Corredor de ônibus encurtará viagem de S. Bárbara a Campinas em 15 min

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O governo estadual iniciou as obras do trecho do Corredor Metropolitano Noroeste entre Americana (SP), Nova Odessa (SP) e Santa Bárbara d'Oeste (SP) neste sábado (28). O projeto da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), que promete facilitar o transporte coletivo intermunicipal na região, prevê ainda intervenções viárias no trecho entre Americana e Campinas (SP). A previsão de conclusão da obra, que totalizará 47,7 quilômetros, é dezembro de 2014. A aposta do governo é que o corredor amplie em 17% a velocidade média dos ônibus e encurte em 15 minutos a viagem entre Santa Bárbara e Campinas (de 75 para 60 minutos).

"O corredor é rápido porque nele só andam os ônibus. O corredor irá tirar ônibus da Rodovia Anhanguera e facilitar a vida de toda a região. O corredor inteiro vai passar Santa Bárbara, Americana, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Campinas e beneficiará 220 mil usuários por dia", disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB), que esteve em Americana no sábado para o lançamento da nova fase de obras.

O trecho entre Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara terá 24,3 quilômetros, sendo 13,6 km de faixas exclusivas para ônibus e 10,7 km de adequações e melhorias no traçado viário já existente.

Haverá ainda a construção de dois terminais (em Americana e Santa Bárbara), três estações de transferência (em Santa Bárbara, no limite com Americana, e em Nova Odessa) e reforma no terminal de Nova Odessa. O custo do lote é de R$ 145 milhões. A empresa que venceu a licitação para executar a obra é a Estacon Infraestrutura S/A. A concorrência pública para o projeto executivo foi iniciada em maio de 2011.

Segundo levantamento da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, neste trecho cerca de 40 mil usuários serão atendidos por dia. Conforme a pasta, os ônibus vão circular no corredor a 25 km/h, velocidade 17% superior à média atual, que é de 21,4 km/h.

O projeto também inclui a instalação de ciclovias ao longo da Avenida Ampelio Gazzetta, em Nova Odessa, e na Avenida Europa, em Americana. Além disso, nos novos terminais haverá bicicletários disponíveis nas estações de embarque e desembarque de passageiros ao longo do corredor. Os terminais também serão acessíveis a deficientes, de acordo com o governo.

Trecho Sumaré-Campinas
O Corredor Metropolitano Noroeste terá obras complementares no trecho entre Sumaré (SP), Hortolândia (SP) e Campinas. As intervenções devem começar no primeiro trimestre de 2014 e terminar em dezembro. Para o trecho entre Americana e Santa Bárbara, Alckmin disse que a intenção é concluir um mês antes. "O corredor vai estimular o desenvolvimento metropolitano e melhorar a mobilidade com qualidade", afirmou o governador.

Informações: G1 Piracicaba e Região


Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960