Prefeitura de Canoas lança aplicativo com informações sobre transporte coletivo e seletivo

terça-feira, 22 de julho de 2014

Uma nova ferramenta digital com informações sobre linhas de ônibus, itinerários e paradas será lançada nesta terça-feira, às 14h, pela Prefeitura de Canoas.  Os moradores da cidade terão à disposição o aplicativo Canoas Mobi, que pode ser consultado por celular ou computador que tenha acesso à internet e disponibilizará informações sobre transporte coletivo convencional e seletivos, além da localização de todos os pontos de táxi no Município.

O lançamento do Canoas Mobi será feito pelo prefeito Jairo Jorge, no auditório Sady Shiwitz, no Paço Municipal (Rua 15 de Janeiro, 11, Centro de Canoas). O ato contará com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade (SMTM), responsável pela iniciativa, do CanoasTec e da empresa de ônibus Sogal.

Pelo Canoas Mobi, desenvolvido pelo CanoasTec, o usuário do transporte coletivo pode verificar, se estiver com o GPS acionado no celular, qual a parada mais próxima, a quantos metros ela está, quais as linhas que passam por aquele local, o itinerário das linhas e até mesmo em quanto tempo aproximadamente o coletivo vai passar.

Se o GPS do celular estiver ligado, o mapa irá buscar a posição do usuário e centralizar o mapa de Canoas na posição em que ele está, mostrando as paradas de ônibus mais próximas. Caso o usuário esteja posicionado a mais de 10 km do Município, o mapa será centralizado no Centro de Canoas, junto à Prefeitura.

Para obter informações das linhas que utilizam a parada de ônibus em que o usuário se encontra, basta clicar na parada (simbolizada por um ícone laranja, com a figura de um ônibus). O usuário ainda pode clicar em “Parada, Linhas e Horários”, onde haverá uma tela que mostrará todas as linhas que utilizam aquela parada. As informações grifadas em vermelho indicam que a linha de ônibus encontra-se a menos de 20 minutos para chegar à parada.

Outra opção do usuário do transporte coletivo é saber a respeito de todas as linhas de ônibus do Município. Nessa tela, sob o mapa, o interessado pode visualizar uma lista com todas elas. Ao escolher uma linha, o usuário pode ver todos os horários de saída do terminal e ainda visualizar no mapa o itinerário dela.

O aplicativo também permite indicar ao usuário o caminho a pé para chegar até a parada desejada e mostrar uma visão da rua do local em que ela se encontra, através do Google Street View.

População pode fiscalizar
A população pode fiscalizar o correto funcionamento do serviço de transporte público em Canoas. Quando há o descumprimento em algum horário, o usuário pode ligar gratuitamente para o atendimento ao cidadão da Prefeitura, pelo número 0800 51 1234, para fazer a reclamação, o que poderá acarretar em multa para a empresa concessionária do serviço.

Como acessar o aplicativo
Para acessar o Canoas Mobi, o usuário pode escolher uma das seguintes opções:
- Pelo site www.canoastec.com/canoasmobile.
- Pelo Facebook: apps.facebook.com/canoasmobi/
- Pelo Google Play (aplicativo para celulares com sistema Android)

Em breve, o aplicativo também estará disponível na App Store, para celulares com sistema Ios.

Informações do Portal da Prefeitura de Canoas


READ MORE - Prefeitura de Canoas lança aplicativo com informações sobre transporte coletivo e seletivo

Greve de ônibus nesta quarta em Campina Grande é confirmada pelo sindicato

Uma greve por tempo indeterminado no serviço de transporte coletivo em Campina Grande deve interromper em 100% a circulação da frota de ônibus a partir da 0h de quarta-feira (23), segundo o Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Trabalhadores em Transporte Urbanos de Passageiros de Campina Grande (Simcof).

A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (22) durante a segunda rodada de negociação entre as partes, realizada na Delegacia Regional do Trabalho (DRT). Os empregados alegam que as empresas não aceitam discutir suas propostas e 220 veículos que fazem o transporte público municipal devem permanecer nas garagens.

O diretor do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sitrans) de Campina Grande, Anchieta Bernardino, informou que o órgão só vai se pronunciar após ser notificado sobre o início da paralisação para tomar as providências cabíveis quanto à paralisação dos coletivos. A greve por tempo indeterminado não afeterá o transporte intermunicipal, segundo o Simcof.

Segundo o Simcof, houve redução no pedido de proposta salarial por parte dos sindicalistas, mas em nenhuma das três últimas reuniões, todas realizadas com mediação do Ministério do Trabalho e Emprego, chegou-se a um consenso.

"A partir de 0h estamos com todos os veículos parados e vamos aguardar o pronunciamento deles [Sitrans]. Baixamos nossa reivindicação salarial de 16% para apenas 11% de reajuste, mas só ofereceram 7,2%. Não querem nem discutir nossas propostas, não temos temos sequer um plano de saúde", explicou o presidente da entidade sindical Antonino Macedo.

Informações: G1 PB

READ MORE - Greve de ônibus nesta quarta em Campina Grande é confirmada pelo sindicato

Resultado de licitação das linhas de ônibus de Salvador é adiado

A divulgação do resultado da licitação do sistema de ônibus de Salvador foi adiada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Transportes (Semut) e "deve ocorrer até o final desta semana", conforme previsão do titular do órgão, Fábio Mota.

O adiamento se deu porque a comissão julgadora do processo licitatório precisou de mais tempo para analisar a documentação apresentada pelos três consórcios participantes da concorrência pública (Jaguaribe, Plataforma e Salvador Norte).

De acordo com a assessoria de comunicação da Semut, uma convocatória aos três consórcios será publicada nos próximos dias, no Diário Oficial do Município, marcando a sessão onde será divulgado o resultado.

Sem mudanças

Em reportagem publicada na edição do último dia 15, A TARDE antecipou que as atuais empresas que operam na capital baiana não devem sair do sistema.

Os grupos Evangelista (consórcio Plataforma) e Vibemsa (Salvador Norte), por exemplo, fizeram proposta para continuar operando no subúrbio ferroviário e na orla, respectivamente.

O primeiro é composto pelas empresas Axé, Praia Grande, Boa Viagem e Joevanza. Já o segundo reúne as coirmãs Rio Vermelho, Verdemar, Central, Ondina e BTU.

O outro provável consórcio participante (Jaguaribe) é uma associação das empresas Expresso Vitória, Modelo, São Cristóvão, Transol, Vitral, Capital, Ilha Tropical e União (empresa dos Evangelistas).

Licença do BRT

Também com o tema mobilidade, está marcada para a próxima quinta-feira, na sede da Semut, uma reunião do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam). Na ocasião, será votado o relatório de impacto ambiental das obras do BRT (Bus Rapid Transit) Lapa-Iguatemi.

A prefeitura depende da aprovação do relatório para obter a licença prévia que permite o início do processo licitatório do corredor exclusivo para ônibus.

Segundo Fábio Mota, a intervenção não vai promover impactos ambientais ou desapropriações. Por isso, é dada como certa a aprovação do relatório. "Não existe fauna e flora nos canteiros onde o BRT vai passar. Mas a reunião faz parte do processo legal e precisa acontecer", disse Mota.

Ainda conforme o secretário, uma licença definitiva só é obtida após o início da obra, caso os termos previstos no relatório de impacto ambiental sejam respeitados.

Com o projeto do BRT, a prefeitura visa dar solução ao trânsito e transporte em um dos principais "gargalos de trânsito" da capital baiana. O trajeto entre Iguatemi e Lapa deverá demorar 15 minutos.

por Yuri Silva
Informações: A Tarde Online


READ MORE - Resultado de licitação das linhas de ônibus de Salvador é adiado

Prefeitura prorroga prazo de auditoria em contratos de ônibus em SP

A SPTrans adiou para outubro de 2014 a conclusão da auditoria para verificação independente dos contratos de concessão e permissão do serviço público de transporte coletivo de passageiros na cidade de São Paulo.

De acordo com a empresa, a medida foi adotada por causa da complexidade e volume do trabalho que está sendo executado e porque as operadoras ainda estão coletando as informações e documentações que servem de base para a verificação. Segundo a SPTrans, esse aditivo, a ser publicado nos próximos dias, não prevê alteração no valor total do contrato .

O contrato original assinado em dezembro de 2013, com prazo de quatro meses, prevê desembolso de R$ 3,9 milhões para realização da auditoria, a cargo da Ernst & Young Assessoria Empresarial, vencedora da licitação.

A gestão Haddad aguarda a conclusão da auditoria para realizar a nova licitação dos ônibus da cidade. Atualmente, o sistema de transportes é operado por um contrato emergencial.

Haddad (PT), anunciou em julho de 2013 a intenção de contratar uma auditoria internacional para examinar as planilhas de custos e de remuneração das empresas de ônibus. O anúncio ocorreu após as manifestações de junho contra o aumento da tarifa de R$ 3 para R$ 3,20. Após os protestos liderados pelo Movimento Passe Livre (MPL) , a Prefeitura congelou a tarifa. A Câmara Municipal de São Paulo abriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as planilhas de custo das empresas.

"Nós vamos fazer auditoria internacional. Hoje é auditada internamente. Entendemos que o grau de complexidade que isso tomou exige de nós trabalho mais minucioso, modernizando os controles", afirmou Haddad, na época. Haddad afirmou que a atual taxa de lucro das empresas é inaceitável. "Não podemos aceitar uma taxa de retorno igual àquela do início do contrato. Não podemos ter a mesma remuneração do passado quando as taxas de juros eram muito maiores.”

READ MORE - Prefeitura prorroga prazo de auditoria em contratos de ônibus em SP

Duas linhas da Zona Sul de SP estão com novos itinerários

A SPTrans informa que as linhas 648P-10, Terminal Capelinha/Terminal Pinheiros,  e 648P-21, Terminal Capelinha/Itaim Bibi, terão  novos  itinerários, a partir do dia 29 de julho. As alterações foram feitas com o propósito de melhorar o desempenho operacional dos ônibus durante os trajetos. 

Para  ter mais informações sobre os trajetos de linhas de ônibus ou consultar itinerários  é possível ligar para 156 ou acessar o sitewww.sptrans.com.br

Confira as linhas e seus respectivos itinerários:

Linha: 648P-10 Term. Capelinha - Term. Pinheiros

Ida: Sem alteração

Volta: Normal até a rua Eng. Mesquita Sampaio, Rua José Guerra prosseguindo normal.

Linha: 648P-21 Term. Capelinha - Itaim Bibi

Volta: Normal até a rua Eng. Mesquita Sampaio, Rua José Guerra, prosseguindo normal.

Assessoria de Imprensa - SPTrans

Leia também sobre:
READ MORE - Duas linhas da Zona Sul de SP estão com novos itinerários

Frota de micro-ônibus de Salvador é renovada

O Subsistema de Transporte Especial Complementar de Salvador (Stec) recebeu na terça-feira 66 dos 300 novos micro-ônibus que irão substituir veículos antigos até o final deste ano.

A nova frota, apresentada pelo prefeito ACM Neto, ontem pela manhã, no estacionamento São Raimundo, nos Barris, começa a circular em até cinco dias.

O valor da passagem será o cobrado atualmente: R$ 2,80, porém os veículos não integram a compensação tarifária do bilhete único para usuários do Salvador Card.

Os ônibus adquiridos pela Cooperativa dos Permissionários do Subsistema de Transporte Especial Complementar de Salvador (Coopstecs) foram viabilizados pela prefeitura municipal, que facilitou um empréstimo com juros reduzidos.

A cooperativa, que é responsável por 10% das demandas de transporte público na capital baiana, conta com uma carência de seis meses no financiamento. O pagamento será realizado mensalmente pelos cooperados.

O sistema complementar dispõe de 300 veículos, que fazem o transporte de 120 mil passageiros por dia e suprem áreas periféricas de Salvador, como Cajazeiras, Castelo Branco, Narandiba, São Cristóvão e a região suburbana.

Diferencial

Com ônibus adaptados para portadores de deficiência e com sistema de ventilação forçada - para renovação do ar -, a nova frota oferecerá mais conforto aos passageiros, em comparação aos antigos. Além disso, possuem motores Euro V, que produzem menos poluentes atmosféricos.

"Isso é uma conquista para nós, é um equipamento com mais robustez, economia, segurança e acessibilidade" diz Pedro Miranda, presidente da (Coopstecs).

A expectativa é que estes veículos possam circular dentro de áreas com maior dificuldade de acesso, onde os transportes públicos convencionais não chegam devido à estrutura local, como becos e ruas mais estreitas.

A autônoma Lidiane Maria, 23, acredita que os novos micro-ônibus têm realmente as características prometidas, com mais segurança e comodidade para os moradores do subúrbio ferroviário da capital baiana.

"Os ônibus fazem muitas voltas para chegar a um ponto do bairro, isso torna a viagem cansativa, principalmente para quem tem horário para chegar ou sair", afirma Lidiane.

Durante a solenidade de entrega, o prefeito ACM Neto anunciou que, até o final do ano, 100% dos veículos serão totalmente substituídos como parte do compromisso com a melhoria da qualidade do transporte público.

Informações: A Tarde Online


READ MORE - Frota de micro-ônibus de Salvador é renovada

Aumento de R$ 2,80 para R$ 3 na tarifa de ônibus de Araraquara (SP), gera reclamações

O aumento de R$ 2,80 para R$ 3 na tarifa de ônibus de Araraquara (SP), em vigor desde domingo (20), gerou reclamações dos passageiros que questionam o reajuste de 7,14% em relação à qualidade do transporte coletivo oferecido na cidade. A alta no preço ocorre no momento em que a Prefeitura tenta terceirizar o serviço.
Foto: Wilson Aiello/EPTV
Quem depende da condução, pede melhorias urgentes. “A qualidade do transporte está péssima. Faltam ônibus nas linhas, os veículos são antigos e há atraso no horário. Nada justifica esse aumento absurdo”, disse o vigilante Dalvo Marques.

O trabalhador que pega dois ônibus de segunda a sexta-feira agora vai pagar no fim do mês R$ 120. “Isso dificulta muito a vida porque o salário não acompanha”, comparou a ajudante de cozinha Maria Izilda. Já a repositora Maria Helena Pelegrino afirmou que vai mudar a rotina. “Não moro tão longe, então vou ter que começar ir e voltar do Centro da cidade a pé, porque está muito caro”.

Inflação
De acordo com a Prefeitura, o reajuste é compatível com a inflação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado nos últimos 12 meses.

Em nota oficial, o poder público justificou que as empresas CTA (Companhia Tróleibus Araraquara) e Viação Paraty solicitaram um preço maior, de R$ 3,20, baseado em planilhas de custos, mas houve autorização apenas para a reposição da inflação.

Para os estudantes, o valor da tarifa passa para R$ 1,50, o mesmo valor cobrado aos passageiros que utilizam os cartões comuns da CTA e Viação Paraty da bilhetagem eletrônica, aos domingos.

O último reajuste da tarifa de Araraquara foi realizado em fevereiro do ano passado, elevando o preço a R$ 2,90. Em junho, no entanto, o prefeito Marcelo Barbieri (PMDB) decidiu reduzir o valor em R$ 0,10. Alegou que a medida era possível graças à isenção do PIS/Cofins dada pelo governo federal às empresas de transporte.

Crise e Terceirização
A decisão de terceirizar o serviço de transporte coletivo foi tomada pela Prefeitura por conta de uma crise na CTA. A empresa, que possui 28 linhas próprias e emprega mais de 500 funcionários, não tem condições de quitar as dívidas.

Há mais de um ano não é feito o repasse para a empresa que já opera algumas linhas adicionais. Além disso, a CTA possui outras dívidas, como INSS, por causa de ações movidas por funcionários, e o rombo chega a R$ 11 milhões.

O intuito da Prefeitura é transformar a empresa em uma agência reguladora. No último dia 11, a audiência pública marcada para debater a terceirização da CTA foi cancelada após uma manifestação na Biblioteca Municipal. Durante meia hora houve protestos e, com o tumulto, o equipamento de som foi desligado. Os manifestantes, com faixas e cartazes, tomaram o palco onde estavam os presidentes e representantes da CTA. Ainda não há uma data para a nova sessão.

Informações: G1 São Carlos e Araraquara

Leia também sobre:
READ MORE - Aumento de R$ 2,80 para R$ 3 na tarifa de ônibus de Araraquara (SP), gera reclamações

Em Curitiba, Passageiros já percebem melhorias no Terminal Santa Cândida

A entrega da primeira etapa das obras de reforma e ampliação do Terminal Santa Cândida, nesta semana, já permite aos passageiros ter uma boa ideia das mudanças que estão a caminho. O terminal terá a área ampliada de 8,6 mil para 12,6 mil metros quadrados e ganhará uma nova área comercial, com espaço para carga e descarga de mercadorias, nova iluminação, paisagismo e acessibilidade.

Quem usa o terminal diariamente já percebeu uma das principais alterações: o fim das plataformas elevadas para embarque e desembarque dos ônibus biarticulados. O passageiro não precisa mais subir degraus para ficar no nível da porta de embarque ou, ao desembarcar do ônibus, descer os degraus da plataforma. Agora é o ônibus que se posiciona na altura do piso do terminal – o que foi possível com a implantação da pista do ônibus em desnível, permitindo a abertura das portas no mesmo nível do cidadão.

Além de mais confortável e seguro, o local de embarque e desembarque nos biarticulados também ficou maior, passando de 3,5 para 7 metros de largura. O piso, antes emborrachado sobre uma estrutura de metal, agora é de lajotas antiderrapantes e com faixas em relevo padronizado, para apoio na orientação a pessoas com deficiência visual.

Como o terminal ainda está em obras, toda a operação está concentrada em uma ala, o que permite acesso da plataforma do biarticulado para a área de embarque e desembarque dos ônibus alimentadores. Quando as obras estiverem prontas, também a ala dos alimentadores será maior e mais confortável.

Eliane Demarqui, que na manhã desta quarta-feira aguardava, com a filha no colo, o embarque no biarticulado Santa Cândida/Capão Raso, aprovou a nova plataforma. "Ficou bem mais seguro, mais fácil, principalmente para quem tem criança, para cadeirantes e idosos. Quando a obra terminar vai ampliar muito, melhorar mais, mas já está mais fácil para pegar o ônibus", afirmou.

Além da plataforma maior e mais confortável, a abertura desta ala permitiu que o biarticulado voltasse a fazer uma primeira parada para desembarque e, alguns metros à frente, uma segunda para embarque, o que evita aglomerações e dificuldades tanto para quem está saindo quanto para quem vai entrar no ônibus.

"Está ficando muito bom, eu gostei, não precisa subir e descer escada, agora está mais organizado", disse a estagiária de Direito Camila Greicy Gonçalves, que utiliza o terminal diariamente.

Trabalhando como atendente de portaria em um condomínio em Curitiba, Manoel Ferreira de Almeida, que mora em Colombo, diz que a primeira melhoria a destacar no terminal é a acessibilidade. "Ficou bom para cadeirantes e idosos, principalmente, mas já ficou melhor para todo mundo. Acho que quando as obras terminarem vai ficar muito bom mesmo. Tomara que do lado de lá fique como aqui", afirmou.

O lado de lá a que Almeida se refere é a ala do terminal que fica de frente para a Avenida Mascarenhas de Morais que, em função das obras, teve nesta semana uma faixa bloqueada para o trânsito, com passagem exclusiva dos ônibus. Como do lado que já está pronto, a outra ala também terá acessos mais amplos, com mais acessibilidade e conforto.

Área comercial

Os espaços comerciais, que até aqui funcionavam no meio do terminal, vão passar para o subsolo, onde está sendo construído um túnel de ligação entre as duas alas. Na parte de cima só vai funcionar o Armazém da Família, que terá um espaço diferenciado, maior e com mais conforto para funcionários e clientela.

No subsolo, onde ficará concentrada a área comercial, os veículos que transportam as mercadorias também terão espaço para estacionar, sem ligação, como ocorria antes, com a área de operação dos ônibus.

Pelo Terminal Santa Cândida passam, por dia, 40 mil usuários do transporte coletivo. Ali param as linhas do circular Interbairros III; o biarticulado Santa Cândida/Capão Raso e o Ligeirinho Santa Cândida/Pinheirinho, além de nove linhas alimentadoras, que fazem a ligação do terminal com os bairros.

As obras de reforma e ampliação do terminal foram paralisadas em 2012 e retomadas no ano passado, com melhorias no projeto original e novo cronograma que prevê a conclusão até o fim deste ano.

Informações: URBS

READ MORE - Em Curitiba, Passageiros já percebem melhorias no Terminal Santa Cândida

Em Porto Alegre, BikePoa tem cerca de 2 mil viagens

Das duas mil viagens diárias do BikePoa, cerca de 65% acontecem nos picos da manhã (7h às 10h) e da tarde (17h às 20h), de segunda à sexta-feira. Os dados da empresa Serttel, administradora do sistema na Capital, revelam o envolvimento, cada vez mais crescente, dos usuários na utilização das bicicletas compartilhadas na cidade, como um verdadeiro modal de transporte. 

“Estes 65% representam um índice realmente muito elevado no conjunto da rede de bikes compartilhadas no País. É uma verdadeira demonstração do envolvimento dos portoalegrenses nesta iniciativa da Prefeitura, com utilização cada vez mais intensa das bikes, ainda mais com o crescimento da rede cicloviária na cidade”, afirma Peter Cabral, diretor-presidente da Serttel.

O sistema BikePoa completa dois anos no próximo 22 de setembro, com 104 mil pessoas cadastradas, 500 mil viagens realizadas. Ao todo são 39 estações, com 390 bicicletas à disposição da população. “É uma iniciativa que deu certo, já como modal de transporte e também como lazer. Agora estamos trabalhando junto à comunidade para aumentar a rede cicloviária no novo espaço proposto a ser criado no bairro Santa Cecília, com ligação entre a Ipiranga e a Praça da Encol”, afirma Vanderlei Cappellari, Diretor-Presidente da EPTC. 

Informações: EPTC


READ MORE - Em Porto Alegre, BikePoa tem cerca de 2 mil viagens

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960