Motoristas do BRT do Rio querem semáforos que privilegiam ônibus

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Representantes do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb) se encontram nesta segunda-feira (23) com a Secretaria Municipal de Transportes do Rio para discutir algumas reivindicações da categoria. A reunião discute, entre outras coisas, o elevado número de multas aplicadas aos profissionais que atuam no corredor expresso do BRT. Os trabalhadores alegam que não conseguem parar o veículo de imediato quando o semáforo passa de verde para amarelo e acabam sendo penalizados.

Sebastião José é vice-presidente do sindicato e afirmou ao G1 que as reivindicações são consideradas questão de segurança. Para ele, as multas aplicadas nos motoristas estão equivocadas. Ainda de acordo com Sebastião, a instalação de sinais inteligentes com temporizadores - que indicariam o tempo que falta para o sinal vermelho aparecer – iria evitar novas multas.

“O projeto inicial do BRT diz que quando os carros se aproximassem do sinal teriam que ter um sensor para ter preferência. Como a manutenção é cara, não temos esse sensor. Além disso, não tem temporizador no sinal de trânsito. Nós estamos falando de ônibus de 28 metros e que podem chegar a 80 toneladas se estiverem lotados. A frenagem depende da velocidade e do peso. Tem que ter temporizador porque vai nos avisar 20 segundos antes do sinal amarelar. Ai iremos ter noção de tempo para reduzir. É uma questão de segurança para nós e para os passageiros. O prefeito não quer admitir, mas o projeto apresenta falhas”, disse o vice-presidente do sindicato.

Após uma assembleia realizada na quarta-feira (18), os trabalhadores argumentam com a secretaria dois assuntos. Primeiramente, o cancelamento das multas aplicadas nos servidores e a devolução dos gastos. Além disso, pedem a instalação dos temporizadores nos semáfaros em áreas atendidas por ônibus do BRT.

Procurada, a Secretaria Municipal de Transportes afirmou que ainda não foi comunicada oficialmente pelo sindicato da categoria sobre as reivindicações. Apesar disso, a SMTR afirmou que está aberta ao diálogo e à avaliação de qualquer pleito que seja apresentado.

Peso do veículo interfere
Em entrevista ao G1, o engenheiro mecânico, Luiz Gustavo Medeiros, afirmou que o peso dos ônibus é um fator que influencia na frenagem do veículos. "A principal dificuldade para frear um veículo, como o BRT, está no peso que ele carrega. Além disso, fatores como a velocidade máxima, o aquecimento do sistema de freios, a condição da pista e o tempo de resposta do motorista também influenciam bastante", afirmou.

Além disso, Medeiros contou que a intalação dos temporizadores é uma das alternativas para auxiliar os motoristas. Segundo ele, uma mudança no projeto do sistema de freios dos BRTs também pode ser considerada.

"A instalação de sinais com temporizador pode trazer algum benefício, pois ajudaria o motorista a estimar melhor o tempo. No entanto, vale lembrar que o sinal amarelo já existe para alertar ao motorista que reduza a velocidade. Um outra solução seria contatar o fabricante dos BRTs e estudar uma possível mudança no projeto do sistema de freios, que reduza a distância de frenagem em condições de lotação máxima do ônibus", disse.

Informações: Matheus Rodrigues
READ MORE - Motoristas do BRT do Rio querem semáforos que privilegiam ônibus

Em Manaus, Ônibus terão biometria facial após fraudes de R$ 230 mil por mês

A partir desta terça-feira (24) entrará em vigor o sistema de fiscalização por biometria facial no transporte coletivo urbano de Manaus. A medida é uma iniciativa da Prefeitura de Manaus para tentar impedir fraudes com a utilização do cartão "Passa Fácil" meia passagem e dos direitos de gratuidade. A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) calcula que o prejuízo mensal gerado ao sistema, com cerca de 120 mil irregularidades, alcance cerca de R$ 230 mil. A SMTU afirma que pessoas estariam utilizando o benefício de usuários que teriam morrido.

A resolução de nº 002/2015 da SMTU, que regulamenta a fiscalização da gratuidade e meia passagem no transporte coletivo por meio de biometria facial, será publicada na edição desta segunda-feira (23) do Diário Oficial do Município (DOM).

Com a publicação, os equipamentos do sistema de fiscalização que foram instalados nos últimos três anos nos ônibus da frota convencional de transporte da capital começarão a ser usados para impedir fraudes e o uso indevido de cartões.

A fiscalização no sistema de bilhetagem eletrônica será efetuada por avaliação facial com coleta de imagem quando o usuário se aproximar da catraca do ônibus e passar o cartão no leitor do chip. Se o portador do cartão "Passa Fácil" não for o titular, o sistema emitirá sinal sonoro a partir da segunda vez em que o cartão passar pelo validador.

Após duas confirmações de uso indevido por terceiros, o titular do cartão terá o benefício suspenso até que o usuário se apresente no Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) para tomar ciência da ocorrência  e solicite a reativação do cartão mediante assinatura de termo.

Um Boletim de Ocorrência Policial deverá ser apresentado, com data anterior à suspensão, em casos de perda, furto ou roubo do cartão. Em casos de reincidência da irregularidade, o benefício do cartão será suspenso por seis meses. "O titular terá que assinar um termo de responsabilidade se comprometendo não deixar o cartão ser usado indevidamente", enfatizou o superintendente da SMTU, Pedro Carvalho.

Segundo o superintendente da SMTU, os equipamentos usados para o reconhecimento de identificação do usuário por biometria facial estão instalados em 1.410 ônibus que operam na frota convencional.

Ele explica que o sistema de reconhecimento estava sendo testado e aperfeiçoado nos últimos anos antes de entrar em operação.  A implantação do reconhecimento biométrico facial integra um pacote de novas tecnologias que são incorporadas ao sistema após um investimento de R$ 50 milhões.

Fraudes
Para Pedro Carvalho, a medida terá impacto positivo devido à quantidade de fraudes ocorridas no sistema de bilhetagem eletrônica de Manaus. De acordo com o SMTU, p volume de casos chega a 120 mil por mês, sendo mais de 88 mil somente com usuários de meia passagem. Além de 32 mil casos envolvendo Carteiras de Portadores de Necessidades Especiais (PNE). O prejuízo mensal estimado é de R$ 230 mil.

"Sabemos que tem pessoas usando cartão de usuários que morreram. Adulto usando cartão Passa Fácil de criança e até homem usando cartão de mulher. A nossa intenção é impedir o uso indevido porque temos a obrigação de corrigir essa irregularidade que provoca desequilíbrio e perdas ao sistema", ressaltou o superintendente da SMTU.

Inicialmente, o sistema de biometria facial terá como alvo os ônibus do transporte convencional, mas posteriormente a SMTU pretende expandir e utilizar no micro-ônibus do transporte alternativo.

READ MORE - Em Manaus, Ônibus terão biometria facial após fraudes de R$ 230 mil por mês

Companhia Carris abre concurso para motorista em Porto Alegre

A Carris recebe até o dia 4 de dezembro as inscrições para o concurso público de motorista de ônibus em Porto Alegre. A partir da seleção, a companhia realizará contratação sob regime celetista, para provimento e formação de cadastro reserva. O salário é de R$ 2.168,45. São 45 vagas, das quais cinco destinam-se a pessoas com deficiência e nove, a pessoas negras.

Para participar, é preciso ter ensino fundamental completo, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de categoria "D" ou superior (em validade) e certificado ou registro na CNH do curso de capacitação de condutores de veículo de transporte coletivo de passageiros (em validade).

Serão realizadas provas objetiva e prática para a atividade, que tem exigência de prestação de serviços à noite, aos sábados, domingos e feriados, conforme escala. A prova objetiva está marcada para 3 de janeiro de 2016.

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, no site da Carris, e estarão abertas a partir das 9h de sábado (28) até as 23h59 do dia 4 de dezembro.

A taxa a ser paga é de R$ 68. Um posto de inscrições estará à disposição dos candidatos no período, das 9h às 11h30 e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira, em dias úteis, na sede da empresa (Rua Albion, 385, bairro São José).

READ MORE - Companhia Carris abre concurso para motorista em Porto Alegre

Em Salvador, Tarifa do sistema integrado continua sem definição

Negociações entre a prefeitura de Salvador, o governo estadual e a concessionária CCR Metrô Bahia para a definição da tarifa de integração entre os sistemas de ônibus e metroviário seguem sem definição, apesar das discussões que acontecem desde a semana passada.

Segundo o secretário de Mobilidade da capital baiana, Fábio Mota, a proposta feita pelo governo - que não foi revelada - foi rejeitada pelos empresários que operam as linhas de ônibus urbanos. Esse é o principal ponto de impasse nas negociações.

Para que a integração aconteça, um outro sistema de ônibus, exclusivamente voltado para a alimentação do metrô, precisa ser criado, o que geraria novos custos. "A integração não tem nada a ver com o sistema de ônibus que já opera na cidade", diz Mota.

"Confusão"
"As pessoas criam confusão em torno disso. Aqui em Salvador o sistema de integração é diferente do que existe em outras cidades, de acordo com o contrato firmado entre estado e município", diz o secretário. Na capital baiana, o novo sistema funcionaria num raio de 5 km da estação, informação confirmada  pelo governador Rui Costa, em coletiva de imprensa.

A meta do governo, segundo Costa, é dar início à operação comercial no dia 21 de dezembro, quando a Estação Pirajá do metrô será inaugurada, conforme previsão da concessionária.

Enquanto o imbróglio não é resolvido em Salvador, a integração com o transporte metropolitano já está acordada, diz o governador. Agora, os valores começam a ser definidos. "Por conta dos variados destinos, serão valores diferentes", afirmou.

A prefeitura diz que espera um acordo entre o governo estadual e os empresários dos ônibus soteropolitanos. "O prefeito sempre autorizou que o governo negociasse diretamente com os consórcios, porque a obrigação de fazer a integração, criando um novo sistema para alimentar o metrô, é do estado", afirmou Fábio Mota. "Tentaram negociar conosco a integração com o sistema existente, mas nada ainda foi definido", disse o secretário.

READ MORE - Em Salvador, Tarifa do sistema integrado continua sem definição

Itanhaém lança edital para novo contrato de transporte público

A Prefeitura de Itanhaém, no litoral de São Paulo, abriu licitação para contratação de empresa concessionária, que será responsável pelo transporte coletivo no município, a partir de 2016.

Com o novo contrato, a administração pública planeja implantar o Sistema Inteligente de Transporte Integrado (SITI), com frota 100% adaptada.

Outra novidade é o sistema que funciona de forma semelhante ao programa "Bilhete Único". Com o bilhete integrado, os moradores, que possuem o cartão transporte municipal e moram em bairros distantes do centro, conseguirão utilizar duas linhas diferentes sem precisar pagar duas tarifas.

Todos os coletivos também passarão a contar com acesso a internet sem fio e terão disponibilizado um serviço telefônico gratuito para encaminhar suas sugestões e reclamações.

READ MORE - Itanhaém lança edital para novo contrato de transporte público

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960