Belo Horizonte: Ônibus terão que instalar equipamento visual e sonoro de informação

quarta-feira, 24 de março de 2010


A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário, sob a presidência do vereador Preto (DEM), aprovou, no dia 23 de março, proposta de diligência ao Projeto de Lei 916/09, de autoria do vereador Paulinho Motorista (PSL). A matéria torna obrigatória a instalação de equipamento visual e sonoro de informação em veículos do transporte coletivo da capital.
“O transporte público de qualquer grande cidade ou metrópole é feito por veículos, máquinas e pessoas. A repetição de procedimentos, itinerários e comportamentos tornam-se motivo de stress para motoristas, auxiliar de bordo (trocador) e passageiros”, afirma o autor do PL na justificativa da proposta. De acordo com o projeto, tanto o concessionário quanto o permissionário – pessoa física ou jurídica – dos serviços de transporte público coletivo devem instalar, nos ônibus, micro-ônibus e vans de sua frota, equipamento visual e sonoro, para transmitir aos passageiros avisos de identificação dos pontos de parada e final de seus itinerários.
O modelo do equipamento a ser utilizado será definido pelo regulamento da lei, porém, o concessionário e o permissionário dos serviços de que tratam a matéria terão a oportunidade de indicar modelos de sua preferência.
O PL prevê que o infrator seja punido com multa mensal, relativamente ao período da irregularidade, de 20% do valor do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) pago por ele ao Município no mês de incidência da multa.
Fonte: Camara dos Vereadores de BH
READ MORE - Belo Horizonte: Ônibus terão que instalar equipamento visual e sonoro de informação

Guarulhos lança Bilhete Único do idoso


Em cerimônia realizada no Adamastor Centro na manhã de segunda-feira, 22, a Prefeitura de Guarulhos promoveu o lançamento oficial do Bilhete Único do Idoso. Pelo novo cartão, a gratuidade da tarifa nos ônibus municipais passa a valer agora para os passageiros a partir dos 60 anos — anteriormente estavam isentos as pessoas com 65 anos ou mais.
A medida faz parte das ações relacionadas à implantação do Bilhete Único e à reestruturação do modelo de transporte da cidade. Segundo a Secretaria de Transportes e Trânsito, com a adoção da nova medida deverão ocorrer, mensalmente, mais de 710 mil deslocamentos de idosos, o que representa 8% do total de viagens realizadas.

Atualmente, esse público responde por 5% da movimentação mensal do sistema.“O Bilhete Único do Idoso é um passo importante na modernização do sistema de transporte público. Não se trata de um favor, mas sim de um direito. Ao assegurar esse direito, estamos reconhecendo o trabalho, o esforço e a dedicação dessas pessoas ao nosso município”, afirmou o prefeito de Guarulhos, Sebastião Almeida.

Para solicitar o Bilhete Único do Idoso é preciso comparecer à sede da Associação das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Guarulhos e Região (Guarupas), com documento de identidade e comprovante de residência. O cartão, que não tem custo algum, é entregue assim que for feito o cadastro. Em caso de perda ou extravio, será cobrada taxa de R$ 12,50 para emissão da segunda via. Quem já possui o cartão do idoso poderá utilizá-lo normalmente até a data do recadastramento obrigatório anual, quando será realizada a substituição.

A Guarupas organizou um calendário para facilitar a aquisição do novo cartão, de acordo com o mês de aniversário. Os idosos nascidos em janeiro, fevereiro e março serão cadastrados entre 22 e 26 de março. Para quem nasceu em abril, maio e junho, o período vai de 29 de março a 2 de abril. Entre 5 e 9 de abril será a vez dos nascidos em julho, agosto e setembro. Os aniversariantes de outubro, novembro e dezembro poderão fazer o Bilhete Único de 12 a 16 de abril.“Trata-se de uma honra para nós ampliarmos a conquista desse benefício, que nada mais é do que a garantia de um direito.

Com essa mudança, vamos ter a possibilidade de incorporar, por dia, no mínimo 20 mil passageiros a mais nos ônibus e lotações. Com certeza, estamos, a partir de hoje, caminhando para que Guarulhos disponha de um sistema de transporte de qualidade”, disse o secretário de Transportes e Trânsito, José Evaldo Gonçalo. Ele garantiu ainda que, até o final do ano, haverá uma rede credenciada, com postos espalhados pela cidade, em que será possível solicitar o novo cartão.

Primeiro Bilhete – Ao final da cerimônia no Adamastor Centro, o prefeito Sebastião Almeida fez a entrega do primeiro Bilhete Único do Idoso ao presidente do Conselho Municipal do Idoso, Antonio Leite de Lima, de 70 anos. “Com a ampliação da faixa etária, mais gente poderá usufruir do transporte coletivo e sair de casa para fazer suas atividades, como ir visitar parentes ou ir ao cinema. Dessa forma, o idoso vai aumentar sua autoestima, à medida que ele poderá se locomover pela cidade, tendo uma vida mais ativa”, disse.

A Guarupas fica na avenida Silvestre de Vasconcelos Calmon, 136/140 – Vila Moreira.

Fonte: ACE Guarulhos
READ MORE - Guarulhos lança Bilhete Único do idoso

Em Maringá, prazo de solicitação do Passe Livre para estudantes termina este mês


Estudantes que fazem uso do transporte coletivo, em Maringá, tem até a quarta-feira (31) para solicitar o benefício do Passe Livre 2010. A data também é limite para efetuar carga de crédito dos cartões. Esse é o último prazo estipulado pela Secretaria dos Transportes (Setran), que recebe as solicitações desde o dia 7 de janeiro.

O cadastramento e a recarga podem ser feitos no segundo piso do Terminal Rodoviário Jamil Josepetti, das 9 às 15 horas. Para fazer as solicitações, os estudantes devem levar a declaração de matrícula da instituição de ensino.

O cartão do Passe Livre é concedido para estudantes matriculados no ensino fundamental, médio ou superior das redes públicas e particular. Para ter direito à utilização do cartão magnético do Passe Livre nos ônibus de transporte coletivo do município, o aluno deve residir a uma distância mínima de 1.500 metros da instituição escolar.

Cadastramento
Para se cadastrar o aluno deve portar os seguintes documentos: declaração da matrícula escolar, comprovante de residência, documentos pessoais como RG ou Certidão de Nascimento, e caso seja menor de 18 anos deve ir acompanhado pelos pais ou responsável. Não é necessário levar foto, já que a foto digital do aluno será tirada no ato da entrega dos documentos, sem nenhum custo e necessidade de agendamento.

Recarga
Os alunos que não entregaram os cartões no último dia de aula nas instituições de ensino devem procurar a rodoviária e fazer o pedido. Para fazer a recarga basta levar o cartão magnético e a declaração de matrícula original. Caso o aluno tenha mudado de endereço, é preciso levar uma fotocopia de comprovante de endereço, declaração de matrícula, além da possível necessidade de alteração da linha do transporte coletivo, que é definida pelo aluno.

Fonte: O Diário online
READ MORE - Em Maringá, prazo de solicitação do Passe Livre para estudantes termina este mês

Paulistanos estão insatisfeitos com restrição ao fretamento


A maioria da população paulista (73%) se mostra contrária à Zona Máxima de Restrição aos Fretados, segundo pesquisa realizada pelo Ibope. A medida foi imposta à cidade de São Paulo, desde julho passado. O estudo ainda mostra que proprietários de carros estariam dispostos a usar transporte privado para se livrar do problema do trânsito.
De acordo com a pesquisa, a maior parte dos paulistanos citou o transporte público como pior item, com uma média de 4 pontos. Há insatisfação com o tempo de espera, com a impontualidade do transporte, com os ônibus lotados e trajetos longos. Os entrevistados também responderam estar insatisfeitos com as medidas apresentadas pela Prefeitura de São Paulo para reduzir o trânsito. Segundo eles, transporte coletivo público não tem infraestrutura para comportar todos que necessitam do serviço. Já o transporte por fretamento alivia o sufoco que diversas pessoas enfrentam em ônibus urbanos. No entanto, com a restrição criada pela Prefeitura de São Paulo, os usuários também estão deixando de lado essa opção e optando pelo automóvel particular.
Para Jorge Miguel dos Santos, diretor executivo do Transfretur, sindicato das empresas de fretamento, a adoção do carro individual ao invés do transporte coletivo de qualidade - público ou privado - faz com que a mobilidade urbana esteja cada vez mais reduzida. "O que acontece, em primeiro lugar, é o congestionamento fora do comum na cidade, em qualquer horário. Se as pessoas não possuem mais a opção do fretamento, que tira 20 carros das ruas, e também não querem usar os coletivos públicos, que operam no limite de sua capacidade e, optam por usar seus veículos particulares, há uma inversão das prioridades do Plano Diretor do Município, diz.
É fácil perceber a olho nu: com mais automóveis nas ruas, o trânsito está cada vez mais caótico. "Perde-se em qualidade de vida e o conforto que desfrutavam os passageiros do serviço privado foi deixado de lado", lamenta.
Além disso, a poluição atmosférica e a segurança também ficam comprometidas: "quanto mais carros nas ruas, mais poluição do ar. A segurança no trânsito também diminui. Tudo isso gera mais desconforto e insatisfação para a população", conclui. Com isso, revela a pesquisa Ibope, 57% dos paulistanos têm expectativa de sair da cidade.

Fonte: Jornal do Brasil
READ MORE - Paulistanos estão insatisfeitos com restrição ao fretamento

Goiânia: CEI do transporte é aprovada


Foi aprovada ontem, na Câmara Municipal de Goiânia, uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar as mudanças do transporte coletivo em Goiânia. A proposta foi feita pelo vereador Alfredo Bambu (PR), e reuniu 13 assinaturas.

A partir do dia de sua instalação, ela terá 60 dias, prorrogáveis por igual período, para apurar questões referentes às denúncias de fraude no processo licitatório para concessão do serviço de transporte coletivo envolvendo a Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) e o Sindicato de Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (Setransp). Ela investigará ainda as reformas de terminais, alterações de itinerários e a falta de ônibus para atender toda a demanda de usuários.

O vereador Geovani Antonio (PSDB) diz que o que impulsionou a criação da Comissão foi a denúncia de fraudes no processo de licitação do transporte, em 2008, feita pelo escritório Sociatus Advogados e Consultores, liderado pelo advogado Julio Cesar Queiroz e Rabelo, antigo prestador de serviços ao Setransp. "Pretendemos investigar também as alterações que instauraram o caos no transporte coletivo em nossa cidade", completou. Aguardamos só que a Presidência da Casa notifique as lideranças partidárias para que estas indiquem seus nomes que ficarão à frente da investigação.

Geovani argumenta que a Comissão Especial de Inquérito é o instrumento mais eficiente para apurar fatos como esse. “Como tem o poder de polícia, podemos, por exemplo, realizar quebra dos sigilos bancário e telefônico, que traz provas contundentes para a apuração”, completa. Haverá também uma audiência pública para debater a questão na Assembleia Legislativa.

O presidente da CMTC, Marcos Massad, diz que não teme as investigações, e que estará aberto ao debate com os integrantes da CEI e com a comunidade em geral.Em relação à manifestação realizada por estudantes, ontem, no Terminal Praça da Bíblia (leia ao lado), Massad garantiu que realizará todas as mudanças solicitadas pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), entidade que representa o corpo discente da Universidade Federal de Goiás (UFG). “Desde que coloquem no papel suas reivindicações e venham debater de forma organizada.”

Fonte: Diário da Manhã
READ MORE - Goiânia: CEI do transporte é aprovada

Em Rio Branco, Empresa São Judas Tadeu sai na frente e renova 30 % da frota


O prefeito de Rio Branco Raimundo Angelim visitou no último sábado, a empresa de ônibus São Judas Tadeu, acompanhado do Superintendente da RBTRANS, Ricardo Torres. Durante a visita os donos da empresa apresentaram os três ônibus novos que vão operar na capital acreana a partir da próxima semana.
A empresa São Judas Tadeu possui onze veículos em circulação na capital, sendo responsável por operar em três linhas, é considerada a menor empresa a operar no sistema. Nessa primeira fase, a empresa está renovando aproximadamente 30% de sua frota, disponibilizando um veículo adaptado para portadores de necessidades especiais em cada linha que atende. Esses ônibus novos possuem características que atendem as normas brasileiras de acessibilidade, dentre elas destacam-se a plataforma elevatória, pois todos os ônibus novos são totalmente adaptados para atender os usuários que possuem dificuldade de locomoção e portadores de deficiência.
Também têm espaço reservado e exclusivo para cadeirantes e obesos contendo sinalização e cinto de segurança; cadeiras especiais na cor amarela para idosos, deficientes e gestantes; piso tátil, que garantem a indicação de obstáculos ou mudança de plano da superfície; botoeiras desenvolvidas com sinalização em Braille acopladas, exclusivo para deficientes visuais e conta com degrau antiderrapante abaloados, com cantos arredondados e detalhe na cor amarela, para evitar acidentes, além de som ambiente.Com as mudanças, a Prefeitura de Rio Branco garante a inclusão social de usuários que possuem mobilidade reduzida, como cadeirantes, idosos e pessoas com carrinho de bebê, possibilitando acesso aos meios de transportes públicos e atende as novas normas brasileiras de acessibilidade.
A distribuição dos novos ônibus que estarão em circulação a partir da próxima semana, atende as necessidades da comunidade, sendo levado em consideração o elevado número populacional dos bairros contemplados, bem como a distância percorrida até o Terminal Urbano. As linhas Norte Sul, Apolônio Sales e Parque Industrial serão as primeiras a receber os veículos novos.O Diretor da empresa São Judas Tadeu, Ricardo Silva de Moura, falou da seriedade e da boa relação que Prefeitura através da RBTRANS mantém com todas as empresas que compõem o sistema de transporte coletivo de Rio Branco.

Fonte: Notícias da Hora
READ MORE - Em Rio Branco, Empresa São Judas Tadeu sai na frente e renova 30 % da frota

Ajustes prometem melhorar trânsito em Niterói


Em seu terceiro dia útil de operação, na manhã desta quarta-feira (24), os ônibus circularam com mais facilidade no Corredor Expresso da Alameda São Boaventura, no Fonseca, Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, mas ainda houve retenções.
Depois de ajustes operacionais, os ônibus não encontraram muitas dificuldades na saída da rodovia Amaral Peixoto e entraram e saíram das plataformas de embarque ao longo da alameda. O secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, determinou a regulagem dos semáforos e orientou motoristas de ônibus a se manterem na faixa da esquerda já na Amaral Peixoto.

Segundo os fiscais de trânsito que atuam no local, os motoristas estão cooperando. O secretário explicou que qualquer mudança de rotina precisa de um período para ajustes.
- Qualquer modificação nos hábitos comuns da população gera algum tipo de estranhamento. É fundamental que a população conheça bem o novo sistema para que possa usufruir positivamente deste benefício.
Como parte do trabalho de conscientização aos usuários da via, a prefeitura pretende manter os 50 agentes de tráfego trabalhando por tempo indeterminado no novo corredor expresso. Os pedestres também estão recebendo informações, através de cartilhas, que listam as linhas de ônibus que passam no local. Estão sendo instaladas placas de sinalização na rodovia Amaral Peixoto, que vão intensificar a necessidade dos motoristas de ônibus permanecerem sempre à esquerda, além de galhardetes informativos que serão fixados pela cidade.

  • Com seis quilômetros de extensão, o Corredor Metropolitano da Alameda São Boaventura e Avenida Feliciano Sodré foi inaugurado no último sábado (20) pelo governador Sérgio Cabral. Na alameda São Boaventura, a principal intervenção foram as seis plataformas de embarque e desembarque para ônibus, construídas sobre o canal Dona Vicenza, que comportam até seis ônibus ao mesmo tempo. Com o novo sistema, os ônibus passam a circular exclusivamente numa faixa segregada, localizada à esquerda de dos dois sentidos da via.

Outra função das obras foi a adaptação à acessibilidade de portadores de necessidades especiais. Foram instalados pisos táteis e sinais sonoros, que auxiliam deficientes visuais na travessia das pistas em toda a extensão, assim como rampas facilitar o trânsito de cadeirantes.
As intervenções se estenderam às ruas Saldanha Marinho, Manuel Pacheco, Washington Luiz e praça Renascença. Toda essa área recebeu 89 semáforos controlados eletronicamente de acordo com o fluxo das pistas. As ruas modificadas ganharam ainda nova iluminação, além recapeamento e recuperação de meio-fios e calçadas.

Fonte: R7.com
READ MORE - Ajustes prometem melhorar trânsito em Niterói

Transporte coletivo pode parar em Londrina devido a demissão de cobradores


A demissão de cobradores do transporte público de Londrina pode culminar com uma paralisação. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo de Londrina (Sinttrol), cerca de 350 cobradores foram demitidos nos últimos sete anos. Em assembleia, ficou definido que haverá um dia de protesto por conta disso, porém, a data ainda não foi definida.

De acordo com o presidente do sindicato, João da Silva, uma cláusula da licitação do transporte coletivo prevê que os ônibus convencionais têm que ter motorista e cobrador. Mas, segundo ele, isso não está sendo cumprido pelas empresas.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Londrina (Metrolon) informou que as demissões das “linhas de baixa demanda são uma realidade que teremos que enfrentar”, pois isso representa um custo alto para as empresas, o que pode refletir no preço da tarifa.

Fonte: Paraná online
READ MORE - Transporte coletivo pode parar em Londrina devido a demissão de cobradores

Mauá-SP: Transporte municipal recebe 7 novos ônibus, renova sua frota e tem sistema de GPS

Agora, são 29 novos veículos em operação na cidade, de um total de 34 que estarão circulando até o início de abril
A Prefeitura colocou, no começo do mês de março, sete novos ônibus coletivos em circulação no sistema municipal de transportes. São carros com tecnologia moderna, possuem GPS e são adaptados com degraus baixos e rampas, que facilitam o acesso a idosos, pessoas com dificuldade de locomoção e cadeirantes. Os veículos são modelo Mascarello Gran Via Low Entry com chassi Mercedes-Benz.

Os sete ônibus com prefixos: 400 – 401 – 402 – 403 – 405 – 408 e 409, da Viação Cidade de Mauá, estão operando nas linhas:101 -Itapark,091 – Pq. das Américas e 132 – Jd. Camargo. Eles fazem parte do lote total de 34 veículos novos, incluindo os articulados novos que a SMU (Secretaria de Mobilidade Urbana) está colocando nas ruas até o início de abril.
Além disto, a idade média da frota chega, no máximo, a cinco anos, cumprindo uma exigência legal da prestação desse serviço.

Fonte: ônibusbrasil.com
READ MORE - Mauá-SP: Transporte municipal recebe 7 novos ônibus, renova sua frota e tem sistema de GPS

Teresina: Prefeitura constroi novas paradas de ônibus na Avenida Frei Serafim

Foto: Mostra o sofrimento dos usuários na maioria das paradas de Teresina

A Prefeituira de Teresina, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), iniciou hoje (24), a implantação dos novos abrigos para passageiros de ônibus, na Avenida Frei Serafim. Os serviços deverão ser finalizados em 90 dias.
Serão implantados ao longo da Avenida Frei Serafim 28 novos abrigos, construídos com estrutura metálica, visando uma maior segurança para os usuários de transporte público. De acordo com o diretor de Transportes Públicos da Strans, Sebastião Ferraz, os novos abrigos proporcionam mais conforto para os teresinenses.
O diretor explica que as novas estruturas estão sendo produzidas com material metálico, com a aplicaçãa de telhas termoacústicas nas coberturas. "Os bancos de metal darão lugar a bancos de madeira, mais confortáveis. As novas paradas serão maioria em toda a cidade”, acrescenta Sebastião Ferraz.

Fonte: CidadeVerde
READ MORE - Teresina: Prefeitura constroi novas paradas de ônibus na Avenida Frei Serafim

Em Caxias, Critérios para conceder gratuidades nos ônibus podem mudar

O Fórum dos Usuários de Transporte Coletivo, realizado na tarde deste sábado na sede da União das Associações de Bairros (UAB), deu um início oficial ao debate do reajuste da tarifa de ônibus em Caxias. Nesta edição do Fórum – que ocorre a cada três meses com a participação da UAB, da Secretaria dos Transportes e da Viação Santa Tereza (Visate) – o ponto principal abordado foi o impacto das gratuidades no preço da passagem, já que a Secretaria anunciou ser contra o aumento da tarifa de R$ 2,20 para R$ 2,50.
Para que isto não aconteça, o secretário Vinicius Ribeiro apresentou um estudo desenvolvido pela Secretaria que demonstra que hoje, quem possui descontos na passagem de ônibus proporciona um impacto de R$ 0,33 nas passagens pagas integralmente. Ou seja, para que a passagem não aumente, pode haver mudanças nas tarifas dos estudantes, que pagam 50% do valor, ou dos idosos de 60 a 65 anos, que não pagam. Além disso, quem está na mira da Secretaria é o Dia do Passe Livre, que pode vir a terminar. O domingo de passe livre representa hoje R$ 0,06 nas passagens.
“Se continuarmos com os mesmos critérios de gratuidade a tendência é só aumentar o valor. Mostramos dados que eles não sabiam, que a gratuidade há 8 anos era 11% do custo total da passagem, hoje está em 24%”, explica o secretário.

Fonte: O Caxiense

READ MORE - Em Caxias, Critérios para conceder gratuidades nos ônibus podem mudar

Metrô DF implanta nova bilhetagem

O Metrô do Distrito Federal iniciou na semana passada a implantação do novo sistema de bilhetagem que permitirá a integração definitiva dos sistemas de bilhetagem (ônibus e metrô) e a venda de créditos pela internet e totens. O sistema foi contratado por R$ 14,8 milhões para dois anos e será feito pela Tacom Projetos de Bilhetagem Inteligente Ltda.
O contrato inclui o fornecimento de validadores, máquinas de guichês, totens, desenvolvimento de software adequado ao Metrô-DF e à integração com os ônibus, manutenção de equipamentos, comércio de créditos, transporte de valores, obras de instalação e infra-estrutura.
Todo o crédito arrecadado será repassado ao Metrô-DF, que terá funcionários dedicados à fiscalização dos postos de venda.
Todo o novo sistema será implantado em até 150 dias. Até lá, as bilheterias passarão a funcionar em todas as estações a partir das 5h45 (15 minutos antes do início da operação dos trens) até as 23h30, com no mínimo dois guichês. Foram contratados 144 funcionários.
Com o novo sistema, o Metrô-DF se prepara para o aumento de demanda pelo transporte que ocorrerá com a chegada dos novos trens (a partir de abril deste ano). Além disso, a Companhia obterá maior segurança na arrecadação, reduzirá as filas e a unificará os bloqueios.

Fonte: Revista Ferroviária

READ MORE - Metrô DF implanta nova bilhetagem

Corredor de ônibus em Niterói: engarrafamento chega a 9 quilômetros


O que deveria ser um benefício para o trabalhador transformou-se em transtorno. Idealizado para tornar mais rápido o deslocamento de ônbus e vans, o Corredor Metropolitano de Niterói produziu o efeito inverso em seu teste de fogo, ontem de manhã, em pleno horário do rush. Cansadas de esperar em um engarrafamento de até nove quilômetros, centenas de pessoas desceram dos coletivos em que estavam para prosseguir viagem a pé pela Alameda São Boaventura, no Fonseca.

O corredor liga a Alameda e a Avenida Feliciano Sodré ao terminal rodoviário, no Centro. No percurso de 6,5 quilômetros, são atendidos 250 mil passageiros por dia. Por lá, passam 50 mil carros diariamente. Com tanta demanda, trajetos entre bairros feitos em 30 minutos demoraram mais de uma hora. Para quem vinha de São Gonçalo, pior ainda. Uma viagem de 70 minutos passou a durar quase uma hora a mais.

Falta de informação

Às 6h, o trânsito era normal, com o fluxo de ônibus e vans facilitado com a faixa exclusiva na Alameda. Mas os donos de carro reclamavam por só terem duas faixas. E os usuários estavam confusos com a falta de informações sobre as mudanças dos pontos dos ônibus intermunicipais.

Às 7h, o caos. Um engarrafamento quilométrico já havia se formado na entrada da Alameda, estendendo-se pela RJ-104 (Niterói-Itaboraí) até Tribobó, em São Gonçalo.

Sem ter o que fazer, motoristas desligavam os carros e esperavam do lado de fora. Nos ônibus, quem precisava tomar outra condução preferiu andar a pé para não chegar (ainda mais) atrasado ao trabalho. — O trânsito está sempre ruim, mas hoje está pior — disse Reginaldo Silva, que, cansado de esperar, preferiu aguardar do lado de fora do carro.

— Todo dia é assim e está cada vez pior — revoltou-se Mirelle Batista, que desceu do ônibus para seguir a pé. O tráfego só começou a melhorar a partir das 8h30m. O engarrafamento criou uma barreira de carros, impedindo o acesso dos ônibus e das vans à faixa exclusiva, que chegou a ficar vazia.

Na entrada da Alameda, placas que deveriam alertar os motoristas sobre a proibição de dirigir pelo lado esquerdo ainda estavam cobertas por plásticos pretos. Por fim, muitos reclamavam do tempo dos sinais de trânsito, que estariam retendo o tráfego.

Fonte: Extra Online
READ MORE - Corredor de ônibus em Niterói: engarrafamento chega a 9 quilômetros

No Rio, SuperVia é multada por agredir passageiros

A SuperVia, concessionária de trens urbanos do Rio, foi multada por um episódio revoltante. Em abril do ano passado, seguranças deram chicotadas em passageiros que tentavam entrar em um trem lotado. A agência que regula os transportes públicos no Rio condenou a SuperVia a pagar uma multa de cerca de R$ 120 mil. A empresa informou que não vai comentar a punição. Na época o presidente da SuperVia demitiu os funcionários e anunciou mudanças no sistema de treinamento dos agentes.
Fonte: G1
READ MORE - No Rio, SuperVia é multada por agredir passageiros

Em Porto Alegre, ações qualificam corredores da Assis Brasil e Farrapos


Além da presença constante de fiscais, principalmente nos horários de pico, e da recuperação constante de paradas, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) realiza, durante toda a semana, palestras e exposição de vídeos para motoristas e cobradores dos veículos do transporte coletivo que circulam pelos corredores das avenidas Assis Brasil e Farrapos. A medida faz parte de um conjunto de atividades desenvolvidas para qualificar a fluidez no deslocamento dos ônibus pelos corredores exclusivos.

Doze agentes de fiscalização e operação de transporte da EPTC e funcionários das empresas de ônibus que circulam na região trabalham diariamente para agilizar o tráfego das linhas de transporte coletivo e o cumprimento dos horários das viagens. Outras medidas tomadas foram a realização de ultrapassagens nos horários de pico, reordenamento das linhas nas estações, orientação de fiscais aos usuários, controle semafórico manual na Estação Benjamin, prolongamento da Estação Obirici e monitoramento do cumprimento das viagens em tempo real pela Central de Mobilidade da EPTC.

A diretora de Transportes da EPTC, Maria Cristina Molina Ladeira, explica que o objetivo do curso é reforçar a necessidade de uma eficiência constante no deslocamento pelos corredores, com o cumprimento dos horários, maior conforto e segurança para os passageiros.
O motorista da linha B55 – Protásio/Humaíta, Guilherme José de Souza, acredita que as ações já apresentam resultados. "Os horários estão sendo cumpridos. Vai melhorar cada vez mais", comemora. A operadora de caixa Pâmela Pinheiro, que pega ônibus no prolongamento da Estação Obirici, gostou das medidas. Ficou muito organizado. Está mais fácil identificar as linhas e com a nova cobertura não chove nas pessoas, observa.

Fonte: EPTC
READ MORE - Em Porto Alegre, ações qualificam corredores da Assis Brasil e Farrapos

SPTrans implanta faixa reversível na Estrada do M'Boi Mirim


Com o objetivo de aliviar o gargalo de trânsito provocado pela alta concentração de passageiros no corredor da Estrada do M'Boi Mirim, nas proximidades do Terminal Guarapiranga, a São Paulo Transportes (SPTrans) vai implantar uma faixa reversível, no período da manhã.
A faixa começa na Estrada do M'Boi Mirim, na altura da Rua José de Barros, e se estende até a Rua Amaro Velho, com 1,5 km de extensão e compreendendo as paradas João de Abreu e Francisco Xavier.
A faixa reversível funcionará no horário da manhã, das 6h às 8h, de segunda-feira à sexta-feira. Nesse período passam, em média, 300 ônibus por hora pela M'Boi Mirim. Com a nova medida, esse volume se dividirá entre o corredor convencional (174 ônibus/hora) e a faixa reversível (176 ônibus/hora). Dos 350 mil passageiros que usam o corredor diariamente, aproximadamente a metade passará pela faixa reversível.
Esse trecho no qual será implantada a nova faixa tem uma grande demanda devido ao Terminal Guarapiranga e à presença de vias importantes, tais como a Avenida Guarapiranga, a Avenida Guido Caloi e a Rua José Bruno Magaldi.
Esse grande volume de passageiros deixa sobrecarregadas as duas paradas próximas, retardando a operação de embarque e provocando a formação de filas de ônibus. Com a faixa reversível, a capacidade de embarque das paradas será duplicada porque os usuários poderão subir nos coletivos em ambos os lados. Com essa medida, a SPTrans espera reduzir em, pelo menos, 30% a extensão das filas de ônibus naquele ponto.
Para viabilizar a faixa reversível, serão instalados 14 aparelhos semafóricos novos, sendo 2 para pedestres. Serão pintados 1.250 m² de sinalização horizontal e chumbadas 100 unidades de tachões.
Para diminuir o risco de acidentes, o limite de velocidade na faixa reversível será de 40 km/h. Ela estará separada das demais faixas de rolamento por 200 balizadores de segurança que evitarão a invasão de carros e motos (principalmente na curva) e reforçarão o entendimento dos pedestres.
Também serão colocados gradis para guiar a travessia e 380 metros de alambrado para a segurança dos pedestres. Ao longo da faixa haverá a presença de 30 orientadores de travessia e 12 agentes de parada para auxiliar os usuários, além da colocação das 46 placas de sinalização e avisos junto às faixa de travessia.
Todos os motoristas das 28 linhas que circularão pela faixa reversível receberão treinamento (veja lista na apresentação anexa). A montagem e desmontagem será feita por 35 agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) que usarão 50 cones e 50 super-cones para demarcação da faixa.
A nova faixa reversível do corredor da M'Boi Mirim deve entrar em operação na primeira quinzena de abril.

Fonte: SPTrans
READ MORE - SPTrans implanta faixa reversível na Estrada do M'Boi Mirim

Grande Recife amplia prazo de validade da carteira de estudante 2009 até 30 de junho


O Grande Recife Consórcio de Transporte irá prorrogar até o dia 30 de junho de 2010, a validade das carteiras de estudante de 2009, dos alunos do ensino médio, fundamental e de cursinhos pré-vestibulares de toda a Região Metropolitana do Recife. Originalmente, o prazo de validade da versão 2009 do documento seria encerrado no próximo dia 31 de março.

A decisão foi tomada para evitar prejuízos aos estudantes, já que apenas 118 mil carteiras foram solicitadas pelas escolas em 2010. Historicamente, a média de emissão anual de carteiras é de 370 mil unidades. Até o momento, 12.504 mil carteiras já foram entregues as escolas e outras 4.298 mil estão prontas aguardando o resgate. O restante, pouco mais de 101 mil carteiras, está em fase de confecção pelo Grande Recife e, em breve irão estar à disposição das instituições de ensino. O prazo para a entrega da carteira de estudante 2010, a partir da documentação enviada pelas instituições de ensino, é de 50 dias úteis.

Até o momento, 1.679 escolas atualizaram o cadastro, número abaixo da média, se comparado as 2.095 escolas cadastradas no ano passado. Desse contingente de instituições de ensino, apenas 712 escolas solicitaram remessas para a emissão de novos documentos.

Salientamos que desde o último mês de janeiro o Grande Recife disponibilizou as escolas os formulários para distribuição entre os estudantes. Infelizmente, no entanto, a maior parte das instituições de ensino têm demorado para fazer o recadastramento, e consequentemente a solicitação, coleta e o repasse destes formulários para o Grande Recife.

É importante que os estudantes e seus familiares estejam em contato permanente com as escolas, cobrando das instituições o envio das informações ao Grande Recife e o resgate imediato do material impresso.

Os formulários de requerimento podem ser obtidos pelo site www.granderecife.pe.gov.br e entregue nas escolas. As consultas sobre a emissão da carteira podem ser feitas através do mesmo site e da Central de Atendimento ao Cliente do Grande Recife pelo telefone 0800.081.01.58.

Fonte: CGRT
READ MORE - Grande Recife amplia prazo de validade da carteira de estudante 2009 até 30 de junho

Projeto Leitura para todos foca a natureza nos ônibus de BH


Irão circular 4.644 lâminas em 258 ônibus de 28 linhas próximas às escolas participantes do Concurso O projeto Leitura para Todos, que divulga textos literários nos ônibus da capital, entra em uma nova fase. Desde o dia 19 de março, 123 textos feitos por alunos, pais, professores e funcionários de 33 escolas da rede municipal de ensino já estão disponíveis em algumas linhas de ônibus.

Os textos foram selecionados no concurso "Eu sou a Natureza", realizado pela BHTRANS, Secretaria Municipal de Educação e Associação Cultural Teia de Textos e nos levam a refletir sobre as relações entre os homens e os demais seres vivos, despertando uma consciência ecológica dos participantes e da população em geral. Foram publicados textos de gêneros diversos como crônica, poema, contos, dentre outros.

Essa fase do projeto foi dividida em três etapas, sendo cada uma com duração de dois meses. No total, vão circular 4.644 lâminas ilustradas e coloridas em 258 ônibus de 28 linhas próximas às escolas participantes do Concurso.

  • LINHAS QUE SERÃO CONTEMPLADAS NA 1ª ETAPA
    2207-SERRA VERDE, 14048-ESTRELA DO ORIENTE/JARDIM INCONFIDENCIA, 5507a-JARDIM GUANABARA , 341-ESTACAO BARREIRO/ESTACAO DIAMANTE VIA SAUDE, 314-SANTA HELENA/TEIXEIRA DIAS, 4403a-ZOOLOGICO VIA SERRANO, 3502-OURO PRETO/SAO GABRIEL, 9103-SANTA TERESA/SANTO ANTONIO, 808-ESTACAO SAO GABRIEL/PAULO VI, 809-ESTACAO SAO GABRIEL/BELMONTE, 706-ESTACAO SAO GABRIEL/ HELIOPOLIS, 4801a-JARDIM FILADELFIA/BOA VISTA.

O projeto Leitura para Todos, patrocinado pela BHTRANS e Associação Cultural Teia de Textos, teve início em 2/12/04 e tem como objetivo levar à população a literatura, de forma gratuita e descontraída, e incentivar o hábito da leitura. Com o concurso "Eu sou a Natureza", o projeto Leitura para Todos, visa também a estimular a produção de textos literários de um tema em destaque, como é o caso da natureza.

Os textos são afixados na parte traseira dos bancos dos ônibus com cordões de nylon, apresentados no formato A4 e plastificados permitindo que o usuário tenha acesso às obras literárias durante a sua viagem.Em 2007, o "Leitura para Todos" foi o vencedor do Prêmio "VivaLeitura" dos Ministérios da Cultura e da Educação na categoria "Sociedade: empresas, ONGs, pessoas físicas e universidades", concorrendo com 1860 projetos de todo o Brasil. Esse é o mais importante prêmio de incentivo à leitura no país.

A idéia dos idealizadores do Leitura para Todos é expandi-lo para todas as linhas de ônibus deBelo Horizonte despertando a atenção e interesse pela leitura em pessoas de diferentes faixas etárias, tornando a viagem de ônibus mais divertida e atraente.

De acordo com a coordenadora do projeto, Maria Antonieta Pereira, "o Leitura para Todos é o mais popular projeto de leitura da Grande BH e, por isso mesmo, contribui enormemente para elevar os níveis de leitura e escritura da população".

A BHTRANS e a Associação Cultural Teia de Textos estão empenhadas em buscar mais parceiros dispostos a apoiar a expansão do projeto. Esse projeto conta com o patrocínio do Hospital Semper, Agência Lapis Raro, AEC e Copasa, por meio das leis municipal e federal de incentivo à cultura.

Fonte: BHTrans
READ MORE - Projeto Leitura para todos foca a natureza nos ônibus de BH

Metrô: A expansão SP que não veio para a Região Sudoeste


O ‘Metrô pra Taboão’ foi o mote de várias campanhas eleitorais que elegeram (ou não) deputados na Região Sudoeste da Grande São Paulo, incluindo-se aí Taboão da Serra, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu, São Lourenço da Serra e Juquitiba. Com o metrô em Taboão, prometiam candidatos a deputados e governadores, a integração com os ônibus iria desafogar o trânsito, facilitar a vida dos trabalhadores que dependem do transporte público numa região com mais de 800 mil habitantes.

Mas, ao ler a manchete da Folha de S. Paulo desta terça-feira (23/03), a realidade mostra-se outra. Nenhuma citação sequer às possibilidades de expansão da Linha 4 do Metrô (amarela) além dos limites da Capital Paulista (Taboão ou Embu), muito ao contrário. Devido a uma série de entraves alegados pelo governo do Estado, tudo vai atrasar, inclusive as estações Butantã, Morumbi e Vila Sônia. A estação Butantã fica para fins de 2010 ou 2011, enquanto que as outras duas tem a nova previsão de serem abertas somente em 2014. Isto numa obra prometida para 2007. A linha 4 do Metrô é a primeira a ser operada pela iniciativa privada, num consórcio denominado ‘Via Quatro’, e a concessão do sistema foi dada pelo Governo do Estado por 30 anos.

Segundo a reportagem do jornalista Alencar Izidoro, da FSP, “O plano de expansão da rede sobre trilhos do governo José Serra (PSDB) atrasou. Obras ou entregas prometidas para 2010 em três das cinco linhas do metrô paulistano foram adiadas. Nas outras duas, há incertezas”, enquanto “a promessa do Estado veiculada em panfletos e na TV era de que ’28 novas estações’ de metrô e de trem seriam entregues de 2007 até este ano”.

Mas agora o governo paulista informa que, das ‘28 novas estações’, somente 16 são realmente novas, e que as demais se limitam a reconstruções e reformas de estações já existentes. Uma pena, principalmente para os municípios da região sudoeste, afunilados pelo corredor BR-116/Avenida Francisco Morato, que tem como única matriz de transporte coletivo o Ônibus, comandado por consórcios de empresas que monopolizam o transporte público, com péssimo atendimento aos cidadãos, que dia a dia têm de se amontoar em veículos lotados nos horários de pico. No Site do plano de expansão do Metrô (http://www.expansao.sp.gov.br/index.php) linhas como a 17 (Ouro - São Judas/Congonhas) e 6 (Laranja – Brasilândia/Água Branca), prometidas para 2010, nem sequer foram licitadas ainda.

Fonte: O Taboanense

READ MORE - Metrô: A expansão SP que não veio para a Região Sudoeste

Em Goiânia, Falta de indicação inviabiliza uso de MSN


Os usuários do transporte público em Goiânia e região metropolitana, teoricamente, são os primeiros do País a contar com um serviço via SMS que informa em tempo real quanto falta para o ônibus chegar a um dos 4 mil pontos de ônibus espalhados na capital e em cidades do entorno. Com investimento de R$ 50 milhões, o sistema foi amplamente divulgado para a mídia, diferente do que ocorreu com as recentes mudanças de itinerários.

A alta tecnologia, no entanto, é de difícil utilização por algo bem mais rudimentar. Para se usar o serviço, é necessário saber o número do ponto de ônibus, para ser informado pelo SMS o horário em que o veículo passará. A numeração dos pontos, feita com tinta comum, simplesmente não foi feita. Denício explica que houve um atraso no processo de licitação, mas que dentro de 60 dias estará pronto.

Questionado sobre o lançamento do sistema sem poder ser utilizado, ele alegou que a companhia estava com a expectativa de que a licitação sairia mais rápido, por isso lançou a campanha sem a sinalização.Quanto à central de atendimento 0800 648 2222, que sempre está com as linhas ocupadas, o Ministério Público já analisou esta questão e pediu providências, que, segundo os órgãos, já estão sendo corrigidas.

No início de fevereiro, outra mudança movimentou a vida dos os usuários do transporte coletivo, que foram pegos de surpresa pela CMTC, com as alterações de 27 linhas convencionais e 9 do Citybus. A falta de divulgação pelos órgãos gerou transtornos e reclamações, mas eles afirmam que as mudanças vão gerar melhorias.“As linhas se aglutinaram, não acabaram, mas aumentaram a oferta”, salienta Denício, que admite que houve falha na divulgação das mudanças, e que folders foram feitos, mas não atenderam ao público.

“Estamos intensificando este trabalho, pois o propósito é melhorar o sistema de transporte coletivo.”O presidente da CMTC, Marcos Massad, enfatiza que as alterações estão sendo revistas, de acordo com as reclamações, e serão readequadas. Para o diretor técnico da CMTC, Denício Trindade, a intenção é sempre facilitar a vida do usuário do transporte coletivo. “Estamos no caminho.

Reconhecemos que houve falhas no novo plano operacional, como a falta de uma comunicação maciça informando as alterações nas linhas. Mas observamos que passado o impacto da mudança, as pessoas estão se adequando às mudanças e até reconhecendo que muitas foram para melhor.”

Fonte: O Hoje
READ MORE - Em Goiânia, Falta de indicação inviabiliza uso de MSN

Fortaleza: Perigo em terminais de ônibus

Nos terminais de Fortaleza, o risco de atropelamentos, como o que aconteceu ontem no Papicu, é constante. Os passageiros reclamam que falta sinalização e orientação.
Nos terminais de ônibus é fácil encontrar exemplo de desrespeito às leis de trânsito. No local quem tem passagem livre é a desorganização.
Se depender dos motoristas, sempre pressionados em cumprir os horários, o pedestre não tem vez.
É um entra e sai de ônibus a todo instante, por todos os lados. O pedestre, perdido, sem saber quando vai dar para passar. Nem com os carros estacionados o perigo diminui. O espaço entre um ônibus e outro mal dá para passar uma pessoa.
Sobre a reclamação dos passageiros em relação à segurança dentro dos terminais, a Etufor diz que todos possuem faixa de pedestres e os usuários são orientados por agentes a utilizarem a faixa. Mas nem todos obedecem.
Com relação à velocidade, o motorista não pode ultrapassar os 20 km/h dentro dos terminais. A velocidade, segundo a Etufor, é monitorada por GPS. A empresa promete intensificar as campanhas educativas.

Fonte: Verdesmares

READ MORE - Fortaleza: Perigo em terminais de ônibus

Em Limeira, Apresentados 14 novos ônibus da Rápido Sudeste, todos adaptados para cadeirantes

O Terminal Urbano Central de Limeira foi o palco para a exibição dos 14 novos ônibus da Viação Rápido Sudeste. A apresentação foi realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria dos Transportes, na manhã desta segunda-feira, 22 de março. Estiveram presentes o prefeito Silvio Félix, o secretário dos Transportes, Ítalo Ponzo Júnior, o diretor de Transportes, Rodrigo Oliveira, e o representante da Viação Rápido Sudeste, Valdemir Valentim Louvo.
A empresa investiu cerca de R$ 250 mil por veículo, sendo R$ 4 milhões no total. Com isso, as 7 linhas da viação – 102, 103, 104, 106, 107, 8B e 8C – ganharam 2 ônibus zero quilômetro. Além disso, 6 desses veículos estão em circulação desde o último dia 15 de março, segunda-feira. Já os 8 ônibus restantes passaram a operar hoje.
A nova frota é movida a biodiesel – combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, como gorduras animais ou óleos vegetais. Ela também traz em cada ônibus: uma porta central, com elevador hidráulico; espaço exclusivo, com sistema de cinto de segurança, para portadores de necessidades especiais (PNE) e acompanhantes; e piso elevado no mesmo nível que os passageiros comuns.
Para o prefeito, estes novos ônibus são apenas um dos aspectos do avanço do transporte coletivo no município. “Com a integração funcionando em 100% e a implantação dos ônibus eletrônicos – preparados para receber os cadeirantes –, entre outros investimentos, Limeira está no rumo da modernização”, cita. De acordo com Silvio, para que o trânsito flua com mais rapidez é fundamental esse investimento das viações. “Afinal o carro particular não pode ser a única alternativa de transporte para a população”, ressalta.
  • Terminal e integração
A Viação Rápido Sudeste, com as linhas 103 e 106, já integrava o Terminal Urbano Central em seu itinerário. A partir de agora, abrangerá também a linha 8C nesse trajeto. A Viação Limeirense também inclui esse ponto da cidade no percurso das linhas 1 e 2. Outro aspecto importante no desenvolvimento do transporte coletivo é a integração. Com uma média de 5.500 mil integrações feitas por dia – em ambas as viações – os passageiros do transporte coletivo têm economizado cerca de R$ 300 mil ao mês.

Fonte: Prefeitura de Limeira

READ MORE - Em Limeira, Apresentados 14 novos ônibus da Rápido Sudeste, todos adaptados para cadeirantes

Faixa preferencial na marginal Tietê irá facilitar circulação de ônibus


A prefeitura de São Paulo pretende instalar uma faixa preferencial para ônibus na marginal Tietê depois da inauguração da nova pista, prevista para o fim deste mês. Como não será uma faixa exclusiva, outros veículos, incluindo táxis, poderão utilizar o trecho. Essa faixa preferencial será demarcada na pista da direita da marginal Tietê, na zona norte de São Paulo, e terá 19,1 km. O objetivo é desafogar o tráfego de transportes coletivos na via.

De acordo com a SPTrans, órgão da prefeitura de São Paulo, a utilização será permitida logo após a inauguração das pistas centrais da Nova Marginal, previstas para o fim deste mês. A via continuará em obras até outubro quando estão previstas as entregas das novas pontes e viadutos.

As obras da nova pista da marginal começaram há nove meses e foram gastos R$ 1,9 bilhão pelo governo. Segundo o órgão, na marginal circulam diariamente, por hora, cerca de 140 linhas de ônibus municipais e intermunicipais, com uma média de 370 mil passageiros. No horário de pico, a quantidade de ônibus aumenta para 250 por hora.

Atualmente, o pior trecho da marginal TIetê está entre a Vila Prudente e a ponte das Bandeiras. Com a entrega das novas pistas, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vai diminuir a velocidade de ônibus e caminhões na via expressa da marginal Tietê, de 90 km/h para 70 km/h. A companhia informou que tomou a medida para evitar acidentes, uma vez que a fluidez deve aumentar e os motoristas podem “abusar” da velocidade.

Fonte: R7.com
READ MORE - Faixa preferencial na marginal Tietê irá facilitar circulação de ônibus

Metrô de São Paulo atrasa e ameaça expansão. “O poder público é relapso”


“Metro de SP atrasa e ameaça expansão – Três das cinco linhas com obras ou entregas para este ano foram adiadas; de 28 estações prometidas pelo governo (Serra – PHA), só 16 são novas”.
“Gestão Serra já cita prazo até 2011 para concluir a primeira fase da Linha 4-amarela (onde abriu-se a cratera, sobre a qual o Zé Pedágio não disse uma única palavra – PHA); entrega da Luz e da República é incerta.”
Ou seja, um desastre ferroviário, como diria o sábio Mino Carta.
(O Mino desconfia que, em outubro ainda, o Serra vai ligar para o Luiz Gonzaga Belluzzo e pedir dois empregos: no Palmeiras e na Facamp.)
Na mesma Folha(*) provincial, no espaço que o Otavinho entregou ao Clovis Rossi, há um diagnóstico muito interessante sobre o que aconteceu em São Paulo neste verão, quando o Conversa Afiada homenageou o governador de São Paulo com o epíteto de Zé Alagão:
“O verão de 2009-2010 colocou a cidade frente a frente com sua inviabilidade. Vivemos a experiência … do colapso urbano … O poder público se revelou especialmente relapso. O Tietê voltou a inundar e até um peixe foi encontrado no túnel do Tribunal de Justiça submerso, coroando com humor negro o desgoverno da nossa Veneza improvisada”.
Muito bom, não, amigo navegante ?
Muito bom.
Só tem o problema (além do “coroando”).
O notável colonista (**) põe a culpa no Kassab.
Ah, esses colonistas (**) não se emendam.
Paulo Henrique Amorim
(*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que avacalha o Presidente Lula por causa de um comercial de TV; que publica artigo sórdido de ex-militante do PT; e que é o que é, porque o dono é o que é ; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.
(**) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG (***) que combatem na milícia para derrubar o presidente Lula. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse pessoal aí.
(***) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

Fonte: Paulo Henrique Amorim
READ MORE - Metrô de São Paulo atrasa e ameaça expansão. “O poder público é relapso”

Prefeitura retira mais quatro ônibus de circulação na Zona Sul do Rio

A prefeitura do Rio tirou mais quatro ônibus de circulação nesta terça-feira. A operação da Subsecretaria de Fiscalização de Transportes, no Terminal Rodoviário do Cosme Velho e na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, apreendeu quatro coletivos da empresa Breda, sendo dois da linha 484 (Olaria-Copacabana) e outros dois da 497 (Penha-Cosme Velho). Os veículos apresentavam irregularidades como ausência de extintor de incêndio, parabrisa e pneus mau conservados e falta de limpeza externa e interna, além de outros itens desrespeitados do Código Disciplinar de Transportes do Município.
Desde o início da fiscalização intensiva realizada pela Secretaria municipal de Transportes (SMTR), no início de março, já foram apreendidos 29 ônibus. Todos eles pertenciam às cinco empresas que obtiveram a pior colocação em ranking de reclamações realizado pela secretaria. A Breda, companhia que teve quatro veículos lacrados nesta terça-feira, ocupa a primeira posição no ranking. De acordo com a SMTR, o levantamento será refeito a cada três meses.

Fonte: O Globo

READ MORE - Prefeitura retira mais quatro ônibus de circulação na Zona Sul do Rio

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960