Bilhete único pode ser implantado até o fim do ano na Região Metropolitana de Porto Alegre

sexta-feira, 24 de maio de 2013

A substituição dos seis tipos de sistemas de bilhetagem eletrônica no transporte que operam na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) por apenas um voltou a ser debatida ontem, em encontro realizado na Capital. A expectativa é de que o bilhete único seja implementado até o final deste ano.

O sistema unificado consiste na criação de cadastro compartilhado através de uma base de dados única ou por meio de replicação de informações. “O problema é que os sistemas existentes operam de forma independente e não são interoperantes. É preciso integrá-los para que os usuários tenham acesso a um modelo tarifário mais justo e com alternativas cada vez mais seguras, rápidas e sustentáveis”, destacou o titular da Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano (SOP), Luiz Carlos Busato.

Conforme o secretário, o bilhete único irá aperfeiçoar o gerenciamento da oferta e da demanda, reduzir a evasão das tarifas - reorganizando as isenções previstas no sistema -, e combater a clandestinidade no transporte metropolitano. Para que se torne realidade, porém, será necessária a criação do Consórcio Metropolitano de Transporte (CMT), formado pelo Estado, União Federal e os 33 municípios da RMPA. O CMT deverá ser coordenado pela SOP e pela Metroplan.

Informações: Jornal do Comércio

READ MORE - Bilhete único pode ser implantado até o fim do ano na Região Metropolitana de Porto Alegre

Governo da Bahia não vai mexer nos trens do metrô antes de licitação

Nas estações de trens do metrô de Salvador não há trabalhadores para pôr fim às obras que se arrastam há 14 anos. Hoje, apenas vigilantes tomam conta do patrimônio que já tem muito mato acumulado e poeira. 

Esse cenário deve permanecer assim pelo menos até setembro, mesmo tendo sido anunciada em 5 de abril a transferência da gestão do sistema metroviário da capital para o governo do estado. Essa previsão é da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur) que é responsável pelos projetos de mobilidade, incluindo o metrô. 

Segundo o chefe de gabinete da Sedur, Eduardo Copello, para que os trens comecem a funcionar é necessário ainda que seja cumprida uma série de intervenções e avaliações em todo sistema. Mas isso só deve ser feito pela empresa que vencer a licitação para construção e operação do metrô, que terá o edital publicado amanhã.

“Hoje, temos o trecho da Lapa ao Acesso Norte com uma construção concluída, mas que ainda não tem condições de operar. Não existe, por exemplo, sistemas de bilhetagem e os próprios trens precisam passar por uma revitalização, porque estão muito tempo parados”, explicou.


O cronograma do governo do estado prevê a assinatura do contrato com a empresa vencedora da licitação no final de setembro, com o início imediato dos trabalhos. “A racionalidade indica que as intervenções sejam feitas pelo próprio concessionário, que vai ser contratado através da licitação de parceria público privada para operar”, diz Copello, destacando que a licitação prevê uma concessão de 30 anos. 

Transferência
O processo de transferência da gestão do metrô da prefeitura para o estado ainda não foi concluído. “Não temos o conhecimento de como vamos receber o sistema, porque ainda não recebemos. Temos apenas informações de reuniões com a prefeitura. Ainda há pendente a transferência das ações para ocorrer a transferência da gestão”, explica Copello. De acordo com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte, isso acontecerá hoje. 

Entretanto, a Casa Civil do Estado da Bahia afirmou ontem, através de sua assessoria, que foi concluída uma auditoria na CTS – feita pela empresa Audicont Auditores e Consultores – para identificar os passivos e ativos da empresa antes do estado assumir a gestão. A Casa Civil, porém, informou que não vai divulgar detalhes do resultado do estudo. 

O edital da licitação será detalhado amanhã, às 9h, no Hotel Pestana, em Salvador. “Está previsto que o concessionário faça a conclusão da linha 1 até Pirajá e a implantação da linha 2 até Lauro de Freitas. Incluímos também a obrigatoriedade da empresa de apresentar estudos detalhados e completos para extensão da linha 1 até a região de Cajazeiras”, detalhou Copello. 

Depois do lançamento do edital, empresas interessadas devem apresentar propostas, que serão analisadas por uma comissão do governo estadual. Serão avaliados os aspéctos técnicos e financeiros das propostas. 

“O momento de decisão será feito em sessão aberta na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), onde os interessados que atenderem os requisitos do edital farão seus lances em viva voz e é onde temos a vontade que se tenha uma disputa para o valor máximo da operação”, disse Cícero Monteiro, secretário da Sedur. A sessão será em agosto. 

Monteiro, porém, não informou qual será o valor exigido no edital para a concessão do sistema. “Não podemos dizer ainda os valores. Faz parte da licitação a isonomia das informações”. 

Operação
Para que haja o início da operação da linha 1 do metrô – da Lapa ao Retiro, que tem previsão de ser entregue à população antes da Copa do Mundo de 2014 – os 24 trens precisam ser avaliados. 

“Você tem equipamentos que estão a pelo menos quatro anos parados. Eles precisam ser revisados e revitalizados. Depois, tem a etapa de comissionamento, quando se ajusta os equipamentos à condição operacional do metrô de Salvador”, explica Copello. 

Somente depois de cumpridas as fases de teste que o sistema será liberado para uso. No dia 22 de abril, o CORREIO percorreu as estações e observou que os trilhos estão enferrujados, os trens com poeira e mato crescendo infiltrado nas  paredes. Os trens foram comprados pelo governo do estado  e entregues em 2008 e 2009 à gestão do ex-prefeito João Henrique (PP). 

Os futuros gestores do metrô podem não falar português. Quando anunciou a criação da linha 2, o governo do estado fez eventos para  atração de investidores na Espanha, Emirados Árabes e em países da Ásia. “Recebemos inúmeros questionamentos que demonstram o interesse de várias empresas, tanto nacionais quanto de empresas do exterior, principalmente asiáticos, como da Coreia. Os coreanos têm muitas empresas nessa área”, disse Copello, referindo-se a audiências públicas realizadas após eventos no exterior.

CTS opera com déficit de R$ 5 milhões por mês
Ao assumir a Companhia de Transporte de Salvador (CTS), o governo do estado recebe uma empresa com déficit mensal de  que R$ 5 milhões mensais, segundo informou ontem o atual presidente da CTS, Jorge Khoury. “Havia um déficit de R$ 2 milhões da gestão passada. Esse débito cresceu porque este ano terminou o contrato da CTS com a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos), que representava um incremento de R$ 1,5 milhão por mês. 

Como isso foi perdido no orçamento e os débitos aumentaram, hoje soma-se R$ 5 milhões”, detalhou. Os funcionários da CTS estão em greve e os trens que ligam a Calçada ao Subúrbio estão com as atividades paradas. “Desde o dia 22 de abril, quando foi assinado o acordo da transferência entre o governador Jaques Wagner e o prefeito ACM Neto, que a responsabilidade da gestão do sistema já é do governo, segundo consta na clausula 3 do 2º parágrafo do acordo. Por isso, os salários são de responsabilidade do estado”, disse Khoury. 

Tanto a Sedur quanto a Casa Civil do Governo do Estado dizem que a transferência ainda não aconteceu formalmente e, por isso, não iriam se pronunciar. Além do débito, segundo Khoury, o governo estadual vai receber um patrimônio de R$ 2,5 bilhões. “Nesse montante estão incluídos cerca de R$ 800 milhões de patrimônio da empresa, além de áreas que foram desapropriadas para a instalação do metrô e a desoneração de impostos. Nisso ainda se somam R$ 283 milhões que estão em caixa para execução das obras”, completou o gestor. 

O ex-secretário da fazenda do estado, Carlos Martins, vai assumir a CTS quando ela passar para a gestão estadual e diz ainda não saber a situação da empresa. “Ainda não sabemos ao certo como vamos receber a CTS. O que sei é que são 129 funcionários contratados e outros 29 comissionados, que terão a permanência avaliada”.

Investigações sobre irregularidades estão paradas
As investigações que apuram denúncias de irregularidades na construção do metrô estão sem decisão. O Tribunal de Contas da União (TCU), em janeiro deste ano, identificou superfaturamento de R$ 166 milhões na obra. O TCU determinou a elaboração de orçamento detalhado por parte da CTS e do Consórcio Metrosal, responsável pelo que foi construído até agora.

O caso está sendo analisado pelo ministro do TCU Augusto Cavalcanti. Outra investigação é comandada pelo Ministério Público Federal, que move ação de improbidade administrativa contra o Metrosal. Desde 29 de janeiro deste ano, o MPF tenta reverter decisão do  desembargador Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal,  que impede o andamento da investigação por suspeita de  irregularidade na obtenção de provas. O Metrosal  foi procurado, mas nenhum representante foi localizado para falar sobre as apurações.

Por Jorge Gauthier
Informações: Correio 24 Horas
READ MORE - Governo da Bahia não vai mexer nos trens do metrô antes de licitação

Tarifas de ônibus, trens e Metrô em São Paulo vão subir para R$ 3,20

As tarifas dos ônibus, dos trens e do Metrô irão subir para R$ 3,20 a partir de 2 junho, um domingo. O anúncio do reajuste foi divulgado nesta quarta-feira (22) pela Prefeitura de São Paulo e pelo governo do estado. O aumento será de 6,7%. Atualmente, as tarifas custam R$ 3.

O reajuste anterior da tarifa do Metrô e trens ocorreu em 12 de fevereiro de 2012, quando subiu de R$ 2,90 para R$ 3. A tarifa dos ônibus custa R$ 3 desde janeiro de 2011 e chegaria a R$ 3,40 se fosse feito o reajuste da inflação acumulada no período pelo IPC/Fipe, segundo a Prefeitura.

No início desta semana, o prefeito Fernando Haddad havia afirmado que o reajuste poderia ser abaixo da inflação no período. "Nós vamos fazer um esforço para ser o menor reajuste possível", disse à época.

O aumento no transporte público, que normalmente ocorre no começo do ano, foi adiado após acordo do prefeito e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para ajudar a conter a alta da inflação.

Alckmin e Haddad têm até 25 maio para enviar à Assembleia Legislativa e à Câmara Municipal, respectivamente, o valor do reajuste. A Prefeitura disse que irá enviar a proposta aos vereadores ainda nesta quarta-feira.

Subsídio
Em 2012, as empresas receberam cerca de R$ 1 bilhão em subsídios. Neste ano, com a estreia do Bilhete Único Mensal, já havia previsão de que a Prefeitura investisse mais R$ 400 milhões no sistema. Segundo nota do governo municipal, a contrapartida para o sistema de ônibus será de cerca de R$ 1,25 bilhão em 2013.

A administração municipal prepara a licitação do sistema: os atuais concessionários, que prestam serviços desde 2003, terão de submeter-se a nova seleção para assumir em julho.

Informações: G1 SP

READ MORE - Tarifas de ônibus, trens e Metrô em São Paulo vão subir para R$ 3,20

Espanha busca consórcio público-privado para trem-bala entre Rio e São Paulo

A ministra de Fomento da Espanha, Ana Pastor, disse hoje (20), em visita ao Brasil, que seu país prepara um consórcio de empresas públicas e privadas para competir na primeira licitação do futuro trem de alta velocidade entre São Paulo e Rio de Janeiro.

Ana afirmou que a Espanha "tem os requisitos para concorrer em um concurso como este", durante a inauguração em São Paulo do Fórum EFE Café da Manhã, um ciclo de encontros com personalidades da política e da economia no Brasil, além de jornalistas, patrocinado pela empresa espanhola Indra.

As ofertas devem ser apresentadas até 13 de agosto, por um valor de "bilhões" de dólares, embora a quantidade final dependerá das propostas das empresas concorrentes, explicou Julio Gómez-Pomar, presidente da empresa ferroviária Renfe. "Nós definiremos em breve o consórcio espanhol que vai se apresentar", disse o diretor, que acompanhou a ministra na viagem ao Brasil.
Toda a obra requer um investimento de R$ 35 bilhões, segundo cálculos da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) do Brasil.

O projeto de 511 quilômetros unirá as cidades de São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro.

Perante vários empresários, altos funcionários governamentais e jornalistas, Ana Pastor destacou a ampla experiência da Espanha em trens de alta velocidade, ao contar com a segunda maior rede do mundo, com quase 3 mil quilômetros, ficando atrás apenas da China. "É uma referência internacional", disse a ministra, que lembrou que em abril a primeira linha espanhola de alta velocidade, que uniu as cidades de Madri e Sevilha, completou 21 anos.

A ministra disse que se o consórcio espanhol for o vencedor, haverá uma transferência de tecnologia ao Brasil. A primeira parte da licitação, que será decidida em setembro, será para a fabricação dos trens, a operação ferroviária e a tecnologia de sinalização, de segurança e controle eletrônicos, disse Julio Gómez-Pomar "A Renfe está trabalhando a fundo na oferta e no plano de mobilidade que vai apresentar, e trabalhando para formar um consórcio que possa apresentar uma oferta ganhadora", disse.

Além da Espanha, França, Alemanha, Japão e Coreia do Sul também demonstraram interesse em participar da licitação.

Informações: Rede Brasil Atual
READ MORE - Espanha busca consórcio público-privado para trem-bala entre Rio e São Paulo

Governo Federal decide zerar PIS/Cofins para tarifa de transporte coletivo

O governo decidiu zerar o imposto PIS/Confins para as tarifas de transporte coletivo, incluindo ônibus, trem e metrô. A decisão já foi tomada pelo Ministério da Fazenda.

A isenção será publicada por meio de uma Medida Provisória. As alíquotas do PIS e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) somam 3,65% do transporte coletivo urbano de todo o Brasil e vão ser zeradas.

O objetivo é impactar os custos das classes média e baixa, que se utilizam de ônibus e metrôs, aliviando o impacto dos reajustes anunciados neste ano, segundo interlocutores do Executivo. A medida deve ser confirmada até o fim deste mês para ter validade a partir do início de junho.

READ MORE - Governo Federal decide zerar PIS/Cofins para tarifa de transporte coletivo

Prefeitura do Rio exige reforço na frota de ônibus nas zonas sul e oeste

A Secretaria de Transportes do Rio de Janeiro determinou que os consórcios operadores do sistema de ônibus urbanos reforcem a frota de parte das linhas que circulam nas zonas sul e oeste. A medida vai atender a população dos bairros Glória, Catete, Flamengo, Largo do Machado, Laranjeiras e Cosme Velho, na zona sul, e as linhas que passam pela avenida Menezes Cortes (estrada Grajaú-Jacarepaguá), estrada das Furnas, túnel da Grota Funda, serra da Grota Funda, na zona oeste, além do túnel da Covanca (Linha Amarela). 

A iniciativa se dá por conta da proibição da circulação de vans a partir do próximo dia 25 nesses locais, conforme estabelecido no decreto 37.180. Os consórcios serão obrigados a operar com 100% da frota nas linhas de ônibus determinadas e, em alguns casos, com frota extra. As equipes da Secretaria de Transportes estarão nas ruas para acompanhar o cumprimento dessas orientações e avaliar o atendimento à população.

Informações: Jornal do Brasil

READ MORE - Prefeitura do Rio exige reforço na frota de ônibus nas zonas sul e oeste

Em São Paulo, Ônibus terão 4G até a Copa de 2014, garante a prefeitura

O anúncio foi recebido com alegria pela comunidade geek paulistana e por todos os que planejam dar uma passadinha pela Copa do Mundo em São Paulo. A cidade de maior densidade populacional do Brasil possui, aproximadamente, 15 mil ônibus e todos eles deverão dar acesso à rede Wi-Fi de alta velocidade.

No discurso, a ideia é excelente e há muito empolgação. Cerca de 10 milhões de passageiros devem ter acesso à conexão gratuita. A Secretaria Municipal de Transportes deve iniciar os testes no primeiro semestre deste ano. Os organizadores municipais não querem deixar tudo para a última hora, embora reste exatamente um ano para o início das competições. Para a Copa das Confederações já não há mais tempo. Até agora, não foi realizada a contratação, ou processo de licitação, para definir qual empresa será responsável pela implantação da tecnologia.
Essa é, ao menos, a terceira tentativa no fazer funcionar a conexão Wi-Fi na cidade de São Paulo. O Terminal Santo Amaro teve acesso à rede liberada em 2011, mas o serviço foi cortado. No ano seguinte, ouviu-se o discurso de Gilberto Kassab, até então prefeito, sobre a liberação da tecnologia em todos os pontos de ônibus, mas até agora nada.

Como o prazo de obras e serviços prometidos para a Copa está apertando, sendo constantemente prorrogado, esta poderá ser a chance do governo paulista acertar mais rapidamente nos anseios da população e no atendimento aos turistas que aqui estarão no ano que vem. Os problemas nos aeroportos, no transporte público e de insegurança urbana continuam a existir nas cidades-sede e, principalmente, na capital paulista.

Com relação à segurança nos estádios, a empresa iRobot Corp cedeu 30 robôs de alta tecnologia que ajudarão na vigilância e patrulhamento. Os robôs de segurança – que custaram US$ 7,2 milhões – vasculharão por materiais explosivos, captarão imagens e áudio dos ambientes.

Informações: Notícias BR
READ MORE - Em São Paulo, Ônibus terão 4G até a Copa de 2014, garante a prefeitura

Em Santos, Usuários ainda têm dúvidas sobre o fim do dinheiro nos ônibus

A partir desta quinta-feira, os usuários de transporte coletivo em Santos deverão embarcar apenas utilizando cartão. No entanto, apesar da mudança ter sido anunciado no início do ano, a extinção do dinheiro para compra de passagens ainda gera uma série de dúvidas nos usuários. E uma das que mais preocupam é como adquirir o cartão-transporte, múltiplo ou ainda realizar recarga durante a madrugada. 

No Município, até o momento, existem oficialmente 31 pontos de venda terceirizados que disponibilizam o serviço 24 horas. Há também dois terminais da Viação Piracicabana (permissionária do serviço) que trabalham ininterruptamente: um na Rodoviária e outro no Valongo (Rua Visconde do Embaré, sem número). Este último, só realiza comercialização de cartões múltiplos. 

Onze pontos terceirizados se concentram no Gonzaga, cinco no José Menino, dois no Marapé, Vila Belmiro e Vila Nova. Há um no Boqueirão, Chico de Paula, Embaré, Aparecida, Campo Grande, Estuário, Jabaquara, Castelo e Macuco. Veja a lista completa dos pontos de venda que funcionam 24 horas.

Com os nomes dos estabelecimentos em mãos, a Reportagem percorreu ontem, aleatoriamente, alguns pontos anunciados como 24 horas e constatou alguns problemas. 

Por exemplo: no portal oficial da Viação Piracicabana (www.santosonibus.com.br), constava a informação (até a noite de ontem), que o Bar e Restaurante Novo Espaço, no Marapé, realiza confecção do cartão-transporte, venda de créditos comuns e de cartões múltiplos por 24 horas. No entanto, uma funcionária afirmou que o local encerra suas atividades à 1 hora.

Já no Cachorrão Lanches, no Campo Grande, não havia cartões múltiplos, apenas recarga e produção do cartão-transporte. Nos outros três locais visitados, estava tudo em ordem.

Por meio de nota, a Viação Piracicabana ressaltou que a abertura e atualização dos pontos de venda terceirizados é feita assim que eles são abertos ou há alterações nos dados cadastrados. Após tal processo, é feita a correção no site. 

Especificamente sobre o Bar e Restaurante Novo Espaço, a empresa diz que já está checando o horário de funcionamento, e se necessário, será feito o devido ajuste na divulgação. 

A Tribuna abordou nas ruas pessoas que ainda têm dúvidas sobre o novo sistema. Confira as respostas da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos: 

Moro no Morro do Marapé e os pontos mais perto para recarga são no bairro e no Morro da Nova Cintra. E se eu tiver um problema de madrugada com minha filha? Milena Cristina Lourenço, atendente

A Viação Piracicabana continua mapeando locais que ainda não possuem pontos de venda para credenciados para atender a necessidade de todos. A CET reforça a importância da obtenção do cartão- transporte.

Como vai funcionar o sistema para os turistas no Município? Tânia Sales Santos, agente de turismo

Os empresários do segmento de hospedagem foram incentivados a comercializar os cartões-múltiplos nos estabelecimentos para auxiliar a vida dos turistas que necessitam se deslocar via ônibus. Hoje, há 13 estabelecimentos de hotelaria conveniados e outros em processo de contratação. 

É possível comprar uma passagem por vez ao invés de fazer uma recarga grande antecipadamente? Antônio de Freitas, segurança

É possível realizar a compra de créditos eletrônicos (recarga) com valor baixo, uma vez que não há valor mínimo para realização de recarga. Porém, nesses casos, indicamos a compra do cartão-múltiplo com duas unidades.

Por Leonardo Costas
Informações: A Tribuna
READ MORE - Em Santos, Usuários ainda têm dúvidas sobre o fim do dinheiro nos ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960