Em Curitiba, Urbs coloca 100% da frota em mais 15 linhas de ônibus

quinta-feira, 25 de junho de 2020

A Urbanização de Curitiba (Urbs) vai reforçar mais 15 linhas de ônibus, que passam a operar com 100% da frota. As mudanças vão envolver linhas alimentadoras e diretas que registraram maior movimento nas últimas semanas.

Nesta quarta-feira (17/06), passam a funcionar com a frota completa as linhas diretas 506 - Bairro Novo e 508 - Sítio Cercado (anti-horário), e as alimentadoras 515 - Iguape II, 528 - Boqueirão/Pinheirinho, 531 - Sta. Inês e 548 - Osternak/S. Cercado. Serão beneficiadas as regiões do Boqueirão e Sitio Cercado.

Na próxima segunda-feira (22/6) retomam a operação em 100% linhas das regiões Pinheirinho, Tatuquara, Capão Raso e CIC. Entram nesta lista as linhas alimentadoras 617 - JD. Ludovica, 646 - Pompéia/Janaína, 650 - Sta.Rita/Pinheirinho, 658 - C.Raso/Caiuá, 659 - Caximba/Olaria, 680 - Rurbana, 684 - Rio Bonito, 685 - Rio Bonito/CIC e 772 - Tupy/Juliana.

Segundo o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, o monitoramento do comportamento das linhas é permanente e novos ajustes poderão ser feitos.

Distanciamento
Desde segunda-feira, os ônibus da capital estão circulando com 50% da capacidade de lotação. A determinação é para manter o distanciamento entre os passageiros e evitar a propagação do novo coronavírus, que se acelerou nas últimas semanas.

A medida vale para todas as linhas. Nos terminais, os expressos, articulados, biarticulados e linha direta saem com 30% de ocupação e quando atingem 50% da capacidade só param para desembarques. Os alimentadores, convencionais, interbairros e especiais também só circulam com 50% da lotação.

Informações: URBS
READ MORE - Em Curitiba, Urbs coloca 100% da frota em mais 15 linhas de ônibus

No Recife, Avenida Agamenon Magalhães ganha Faixa Azul

terça-feira, 16 de junho de 2020

O principal corredor viário da cidade, a Avenida Governador Agamenon Magalhães, recebe 4 km de Faixa Azul nesta terça-feira (16). Calcula-se que o equipamento beneficiará mais de 250 mil passageiros que trafegam nas 64 linhas de ônibus que circulam na via diariamente, mais pessoas que os veículos particulares, que transportam, em média, 150 mil passageiros na avenida, apesar de ocupar mais espaço. O novo corredor exclusivo será implantado na pista central da avenida e terá 4 km de extensão, fazendo o Recife chegar à marca de 62 km de corredores de ônibus, sendo 180% implantados desde 2013, quando havia 22 km. O projeto é fruto de diversos estudos e intervenções feitos ao longo de anos pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), com o objetivo de não prejudicar o fluxo de veículos na via. Além disso, para viabilizar a implantação, será feita, também, uma nova mudança de circulação para o acesso aos condutores que vêm da Avenida Governador Agamenon Magalhães para a Rua Joaquim Nabuco.

No sentido Boa Viagem, a Faixa Azul terá início a partir da imediação do Viaduto da Avenida João de Barros até a altura do Real Hospital Português. Alguns trechos terão fluxo misto de veículos para conversões ou acesso na pista, por isso, o condutor deve ficar atento à sinalização vertical e horizontal. Já no sentido Olinda, o equipamento terá início nas proximidades da Rua João Asfora e seguirá até a imediação do Viaduto da Avenida João de Barros.

Para conclusão do projeto da Faixa Azul da Agamenon, outras nove intervenções foram feitas previamente. Por ser uma implantação de grande complexidade, técnicos e gestores da CTTU estudaram o trânsito e o fluxo de veículos e pessoas na cidade por anos para entregar o corredor exclusivo da maneira mais responsável. Com os estudos, o órgão implantou o novo plano de circulação para Ilha do Retiro, para facilitar os acessos aos bairros da Torre, Madalena e Graças, assim como a faixa reversível da Avenida Beira Rio, uma solução de engenharia de trânsito baseada no fluxo de veículos em cada hora do dia. A Rua do Paissandu também passou por mudanças com realocação de semáforos no entorno e mais espaços para pedestres. Na saída da Ilha do Leite para Avenida Governador Agamenon Magalhães, houve mudança no acesso à pista local para diminuir os conflitos. A Rua Dom Bosco passou a ter sentido duplo em um dos seus trechos, uma nova entrada para o bairro da Ilha do Leite foi feita para quem vem da Avenida Governador Agamenon Magalhães, pela Rua João Asfora. Além disso, recentemente, foram implantadas a restrição de circulação de veículos na Praça do Derby e o reordenamento do trânsito na imediação entre a Agamenon e Avenida Rui Barbosa. Todas essas intervenções foram feitas em parceria com a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb).

A ampliação das faixas exclusivas para transportes públicos demonstra o diferencial desta gestão da Prefeitura do Recife em fazer por quem mais precisa e o posicionamento da PCR em garantir o direito à mobilidade e mais qualidade de vida a esse público. Os usuários de transporte coletivo, em sua maioria trabalhadores e estudantes, têm a diminuição do tempo de viagem nas localidades contempladas com os equipamentos. Na Faixa Azul das avenidas Herculano Bandeira e Domingos Ferreira, por exemplo, houve um ganho de 118% na velocidade dos transportes coletivos e, na Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, o equipamento garantiu mais 66% na velocidade desses veículos.

De acordo com a pesquisa de origem e destino desenvolvida pelo Instituto Pelópidas Silveira, mais de 78% dos recifenses vão ao trabalho utilizando um dos seguintes modais: transporte público, bicicleta ou a pé, o que revela a importância das faixas azuis na cidade. Para além dos grandes corredores, a CTTU garante a mobilidade dos ônibus nas periferias por meio de disciplinamento de estacionamentos e intensificação das fiscalizações para coibir irregularidades como parada sobre calçada e estacionamentos em locais em desacordo com a sinalização e, dessa forma, garante espaços na vias aos transportes coletivos.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, destaca a importância de garantir mais espaço para os ônibus nas vias. “Garantir espaço para o transporte público em uma avenida de grande porte como a Agamenon Magalhães é priorizar quem mais precisa e implantar uma política de mobilidade mais justa, que prioriza espaços ocupados por pessoas, não por veículos praticamente vazios. A Faixa Azul é uma das principais marcas desta gestão e nos deixa orgulhosos porque é um caminho para avançar pela qualidade de vida dos nossos cidadãos”, explica.

OUTRAS INTERVENÇÕES – Será feita, também, na terça-feira (16), uma eliminação de giro à esquerda para os veículos que vêm da Avenida Governador Agamenon Magalhães no sentido Olinda e desejam acessar a Rua Joaquim Nabuco, o que garantirá mais tempo de verde no semáforo da Agamenon.

Para os condutores que vêm na Avenida Governador Agamenon Magalhães em direção a Olinda e desejam acessar a Rua Joaquim Nabuco, a rota alternativa será o acesso à pista local, que deverá ser feito até a última agulha antes do cruzamento com a Praça do Derby, para entrar na Rua Carlos Pôrto Carreiro, girar à esquerda na Rua Dom Bosco e cruzar a Avenida Governador Agamenon Magalhães em direção à Rua Joaquim Nabuco. A segunda parte da mudança é a implantação de um canteiro no início da Avenida Joaquim Nabuco, que servirá para redução da distância entre as travessias e o ordenamento do trânsito, dessa forma, quem vem da Rua Dom Bosco e deseja seguir em direção ao Derby, deverá acessar as faixas da esquerda no pontilhão e seguir pela pista local da Avenida Governador Agamenon Magalhães. Já os condutores que vêm da Avenida Governador Agamenon Magalhães em direção ao Pina e desejam acessar a pista local, deverão fazer na nova entrada que será sinalizada na pista, na imediação da Rua Joaquim Nabuco, já que a agulha de acesso à pista local foi fechada.

Agentes de trânsito estarão nas ruas para orientar os condutores durante os primeiros dias das novas mudanças. É importante estar atento às sinalizações verticais e horizontais para evitar infrações de trânsito e respeitar o equipamento de Faixa Azul, que garante a mobilidade de transportes coletivos.

Informações: Prefeitura do Recife e Blog Meu Transporte
READ MORE - No Recife, Avenida Agamenon Magalhães ganha Faixa Azul

Em Curitiba, Urbs faz mapeamento do uso do transporte coletivo por setor

segunda-feira, 15 de junho de 2020

A Urbanização de Curitiba (Urbs) está fazendo um mapeamento do uso do transporte coletivo de Curitiba por setor. O estudo servirá para elaborar, com entidades representativas dos três segmentos, um escalonamento de horários, evitando aglomerações nos ônibus da capital para conter a propagação da covid-19.

"Estamos cruzando os dados do CNPJ das empresas e os cadastros por segmento com a utilização do vale- transporte pelos funcionários. Isso vai nos dar um panorama de que segmentos estão concentrando o fluxo de passageiros nos horários de pico", explica o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

"A partir desse diagnóstico, poderemos traçar uma estratégia conjunta para evitar a lotação nos ônibus e garantir segurança ao usuário", diz.

O assunto será discutido na próxima sexta-feira (12/6) em reunião da Urbs com a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Associação Comercial do Paraná (ACP) e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) e a Coordenação da Região Metropolitana (Comec). Na última sexta-feira (5/6) foi realizada uma reunião com a ACP para reforçar a necessidade de o comércio respeitar os horários alternativos de funcionamento – das 10h às 17h para as lojas de rua e de 12h às 20h para os shopping centers.

Apesar de funcionar com folga – a frota de ônibus está em 80% e o movimento de passageiros em 35% do normal – os horários de pico da manhã e da noite passaram a registrar forte movimento com a reabertura do comércio.

"Temos que discutir de maneira ampla, com os diversos setores, medidas flexibilizar os horários de funcionamento e por consequência de entrada e saída dos funcionários. A reabertura é essencial para a economia, mas evitar a propagação da doença, especialmente agora com as temperaturas mais baixas, é uma responsabilidade que precisa ser partilhada também pelos empresários", afirma Maia Neto.

Região Metropolitana
De acordo com o presidente da Comec, Gilson Santos, o pico no número de usuários no transporte metropolitano é no início da manhã, com o movimento das pessoas que usam o ônibus para trabalhar em Curitiba. Mas depois das 8h esse fluxo reduz para menos da metade.

"Com um pequeno esforço, flexibilizando horários, o usuário vai encontrar um sistema totalmente diferente dos horários de pico e é essa compreensão que precisamos que todos tenham. Mas, infelizmente, não é o que estamos observando. Os patrões não estão olhando com a devida atenção neste momento de pandemia para estas pessoas", disse Santos.

Nesta semana, a Urbs fez mais um reforço de frota do transporte coletivo de Curitiba. Desde segunda-feira (8/6) foram colocados mais cinco ônibus biarticulados na linha Pinheirinho-Rui Barbosa, a partir das 17h, além de mais veículos nas linhas Rio Bonito, Rio Bonito-CIC e Dalagassa. Somente na linha Pinheirinho-Rui Barbosa, a frota será ampliada em 33%.

Com a reabertura dos shoppings, no último dia 25/5, a Urbs já havia ampliado de 65% para 80% o uso da frota de 1,5 mil veículos. A linha Inter 2 passou a funcionar com 100% da frota nos dias úteis. As linhas expressas Pinheirinho-Rui Barbosa, Santa Cândida-Capão Raso e Circular Sul operam com 90% da capacidade nos horários de maior movimento e as linhas alimentadoras, que atuam na região Sul da cidade, trabalham com 100% no horário de pico. Também foi feito o reforço na linha Boqueirão-Centro Cívico nos picos da manhã e da noite.

Outras medidas
Para evitar aglomeração, a Urbs já tomou uma série de medidas. Os ônibus das principais linhas só podem sair dos terminais com lotação máxima de 50%.

Todos os terminais têm marcações para que os passageiros mantenham uma distância de, no mínimo, 1,5 metro entre si e há distribuição de folders com orientações sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras, necessidade de manter o distanciamento e as janelas abertas nos veículos.

A recomendação é que os passageiros utilizem álcool gel. Grupos de risco também só devem utilizar o sistema de transporte em caso de necessidade e de preferência fora do horário de pico.

Cartazes, faixas e painéis eletrônicos nos ônibus também trazem informações sobre a prevenção da covid-19.

Fiscais e agentes da Guarda Municipal fazem o trabalho de orientação, que ganhou também o apoio do Exército desde 14 de maio.

A força-tarefa, que conta com a participação de 80 soldados, está concentrada – entre 5h30 e 8h30 – nos principais terminais (Pinheirinho, Santa Cândida, Cabral, Centenário de Boqueirão). No fim do dia, entre 16h30 e 19h30, a cooperação entre Prefeitura e Exército é nas estações-tubo nas praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e na estação Central.

Informações: URBS
READ MORE - Em Curitiba, Urbs faz mapeamento do uso do transporte coletivo por setor

Com ativação de novos setores da economia, 60% da frota de ônibus estará em operação na Grande Recife

Com a retomada de novos setores da economia em Pernambuco, a partir da próxima segunda-feira (15), o Grande Recife Consórcio amplia para 60% a frota de ônibus da Região Metropolitana. Com isso, 201 veículos a mais estarão nas ruas em comparação à quantidade de coletivos em circulação atualmente. Técnicos do órgão permanecem fiscalizando o serviço para realizar os devidos ajustes com o objetivo de minimizar o impacto no transporte público, principalmente nos horários de pico.

O reforço será realizado em linhas de maior demanda e foi programado com base nas particularidades de cada setor econômico que volta a atuar. Além destes, veículos extras continuarão estocados nos terminais integrados Joana Bezerra, Tancredo Neves, PE-15, Xambá, Afogados, Igarassu, Pelópidas Silveira, Macaxeira, Barro, Jaboatão, Camaragibe, Cajueiro Seco e Cabo. Estes coletivos entram em operação de acordo com o aumento da demanda dos usuários.

Para tirar dúvidas ou enviar sugestões e reclamações, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou WhatsApp (99488.3999), exclusivo para reclamações.

Informações: Blog Meu Transporte e GRCT
READ MORE - Com ativação de novos setores da economia, 60% da frota de ônibus estará em operação na Grande Recife

Em João Pessoa, Trens voltam a circular em horário especial nesta segunda feira

A CBTU João Pessoa informa que retornará as viagens de trens para transporte de passageiros, na próxima segunda-feira, 15/06. Garantiremos o transporte para os profissionais que deverão exercer suas atividades de acordo com o plano retomada gradual e segura das atividades econômicas, apresentado pelo Governo do Estado.

Esclarecemos que, devido à execução de obras de drenagem, excepcionalmente nesta segunda-feira a circulação dos trens será feita de Santa Rita até Jacaré. Na terça-feira, 16, retornaremos com as viagens de Santa Rita a Cabedelo e Cabedelo a Santa Rita, obedecendo à grade reduzida de nove viagens diárias.

Informações: CBTU
READ MORE - Em João Pessoa, Trens voltam a circular em horário especial nesta segunda feira

Marcopolo corre para ajustar ônibus ao ‘novo normal’

Na esteira da paralisia na economia provocada pela pandemia do coronavírus, a Marcopolo correu contra o tempo para desenvolver ferramentas de segurança e tentar dar um respiro ao setor de transporte. O grupo está levando ao mercado uma série de adaptações que pode ser feita nos ônibus para mitigar o risco de contaminação e preparar o setor para o “novo normal” das viagens. O ajuste promete ser uma fonte nova de receita para o grupo, que viu as demandas por novos ônibus recuar de forma significativa.

Segundo o presidente da empresa, James Bellini, as ferramentas e serviços chegaram em um momento de grande apreensão para os clientes.

“Podemos dizer que 80% da frota dos nossos clientes pararam. Eles não vão ter a menor condição de comprar ônibus novos. A preocupação hoje é como colocar os carros que eles têm para trabalhar. A única forma de conseguir isso é retomar a confiança do passageiro”, disse Bellini.

Entre as inovações estão um novo desenho de posicionamento de poltronas, com dois corredores, cortinas de proteção antimicrobianas, desinfecção dos veículos por névoa e uso de raios ultravioletas nos sanitários.
Fretados.

Enquanto o segmento de fretados consegue manter alguma demanda, Bellini traçou um cenário desafiador para o turismo.

Na visão do executivo, a pandemia levará a uma mudança no comportamento dos passageiros no transporte rodoviário tal qual 11 de setembro representou para o setor aéreo.

O kit faz parte do programa BioSafe, que consiste em uma série de soluções para tornar o transporte coletivo mais seguro contra contaminações de vírus. Os equipamentos podem ser adaptados também nos ônibus mais antigos.

O custo da mudança representa entre 18% e 20% do valor de um ônibus. “A gente precisa faturar. Precisamos ajudar a movimentar o mercado. Não temos possibilidade de uma empresa desse tamanho ficar de braço cruzado esperando as coisas acontecer”, defendeu.

O lançamento oficial do BioSafe será no próximo dia 16, em evento online.

As soluções foram desenvolvidas em apenas 60 dias. Segundo Bellini, o sistema foi o primeiro resultado do Marcopolo Next, uma divisão de inovação voltada para soluções em mobilidade.

A divisão começou a ser estruturada no ano passado, quando a área de inovação deixou de ser subordinada ao segmento de estratégias e passou a responder à presidência.

Há desafios e incertezas ainda, sobretudo no Brasil. Enquanto a Europa começa a se preparar para sair da quarentena, o Brasil hoje ocupa a segunda posição no número de casos.

“Estamos acompanhando o cenário no Brasil com muita preocupação. Não só a questão da saúde, mas também a crise política. Isso atrapalha muito os investidores. Mas está havendo uma retomada controlada. Graças a Deus temos bons governadores que estão levando a sério o assunto”, disse o presidente da Marcopolo. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
READ MORE - Marcopolo corre para ajustar ônibus ao ‘novo normal’

Como recarregar e solicitar cartão do transporte coletivo, em Florianópolis

Marcado para a próxima quarta-feira (17), o retorno dos ônibus em Florianópolis ocorrerá com regras diferenciadas. Os coletivos funcionarão em horário alterado, e as passagens serão adquiridas com cartão pré-pago, que poderá ser solicitado online e entregue via delivery.

Compra de créditos
Para quem utiliza o Cartão Cidadão e o Cartão do Vale Transporte convencional, a compra de créditos já pode ser feita de forma online. Basta acessar o site do Consórcio Fênix. Segundo a prefeitura da Capital, o pagamento deve ser feito via boleto e os créditos são disponibilizados em dois dias úteis devido à compensação.

Delivery e atendimento presencial
O serviço de delivery de novos cartões poderá ser solicitado a partir desta segunda-feira (15). Para isso, basta seguir o passo a passo disponível no site, gerar o boleto e realizar o pagamento. De acordo com a prefeitura, a entrega é feita em 48 horas após a confirmação do pagamento.

Também a partir de segunda-feira, todos os serviços de Passe Rápido como emissão de novos cartões, novos créditos e segunda via, por exemplo, estarão disponíveis nos terminais de ônibus das 9 h às 17 h.

O guichê de atendimento da Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano também retorna aos atendimentos presenciais no Ticen (Terminal de Integração do Centro). O horário de funcionamento é das 8 h às 12 h e das 13 h às 18 h. O atendimento também pode ser por telefone pelo número (48) 3324 – 1517.

Bilheterias
Já na próxima quarta-feira (17), quando o transporte coletivo volta a operar na Capital, reabrem também todas as bilheterias dos terminais de ônibus. Quem quiser adquirir o Cartão Cidadão já poderá realizar a solicitação nesses locais, das 11 h às 17 h. No Ticen, esse tipo de serviço também estará disponível das 11 h às 17 h.

Novos horários e app Floripa no Ponto
O novo quadro de horários do transporte coletivo estará disponível no site do Consórcio Fênix a partir desta segunda-feira (15). O aplicativo e site Floripa no Ponto será atualizado até terça-feira (16).

A Prefeitura de Florianópolis orienta que a população planeje seus horários e deslocamentos com antecedência para evitar aglomerações e filas.

Estudantes e residentes de áreas da saúde
Os cartões estudantis estão bloqueados em virtude da proibição de funcionamento das unidades de ensino como medida de controle da pandemia do coronavírus.

Entretanto, os estudantes que realizam algum tipo de estágio obrigatório e residentes da área da saúde, por exemplo, deverão fazer a troca por um outro cartão pré-pago específico.

Para realizar a troca e receber uma nova via do cartão pré-pago, o usuário deve ir ao guichê de atendimento da Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano, no Ticen, a partir de segunda-feira (15), das 8 h às 12 h e 13 h às 18 h.

É preciso levar documento de identidade, original e cópia; comprovante de residência, original e cópia; comprovante da atividade em exercício, original, carimbado e assinado pela instituição de trabalho; contrato da atividade em exercício, cópia carimbada e assinada pela instituição de trabalho, pela instituição de ensino e pelo usuário; declaração da instituição de trabalho de que o usuário não exerce atividade de forma remota, em via original, carimbada e assinada.

Usuários do Cartão Estudante Social devem apresentar também, uma via original e uma via do comprovante do CAD Único atualizado.

Essa solicitação também poderá ser feita de forma online, por meio da submissão da documentação por uma plataforma disponibilizada. Dessa forma, o estudante receberá uma guia e em seguida, com a documentação original em mãos, poderá retirar o novo cartão nos serviços de Passe Rápido do Ticen.

Informações: ND Mais
READ MORE - Como recarregar e solicitar cartão do transporte coletivo, em Florianópolis

Rodoviária de Campo Grande reabre neste sábado

Após apresentar o plano de contenção de risco, aprovado pela Comissão Municipal de Enfrentamento da Covid-19, o Terminal Rodoviário de Campo Grande volta a funcionar a partir deste sábado (13). O terminal apena irá operar viagens intermunicipais.

Assim como outros locais já reabertos, o terminal deve seguir medidas rigorosas de prevenção ao contágio do coronavírus, e conforme o decreto, continua vedado o ingresso de veículos de transporte coletivo interestadual e internacional de passageiros, público e privado, no território do município de Campo Grande.

Para reabrir os portões, as viações e a administração terão que cumprir várias regras de biossegurança como o distanciamento social, uso de máscaras e de álcool em gel. Deverá ser reduzido pela metade o número de passageiros em cada veículo, respeitando distanciamento dentro dos ônibus, pulando fileira de poltrona e permitindo apenas que parentes fiquem próximos.

O Terminal Rodoviário deve instalar barreiras sanitárias, a fim de que todos os passageiros que desembarquem no local passem por uma triagem com aferição da temperatura corporal, e observar todas as medidas previstas no Plano de Contenção de Riscos (Biossegurança).

Na hipótese de identificação de passageiro com febre ou outros sintomas da Covid-19, deve ser realizado o seu encaminhamento para o setor de triagem da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), onde serão realizados os demais procedimentos recomendados pelas autoridades sanitárias.

A Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg), em ato conjunto com o Gabinete do Prefeito, poderá expedir normas complementares relativas à execução das medidas deste Decreto.

A rodoviária foi fechada dia 24 de março como parte da estratégia para evitar a disseminação do Covid-19, principalmente de passageiros vindo de São Paulo e do Rio de Janeiro, os principais epicentros da pandemia no Brasil. Foi reaberta dia 28 de abril e novamente fechada dia 5 de junho diante do aumento do número de casos confirmados de Covid-19 em municípios do interior do Estado.

Informações: Enfoque MS
READ MORE - Rodoviária de Campo Grande reabre neste sábado

SPTrans inicia agendamento para serviços relacionados ao Bilhete Único

A partir da próxima segunda-feira, dia 15 de junho, a SPTrans dará início ao agendamento por meio do site http://www.sptrans.com.br/atendimento para que os usuários que precisem do atendimento para seis serviços específicos no Posto Central.

O atendimento seguirá as normas para o funcionamento do comércio e serviços estabelecidos pela Prefeitura por meio do Decreto 59.473 de 29 de maio, que regulamenta o procedimento, condições e diretrizes para a retomada de atividades, em conformidade com a determinação do Governo Estadual.

O agendamento prévio será indispensável para o atendimento no Posto Central. Devido a isso, a estimativa é de que sejam realizados 30% dos atendimentos nas especialidades “PCD e Idoso” em relação ao período anterior à pandemia, ou seja, serão atendidos por volta de 250 munícipes por dia.

Os serviços disponibilizados neste momento são aqueles essenciais, cujo comparecimento é indispensável; visam  atender os munícipes que precisem retirar pessoalmente o cartão do Bilhete Único ou  formulário e ficha avaliação médica, por exemplo.

Segue a relação de serviços disponíveis para agendamento:

Retirada de Bilhete Único Especial - PCD/Idoso, excepcionalmente para quem não recebeu o cartão pelo Correio ou em caso de extravio.
Retirada de Formulário Médico PCD (para quem não conseguiu imprimir após se cadastrar no site http://www.sptrans.com.br/deficiente/deficiente/)
Retirada de Ficha de Avaliação Médica - Serviço Atende+ (para quem não conseguiu imprimir o arquivo disponível no link http://www.sptrans.com.br/media/1391/fam.pdf)
Alteração de Programação de Viagem
               4-a. Justificativa de falta de Serviço Atende+ (outras opções: carta, e-mail, fax e site http://www.sptrans.com.br/atende/)

Inscrição do Serviço Atende+ 
Devolução dos créditos temporais (mensais) mediante emissão de novo cartão devido à suspensão da utilização dos créditos durante a pandemia.
Os munícipes com atendimento agendado devem comparecer ao Posto Central com 10 minutos de antecedência e utilizando, obrigatoriamente, máscaras de proteção. Vale ressaltar que a SPTrans mantém os canais de atendimento on-line e os serviços realizados remotamente por meio dos canais www.sptrans.com.br/atendimento e pelo e-mail: atendimento.idoso@sptrans.com.br (exclusivo para idoso).

Os usuários do Bilhete Único podem utilizar aplicativos credenciados pela SPTrans para realizar  recargas  nos cartões e, assim, evitar o deslocamento a um dos postos que ficam  nos terminais de ônibus, já que este é um dos serviços mais procurados nestes locais.

A lista com os aplicativos credenciados para a venda de crédito do Bilhete Único está disponível no site http://www.sptrans.com.br/app/. As recargas dos Bilhete Único também podem ser feitas através da página "Bipay" do Facebook, diretamente pelo Messenger, sem a necessidade de baixar o app.

Serviço

Posto Central, Rua Boa Vista, 274, Centro.

Agendamento: por meio do canal www.sptrans.com.br/atendimento a partir do dia 15 de junho.

Assessoria de Imprensa - SPTrans
READ MORE - SPTrans inicia agendamento para serviços relacionados ao Bilhete Único

Horário de funcionamento do Metrô do Recife é ampliado

A partir da segunda, dia 15/06, o Metrô terá seu horário de operação ampliado. As Linhas Centro e Sul funcionarão das 05h30 às 09h30 e das 15h30 às 20h. A operação da Linha Diesel (VLT) continuará suspensa. A Companhia destaca que vem acompanhando de perto a demanda de passageiros, a qual teve um aumento de 8,17% desde o início da implantação do Plano de Monitoramento e Convivência com a Covid-19 do Governo de Pernambuco, no dia 01 de junho. Atualmente, o Metrô transporta cerca de 30% da demanda anterior ao início da pandemia do coronavírus. Cerca de 50% dos empregados da operação e manutenção estão afastados por pertencerem ao grupo de risco em relação ao Covid-19, o que impossibilita e dificulta, no momento, uma ampliação maior dos horários de funcionamento.

A CBTU destaca que, como medida de prevenção ao coronavírus, a limpeza e higienização das estações e dos trens foram reforçadas desde o mês de março. Os trens recebem limpeza nos períodos de recolhimento, entre viagens e ao término da operação comercial. Nos intervalos sem operação comercial, as composições recebem também desinfecção profunda com quaternário de amônia 5ª geração, um produto aprovado pela ANVISA que ajuda a prevenir o Covid-19. Nas estações e trens, campanhas educativas da Companhia contra o Coronavírus orientam os passageiros. Com cartazes, banners, avisos sonoros e artes para redes socais, a campanha contém orientações de prevenção contra o Covid-19.

Informações: CBTU
READ MORE - Horário de funcionamento do Metrô do Recife é ampliado

Prefeitura de São Paulo coloca mais 784 ônibus para circular na cidade

segunda-feira, 8 de junho de 2020

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes e da SPTrans, determinou que sejam adicionados à frota a partir da segunda-feira, 8 de junho, 784 ônibus dos 2 mil previstos para operar em caso de necessidade. O reforço é mais uma medida para reduzir a disseminação do vírus e os impactos de uma pandemia de caráter global na rotina do município. 

Com isso, a frota em circulação será de 9.178 veículos ou 71,62% da frota operacional nos dias úteis pré-quarentena, sem oscilação nos entre picos. A medida visa a garantir a segurança dos passageiros, motoristas e cobradores no transporte coletivo municipal, tendo em vista a previsão de reabertura de escritórios e concessionárias de veículos.

Para evitar aglomerações, a administração municipal estabeleceu o escalonamento na entrada e saída dos trabalhadores dos comércios e serviços autorizados a funcionar novamente de forma presencial. Dessa forma, com o horário de pico diluído, a SPTrans já enviou uma circular para as empresas concessionárias de ônibus orientando para que as viagens sejam realizadas sem exceder a capacidade máxima de passageiros sentados. Assim, os motoristas terão autorização para não parar em pontos de embarque caso o ônibus já tenha todos seus assentos ocupados.

As equipes de campo da SPTrans seguem monitorando a movimentação de passageiros durante todo o período de quarentena e fará os ajustes necessários para adequar a frota à demanda e garantir o transporte público à população, em especial aos trabalhadores de serviços essenciais.

OUTRAS MEDIDAS

- Uso obrigatório de máscaras nos ônibus e terminais;
- Marcação no solo nos terminais para sinalizar a distância de um metro entre os usuários nas filas;
- Higienização dos ônibus entre as viagens, principalmente nos locais onde há contato dos passageiros como balaústres, corrimãos e assentos;
- Higienização do ar-condicionado;
- Limpeza dos terminais, plataformas e banheiros;
- Autorização do uso de cortina em “L” para proteção do motorista;
- Ações de orientação e conscientização sobre cuidados e higiene pessoal por meio de mensagens sonoras e cartazes nos terminais, redes sociais e no Jornal do Ônibus;
- Monitoramento diário para ampliação e remanejamento da frota, se necessário.

Assessoria de Imprensa - SPTrans
READ MORE - Prefeitura de São Paulo coloca mais 784 ônibus para circular na cidade

Ônibus e BRTs circulam lotados mesmo com determinação para redução de passageiros

Em tempos de pandemia, na cidade que já registrou 6.707 mortes por conta da Covid-19 e que vai abrir os shoppings no próximo dia 17, o transporte de pessoas como se fossem sardinhas em lata não é um problema pontual. Nesta segunda-feira, por exemplo, os coletivos do BRT da Transoeste podiam ser vistos circulando com excesso de passageiros, próximos à estação Mato Alto.

Para tentar garantir a validade do decreto do prefeito Marcelo Crivella, que baixou norma proibindo a circulação de ônibus com passageiros em pé para evitar a disseminação do novo coronavírus, fiscais da prefeitura do Rio e homens da Guarda Municipal até estiveram na estação. A presença deles pouco adiantou. Entre às 5h30 e às 8h, o que se viu no corredor expresso, que liga Santa Cruz ao Terminal Alvorada, foram coletivos abarrotados de gente e muito aperto. 

As filas podiam ser vistas nas plataformas de embarque, onde dezenas de pessoas aglomeradas aguardavam a chegada dos carros já com passageiros em pé, no sentido Alvorada. O único alento era a presença de um funcionário do consórcio BRT. Com um megafone nas mãos, ele oferecia máscaras para quem estava tentando embarcar.

Procurado para falar do problema da superlotação, o consórcio BRT informou que está operando com 100% de sua frota. E que o controle efetivo de acesso de passageiros aos ônibus cabe aos agentes públicos, já que controladores de estação e os motoristas não têm o poder de barrar passageiros que forçam a entrada nos ônibus, mesmo quando os assentos já estão ocupados. O consórcio afirmou ainda que seguirá com a distribuição de máscaras, que acontece desde o último dia 2, em suas estações de maior movimento. E que, com passageiros sentados, cada articulado levaria apenas 30% de sua capacidade de lotação.

Segundo dados divulgados neste domingo, já foram registrados 67.756 casos de Covid-19 em todo estado. De olho nas estatísticas da doença, e de uma possível queda, a prefeitura do Rio anunciou um plano de reabertura gradual, que está em vigor desde o último dia 2, e que prevê seis fases. A previsão é que cada fase tenha duração de 15 dias. Pelo planejado, bares e restaurantes irão reabrir dia 2 de julho. Já a previsão para funcionamento de pontos turísticos, assim mesmo com um terço de sua capacidade, é para o dia 17 de julho.

Procurado para falar sobre a superlotação dos ônibus municipais e do BRT, o município informou que "as ações de fiscalização e orientação da Secretaria Municipal de Transportes estão intensificadas, com fiscais atuando diariamente nos terminais e estações do BRT de maior demanda, inclusive, fazendo o controle de embarque dos passageiros".

Confira a nota da SMTR na íntegra:

"As ações de fiscalização e orientação da Secretaria Municipal de Transportes estão intensificadas, com fiscais atuando diariamente nos terminais e estações do BRT de maior demanda, inclusive, fazendo o controle de embarque dos passageiros. O reforço faz parte das medidas da Prefeitura do Rio na primeira fase de retomada das atividades, tendo em vista o aumento gradual de usuários do sistema.

Somente nas ações da última sexta e desta segunda, 337 multas foram aplicadas ao BRT. Durante a pandemia, 839 autuações foram registradas por diferentes irregularidades, principalmente por lotação no BRT e em ônibus convencionais. As linhas 315 e 348 já foram alvo de fiscalização da secretaria e o consórcio responsável foi autuado por transportar passageiros em pé.

A SMTR, como reguladora do serviço, tem cobrado o BRT e os consórcios atuantes na cidade para que reduzam os intervalos entre os coletivos e reforcem a frota em locais onde há maior demanda, e vai cobrar que o BRT e os consórcios informem a frota diária de ônibus em circulação.

É importante que os consórcios tenham o entendimento que, com a retomada gradual das atividades, será necessário empenhar esforços para que a população não sofra com irregularidades nos serviços.

Como medida complementar às ações de fiscalização realizadas pela Secretaria Municipal de Transportes no sistema BRT, a Guarda Municipal orienta passageiros nas estações do sistema para evitar aglomeração e também para impedir que as pessoas sejam transportadas em pé nos ônibus desde o dia 22 de março. Durante o patrulhamento de rotina, os agentes também orientam passageiros sobre a importância da utilização do equipamento individual como forma de minimizar os riscos de transmissão e contaminação do novo coronavírus. Além disso, as equipes utilizam os carros para transmitir mensagens sonoras de conscientização, a fim de reduzir o risco de disseminação do vírus na cidade."

Informações: EXTRA GLOBO
READ MORE - Ônibus e BRTs circulam lotados mesmo com determinação para redução de passageiros

Filas extensas são registradas em terminais de ônibus do Grande Recife

O governo de Pernambuco colocou em vigor mais uma etapa do plano de abertura da economia em meio à pandemia do novo coronavírus. Podem funcionar shoppings, apenas para a retirada de mercadorias compradas pela internet e telefone, comércio de atacado e construção civil. A frota de ônibus foi reforçada, mas filas extensas foram registradas em terminais integrados do Grande Recife (veja vídeo acima).

No Terminal Integrado Pelópidas Silveira, em Paulista, no Grande Recife, a equipe da TV Globo mostrou filas extensas, com passageiros sem manter distância um dos outros. "Antes de voltar [esses setores da economia], já tava lotado. Nas integrações, os ônibus saem com todo mundo sentado. No caminho, o ônibus lota", relatou a técnica de laboratório Jacilene, que mora em Igarassu e trabalho no Recife.

Apesar de um grande número de passageiros no TI em Paulista, era possível ver que as filas estavam organizadas. Também havia um grande número de pessoas circulando pelo metrô, com aglomerações na saída da plataforma na Estação Joana Bezerra, no Recife.

De acordo com o Grande Recife Consórcio, houve aumento de frota nas linhas de maior demanda e disponibilização de ônibus extras em 16 terminais integrados nesta segunda. Os veículos extras são colocados em operação de acordo com o aumento da demanda de passageiros. A disponibilização desses ônibus pode aumentar em até 20% o número de viagens a depender do terminal.

Assim como antes do início do processo de reabertura, os coletivos não podem circular com o número de passageiros além de sua capacidade máxima, devendo haver embarque sentado. Na prática, isso significa que, a depender do tipo do veículo, os ônibus só podem circular com até 50 pessoas.

Ainda de acordo com o consórcio, está mantida a obrigatoriedade do uso de máscara. A empresa pode recusar o passageiro sem proteção. Nos terminais integrados, fiscais do Grande Recife e policiais militares vão apoiar os operadores.

*Terminais Integrados com ônibus extras: Joana Bezerra, Tancredo Neves, Macaxeira, Caxangá, Aeroporto, Jaboatão, Barro, TIP, Cajueiro Seco, Xambá, PE-15, Camaragibe, Pelópidas Silveira, Igarassu, Abreu e Lima e Cabo.

Informações: G1 PE e GRCT
READ MORE - Filas extensas são registradas em terminais de ônibus do Grande Recife

Em Campinas, Usuários tem temperatura aferida por funcionários

Num prazo de 1h, das 6h30 até 7h30, cerca de 500 usuários aleatórios do Terminal Central tiveram a temperatura corporal aferida por funcionários da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). Todos apresentaram temperatura normal. Uma única pessoa se recusou a fazer o teste. A ação começou nesta segunda-feira, dia 8 de junho; e segue durante todo o mês, nos terminais urbanos municipais.

“A população está entendendo a situação. Está consciente e colaborando. E todos usando a máscara de proteção”, frisou o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

A ação é mais uma medida de prevenção contra a disseminação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Também nesta segunda-feira, com a reabertura gradual de algumas atividades, a frota circulante de ônibus foi ampliada em cerca de 30%; e os horários de pico foram estendidos para o meio do dia, tarde e noite, para atender ao fluxo de pessoas no comércio e nos shopping centers. “Estamos calculando, neste momento, um aumento na ordem de 45 mil passageiros por dia, nos ônibus. O aumento da frota contempla, satisfatoriamente, tal elevação”, afirmou Barreiro.

O prefeito Jonas Donizette anunciou, na quinta-feira da semana passada (4 de junho), o início da flexibilização da quarentena, que será por etapas. Na ocasião, durante live nas redes sociais, o prefeito Jonas disse que “por conta do fluxo reverso, a operacionalização dos ônibus será adequada”.

Medição da temperatura
A Emdec criou um protocolo para a medição da temperatura corporal dos usuários dos terminais urbanos. Primeiramente ocorre a abordagem aleatória, sempre de forma cortês, solicitando a permissão para a medição. Todos os funcionários da Emdec estão identificados com colete, usam máscara de proteção, luvas, termômetro digital de testa e frasco de álcool em gel no bolso. Ao todo são 16 funcionários, espalhados pelos principais terminais urbanos, nos horários de maior movimentação.

A medição da temperatura é feita com a aproximação do termômetro digital em torno de 5 cm da testa do usuário, sem encostar no corpo, para garantir a higiene e segurança do procedimento. O procedimento não dura mais do que três segundos. Caso a temperatura seja igual ou superior a 37,8ºC, o usuário é alertado sobre o estado febril e gentilmente orientado a procurar atendimento médico.

Recomendações
O enfrentamento da pandemia do novo coronavírus e o retorno gradual à normalidade depende da conscientização, comprometimento e do esforço de todos. O uso dos terminais urbanos e dos ônibus somente deve ocorrer em caso de necessidade. É importante evitar aglomerações e seguir algumas regras, como:

- Não cumprimentar com as mãos, abraços e beijos;
- Manter as mãos higienizadas, usando água e sabão, ou álcool gel;
- Não levar as mãos aos olhos, nariz e boca;
- Cobrir o nariz e a boca ao espirrar e tossir;
- Garantir que os ambientes estejam bem ventilados;
- Não compartilhar objetos pessoais; 
- Evitar aglomerações;
- Uso obrigatório de máscara de proteção.

Os usuários do transporte público coletivo de Campinas devem utilizar o aplicativo “Busão na Hora”, que informa, em tempo real, o horário de chegada do ônibus no ponto de embarque; além do itinerário e outras funcionalidades. Com o aplicativo, o usuário pode planejar, de forma antecipada, os deslocamentos e realizar uma melhor programação da viagem.

Frota
Em situação normal, a frota do sistema de transporte público coletivo de Campinas totaliza mais de 1,1 mil ônibus e o sistema registra uma média de 560 mil passageiros (passagens pela catraca) por dia útil; e 14 milhões de passageiros por mês. Transporta diariamente, também em situação normal, cerca de 204 mil usuários (indivíduos).

Em situação normal, o Terminal Central recebe cerca de 70 mil pessoas por dia. É o principal terminal urbano do município. E recebe 32 linhas municipais de ônibus.

Informações: EMDEC
READ MORE - Em Campinas, Usuários tem temperatura aferida por funcionários

Em Vitória-ES, Ônibus lotados e com passageiros sem máscara

Os moradores da Grande Vitória que dependem de ônibus do sistema Transcol para se locomoverem voltaram a enfrentar filas nos terminais e ônibus cheios. Apesar das recomendações para evitar aglomerações por causa do contágio pelo novo coronavírus, várias situações de descumprimento das medidas de prevenção foram flagradas na manhã desta segunda-feira (8).

A falta de cuidado por parte dos passageiros, das empresas e dos órgãos de fiscalização vai de encontro aos números alarmantes do Espírito Santo.

Até a última atualização do Painel da Covid-19, foram registrados 19.619 casos confirmados do novo coronavírus. A pior situação está na Grande Vitória, que concentra a maior parte dos casos (12.886).

Pela Matriz de Risco, a região metropolitana de Vitória é considerada de “alto risco” de propagação do vírus e deve seguir medidas sociais, comerciais, para o transporte público coletivo e para os limites municipais específicas.

Entre elas, está a determinação para que os ônibus não saiam dos terminais com pessoas em pé e todos os passageiros têm que estar usando máscara para embarcar. O governo também retirou os cobradores dos coletivos e deixou de aceitar o dinheiro como forma de pagamento das passagens.

Entretanto, no início desta manhã, o Terminal de Campo Grande, em Cariacica, tinha filas e os passageiros não respeitavam a distância mínima entre eles.

Além da aglomeração para subir no veículo, o coletivo deixou o terminal com pessoas em pé e sem máscara.

No Terminal de Jardim América, também em Cariacica, a situação era parecida. Apesar da das filas menores por volta das 9h, novos flagrantes de aglomeração e de pessoas nos coletivos sem máscara foram registrados.

Ceturb-ES
A Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Espírito Santo (Ceturb-ES) informou que orienta para que todos os veículos saiam dos terminais com lotação de bancos e as marcações para a formação de filas.

Sobre a fiscalização, a Ceturb disse que, nos terminais, é possível realizar a fiscalização. Mas que entre um terminal e outro ou entre os bairros e os terminais, a fiscalização é mais difícil de ser realizada.

Segundo a Companhia, muitos usuários insistem em entrar nos coletivos e a desrespeitar as marcações de fila nos terminais. Motoristas e fiscais não têm poder polícia para retirar ou impedir a entrada nos veículos.

Em relação às máscaras, a Ceturb explicou que já foram distribuídas pelo estado mais de 600 mil unidades nos terminais.

A Companhia disponibiliza uma função no aplicativo ÔnibusGV para que sejam denunciados passageiros sem máscara e viajando em pé. Essas denúncias, segundo a Ceturb, vão ajudar a nortear as ações operacionais do sistema.

A Ceturb ainda informou que a limpeza dos ônibus é feita nas garagens das empresas. Esse processo, que já era feito diariamente nos ônibus, foi intensificado, utilizando-se hipoclorito de sódio (água sanitária), em especial nos corrimãos, balaústres e alças.

A Companhia também disse que mantém 90% da frota no horário de pico e que o número de passageiros durante o período de isolamento social caiu de 600 mil por dia para 250 mil passageiros por dia.

Informações: G1 ES
READ MORE - Em Vitória-ES, Ônibus lotados e com passageiros sem máscara

Ônibus voltam a circular em Criciúma

O transporte público estava suspenso há 81 dias em Santa Catarina. Após a flexibilização na última semana, os ônibus voltaram a circular na manhã desta segunda-feira, dia 8, em Criciúma. Apesar do retorno, algumas restrições foram impostas aos usuários pela Prefeitura e Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU), em virtude da pandemia do coronavírus. 

O retorno dos coletivos nas vias criciumenses é realizado em três fases. A primeira iniciou ainda na manhã de hoje, com os ônibus circulando em horários específicos. De segunda-feira a sexta-feira, os coletivos farão o transporte de passageiros das 6h30 às 8h30, das 11h30 às 13h30 e das 17 horas às 19h30. Aos sábados, a circulação dos ônibus acontecerá das 7 horas às 8h30 e das 11h30 às 13h30. Os horários detalhados estão à disposição no site da Prefeitura de Criciúma, da ACTU e no aplicativo Moovit.

Além dos horários reduzidos, os coletivos estão com redução no número máximo de ocupação em 50%, receberão demarcações no assoalho e barras para determinar o distanciamento entre passageiros e usuários e funcionários terão que fazer uso obrigatório de máscara e álcool em gel ao entrarem nos coletivos.

“Neste primeiro módulo, nosso objetivo é fazer o atendimento aos serviços que já estão em funcionamento, como as indústrias, comércio e serviços. O segundo módulo, que não temos data prevista, será a ampliação dos horários durante os dias de semana e o terceiro será o funcionamento do sistema do transporte coletivo durante o fim de semana, para lazer”, afirmou a engenheira civil da Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT) de Criciúma em entrevista coletiva na última quinta-feira, Caroline Zanette.

Os usuários também precisam seguir algumas orientações, como utilizar máscaras. Se tirar ou insistir em entrar sem, o ônibus não irá seguir viagem até seu destino. Quando chegar a capacidade máxima de ocupantes, o motorista vai desligar o letreiro do ônibus e não vai pegar mais nenhum passageiro até que alguém desça.

O pagamento da passagem deverá ser feito obrigatoriamente com o uso de cartão, que será vendido pela ACTU. Também existe a venda dos cartões nos três terminais. A venda também acontecerá por delivery. A pessoa vai poder receber um cartão com três passagens no valor de R$ 11,70 e mais uma taxa de mais R$ 3,90, que é o valor de mais uma passagem, para a entrega, totalizando R$ 15,60. A justiça autorizou que os idosos utilizem o transporte público em Criciúma. 

Transporte intermunicipal

No caso do transporte intermunicipal, as regras deverão ser as mesmas estabelecidas em Criciúma. Os veículos que fazem a ligação entre as cidades da região também voltarão a circular na próxima segunda-feira. A única diferença deverá estar na forma de pagamento, já que para as linhas intermunicipais serão aceitas, neste primeiro momento, o uso de dinheiro. 

Veja as principais regras para a volta do transporte coletivo em Criciúma:

Dentro dos ônibus:

Utilização reduzida em até 50 % da capacidade de transporte dos veículos, aproximadamente 45 lugares;
Marcação do distanciamento dentro dos ônibus (assentos e colunas);
Disponibilização de carros extras para atendimento da normativa de lotação; Disponibilização de álcool 70% na entrada dos ônibus;
Manutenção de janelas abertas e renovadores de ar (garantia de ventilação);
Higienização dos ônibus obrigatória 3x por dia, após as faixas de horário de atendimento;
Somente será aceito pagamento em cartão, ficando proibida a circulação de dinheiro no interior dos ônibus e terminais;
Fiscalização e orientação dentro dos ônibus. (ACTU, motorista, cobradores, coordenadores e Agentes de fiscalização do município).

Nos terminais:

Disponibilização de álcool 70% na entrada dos terminais (catracas);
Marcação do distanciamento nas plataformas;
Limpeza frequente dos banheiros dos terminais;
Fiscalização e orientação para controle de filas e acesso aos terminais (coordenadores ACTU e Agentes de fiscalização municipais);

Comunicação nos terminais (ACTU).

Medidas para serem adotadas pelos passageiros:
Utilizar máscaras, de uso profissional ou não profissional;
Higienizar as mãos com frequência, principalmente ao entrar nos terminais e ônibus;
Manter as janelas dos ônibus abertas para uma melhor circulação do ar;
Optar por rotas que evitem trocas de linhas, sempre que for possível;
Respeitar as marcações do distanciamento nas plataformas e ônibus;
Não será permitido o ingresso de pessoas com idade igual ou superior a 65 anos em veículos destinados ao transporte coletivo de passageiros.

Informações: Engeplus
READ MORE - Ônibus voltam a circular em Criciúma

Biarticulados começam a circular com máscaras em Curitiba

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Em uma iniciativa das empresas de ônibus de Curitiba, começaram a circular, nesta sexta-feira-feira (29/5), os primeiros biarticulados com “máscara”. O adesivo que simula a máscara de proteção é plotado na frente do veículo e tem como foco reforçar a prevenção contra a transmissão do novo coronavírus. Ao todo 60 biarticulados em operação na capital vão usar a máscara branca.

“É uma iniciativa para lembrar a população da importância do uso da máscara em todos os locais, incluindo nos ônibus. A campanha ressalta que estamos juntos, pensando na coletividade e em maneiras de evitar a propagação da covid-19”, diz o presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), Ogeny Pedro Maia Neto.

Serão plotados os biarticulados das empresas Sorriso, Redentor e Gloria. Em um primeiro momento serão adesivados 46 biarticulados, a maioria do eixo Norte-Sul. Na segunda fase, mais 14 de outros modelos. A iniciativa das empresas de ônibus de Curitiba tem o apoio da Urbs e Prefeitura de Curitiba.

“Essa é uma contribuição das empresas de ônibus de Curitiba no sentido de dizer que estamos juntos nessa batalha contra o coronavírus e que vamos vencer. Mas, para isso, precisamos contar com a colaboração de todos, e usar máscara é uma das ações mais importantes”, disse o presidente do Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp), Mauricio Gulin.

A campanha traz, em destaque, a frase Use Máscara e a hashtag #pensenocoletivo, em alguns ônibus, e #pensenasaúde, em outros.

Nesta quinta-feira, os semáforos para pedestres também passaram a reforçar a necessidade do uso de máscara contra o vírus.

Orientações aos passageiros
A obrigatoriedade do uso da máscara está prevista em Curitiba desde o dia 17 de abril, com a entrada em vigor da resolução municipal 1/2020. Desde então, a Urbs tem orientado os passageiros sobre a medida, com letreiros nos ônibus, cartazes e faixas nos terminais, além da orientação dos fiscais da Urbs em terminais e principais estações da região central, em parceria com a Guarda Municipal e, mais recentemente, com o Exército.

A recomendação para população é evitar pegar ônibus em horários de maior movimento, sobretudo a população idosa, que é considerada grupo de risco da covid-19.

Nos terminais, os ônibus só podem sair com 50% da lotação para evitar aglomeração e o passageiro tem que respeitar a marcação que exige distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas.

O sistema de transporte opera com folga em relação à demanda, que caiu muito com a pandemia. Desde segunda-feira (25/5), no entanto, a frota foi ampliada de 65% para 80% por conta da reabertura dos shoppings. Com a retomada dos estabelecimentos, o sistema está recebendo, em média, um adicional de 8,6 mil passageiros por dia. Ontem (27/5) foram 268.999 passageiros pagantes, contra 260.427 na quarta-feira da semana passada.

READ MORE - Biarticulados começam a circular com máscaras em Curitiba

Porto Alegre terá mais 9 quilômetros de faixa exclusiva

Começa nesta sexta-feira (29), mais uma etapa de liberação de faixas exclusivas para ônibus em Porto Alegre. Serão contemplados novos trechos nas Avenidas Mauá, João Goulart, Loureiro da Silva e Ipiranga, além da região do Túnel da Conceição.

Táxis também terão autorização para usar o espaço. Ao todo, 8,9 quilômetros terão faixa azul. O funcionamento delas ocorrerá no horário das 6h às 9h e das 16h às 20h, com exceção do Túnel da Conceição, que será das 6h às 20h.

– Sendo planejadas para dar um tempo menor de deslocamento aos ônibus, sim, é uma boa medida, pois serve de atrativo para utilização desta modalidade. O usuário valoriza muito o tempo. Quanto aos táxis, é uma forma de valorizar os mesmos frente aos veículos de aplicativos. Mas só elas (as faixas) não vão resolver os problemas – avalia o engenheiro civil e doutor em Transportes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) João Fortini Albano.

Na Avenida Ipiranga, o trecho que ganhará faixa específica está localizado no sentido do bairro ao Centro entre as avenidas Antônio de Carvalho e João Pessoa. Esse é o segundo trecho da via que está ganhando espaço exclusivo para ônibus. Em janeiro de 2019, 900 metros da Ipiranga no sentido do Centro ao bairro, entre as avenidas Elias Cirne Lima e Antônio de Carvalho, receberam a pintura que identifica o espaço.

"A implantação de faixas exclusivas para o transporte coletivo é uma das principais políticas públicas para o barateamento dos custos do transporte. A 'disputa' do ônibus com o automóvel, pelo mesmo metro quadrado de asfalto, acima de tudo, é antidemocrático", destaca a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP).

Até agora, o Programa de Priorização do Transporte Coletivo já entregou 17 quilômetros de faixa exclusiva para ônibus. A ideia da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) é ter mais 22 quilômetros em uso pela cidade.

Informações: Zero Hora
READ MORE - Porto Alegre terá mais 9 quilômetros de faixa exclusiva

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960