Campinas chega a marca do milésimo ônibus, desde o Bilhete Único

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Muito mais do que uma entrega. Um momento histórico para o transporte comemorar neste início de ano.  Campinas recebeu nesta sexta, dia 4 de fevereiro, mais 24 ônibus novos e acessíveis, ultrapassando a marca do milésimo veículo zero quilômetro na frota pública, desde a implantação do Sistema InterCamp e do Bilhete Único. A cerimônia de apresentação dos veículos foi realizada no Paço Municipal, com a participação de representantes do setor, vereadores, deputados e população.

Com a chegada desses novos veículos, agora, são 1.013 ônibus novos no Sistema. Esse número representa uma renovação de 80,6% de toda frota. Só os ônibus acessíveis são 404 veículos – 32,14% da frota do InterCamp, que totaliza 1.257.

Para o prefeito Dr. Hélio de Oliveira Santos, a Mobilidade Urbana é um dos principais temas da década e a principal questão para ser solucionada pelas cidades. “Campinas cumpre o seu papel e prova disso está entre as cinco cidades brasileiras de maior acessibilidade. Garantir a mobilidade é garantir acesso à saúde, à educação, ao emprego e à cidadania”.

O prefeito afirmou que estava muito feliz com essa entrega. “Assim como marcar o milésimo gol para o Pelé foi um momento de satisfação, entregar mil ônibus para Campinas também me enche de orgulho”.

O deputado federal, Carlos Zarattini, parabenizou a cidade pela renovação da frota. “O transporte público é a única solução para viabilizar o trânsito nas cidades. Melhorar as condições dos deslocamentos passa pela chegada de ônibus novos, acessíveis e confortáveis; somente, assim, as pessoas vão deixar os carros e usar o transporte coletivo”.

Acessíveis, articulados e biarticuladosEm 2005, a cidade contava com apenas 21 ônibus acessíveis; hoje, são 404 veículos adaptados com elevadores ou piso baixo. Já a frota de ônibus articulados subiu de 63 veículos, em 2005, para 121 ônibus, em 2011. E os ônibus biarticulados, considerados gigantes do transporte, já são quatro nas ruas, neste ano. Em 2005, a cidade não tinha nenhum desse modelo no sistema.

A renovação constante leva o município a ter uma das frotas mais novas do país, com idade média de 3,93 anos. Em 2005, antes do novo sistema, a idade média era de 5,29 anos.

O secretário de Transportes, Gerson Luis Bittencourt, destacou que Campinas dá passos substanciais para a melhoria do transporte coletivo, não só em infraestrutura, mas na renovação da frota. “A frota pública tem uma das menores idades médias do país, abaixo de quatro anos. Na frota total, temos cerca de 1.300 ônibus; e, desse montante, 1.013 são novos e entregues nesta gestão do Dr. Hélio”.

Bittencourt ainda lembrou que Campinas é uma das quatro cidades brasileiras a contar com ônibus biarticulados na frota, a exemplo de São Paulo, Curitiba e Goiânia. Um desses modelos chamou a atenção durante a entrega no Paço. Um veículo biarticulado de 27 metros, com capacidade para transportar até 170 usuários, com seis portas e com piso totalmente rebaixado. Esse veículo é o único com “ajoelhamento”, ou seja, por meio do controle eletrônico da suspensão, permite o rebaixamento do ônibus até muito próximo à calçada, para o acesso dos usuários.

O biarticulado representou o milésimo ônibus novo a chegar a Campinas.

Nova frota Os investimentos na nova frota foram feitos pela Itajaí Transportes Coletivos Ltda., Onicamp Transporte Coletivo Ltda. e VB Transportes e Turismo Ltda. (VB-1).

A Itajaí adquiriu dois veículos acessíveis, sendo um articulado e um biarticulado, ambos com piso baixo total. Os dois novos ônibus vão operar na Região do Campo Grande, beneficiando 21,5 mil usuários das linhas 2.12 Terminal Itajaí (inclusivo) e 2.14 Terminal Itajaí / Semi-expressa. A Itajaí investiu R$ 976 mil nos novos veículos.

Doze novos ônibus para a área 4Já a Onicamp está disponibilizando 12 novos ônibus com elevadores. Os investimentos do Consórcio foram na ordem de R$ 2,9 milhões nesta aquisição. A Onicamp responde pela Área 4 – Azul Escura (regiões do Nova Europa e Rodovia Santos Dumont), no InterCamp.

Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas – EMDEC – os novos ônibus vão circular nas regiões do São José e Parque Jambeiro, atendendo mais de 16 mil usuários por dia. Eles vão operar nas linhas 4.08 – Parque Jambeiro (inclusivo); e 4.13 – Jardim São Jose (inclusivo).

Mais articulados no Ouro Verde A VB-1 adquiriu 10 ônibus articulados acessíveis, que vão circular na linha 1.16 Terminal Ouro Verde / Shopping Dom Pedro (inclusivo), atendendo 9 mil usuários diariamente.

Os investimentos da VB-1 na nova frota foram de R$ 5 milhões.

Outras conquistas Bittencourt afirmou que, além da renovação da frota, Campinas deve comemorar a ampliação do tempo de integração para o uso do cartão do Bilhete Único, que agora atende 100% da cidade. Ele ressaltou, ainda, que a economia com o Bilhete Único já ultrapassou R$ 258 milhões nestes quase cinco anos. “Esses três pontos comprovam que o transporte público é cada dia melhor, mais inclusivo e acessível, na cidade”.

Fonte: EMDEC

READ MORE - Campinas chega a marca do milésimo ônibus, desde o Bilhete Único

Confira como vai ficar a Linha 4 do metrô do Rio

A Secretaria Estadual de Transportes divulgou nesta quinta-feira (3) um vídeo que mostra uma simulação de como ficará a Linha 4 do metrô, que vai ligar Ipanema à Barra da Tijuca. Nas imagens aparece a ponte que será construída sobre a Lagoa da Tijuca, próximo ao Jardim Oceânico.
As escavações do túnel da nova linha do metrô começaram em janeiro deste ano. O projeto, orçado em R$ 4 bilhões, tem previsão de conclusão para dezembro de 2015.
Ao todo, a Linha 4 terá seis estações, passando ainda pelos bairros de São Conrado, Gávea, Leblon e Ipanema. De acordo com o governo estadual, com a extensão até a Barra da Tijuca, o metrô do Rio terá capacidade para transportar mais 230 mil passageiros diariamente.

Fonte: Ultimo Segundo

READ MORE - Confira como vai ficar a Linha 4 do metrô do Rio

Em Curitiba, Empresas e Rodoviários negociam para evitar Greve de ônibus

Motoristas, cobradores e donos das empresas de transporte coletivo de Curitiba ainda não chegaram a um acordo sobre o reajuste salarial, apesar da data-base da categoria ser em 1º de fevereiro. Os trabalhadores pediram 38%. A contraproposta feita pelos patrões era de aumento de 12% apresentada na rodada de negociações, ocorrida ontem, não foi aceita. “No entanto, não pretendemos parar. Ainda há espaço para negociar e o e que iremos fazer é intensificar essa negociação para que possamos chegar logo ao fim deste impasse”, disse ontem Anderson Teixeira, presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores das Empresas de Transporte de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc).
Os 38% reivindicados seria o porcentual da defasagem salarial dos últimos 20 anos. “Medidas mais radicais só serão tomadas se houver uma total negativa de negociar”, reiterou Teixeira.

A proposta foi debatida em uma série de assembleias itinerantes, que foram realizadas em todas as garagens das empresas de ônibus responsáveis pelo transporte coletivo de passageiros em Curitiba. “Nós discutimos com as nossas bases para definir um porcentual de reajuste a ser reivindicado junto aos patrões”, disse o presidente do sindicato.
Segundo Teixeira, a categoria deverá reivindicar um aumento salarial também irá incluir na pauta benefícios, como a troca da cesta básica por cartão alimentação e seguro saúde, entre outros. A expectativa é de que até o fim de janeiro as partes cheguem a um acordo. O Sindimoc representa 14 mil trabalhadores de Curitiba e Região Metropolitana.
Fonte: Bem Paraná
Share |
READ MORE - Em Curitiba, Empresas e Rodoviários negociam para evitar Greve de ônibus

No Recife, Desarticulado esquema de fraude para uso do passe livre nos ônibus

Um esquema de fraudes no sistema de transporte coletivo da Região Metropolitana do Recife (RMR) foi desarticulado por promotores de Justiça que integram o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A atuação resultou no oferecimento de denúncia na 8ª Vara Criminal da Capital, com pedido de prisão dos suspeitos de envolvimento nos crimes.

A organização criminosa investigada desde o início do ano passado comercializava atestados médicos falsos para a obtenção do Passe Livre no sistema de transporte coletivo do Grande Recife Consórcio Metropolitano. Os trabalhos de investigação tiveram origem na informação de um colaborador do Núcleo de Inteligência do MPPE. Ele informou que uma quadrilha arregimentava pessoas e as convencia da facilidade de obtenção de documento. De posse do Passe Livre, essas pessoas utilizavam gratuitamente os transportes coletivos em circulação na RMR.

Durante as investigações, ficou constatado que os atestados médicos falsos eram encomendados por telefone, numa espécie de entrega em domicílio da fraude.

Segundo o MPPE, foram expedidos mais de 700 atestados falsos entre 2009 e 2010. Além disso, os documentos apresentavam erros grosseiros, como doenças tipicamente feminina ser diagnosticada em homens.

Ainda de acordo com o Ministério Público, os beneficiários da fraude eram em sua grande maioria mulheres, vinculadas de alguma forma a uma associação de classe com atuação na RMR. Tanto a  presidente da associação e o médico, disputaram seguidamente eleições municipais e nacionais.

READ MORE - No Recife, Desarticulado esquema de fraude para uso do passe livre nos ônibus

Nove empresas concorrem na nova licitação do transporte coletivo de Manaus

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) anunciou, nesta quarta-feira (2), o nome das nove empresas habilitadas para a nova licitação do transporte coletivo de Manaus. Até o fim desta semana, a Comissão de Licitação do Transporte Coletivo Urbano de Passageiros abrirá os envelopes com as propostas dos participantes da concorrência.

Ao todo, 37 empresas teriam comprado o edital, mas apenas as nove apresentaram todos os documentos: City Transportes Ltda, Viação São Pedro Ltda, Rondônia Comércio e Extração de Minérios Ltda, Viação Nova Integração Ltda, Via Verde Transportes Coletivos Ltda, Transtol Empresa de Transporte Coletivo Toledo Ltda, Expresso Coroado Ltda, Global GNZ Empreendimentos e Participações Ltda e Auto Ônibus Líder Ltda.

De acordo com o edital de licitação da Prefeitura de Manaus, o novo sistema será dividido em dez lotes de linha. Cada conjunto terá no máximo 200 ônibus e uma mesma empresa poderá ter poder sobre apenas dois lotes. A SMTU defende que a medida combateria o monopólio do serviço e os transtornos causados por paralisações, diminuindo a abrangência de greves dos rodoviários, por exemplo. A operação de rota, local, trecho e horário dentro de cada área de abrangência ainda não foram definidas.

O procedimento de abertura das propostas será realizado a partir das 8h de sexta-feira (4), no auditório da SMTU, no bairro de Flores. De acordo com o órgão, cada empresa entregou dois envelopes: o primeiro, com documentos que comprovem que estão habilitadas, de acordo com as exigências do Edital. No segundo envelope, as empresas apresentaram a proposta para o valor pago pelo operador do sistema.

A Superintendência explicou que, se todas as empresas tiverem seus envelopes aprovados nesta sexta-feira, a Prefeitura marcará uma nova sessão para a abertura dos segundos envelopes. Somente após essas etapas, as empresas aptas a operar no sistema de transporte coletivo de Manaus serão anunciadas para a população.

Fonte: Portal Amazônia

READ MORE - Nove empresas concorrem na nova licitação do transporte coletivo de Manaus

Metrô-DF altera sistema de bilhetagem e usuários terão que se recadastrar

O Metrô-DF iniciou a fase de teste para a implementação de um novo sistema de bilhetagem, dividindo os usuários em grupos específicos e destinando um cartão para cada um deles. A estimativa é que a nova tecnologia já esteja funcionando até o começo de abril, quando acabará a bilhetagem de papel.

De acordo com o que foi informado pela assessoria de imprensa do Metrô, essa mudança será feita aos poucos, de forma gradativa, priorizando os estudantes - que representam a maior demanda.

Novidades

Cinco tipos de cartões de acesso ao metrô já estão disponíveis desde o começo do ano, são eles: gratuidade, estudante, vale-transporte, idoso e múltiplo. A distribuição dos cartões de estudante começou na segunda-feira (31/1) em seis estações: Galeria, Águas Claras, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia, Terminal Samambaia e Guará. A estimativa é que 50 mil pessoas se recadastrem somente nesse tipo de cartão.

Para fazer o cadastramento, o interessado deve acessar o endereço http://www.metro.df.gov.br/ e clicar no selo do cartão que deseja adquirir. Um horário será agendado para o usuário comparecer a uma das estações.

Com o novo sistema, será possível recarregar pela internet. Para isto, basta o usuário imprimir o boleto bancário e realizar o pagamento. Depois, é só passar o cartão em alguma máquina de carregamento (totem), que estarão disponíveis em todas as estações, assim que o novo sistema estiver devidamente implantado. Até o momento, há apenas um totem piloto em Águas Claras, mas o Metrô espera receber outros equipamentos ainda nesta semana.

Carão Estudantil:
Para quem vai fazer o cartão pela primeira vez, é necessário entregar cópia da carteira de identidade ou certidão de nascimento, declaração escolar, comprovante de residência, 1 foto 3x4 atual, documento de identidade do responsável se for menor e, para quem trabalha, declaração do empregador de que não recebe vale-transporte. Em posse da documentação, o estudante deve se dirigir a um dos postos de atendimento nas estações Galeria, Águas Claras, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia, Terminal Samambaia ou Guará.

Cartão Múltiplo:
Com este cartão, o usuário poderá comprar várias viagens de uma só vez. Para quem já tem o cartão, basta ir até uma das bilheterias para fazer a troca. Para obter um novo, o interessado deve se cadastrar no site do Metrô e comparecer a qualquer estação para retirá-lo.

Cartão vale-transporte:
Destinado a empregadores para a inserção de créditos de passagens dos funcionários. Também é necessária a realização de cadastro no site do Metrô-DF. A entrega do primeiro cartão será feita no Centro Administrativo e Operacional da companhia, em Águas Claras.

Cartão Gratuidade e Idoso:
A troca dos cartões para idosos, pessoas com deficiência e outros que tenham direito a gratuidade (militares fardados, por exemplo) também ocorrerá de forma gradativa. Pessoas com deficiência devem estar previamente cadastradas na Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). Enquanto isso, o acesso continua liberado mediante apresentação de documento legal.

Outras informações podem ser obtidas no atendimento ao usuário, pelo número 3353-7373 ou pelo e-mail atendimentoaousuario@metro.df.gov.br.


READ MORE - Metrô-DF altera sistema de bilhetagem e usuários terão que se recadastrar

Governo avalia viabilidade de incluir Correios como sócio no trem-bala

Os Correios poderá ser sócio e clientes do trem bala ao mesmo tempo. Esta é uma possibilidade que está sendo estudada pelo governo. Caso isto se concretize poderá ser necessária uma nova mudança no edital de licitação do Trem de Alta Velocidade (TAV). A assessoria da empresa informou que está marcada uma reunião na próxima semana, entre o presidente dos Correios Wagner Pinheiro, e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, para definir se é viável esta sociedade. O presidente da ECT ainda é o presidente do conselho de administração.
O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que vai assumir a presidência do conselho de administração dos Correios, com a mudança do estatuto, disse que a proposta de sociedade ainda precisa passar pelo conselho. Mas por enquanto, o presidente do conselho é Wagner Pinheiro.
Se houver uma mudança no edital com a entrada dos Correios como sócio do TAV, o leilão marcado para o dia 29 de abril, será novamente adiado. A licitação deveria ter acontecido em dezembro, foi postergada a pedido dos investidores.


READ MORE - Governo avalia viabilidade de incluir Correios como sócio no trem-bala

Transportes vão parar cinco dias em Portugal

Os trabalhadores dos transportes querem paralisar o País na próxima semana. A partir de segunda-feira estão marcadas uma série de greves entre empresas de transporte público, como a Carris, e privadas, em protesto contra o congelamento dos salários.

O Metro de Lisboa pára já esta segunda, entre as 06h30 e as 11h30. Terça não há paralisações, mas na quarta-feira fazem greve a Carris, a Transtejo e os STCP. Os trabalhadores da Carris param entre as 10h00 e as 14h00, na Transtejo a paralisação é de três horas por turno e nos STCP entre as 10h00 e as 14h00. Quinta-feira a greve chega ao sector ferroviário, com a CP, CP Carga, Refer e Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF) a pararem o dia todo, com excepção dos maquinistas que fazem a paralisação das 05h00 às 09h00. Os CTT também se associam neste dia aos protestos, fazendo greve durante três horas por turno. Na sexta os privados juntam-se à greve. Soflusa pára duas horas por turno e a Rodoviária da Beira Interior, na zona de Coimbra, e a Entre Douro e Minho, em Braga, param entre as 03h00 e as 14h00.

MINISTÉRIO PEDE ESCLARECIMENTO À TAP E NAER
A TAP e a NAER (sociedade responsável pela construção do novo aeroporto de Lisboa) são duas das empresas às quais o Ministério das Finanças pediu esclarecimentos sobre o plano de redução de custos. A TAP tinha apresentado um plano de redução de custos a três anos destinado a cortar 180 milhões de euros, abaixo dos 300 milhões exigidos pelo Executivo. A alternativa proposta por Fernando Pinto tinha sido a compensação pelo lado do crescimento da receita. A NAER escusou-se a entrar em pormenores, revelando que já tinha esclarecido as dúvidas.


Share |
READ MORE - Transportes vão parar cinco dias em Portugal

Metrô de Teresina deverá transportar 40 mil pessoas por dia

Idealizado pelo engenheiro Alberto Silva, o Trem de Prata passa pelos últimos reparos. O Governo do Estado, através da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), vai entregar o veículo para a população na primeira quinzena de março.
O trem é moderno, possui sistema de ar-condicionado reforçado para o calor de Teresina, motor Scania, frente nova de aço, paineis e janelas com maior resistência a degradações e revestimento em alumínio composto, câmeras e sistema de som.
Responsável pela empresa que faz a reforma dos trens da CMTP, o engenheiro Mário Brígido explica que a durabilidade do trem representa uma vantagem econômica na manutenção e na reforma dos trens e dos vagões. “Você tem hoje uma restauração e esse conjunto de trens custou quase o preço de um trem novo, um pequeno trem de duas unidades, uma restauração totalmente voltada para a adequação existente na praça, tanto em termo de mão de obra que foi treinada aqui mesmo como em termo de peças de reposição, a grande maioria das peças que foram colocadas aqui foram pensadas em durabilidades”, disse Brígido.
A previsão da CMTP é de que o Metrô de Teresina possa transportar mais de 40 mil passageiros por dia com os 4 veículos em pleno funcionamento. O número equivale ao transporte feito por 50 ônibus coletivos, o custo também é menor, enquanto no ônibus o valor cobrado na passagem é de R$ 1,90 no metrô é R$ 0,50.
Com apenas um trem em funcionamento, de 6 horas às 20 horas, o Metrô de Teresina transporta 15 mil pessoas por dia. Para o diretor da CMTP, Marcos Silva, quando o projeto de estruturação do transporte ferroviário estiver pronto, o trânsito e o transporte público na capital vão mudar. “Estamos com recursos garantidos para novas estações e nas que já existem estamos fazendo manutenções, vamos adaptá-las para receber dois trens ao mesmo tempo e quando tudo estiver pronto o sistema será o mais eficaz da capital, descongestionaremos o trânsito, será uma nova realidade para nossa população”.


READ MORE - Metrô de Teresina deverá transportar 40 mil pessoas por dia

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960