Previsão de operação do BRT de Salvador é para janeiro de 2021

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Setenta novos ônibus com ar-condicionado serão incorporados à frota do transporte público de Salvador nesta semana. Os veículos foram apresentados pelo prefeito ACM Neto (DEM) e pelo secretário de Mobilidade, Fábio Mota, em evento nesta terça-feira (3), no estacionamento do novo Centro de Convenções da capital, na orla da Boca do Rio.

“Estamos acelerando. Nós tínhamos até o final do ano [para completar a frota] e, com esses 70 aí, nós chegamos perto de 200. Esperamos até o final do ano cumprir os 250, como está estabelecido. Acho que melhora a qualidade”, afirmou Fábio Mota ao bahia.ba.

Segundo o secretário, as novas aquisições fizeram com que houvesse um crescimento na demanda de passageiros dos coletivos na capital baiana.

“As linhas que já estão operando com os ônibus novos tiveram um aumento de demanda de 20% a mais de passageiros. Para você ver que o povo está voltando a pegar ônibus. Até pessoas que não pegavam passaram a pegar ônibus em função do ar-condicionado”.

BRT tem previsão de operação em 2021

Além da apresentação dos 70 novos veículos, o evento trouxe novidades sobre o BRT, cuja previsão para o início de operação é estimada em janeiro de 2021.

“Nós estamos há oito dias fazendo testes nas estações, com raio de giro, como é que entra. Evidentemente que a ideia de operar o BRT ainda é janeiro de 2021, mas a gente tem que deixar tudo pronto, inclusive a operação”, afirma Mota.

O novo serviço de transporte público contará com ônibus elétricos, que já estão sendo testados na capital. “Tanto o ônibus elétrico quanto o ônibus do BRT estão em testes. O ônibus elétrico… A intenção da Prefeitura é que seja o ônibus do BRT, e a gente precisaria de um ônibus de 23 metros, que é esse aí que a Volvo trouxe para que a gente pudesse fazer testes técnicos”.

Outra novidade apresentada pelo secretário são os mapas que serão instalados em 300 pontos da cidade, informando o itinerário dos coletivos e desenhos de cada percurso até o final de linha.

“As pessoas reclamavam muito na cidade de Salvador que chegavam nos pontos de ônibus e não tinha informações sobre as linhas. Então hoje a gente vai apresentar o mapa com o QR Code. Através do QR Code você vai saber quais ônibus passam ali, e o tempo de previsão”.

Informações: Bahia.Ba



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Previsão de operação do BRT de Salvador é para janeiro de 2021

Mais 70 ônibus com ar-condicionado começam a rodar em Salvador

Os usuários do transporte público de Salvador ganham esta semana mais 70 ônibus zero quilômetro com ar-condicionado, que irão rodar em seis linhas. Os novos ônibus, bem como o detalhamento das linhas contempladas, serão apresentados pelo prefeito ACM Neto nesta terça-feira (3). 

Na mesma ocasião, a prefeitura apresenta os mapas que serão instalados em 300 pontos da cidade, informando o itinerário dos coletivos e desenhos de cada percurso até o final de linha. 

E tem mais novidade: durante o evento, a Prefeitura também apresenta à imprensa o ônibus articulado do BRT. O ônibus elétrico, que está sendo testado nas ruas da capital baiana, também estará presente para apresentação dos resultados observados até aqui. Além do prefeito, o secretário de Mobilidade, Fábio Mota, estará presente na coletiva.

A sexta linha que vai ganhou ônibus novos com ar-condicionado começou a operar nao dia 14 de agosto: a Ribeira-Pituba. A linha passa pelo Largo da Madragoa, Boa Viagem, Largo de Roma, Mares, Calçada, Água de Meninos, Comércio, Saúde, Brotas, Parque Bela Vista, Cidade Jardim, Rio Vermelho, Vale das Pedrinhas, Santa Cruz, Itaigara, Pituba, Caminho das Arvores, Pernambués, Luis Anselmo, Cosme de Farias e Nazaré.

A nova frota só entraria em funcionamento este mês, mas o início foi antecipado. A  prefeitura diz que isso pode acontecer com outras linhas previstas para receber ônibus com ar esse ano. Ao todo, 250 novos veículos serão climatizados ainda em 2019. Até 2022, a previsão do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado pela prefeitura, Ministério Público e Consórcio Integra, fala em mil. 

Já estão em operação com novos ônibus com ar as linhas Sussuarana – Barra R1, Boca da Mata – Pituba, Cabula 6 – Ribeira R2, Conjunto Pirajá 1 – Engenho Velho da Federação e Paripe – Aeroporto (via Cajazeiras).

As próximas linhas a contar com a novidade ainda este ano serão: Nova Brasília/Jardim Nova Esperança/Sete de Abril – Pituba; Pau da Lima – Campo Grande/Barra; Cajazeiras 11 – Ribeira; Marechal Rondon/São Caetano – Brotas; Mirantes de Periperi – Itaigara. 

Novidades
No teto, acima de cada assento, os passageiros terão acesso a saídas de ar, que podem ser reguladas conforme o gosto de cada um. As barras de apoio dos novos ônibus contam com correias suspensas para ajudar quem faz a viagem a pé a se segurar.

As novidades também incluem assento ampliado para deficientes e distribuição orgânica de lixeiras. As janelas dos ônibus são maiores comparando com a frota antiga, o que melhora a iluminação do ambiente.

Informações: Correio 24 Horas


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Mais 70 ônibus com ar-condicionado começam a rodar em Salvador

Prefeitura vai elaborar novo plano operacional do BRT Transbrasil

A prefeitura do Rio contratará uma empresa para reavaliar o plano operacional do corredor Transbrasil do BRT. No plano original, elaborado em 2014, o cálculo era que a demanda atingiria 56 mil passageiros por hora no horário de pico. Mas, segundo uma análise da Secretaria Municipal de Transportes, feita em 2018 e 2019, a demanda atual pode ser reduzida em até 60%.

Pelo atual plano da prefeitura, o sistema deverá começara operar em Agosto de 2020, mesmo que a previsão do término das obras seja no final deste ano. Isso porque até lá, uma fase de transição será implementada e as pistas exclusivas serão usadas também pelos ônibus convencionais. Nesta segunda, uma audiência pública na Alerj discutiu os desafios para a integração do sistema com o transporte intermunicipal.

— Tivemos 4 reuniões prefeitura sobre o modal. A decisão que vai ser dada na Avenida Brasil tem que ser interesse de todos. Não é uma decisão municipal apenas. Há ônibus pagadores, os intermunicipais e interestaduais. É prematuro apresentar plano agora. Agora é um bom momento que prefeitura entendeu ação de cooperação antes de ter decisão para este sistema. O serviço operacional, acho pouco provável começar no ano que vem. — afirmou Delmo Pinho, secretário estadual de Transportes.

Para Pinho, ainda é preciso discutir como será a chegada dos articulados no Centro do Rio, que ainda não está claro. Ele ainda afirmou que pediu a paralisação das obras na altura do Into e da Rodoviária Novo Rio.

O deputado Luiz Paulo (PSDB), membro da Comissão da Comissão Especial da Região Metropolitana, também vê com dificuldades o início da operação do Sistema para 2020. Ele diz ser necessário pensar em todos os passageiros afetados, inclusive o de outras cidades:

— A Avenida Brasil tem uma característica metropolitana e não local porque ela liga o Rio com vários municípios. As obras até podem ficar prontas em um ano, mas operar acho muito difícil, já que parece não ter tempo hábil para colocar os ônibus articulados circulando. Esses são veículos que precisam ser comprados sob demanda. Queremos diminuir o tempo de viagem para os passageiros da Zona Oeste, mas é preciso pensar também em quem vem da Baixada e Niterói — comentou o deputado.

Segundo Eloir Ferreira, coordenador de planejamento da Secretaria Municipal de Transportes do Rio, até que o sistema começe a operar totalmente haverá uma fase de transição em que os ônibus convencionais poderão usar as calhas do BRT. O cálculo é que, com o modal em operação, o tempo de viagem na Avenida Brasil e Linha Vermelha reduzirá em cerca de 90 minutos:

— Precisamos avaliar o impacto, principalmente no entorno da Rodoviária Novo Rio. Haverá uma fase intermediária, na qual os ônibus convencionais municipais vão circular na calha do BRT junto aos articulados. — contou.

Já para o deputado Waldeck Carneiro (PT), os municípios da Regiçao Metropolitana com linhas de ônibus que passam pela região precisam também serem ouvidos:

— Hoje, as cidades não podem mais desenvolver ações para resolver problemas de mobilidade urbana, saneamento ou habitação pensando que os impactos se limitam a seu próprio território. Não é uma obra periférica, ela altera de maneira decisiva o cotidiano da vida da população de vários municípios do Estado do Rio — afirmou Waldeck.

Procurado, o consórcio BRT afirmou que aguarda a apresentação do projeto técnico e operacional para que as providências necessárias sejam tomadas, como a aquisição de veículos, dentre outras inerentes à sua operação. Procurada, a Prefeitura afirmou que não há previsão do sistema operar como BRS até agosto de 2020, e afirmou que o novo estudo será para ajustar a demanda atual e o traçado do projeto, que sofreu alterações após 2015.

A secretaria de Transportes ainda informou que "espera que os Consórcios iniciem a operação do BRT TRANSBRASIL tão logo as obras fiquem prontas, principalmente os terminais Deodoro, Margaridas, Missões, Rodoviária, bem como as estações intermediárias, conforme foi acordado na ocasião da assinatura do termo de compromisso."

Informações: Extra Globo


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Prefeitura vai elaborar novo plano operacional do BRT Transbrasil

Metrô do Recife terá tarifa a R$ 3 a partir de domingo

A partir do próximo domingo (8), a passagem do metrô do Recife ficará mais cara. No terceiro aumento entre os previstos desde maio deste ano, o bilhete passará a custar R$ 3. O segundo reajuste aconteceu no dia 7 de julho, quando a passagem passou de R$ 2,10 para R$ 2,60. Até março de 2020, depois de passar por seis reajustes escalonados, a tarifa ficará em R$ 4.

O reajuste das tarifas foi autorizado pela juíza Maria Edna Fagundes Veloso, titular da 15ª Vara Federal Cível, de forma escalonada. O novo valor da passagem se estende do dia 8 de setembro até o dia 3 de novembro, quando a tarifa sofre um novo reajuste, passando a custar R$ 3,40. Confira todos os aumentos que ocorreram e ocorrerão na passagem do metrô do Recife:

- 5 de maio de 2019- R$ 2,10
- 7 de julho de 2019 - R$ 2,60
- 8 de setembro de 2019 - R$ 3
- 3 de novembro de 2019 - R$ 3,40
- 5 de janeiro de 2020 - R$ 3,70
- 7 de março de 2020 - R$ 4,00

Metrô quebrado

Desde o dia 7 de julho, quando houve o último reajuste, os usuários enfrentaram diversos problemas que paralisaram a operação de partes do metrô do Recife. Na semana passada, uma rede de pesca, encontrada em cima de um dos trens do metrô do Recife, causou dano e paralisação da linha Centro. A operação do ramal Camaragibe foi interrompida na segunda-feira (26) após uma pane elétrica perto da estação Coqueiral. Na terça, todas as estações amanheceram sem funcionar.


No dia 22, a linha Sul do metrô passou quatro horas paralisada depois que um trem apresentou falha na alimentação de energia e parou entre as estações Tancredo Neves e Shopping. Com a quebra, os passageiros desceram do trem e andaram pelos trilhos. No dia 18 de agosto, a linha Centro passou quatro dias sem funcionar por causa de problema nos cabos de energia que alimentam os trens.

Déficit

Na época do anúncio do reajuste, o superintendente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Leonardo Villar Beltrão, alegou que a medida evitará uma paralisação total do sistema, por falta de recursos financeiros. Porém, a CBTU Recife afirmou que o aumento diminuirá apenas 20% do déficit de gastos com operação, folha de pagamento e indenizações do metrô.

Ainda de acordo com o órgão, o custo previsto para 2019 no Grande Recife é de R$ 541,2 milhões, enquanto a arrecadação é de até R$ 70 milhões. Ao final dos aumentos, segundo a CBTU, a arrecadação pode chegar a R$ 130 milhões, o que ainda não cobriria o custo de operação

READ MORE - Metrô do Recife terá tarifa a R$ 3 a partir de domingo

Em Campo Grande, Portaria define novo padrão de cores para os ônibus do transporte coletivo

Enquanto os 55 novos ônibus do transporte coletivo – anunciados pelo Consórcio Guaicurus – não começam a rodar pelas ruas de Campo Grande, uma portaria já definiu a “cara” que deverão ter. Publicada em Diário Oficial desta segunda-feira (2), a portaria da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) padroniza cores e formatos para o layout externo e interno dos veículos.

O objetivo é que daqui pra frente a frota tenha a mesma identificação, já que é possível observar, pela cidade, ônibus com diferentes padrões de cores e formatos, fruto de gestões anteriores. A partir de agora, serão prateados, com faixas de cores vermelho e azul, no formato da imagem acima.

A prerrogativa da Agetran é definida pelo edital que licitou o serviço de transporte público para o Consórcio. A regra não se aplica aos 505 veículos que já estão rodando, que permanecem com as cores antigas.

Diretor-presidente da Agetran, Janini de Lima Bruno, afirma que a tentativa é deixar para o futuro um único padrão para o transporte coletivo. “Os novos que vierem já seguirão, tem 55 ônibus que só estamos aguardando a definição do Consórcio. São cores já existentes, se você olhar os micro ônibus, já têm essas características”, disse.

Novos veículos – Segundo o Consórcio, o investimento para adquirir a nova frota será de R$ 17 milhões e os veículos devem começar a circular em novembro deste ano. A estimativa de multa para o Consórcio Guaicurus é de R$ 2,7 milhões, conforme previsto em contrato, caso não sejam trocados 9% da frota de veículos.

Informações: Campo Grande News


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Campo Grande, Portaria define novo padrão de cores para os ônibus do transporte coletivo

Prefeitura de Florianópolis anuncia pacote de ações para mobilidade no valor de R$ 300 milhões

A Prefeitura de Florianópolis anunciou nesta segunda-feira (2) um pacote para a mobilidade da capital catarinense no valor de R$ 300 milhões. O "Mais Mobilidade" vai investir em ações de curto e longo prazo relacionadas ao transporte por ônibus, carro e bicicleta.

O prefeito Gean Loureiro afirmou ter verbas para o programa. "Com recurso próprios podemos ter um investimento de R$ 120 milhões. Fora isso, linhas de financiamento, a partir do momento que a prefeitura passou a ter todas as certidões, vamos ter um montante de R$ 300 milhões em toda as frentes", explica Loureiro.

A promessa da prefeitura é terminar 70% de todas as obras ainda neste ano.

Rodovias e vias
Segundo a prefeitura, será feita a duplicação da SC-404, a Rodovia Admar Gonzaga, no bairro Itacorubi." Tendo a autorização do governo de estado nesta semana nós queremos iniciar imediatamente e concluir antes da temporada de verão", disse o prefeito Gean Loureiro.

No sistema viário das demais regiões, o projeto prevê a revitalização de ruas com menos movimento nos bairros, para criar novos corredores de ligação entre eles. Será iniciado ainda o projeto chamado Desatando Nós que prevê um pacotão com 50 melhorias que vão atacar pontos formadores de gargalos. A implantação terá início pela região Central da cidade, em 20 pontos.

No Continente, a Avenida Governador Ivo Silveira também deve ser revitalizada.

Ponte Hercílio Luz
A prefeitura ainda anunciou o projeto Ponte Viva, com uma nova área de lazer e a priorização de linhas de ônibus na Ponte Hercílio Luz, assim que ela for inaugurada.

"Isso é um estudo que leva mais ou menos um mês e pouco. E a gente vai mostrar para a comunidade qual vai ser o processo de implementação gradativa", disse o secretário municipal de mobilidade urbana, Michel Mittmann.

Ônibus
O "Mais Mobilidade" também prevê modernizar o transporte coletivo. Em quatro anos, todos os pontos de ônibus serão trocados, segundo a prefeitura. Nos próximos meses, alguns já terão informações sobre as linhas.

Já o BRT do bairro Pantanal vai funcionar, por enquanto, apenas como corredor exclusivo. A prefeitura afirma que ainda não tem dinheiro para obras complementares.

"Quando a gente tem um processo de corredor exclusivo já é um elemento que a gente pode chamar de BRT. Mas como ele ainda não é ponto a ponto, necessita essa complementação mais para o futuro sim que teremos estações, embarque elevado", explica Mittmann.

A prefeitura também promete implantar até 2020 novos modelos de ônibus, incluindo veículos adaptados para atender a regiões de morro.

Ciclovias
Entre os anúncios para os ciclistas, a Avenida Mauro Ramos e a Avenida Madre Benvenuta ganharão ciclovias nos eixos centrais.

A prefeitura promete 150 quilômetros de ciclovias, ciclofaixas ou ciclorrotas na cidade. Os terminais de ônibus também devem ganhar bicicletários.

Pedestres
Segundo a prefeitura, calçadas serão padronizadas na cidade. A prefeitura ainda disse que realizará ações para reduzir a velocidade do trânsito perto das escolas.

Informações: G1 SC



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página

READ MORE - Prefeitura de Florianópolis anuncia pacote de ações para mobilidade no valor de R$ 300 milhões

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960