Greve de ônibus em Jundiaí deixa trânsito caótico

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Trânsito caótico, terminais e pontos de ônibus vazios, Centro com o comércio prejudicado e indústrias com significativos atrasos na entrada dos funcionários. Quem dependeu de táxi,  precisou esperar muito - um teste de paciência. O que se via era gente indo a pé para o trabalho ou escola. Esse foi o retrato de ontem em Jundiaí, quando o cotidiano foi totalmente modificado pela greve dos motoristas e cobradores de ônibus. O pior: hoje  continua.

O primeiro dia de greve de um serviço que transporta cerca de 130 mil passageiros ao dia   não teve respeitada decisão da Justiça de que metade da frota circulasse. Foram 48 os ônibus nas ruas, pouco para uma cidade do porte de Jundiaí.   

Os funcionários das empresas Viação Leme, Jundiaiense e Três Irmãos rejeitaram a proposta apresentada no fim do dia ao Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Jundiaí e Região. As empresas ofereceram um reajuste de 9,5% - meio por cento a mais do que na última proposta, R$ 480 de participação nos lucros  e R$ 12 de vale-refeição.  
“Para eles é tudo ou nada agora, não estão preocupados se serão demitidos ou não”, garantiu  o presidente do sindicato, Laurindo Lopes. “E se me chamarem para negociar meio por cento outra vez, eu não vou não”, emendou.

Informações: Rede Bom Dia

READ MORE - Greve de ônibus em Jundiaí deixa trânsito caótico

Grande Recife disponibiliza linha especial para jogo Náutico X Sporting (Portugal) na Arena da Copa

Com um público esperado de 30 mil pessoas, a Arena da Copa recebe nesta quarta-feira (22) o jogo entre Náutico X Sporting (Portugal) a ser realizado às 20h. Para aqueles que forem participar do evento, o Grande Recife Consórcio de Transporte disponibilizará duas linhas especiais que levarão os torcedores do TI Cosme e Damião e do estacionamento Parqtel até a Arena. As linhas 046 – PARQTEL/ARENA e 047 – COSME E DAMIÃO/ARENA entrarão em funcionamento a partir das 16h e irão operar até duas horas após o jogo. 

A linha 046 – PARQTEL/ARENA contará com uma frota de 25 veículos que partirão a cada cinco minutos em direção à Arena e de volta ao estacionamento, em comboios de três ônibus. A linha 047 – COSME E DAMIÃO/ARENA contará com 50 veículos na viagem de ida e 60 veículos na viagem de volta, com intervalos de três minutos, que partirão em comboios de cinco ônibus. 


Os torcedores que desejarem seguir de carro até o Parqtel pagarão uma taxa de R$ 40 pelo ticket do estacionamento, que deve ser adquirido antecipadamente na sede do Náutico, no Café São Braz do Shopping Paço Alfândega e da Rua Maria Carolina (Boa Viagem), no edifício garagem do Hospital Português e nas concessionárias da Fiat Italiana na Imbiribeira e na Caxangá. Os torcedores contam, ainda, com a possibilidade de deixar o carro em outros terminais e seguir de metrô até o Terminal Integrado Cosme e Damião. 

Para efetuar as viagens de ida e volta ao estádio, os torcedores receberão uma pulseira colorida para que possam garantir a gratuidade do retorno. As pulseiras serão distribuídas no momento do embarque e os torcedores devem mantê-las no pulso até a hora de voltar. 

O Grande Recife lembra aos passageiros que não é indicado permanecer na Arena por muito tempo após o jogo, já que os Terminais Integrados encerram suas atividades a meia-noite.

Blog Meu Transporte
READ MORE - Grande Recife disponibiliza linha especial para jogo Náutico X Sporting (Portugal) na Arena da Copa

Ônibus de Santos-SP não aceitarão mais dinheiro a partir de quinta-feira

A partir desta quinta-feira (23), os motoristas dos ônibus municipais de Santos (SP) não aceitarão mais o pagamento das passagens com dinheiro. Os profissionais, que até agora exerciam a dupla função, de motoristas e cobradores, e que eram alvo de assaltos, sobretudo à noite, agora só se preocuparão com o volante e o atendimento aos passageiros.

A medida, que deveria ter sido adotada há um mês, por determinação da prefeitura, foi adiada para que a Viação Piracicabana, concessionária do transporte municipal, dotasse a cidade com um número suficiente de postos para atender todos os munícipes com o cartão-transporte.

De acordo com a administração municipal, a concessionária foi punida com uma multa de R$ 14,5 mil por não ter cumprido o prazo de instalar os postos até abril. É que a medida foi anunciada em janeiro, com um prazo de três meses para a tomada de todas as providências necessárias. Mas agora a empresa anunciou a instalação de 261 postos, dos quais 31 em condições de atender 24 horas. Os cartões podem ser recarregados em 35 bairros santistas.

Além do cartão-transporte, a empresa tornou disponíveis cartões múltiplos, com duas, quatro e até dez viagens. A Viação Piracicabana conta com oito lojas próprias e 215 pontos de venda terceirizados, em bancos, lanchonetes, farmácias, bancas de jornal, entre outros. No portal da empresa, os usuários dos ônibus também podem obter o cartão e fazer a recarga, o que não ocorria em abril.

Novos ônibus

Junto com a determinação de funcionamento do cartão-transporte, o Poder Executivo municipal anuncia para esta quinta-feira a entrega de novos ônibus em circulação, com benefícios como ar-condicionado e wi-fi. Vinte e seis veículos já estão disponíveis na garagem da empresa.

Desse primeiro montante, seis deles contam com degraus rebaixados, a fim de facilitar a entrada e saída de passageiros com dificuldade de locomoção, como os idosos. As linhas beneficiadas ainda não foram anunciadas. Mas, de acordo com o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), à medida em que os novos equipamentos forem avaliados pela população, novos veículos serão colocados em circulação.

Informações: Estadão

READ MORE - Ônibus de Santos-SP não aceitarão mais dinheiro a partir de quinta-feira

Em Salvador, Rodoviários tentam acordo para evitar greve de ônibus

Os rodoviários encerraram no início da noite desta terça-feira (21) mais uma reunião de negociação com os empresários na tentativa de chegar a um acordo que evite uma paralisação da categoria, na Associação das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário da Bahia (Abemtro). Como na reunião da manhã, no entanto, o impasse continuou. 

"Infelizmente os empresários nos empurram para uma mobilização, uma greve, uma grande greve", diz o diretor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota. "São 9 rodadas de negociações, quase 2 meses de conversas, e não vemos avanço", diz o rodoviário. "A categoria está apreensiva".


Segundo Mota, os rodoviários querem manter as negociações abertas e já existe uma nova rodada com os empresários marcada para o dia 28, mas a falta de avanço preocupa. "A saída é negociar, mas eles não estão querendo diálogo", diz.

Os rodoviários pedem um aumento salarial de 15%, além de ticket alimentação de R$ 15 trinta dias por mês e nas férias, assistência médica e odontológica para titulares e dependentes, gratificação de Carnaval, fim da cobrança de avarias, das terceirizações e da dupla função, além de redução da jornada para 6h sem redução de salário. Por outro lado, os empresários oferecem reajuste de 3,21%.

Outras reivindicações incluem o cumprimento da jornada diária de trabalho de 8h com 1h de descanso, como determina a lei. "Em alguns bairros não tem como deixar o ônibus parado por essa hora. Mas vamos obrigar os empresários a cumprir a lei, nem que para isso precise causar uma revolução nessa cidade". diz Mota. Os rodoviários também são contra a contratação de funcionários para cobrir folgas em esquema freelance e o banco de horas para que recebam folgas, e não o dinheiro extra, no fim do mês.

"Acho que essa é a primeira vez que ficamos dois meses negociando sem avanços. Estão esperando virar o balde para querer negociar. Os rodoviários pedem ao secretário de transportes que sente na mesa", acrescenta Mota.

Asssembleias
Os rodoviários têm duas assembleias marcadas para esta quarta-feira. Uma às 9h e outra às 15h. Segundo Mota, a categoria não deve entrar em greve amanhã, "até por conta da questão da legalidade", mas pretende "chamar os trabalhadores para fazer uma movimentação na cidade".

O gerente de relações sindicais do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, acredita que as negociações chegarão a um ponto comum sem a necessidade de greve. "Mostramos alguns pontos que consideramos que são negociáveis, e agora vamos tentar trabalhar juntos para chegar a um denominador comum", conta Castro. "Os pontos de entrave deles é a jornada do trabalho e o salário", acrescenta, dizendo que os empresários estão buscando um consenso. 

Na última quinta-feira (16), os rodoviários fizeram reuniões nas portas de garagem e atrasaram as saídas dos ônibus em até 3 horas pela manhã. Quem saiu cedo de casa na manhã desta quinta-feira (16) para trabalhar foi pego de surpresa. Os pontos de ônibus estavam lotados e os poucos coletivos que passavam, nem paravam por conta da lotação. O motivo é que os rodoviários de dez, das 18 empresas, resolveram parar as atividades até as 8h.

Segundo informações da Superintendência de Trânsito e Transportes (Transalvador) as empresas que ficaram paradas foram a BTU, ODM e Ondina, Rio Vermelho, União, Transol, Capital, Ilha Tropical, Central e Verdemar.

Além das estações de transbordo e dos finais de linha, a maior parte de passageiros à espera dos ônibus ficou concentrada nas regiões de São Cristóvão, Iguatemi, avenida Paralela e Pirajá/São Caetano.

Informações: Correio 24 Horas
READ MORE - Em Salvador, Rodoviários tentam acordo para evitar greve de ônibus

Em Goiânia, Tarifa do transporte coletivo sobe para R$ 3,00

Mesmo com manifestações contra, a tarifa do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana passará a custar R$ 3 a partir desta quarta-feira (22/5).

A informação é da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) e a decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (21), durante reunião da da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), realizada na Secretaria Metropolitana, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira. O reajuste é de 11%.

Manifestações
Desde que começaram os rumores de um possível aumento, várias pessoas, sendo a maioria estudantes, passaram a fazer protestos na capital contra o reajuste. O último, realizado nesta tarde, reuniu mais de 200 pessoas em frente ao Palácio Pedro Ludovico e deixou o trânsito na região da Praça Cívica totalmente congestionado.


A reunião para definir a nova tarifa contou com a presença de representantes da Prefeitura de Goiânia, da Secretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana e da Prefeitura de Senador Canedo, que representou as cidades da Região Metropolitana.

O último aumento na tarifa do transporte foi registrada há um ano. No dia 20 de maio de 2012, a passagem que custava R$ 2,50 sofreu reajuste de 8% e passou a custar R$ 2,75.

Desoneração da passagem
Durante a reunião, o prefeito Paulo Garcia propôs desoneração da passagem de ônibus do transporte coletivo para a população mais pobre da Região Metropolitana de Goiânia. Ele determinou que seja feito, de imediato, um estudo para que essa desoneração seja colocada em prática.

De acordo com ele, conforme consta em nota da Prefeitura de Goiânia, a opulação menos favorecida, que representa aproximadamente 34% dos moradores da grande Goiânia, é quem paga mais caro pela passagem.

Ainda segundo o prefeito, os trabalhadores recebem subsídios das empresas através do vale transporte, estudantes e idosos possuem o benefício da meia passagem e as pessoas que não têm emprego formal acabem pagando o valor integral.

Por Adriana Marinelli
Informações: A Redação
READ MORE - Em Goiânia, Tarifa do transporte coletivo sobe para R$ 3,00

Funcionários do transporte coletivo de Blumenau passam por treinamento

Os motoristas e cobradores do transporte coletivo de Blumenau passarão por treinamento do Consórcio SIGA para que saibam como manusear os elevadores dos ônibus adaptados. Os treinamentos foram solicitados pelo Seterb e ocorrerão no Terminal Proeb e no Terminal Garcia, nesta terça (21) e quarta-feira (22). 

No Terminal Proeb, o treinamento acontece nesta terça-feira (21), na plataforma da linha 25 de Agosto, das 8h às 17h. Já no Terminal Garcia, as orientações acontecerão na quarta-feira (22), na plataforma da linha Belo Horizonte, das 8h às 12h. Fiscais estarão nos locais acompanhando os trabalhos.

O treinamento aos funcionários atende ao pedido enviado através de ofício pelo presidente do Seterb, Sérgio Chisté, no dia 25 de abril. No documento, Chisté determinou não só o treinamento, como também a revisão preventiva e corretiva em todos os elevadores dos ônibus adaptados do transporte coletivo, tudo num prazo máximo de 30 dias.

Por Bruna Neto
Informações: ND Online

READ MORE - Funcionários do transporte coletivo de Blumenau passam por treinamento

Motoristas de Sorocaba e Votorantim decidem sobre reajuste ou estado de greve

Em duas assembleias nesta quarta-feira (22), os motoristas do transporte coletivo de Sorocaba e Votorantim avaliam a contraproposta de reajuste salarial apresentada pelas empresas do setor. Caso recusem, os trabalhadores podem decretar estado de greve. Se isso acontecer, notificam os patrões e as Prefeituras sobre a data para paralisarão das atividades.

O encontro, realizado pelo Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, acontece entre às 10h e 18h e será na rua Capitão Augusto Franco, 159, próximo ao Terminal São Paulo.


A contraproposta que será apresentada à categoria é resultado de quatro rodadas de negociação entre os diretores do Sindicato e os representantes das empresas do transporte urbano dos municípios de Sorocaba e de Votorantim.

Os trabalhadores do transporte urbano reivindicam na campanha salarial deste ano a reposição da inflação segundo o IGP-M/FGV (Índice Geral dos Preços de Mercado da Fundação Getúlio Vargas) mais aumento real de 5%; aumento no tíquete-refeição de R$ 15,00 para 18,00; aumento na participação nos lucros e resultados (PLR) para o valor de um piso salarial da categoria, hoje o benefício está em R$ 800,00; contratação de agentes de bordo em igual número ao de motorista; redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salário; e a manutenção de todos os direitos já conquistados em outras campanhas salariais como cesta básica e plano de saúde familiar.

A data-base da categoria para o aumneto é 1º de maio, e o atual piso salarial do motorista de ônibus é de R$ 2.300,00.

Informações: Cruzeiro do Sul
READ MORE - Motoristas de Sorocaba e Votorantim decidem sobre reajuste ou estado de greve

Em Belém, Mais de 80 novos ônibus são entregues a população

Mais de 80 novos ônibus serão entregues à Prefeitura Municipal de Belém e a Autarquia de Mobilidade Urbana Belém (Amub), nesta terça-feira, 21, no Portal da Amazônia com a presença do prefeito Zenaldo Coutinho. Este é o primeiro lote de três entregas que o Sindicato de Transportes de Belém (Setransbel) realizará até o próximo semestre somando o total de 150 novos veículos em circulação na capital. 

Com o investimento de 43 milhões de reais, cerca de 280 mil por veículo, a frota 2013 está integrando gradativamente as ruas da cidade, substituindo veículos considerados pela fiscalização da autarquia com vida útil avançada. Sessenta e um ônibus ainda estão em fabricação pelos fornecedores habilitados Mercedes Benz, Volvo e Wolsksvagen cumprindo o padrão e as exigências veiculares determinados pelo órgão gestor, com número de 50 lugares e equipamento de acesso aos portadores de necessidades especiais. 


A renovação da frota é resultado de uma série de reuniões que a Amub está promovendo desde o início da gestão com empresários de transporte coletivo urbano de Belém para a atualização cadastral dessas empresas, com o intuito de melhorar o gerenciamento do sistema urbano. 

O encontro culminou não só na compra dos novos coletivos, como também com a otimização e fiscalização das Ordens de Serviço que determinam horários e itinerários das linhas que servem à população. Durante a entrega, a Amub fará vistoria nos veículos novos para que sejam liberados para o licenciamento no Detran e então entrar em circulação, melhorando a qualidade do serviço prestado ao usuário. “A renovação atende o projeto de mobilidade urbana do órgão, que acredita no meio de transporte público com qualidade e conforto disponíveis a população cumprindo o dever de promover o direito de ir e vir com cidadania”, acredita Maisa Tobias, superintendente da Amub. 

Segundo o presidente da Setransbel, Paulo Gomes, há muito tempo o sindicato não realizava um evento de entrega de frota. ”Este é um número expressivo de veículos e investimento numa única vez. É a prova de uma relação transparente com órgão, cada um exercendo as funções dentro das suas competências”, afirmou.

Informações: Prefeitura de Belém
READ MORE - Em Belém, Mais de 80 novos ônibus são entregues a população

Metrô-DF l Edital para 232 vagas poderá sair no mês de julho

Os interessados no concurso da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) que visa ao preenchimento de 232 vagas, mais cadastro de reserva, nas áreas técnica e operacional, já podem intensificar os estudos, pois o edital poderá sair em breve. Segundo a assessoria do órgão, o edital, previsto para ser divulgado até o final de março já estava pronto, porém o Sindicato dos Metroviários do Distrito Federal (Sindimetrodf) entrou com uma ação na justiça contra o Plano de Empego e Salário (PES) que eles não concordavam.

A assessoria informou ainda que o processo já ocorreu, e que  está previsto para o Metrô-DF organizar no início de julho o PES junto com o Sindimetrodf. Com isto, a previsão é que o edital seja divulgado no início deste mesmo mês, logo após a definição desta pendência. A empresa conta com 1.200 empregados, mas segundo o Sindimetrodf, ainda há uma grande carência nas áreas de segurança, manutenção e estação, com necessidade de preenchimento de 500 vagas em cargos da operação, cerca de 300 para administrativos e 200 para manutenção, totalizando mil vagas.

O último concurso, realizado em 2009, teve oferta de 731 vagas distribuídas entre diversos cargos como agente de estação, médico, agente de segurança operacional e piloto, entre outros. Os salários variavam de R$1.356,84 a R$3.381 mais vale-transporte, com carga de trabalho de 20 a 40 horas semanais. A Fundação Universa, organizadora da seleção, recebeu 47.592 inscritos, com destaque para as funções de agente de estação e agente de segurança operacional. O concurso teve validade de seis meses, com possibilidade de prorrogação.

Fonte: Folha Dirigida

READ MORE - Metrô-DF l Edital para 232 vagas poderá sair no mês de julho

Prefeitura de São Paulo quer que Google informe velocidade dos ônibus

A Prefeitura de São Paulo anunciou estar em negociações com o site Google para que a empresa tenha acesso aos dados da São Paulo Transporte (SPtrans) sobre a velocidade dos ônibus.
A ideia é que pessoas que usem o mapa (na internet ou em aplicativos) da empresa norte-americana possam saber, ao calcular suas rotas, quanto tempo vão demorar para chegar de ônibus.

O serviço, com cálculo do tempo gasto feito online, levando em conta o trânsito do momento, já existe para quem calcula rotas para serem percorridas de carro.

A SPTrans já mede a velocidade desenvolvida pelos 15 mil ônibus da frota municipal porque os coletivos têm aparelhos de GPS embarcados. São usados para que a empresa monitore os coletivos e dá a velocidade percorrida por eles.

"Para a gente, também tem a vantagem que é como uma pesquisa Origem/Destino", diz o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto. Sabendo as rotas mais usadas pela população, ou demandas sobre traçados que não existem, a Prefeitura poderia planejar melhor as linhas, explica o secretário.

Para o usuário, a vantagem é que será possível calcular, antes de sair de casa, qual será o modal mais rápido para chegar ao destino desejado, de acordo com o trânsito do momento.

O Google foi procurado, mas informou que não comenta eventuais negociações que ainda estão em andamento. O secretário Tatto disse que ainda não chegou a um acordo para poder divulgar data para o serviço começar. 

Por Bruno Ribeiro 
READ MORE - Prefeitura de São Paulo quer que Google informe velocidade dos ônibus

Prefeitura de Dourados realiza audiência segunda-feira sobre transporte coletivo

A Prefeitura de Dourados vai promover segunda-feira (27), através da Secretaria de Serviços Urbanos, uma audiência pública para discutir o transporte coletivo urbano. O objetivo da audiência, que será realizada na Câmara de Vereadores às 19 horas, é debater o panorama atual do transporte público urbano e avaliar o melhor modelo de transporte para a cidade.

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos Luis Roberto Martins de Araújo, a audiência é mais uma etapa antes da abertura da concorrência pública para a contratação da empresa que vai explorar o transporte coletivo na cidade. A concessão da Medianeira vence neste ano. “Por determinação do prefeito Murilo, já fizemos a pesquisa sobre a qualidade do serviço e agora vamos promover a audiência pública”, afirmou o secretário.

A audiência será organizada em conjunto com a empresa Edson Marchioro Arquitetura, Urbanismo e Engenharia, de Caxias do Sul/RS, contratada pela Prefeitura para realizar também a pesquisa que será divulgada durante o encontro na Câmara de Dourados.

Como neste ano vence o contrato com a Medianeira, por lei é necessário um procedimento de consulta e debate, envolvendo a população, antes da oficialização do processo de escolha de quem que vai fazer o transporte urbano. O resultado da pesquisa vai apontar se há ou não necessidade de uma ou mais empresas operando na cidade, diz o Município.

A pesquisa questionou os pontos positivos e negativos do atual sistema, buscando fazer um diagnóstico do serviço prestado, para implantar melhorias que possam resultar em mais qualidade do transporte coletivo. Pelo menos 60 pessoas trabalharam por uma semana nos pontos e dentro dos ônibus em Dourados, ouvindo os passageiros.

De acordo com Luis Roberto, a contratação do serviço especializado para apontar os gargalos do transporte coletivo urbano foi o primeiro passo da atual administração para a remodelação do sistema, de forma planejada. As mudanças vão incluir rotas, horários, condições dos ônibus e diversos outros itens apontados pelos passageiros durante a consulta.

Informações: Dourados News

READ MORE - Prefeitura de Dourados realiza audiência segunda-feira sobre transporte coletivo

Entidades e estudantes criam movimento em defesa do transporte coletivo de Toledo-PR

Representantes de diversas entidades e dos estudantes criaram recentemente o Movimento Popular em Defesa do Transporte Coletivo de Toledo.  O objetivo é reunir os diversos segmentos sociais para lutar por um transporte público de qualidade, como um direito.

Conforme explica o membro da comissão de comunicação, Lorenzo Balen, o movimento foi criado em uma primeira reunião na semana passada, onde representantes de diversas entidades, estudantes e populares discutiram o transporte coletivo de Toledo.


A iniciativa foi do Diretório Central dos Estudantes da Unioeste (DCE), União Toledana dos Estudantes de 1º e 2º Graus (Utes) e do Coletivo Barricadas Abrem Caminhos após a realização de audiências públicas nos bairros da cidade para tratar sobre o tema, já que este ano encerra a concessão da empresa prestadora do serviço.

AÇÕES

A primeira atividade do movimento foi apresentar um requerimento solicitando ao Poder Público dados referentes ao perfil e à quantidade de usuários do transporte, além de planilhas de arrecadação e gastos da empresa.

Outra ação que está sendo organizada é a realização de uma reunião mais ampla, para o movimento construir um projeto político popular para o transporte coletivo. A data desta reunião será marcada na próxima segunda-feira (20).

O movimento estuda ainda a realização de uma campanha em defesa do transporte, elencando as principais bandeiras, como a defesa do passe livre para todos os estudantes, a redução da tarifa e o fim da terceirização dos serviços.

MOTIVOS

A discussão promovida é sobre a possibilidade de a Prefeitura estender o contrato com a empresa Transtol, ou abrir novo processo licitatório. “Diante disso, na reunião os participantes debateram e opinaram sobre os vários problemas enfrentados por quem faz uso do transporte coletivo e sobre os motivos que levam boa parte da população a não optar pela utilização”, explica.

Conforme Balen, tiveram destaque na reunião a falta e o corte de linhas e horários, o aumento constante da tarifa, a precarização das condições de trabalho dos empregados da empresa de transporte – o que reflete no atendimento à população -, a falta de passe-livre estudantil, a dificuldade de acesso às informações de arrecadação e gastos da empresa e o desrespeito aos direitos dos usuários.

MERCANTILIZAÇÃO

Outra crítica dos participantes foi relacionada à mercantilização dos serviços. Segundo os populares, se o serviço fosse administrado diretamente pela prefeitura e não por uma empresa privada, haveria mais possibilidade de controle popular e o custo não seria tão alto, pois não haveria o interesse de lucro sobre os usuários. “Assim como já ocorre na saúde e na educação, o serviço deveria ser custeado indiretamente pela população através dos impostos e não na hora da utilização do serviço”.

Informações: Jornal do Oeste
READ MORE - Entidades e estudantes criam movimento em defesa do transporte coletivo de Toledo-PR

Greve dos motoristas de Jundiaí entra no segundo dia

Após reunião entre as empresas e o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Jundiaí (SP) e Região, realizada no fim da tarde desta terça-feira (21), ficou definido que a greve continua nesta quarta-feira (22). Isso porque a nova proposta apresentada pelas empresas não foi aceita pelos trabalhadores.

Enquanto os funcionários do transporte público de Jundiaí reivindicam um aumento de 15% no salário, além de um vale-refeição de R$ 15 por dia, as empresas oferecem 9,5% de reajuste (com o salário passando de R$ 1.746,53 para R$ 1.912,47), 20% no vale-refeição (de R$ 10 para R$ 12) e 26,3% na Participação dos Lucros e Resultados (PLR), que passa de R$ 380 para R$ 480.

De acordo com o presidente do sindicato dos trabalhadores, Laurindo Lopes, os funcionários não estão se negando a trabalhar, apenas estão reivindicando um direito deles. "Queremos trabalhar, mas fazer o que eles querem não dá. O empregador precisa entender que a gente merece esse reajuste, enfrentamos dificuldades diárias no trabalho, como, por exemplo, o trânsito caótico de Jundiaí e itinerários longos", conta Lopes.

Ainda segundo o presidente da associação, os trabalhadores estão a disposição das empresas para novas negociações, desde que elas não sejam baseadas em aumentos de 0,5%. "Porque assim nem queremos negociar. A associação existe para ver o lado do trabalhador e se for preciso ir para a Justiça, para conseguirmos o reajuste que queremos, iremos", ressalta.

Apesar da permanência da greve, as empresas de transporte obtiveram uma liminar no Tribunal Regional do Trabalho obrigando que 50% da frota de ônibus circule de forma emergencial para atender a população. De acordo com a Setransp, 48 ônibus circularam durante o dia, quando o determinado pela Justiça foi de 131 carros.

Informações: G1 Sorocaba e Jundiaí

READ MORE - Greve dos motoristas de Jundiaí entra no segundo dia

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960