Em Santos, Usuários ainda têm dúvidas sobre o fim do dinheiro nos ônibus

sexta-feira, 24 de maio de 2013

A partir desta quinta-feira, os usuários de transporte coletivo em Santos deverão embarcar apenas utilizando cartão. No entanto, apesar da mudança ter sido anunciado no início do ano, a extinção do dinheiro para compra de passagens ainda gera uma série de dúvidas nos usuários. E uma das que mais preocupam é como adquirir o cartão-transporte, múltiplo ou ainda realizar recarga durante a madrugada. 

No Município, até o momento, existem oficialmente 31 pontos de venda terceirizados que disponibilizam o serviço 24 horas. Há também dois terminais da Viação Piracicabana (permissionária do serviço) que trabalham ininterruptamente: um na Rodoviária e outro no Valongo (Rua Visconde do Embaré, sem número). Este último, só realiza comercialização de cartões múltiplos. 

Onze pontos terceirizados se concentram no Gonzaga, cinco no José Menino, dois no Marapé, Vila Belmiro e Vila Nova. Há um no Boqueirão, Chico de Paula, Embaré, Aparecida, Campo Grande, Estuário, Jabaquara, Castelo e Macuco. Veja a lista completa dos pontos de venda que funcionam 24 horas.

Com os nomes dos estabelecimentos em mãos, a Reportagem percorreu ontem, aleatoriamente, alguns pontos anunciados como 24 horas e constatou alguns problemas. 

Por exemplo: no portal oficial da Viação Piracicabana (www.santosonibus.com.br), constava a informação (até a noite de ontem), que o Bar e Restaurante Novo Espaço, no Marapé, realiza confecção do cartão-transporte, venda de créditos comuns e de cartões múltiplos por 24 horas. No entanto, uma funcionária afirmou que o local encerra suas atividades à 1 hora.

Já no Cachorrão Lanches, no Campo Grande, não havia cartões múltiplos, apenas recarga e produção do cartão-transporte. Nos outros três locais visitados, estava tudo em ordem.

Por meio de nota, a Viação Piracicabana ressaltou que a abertura e atualização dos pontos de venda terceirizados é feita assim que eles são abertos ou há alterações nos dados cadastrados. Após tal processo, é feita a correção no site. 

Especificamente sobre o Bar e Restaurante Novo Espaço, a empresa diz que já está checando o horário de funcionamento, e se necessário, será feito o devido ajuste na divulgação. 

A Tribuna abordou nas ruas pessoas que ainda têm dúvidas sobre o novo sistema. Confira as respostas da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos: 

Moro no Morro do Marapé e os pontos mais perto para recarga são no bairro e no Morro da Nova Cintra. E se eu tiver um problema de madrugada com minha filha? Milena Cristina Lourenço, atendente

A Viação Piracicabana continua mapeando locais que ainda não possuem pontos de venda para credenciados para atender a necessidade de todos. A CET reforça a importância da obtenção do cartão- transporte.

Como vai funcionar o sistema para os turistas no Município? Tânia Sales Santos, agente de turismo

Os empresários do segmento de hospedagem foram incentivados a comercializar os cartões-múltiplos nos estabelecimentos para auxiliar a vida dos turistas que necessitam se deslocar via ônibus. Hoje, há 13 estabelecimentos de hotelaria conveniados e outros em processo de contratação. 

É possível comprar uma passagem por vez ao invés de fazer uma recarga grande antecipadamente? Antônio de Freitas, segurança

É possível realizar a compra de créditos eletrônicos (recarga) com valor baixo, uma vez que não há valor mínimo para realização de recarga. Porém, nesses casos, indicamos a compra do cartão-múltiplo com duas unidades.

Por Leonardo Costas
Informações: A Tribuna

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960