SPTrans implanta faixa reversível na Estrada do M'Boi Mirim

quarta-feira, 24 de março de 2010


Com o objetivo de aliviar o gargalo de trânsito provocado pela alta concentração de passageiros no corredor da Estrada do M'Boi Mirim, nas proximidades do Terminal Guarapiranga, a São Paulo Transportes (SPTrans) vai implantar uma faixa reversível, no período da manhã.
A faixa começa na Estrada do M'Boi Mirim, na altura da Rua José de Barros, e se estende até a Rua Amaro Velho, com 1,5 km de extensão e compreendendo as paradas João de Abreu e Francisco Xavier.
A faixa reversível funcionará no horário da manhã, das 6h às 8h, de segunda-feira à sexta-feira. Nesse período passam, em média, 300 ônibus por hora pela M'Boi Mirim. Com a nova medida, esse volume se dividirá entre o corredor convencional (174 ônibus/hora) e a faixa reversível (176 ônibus/hora). Dos 350 mil passageiros que usam o corredor diariamente, aproximadamente a metade passará pela faixa reversível.
Esse trecho no qual será implantada a nova faixa tem uma grande demanda devido ao Terminal Guarapiranga e à presença de vias importantes, tais como a Avenida Guarapiranga, a Avenida Guido Caloi e a Rua José Bruno Magaldi.
Esse grande volume de passageiros deixa sobrecarregadas as duas paradas próximas, retardando a operação de embarque e provocando a formação de filas de ônibus. Com a faixa reversível, a capacidade de embarque das paradas será duplicada porque os usuários poderão subir nos coletivos em ambos os lados. Com essa medida, a SPTrans espera reduzir em, pelo menos, 30% a extensão das filas de ônibus naquele ponto.
Para viabilizar a faixa reversível, serão instalados 14 aparelhos semafóricos novos, sendo 2 para pedestres. Serão pintados 1.250 m² de sinalização horizontal e chumbadas 100 unidades de tachões.
Para diminuir o risco de acidentes, o limite de velocidade na faixa reversível será de 40 km/h. Ela estará separada das demais faixas de rolamento por 200 balizadores de segurança que evitarão a invasão de carros e motos (principalmente na curva) e reforçarão o entendimento dos pedestres.
Também serão colocados gradis para guiar a travessia e 380 metros de alambrado para a segurança dos pedestres. Ao longo da faixa haverá a presença de 30 orientadores de travessia e 12 agentes de parada para auxiliar os usuários, além da colocação das 46 placas de sinalização e avisos junto às faixa de travessia.
Todos os motoristas das 28 linhas que circularão pela faixa reversível receberão treinamento (veja lista na apresentação anexa). A montagem e desmontagem será feita por 35 agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) que usarão 50 cones e 50 super-cones para demarcação da faixa.
A nova faixa reversível do corredor da M'Boi Mirim deve entrar em operação na primeira quinzena de abril.

Fonte: SPTrans

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960