Faixa preferencial na marginal Tietê irá facilitar circulação de ônibus

quarta-feira, 24 de março de 2010


A prefeitura de São Paulo pretende instalar uma faixa preferencial para ônibus na marginal Tietê depois da inauguração da nova pista, prevista para o fim deste mês. Como não será uma faixa exclusiva, outros veículos, incluindo táxis, poderão utilizar o trecho. Essa faixa preferencial será demarcada na pista da direita da marginal Tietê, na zona norte de São Paulo, e terá 19,1 km. O objetivo é desafogar o tráfego de transportes coletivos na via.

De acordo com a SPTrans, órgão da prefeitura de São Paulo, a utilização será permitida logo após a inauguração das pistas centrais da Nova Marginal, previstas para o fim deste mês. A via continuará em obras até outubro quando estão previstas as entregas das novas pontes e viadutos.

As obras da nova pista da marginal começaram há nove meses e foram gastos R$ 1,9 bilhão pelo governo. Segundo o órgão, na marginal circulam diariamente, por hora, cerca de 140 linhas de ônibus municipais e intermunicipais, com uma média de 370 mil passageiros. No horário de pico, a quantidade de ônibus aumenta para 250 por hora.

Atualmente, o pior trecho da marginal TIetê está entre a Vila Prudente e a ponte das Bandeiras. Com a entrega das novas pistas, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vai diminuir a velocidade de ônibus e caminhões na via expressa da marginal Tietê, de 90 km/h para 70 km/h. A companhia informou que tomou a medida para evitar acidentes, uma vez que a fluidez deve aumentar e os motoristas podem “abusar” da velocidade.

Fonte: R7.com

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960