido centro, altura da rua Sapetuba (zona oeste)

Os bloqueios serão feitos entre 7h e 9h, considerado horário de pico da manhã na cidade de São Paulo. Apenas uma faixa estará livre para circulação.

De acordo com a prefeitura, dependendo do aumento do índice de isolamento social na segunda, as interdições podem ser ampliadas, com operação durante todo o dia.

Ação educativa
Outras duas vias da zona oeste vão receber, nesta segunda, blitzes educativas, também entre 7h e 9h. São elas a avenida Vital Brasil, altura da rua Camargo, e a avenida João Paulo I, altura do nº 2.868 – ambos no sentido centro.

Informações: MetroJornal
READ MORE - São Paulo terá avenidas importantes bloqueadas a partir de segunda

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960