SMS-Denúncia do Metrô de São Paulo já tem 26 mil torpedos no ano

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Por meio do serviço SMS-Denúncia, o Centro de Controle de Segurança do Metrô recebeu, de 26 de janeiro a 22 de agosto deste ano, 26.503 mensagens de celular. Por dia, em média, chegam 125 torpedos. Segundo o Metrô, em fevereiro o serviço registrou 2.914 mensagens. Já em julho, foram 4.865, um aumento de 66%. O tipo de denúncia varia, mas algumas delas se repetem com maior frequência: 16% dos SMS referem-se a comércio irregular, 13% relatam presença de pedintes, 10% informam comportamento inadequado nas estações e trens (como pés no banco, bagunça e exagero no namoro), e 7% reclamam do volume alto em aparelhos sonoros.


Informações do Metrô SP

READ MORE - SMS-Denúncia do Metrô de São Paulo já tem 26 mil torpedos no ano

No Recife, Novas mudanças de tráfego na Avenida Agamenon Magalhães alteram itinerários de nove linhas

Devido às novas mudanças no tráfego que serão realizadas na Avenida Gov. Agamenon Magalhães no próximo sábado (27), o Grande Recife Consórcio de Transporte irá alterar o itinerário de nove linhas no sentido Centro/Boa Viagem. As mudanças acontecerão após o fechamento do acesso entre o canteiro central e a pista local da via localizado em frente à Toyolex e a reabertura do acesso situado em frente ao Hospital da Restauração. Estas alterações serão promovidas pela Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) para melhorias no fluxo de veículos.

Após o fechamento da agulha localizada em frente à concessionária Toyolex, sete linhas provenientes da Rua Dom Bosco (veja lista abaixo) passarão a ter acesso à pista local apenas após o restaurante Spettus. Assim, os ônibus deixarão de atender às paradas localizadas na pista local em frente à Praça do Derby, para atender aos pontos de embarque/desembarque situados no canteiro central, em frente à praça e ao Bradesco.

Já as linhas 977-Paulista (Conde da Boa Vista) e 987-Rio Doce (Príncipe), que também acessavam a via local da Avenida Governador Agamenon em frente à Toyolex, passarão a entrar na via pela agulha localizada em frente ao Hospital da Restauração, anterior àquela que será fechada. Desta forma, as linhas citadas deixam de atender à parada localizada do canteiro central em frente ao hospital para atender ao ponto de embarque/desembarque que fica na calçada do HR.

Os usuários das linhas envolvidas na operação serão avisados das alterações através de cartazes afixados nas paradas e da equipe de divulgação, que estará no local a partir de amanhã. Quem quiser saber mais informações pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, ou pelo site www.granderecife.pe.gov.br.

Detalhamento das linhas que participarão da mudança de itinerário:

1) Linhas que passam a usar o acesso localizado após o restaurante Spettus:

351-Curado II

352-Curado II (Bacurau)

361-Curado IV - R.14

362-Curado IV (Bacurau)

363-Curado IV - Av. 01

421-Torrões

431-Cidade Universitária

2) Linhas que passa a utilizar o acesso localizado em frente ao Hospital da Restauração:

977-Paulista (Conde da Boa Vista)

987-Rio Doce (Príncipe)




Fonte: CGRT

READ MORE - No Recife, Novas mudanças de tráfego na Avenida Agamenon Magalhães alteram itinerários de nove linhas

Linhas de ônibus serão alteradas em Goiânia e Aparecida de Goiânia

A partir do próximo sábado (27), a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) fará alterações em 12 linhas de ônibus devido às obras que estão sendo realizadas em vias públicas e parques de Goiânia e Aparecida de Goiânia. Passageiros devem ficar atentos às mudanças detalhadas pela companhia.

Goiânia
Por causa das obras no Parque Mutirama, a linha 193 (Alto da Glória - Centro - Via Flamboyant) terá o trajeto alterado no cruzamento com a Avenida Contorno e Independência. Os passageiros deverão seguir para o ponto entre a Avenida Paranaíba e Rua 68.

Já as linhas 013 (Terminal Recanto do Bosque/Centro - Eixo Norte) e 042 (Terminal Padre Pelágio - Finsocial - Centro) mudam no sentido Terminal Padre Pelágio-Centro. Em função da revitalização da Praça Balneário Meia Ponte, as linhas mudam itinerário de forma definitiva.
Com as realizações das obras no Parque das Flores, no Setor Campinas, as linhas 166 (Vila João Vaz - Centro) e 178 (Jardim Curitiba - Praça A) trocam de sentido itinerário por 30 dias.

Aparecida de GoiâniaDurante o próximo sábado (27) e domingo (28) a Avenida São Paulo será interditada para obras da companhia de Saneamento de Goiás (Saneago). Por isso, será modificado o trajeto das seguintes linhas: 06 (Terminal Veiga Jardim - Centro – Eixo 90), 07 (Vila Brasília – Centro – Rodoviária), 010 (Terminal Veiga Jardim – Campinas - Eixo Mutirão), 011 (Terminal Vila Brasília – Terminal Praça A via T-2), 650 (Circular Sul- via BR- 153), 651 (Circular Sul- via Veiga Jardim) e 020 (Terminal Garavelo – Terminal Praça da Bíblia / via Terminal Isidória).



Fonte: G1.com.br


READ MORE - Linhas de ônibus serão alteradas em Goiânia e Aparecida de Goiânia

Prazo final para entrega dos projetos de Mobilidade Urbana é ampliado

A divulgação da seleção de propostas para o PAC da Mobilidade, que ocorreria hoje, foi adiada para 30 de setembro. Conforme antecipou a Agência Estado, a previsão era que fosse publicada no Diário Oficial desta sexta-feira uma portaria prolongando o prazo para 26 de setembro. Segundo Luíza Gomide, diretora do Departamento de Mobilidade Urbana da Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, foi definida uma nova data - 30 de setembro - e a formalização deve ser feita no Diário Oficial da próxima segunda-feira.
A menos de três anos para a Copa, projetos de mobilidade que já estavam definidos para algumas cidades sede correm o risco de serem substituídos por outros, que custam bem mais caro e que não ficariam prontos para o Mundial de 2014. Fontes disseram à Agência Estado que há uma jogada para mudar o meio de transporte em algumas cidades, a exemplo de Salvador, onde os corredores rápidos de ônibus (BRT) seriam substituídos pelo metrô.
 
A ideia, segundo fontes, é pressionar o governo federal a incluir na lista de prioridades da Copa - a chamada matriz de responsabilidade - o metrô de Salvador, que deverá ser contemplado com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade, em substituição ao uso do BRT. Com o metrô, o BRT cairia por terra por ter trechos coincidentes com o do metrô. As obras da matriz de responsabilidade têm condições especiais de financiamento.

Nos bastidores, o Executivo diz que não vai aceitar alterações ou inclusões de novos empreendimentos na lista de prioridades para os jogos de 2014, principalmente se implicar aumento de despesas. A equipe de Dilma está ciente de que se permitir qualquer alteração terá que aceitar pleitos de outros Estados. Em Cuiabá, por exemplo, há pressão para mudar o BRT por Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).


READ MORE - Prazo final para entrega dos projetos de Mobilidade Urbana é ampliado

Novos ônibus e Linha Expressa em Palmas

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Palmas (Seturb), fará na próxima terça, 30, a entrega de 21 novos ônibus e anunciará a criação da Linha Expressa e de 122 novos horários para o sistema. A solenidade vai começar às 8 horas, no Paço Municipal. Do local a nova frota sairá em carreata pelas principais avenidas da Capital, com destino a Taquaralto.

Ao todo, segundo o Seturb, serão 26 novos ônibus, sendo que 20 são da Empresa Miracema, quatro da Empresa Via Capi e um da Empresa Palmas. Entretanto, conforme explicou José Antônio Júnior, Toninho, presidente do Seturb, os veículos da Via Capi serão inclusos ao sistema até o dia 15 de setembro. Os investimentos na nova frota passam de R$ 7 milhões e todos os ônibus são adaptados para a acessibilidade.

A aquisição dos 26 novos ônibus faz parte do acordo firmado entre Seturb e o Conselho Municipal de Segurança, Trânsito, Transporte e Mobilidade, no dia 11 de julho, como condicionante para a aprovação do novo valor da tarifa do transporte, que passa a valer em outubro. Paralelo a isso, também, o Conselho exigiu que o Seturb criasse 122 novos horários, possibilitando o fim da superlotação nos horários de pico.

Linha Expressa

O Seturb também vai colocar em funcionamento, já a partir de quarta, 31, a chamada Linha Expressa, com ônibus passando a cada dez minutos de manhã, a cada vinte minutos de noite e com paradas programadas apenas para as Estações. Esse formato vai permitir maior rapidez para quem está a caminho do trabalho ou de volta para casa.

Atualmente, o número de passageiros atendidos diariamente pelo sistema é de aproximadamente 70 mil pessoas. Por mês, essa quantia chega a cerca de um 1,4 milhão de pessoas. (Com informações Ascop)


READ MORE - Novos ônibus e Linha Expressa em Palmas

Agetran monitora ônibus em primeiro dia de mudança

Os passageiros do transporte coletivo de Campo Grande não podem pagar a tarifa usando dinheiro nos 45 ônibus articulados da Capital. A medida entrou em vigor hoje e, segundo o diretor da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rudel Trindade, três ônibus foram monitorados hoje, “Fizemos o monitoramento em 3 articulados esta manhã e o resultado foi positivo”, explica Rudel, dizendo que dos 120 passageiros que usaram esses três coletivos, apenas 9 não tinham o cartão.

Rudel argumenta que a adaptação será fácil, “O passageiro pode adquirir o cartão em vários estabelecimentos, como farmácias, conveniências, nos terminais de ônibus e no centro da cidade”, destaca.

A mudança será feita por etapas, para não prejudicar a população, “A partir do dia 26 de agosto, vamos tirar o dinheiro dos ônibus articulados. Dois meses depois, os coletivos que fazem a linha dos bairros vão funcionar sem dinheiro e até o dia 1º de janeiro o sistema vai funcionar totalmente sem dinheiro”, conta o diretor.
A partir dessa semana, a deve começar uma campanha para divulgar que os coletivos de Campo Grande não irão mais aceitar dinheiro. Segundo Rudel, eles vão disponibilizar um microônibus adesivado que irá percorrer os bairros da Capital para possibilitar o cadastramento dos passageiros no sistema de cartões.


READ MORE - Agetran monitora ônibus em primeiro dia de mudança

Em Belo Horizonte, 66% da população usam o transporte coletivo

Utilizado por 34% da população, o ônibus é o principal meio de locomoção no Brasil, segundo levantamento divulgado na última quinta-feira pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI). A preferência pelo transporte coletivo na capital mineira é quase duas vezes maior que a média nacional, atingindo 66,8% dos usuários.

A pesquisa, realizada pelo Ibope, mostrou que a insatisfação com os ônibus atingiu 24% do total, que acham o serviço ruim ou péssimo. Mas a maioria, 45%, ainda considera o ônibus um meio de transporte ótimo ou bom. Foram entrevistadas 2.002 pessoas em 141 municípios do país. De acordo com a pesquisa, 24% dos brasileiros se locomovem a pé, 16% de carro e 8% de bicicleta. O restante utiliza outros meios, como táxi e trem. Minas representou 10,5% da amostragem com 210 entrevistados.

"Surpreende um pouco, que a maioria ainda faz uma avaliação positiva do transporte público. Mas, o uso que o indivíduo faz, principalmente nas cidades de maior população, em que predomina o transporte por ônibus, a opinião de que o serviço tem qualidade é reduzida", afirmou o gerente-executivo da Unidade de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco.

Sem saídaEm Belo Horizonte, o elevado número de usuários de ônibus (1,5 milhões de pessoas) é explicado mais pela falta de alternativas de transporte eficiente do que pela qualidade do serviço. Com apenas uma linha de metrô e 22 km de ciclovias, para quem não tem carro, restam os coletivos. "Aqui não tem nada, só ônibus. Não é uma opção ruim, mas o serviço está trabalhando fora da faixa de eficiência. O sistema está acima da capacidade, demora e é de baixa qualidade. O pessoal quer se livrar, compra carro e entope as ruas", diz o chefe do Departamento de Engenharia de Transportes e Geotecnia da Universidade Federal de Minas Gerais, Nilson Tadeu Nunes.

Para quem encara a ida ao trabalho dentro de um ônibus em Belo Horizonte, o tormento é diário. A esteticista Luciana Barreto, 38, mora no bairro Heliópolis, na região Norte, e demora duas horas em um coletivo até o Caiçara, na Noroeste.

A média de duração é o dobro da revelada pela pesquisa do Ibope. De acordo com Luciana, a escolha pelo ônibus passa longe de ser uma opção para o deslocamento. "Se eu tivesse carro, jamais enfrentaria isso todo dia. Eu tenho que ir para o ponto às 6h45, no máximo, para chegar no salão às 9h", disse.

Embora apenas 1% da população brasileira utilize os metrôs e trens, ambos são bem avaliados pelos usuários, de acordo com a pesquisa do Ibope. O levantamento informa que 70% consideram o metrô bom ou ótimo, 21% acham regular e 9% acreditam que é ruim.



Fonte: O Tempo


READ MORE - Em Belo Horizonte, 66% da população usam o transporte coletivo

No Recife, Retenção de ônibus em paradas causam nova mudança de trânsito na avenida Agamenon Magalhães

Após um mês de avaliações sobre os resultados das mudanças no tráfego da Avenida Agamenon Magalhães, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) decidiu implementar, a partir deste sábado (27), um novo ajuste na circulação de veículos no corredor. A modificação será a reabertura do acesso à pista local antes da parada de ônibus do Hospital da Restauração, no sentido Olinda/Boa Viagem, e o fechamento da agulha situada logo após, perto da Praça do Derby. O objetivo é solucionar uma retenção causada pela parada para embarque de passageiros e garantir maior fluidez no trecho.

A operação de mudança no tráfego acontecerá no período da madrugada do sábado, quando técnicos removerão os “gelos baianos” que bloqueavam o acesso, na frente da unidade hospitalar. “Observamos que os carros estavam com dificuldades para entrar no acesso à pista local após o hospital, pois disputavam o espaço com os ônibus que paravam para o embarque de passageiros”, explica a presidenta da CTTU, Maria de Pompéia Pessoa.

Com a abertura do acesso antes da parada de ônibus, a CTTU fechará a agulha localizada logo em seguida, próximo à Praça do Derby. Assim, os motoristas que precisarem mudar de sentido na Agamenon Magalhães, deverão estar atentos à nova mudança, e entrar no acesso antes do abrigo de passageiros do HR. Depois, o condutor deverá seguir pela pista local, entrar à direita na Rua Amauri de Medeiros, à esquerda na Rua Jener de Souza e, novamente, à esquerda na Rua Henrique Dias.

Melhorias – Com as intervenções promovidas no dia 23 de julho, o fluxo de veículos na pista da Agamenon Magalhães teve expressiva melhora. Houve uma diminuição de tempo de viagem daqueles motoristas que vêm de Olinda e seguem pela pista principal do corredor. Nas contagens realizadas pela CTTU, após as modificações, o deslocamento entre o Shopping Tacaruna e o Hospital Português está levando, em média, 15 minutos. Em alguns horários da manhã, esse tempo oscilou de 10 a 12 minutos. Já no período do final de tarde este tempo chegou a 22 minutos. A velocidade média na Agamenon, registrada na altura da Praça do Derby, foi de 36 a 47 km/h durante esse período de avaliação dos técnicos. Antes das intervenções, a velocidade tinha uma média de 28km/h.

Além das alterações promovidas no tráfego, desde o dia 06 de agosto, a entrega da duplicação das faixas do Viaduto Capitão Temudo provocou uma melhora visível na fluidez da via. Com a ampliação, não há mais o estreitamento, que provoca a diminuição da velocidade dos veículos e formação de filas, pois o elevado tem o mesmo número de faixas da Agamenon Magalhães.
    

 Fonte: Prefeitura do Recife

READ MORE - No Recife, Retenção de ônibus em paradas causam nova mudança de trânsito na avenida Agamenon Magalhães

Nem VLT, nem BRT, Natal terá apenas um corredor de ônibus

Nem VLT ( Veículo Leve sobre Trilhos), nem BRT (Bus Rapid Transit). Natal terá apenas um corredor de ônibus com extensão de 22 quilômetros como inovação entre as obras de mobilidade urbana da Copa 2014. A informação partiu do ministro das Cidades, Mário Negromonte, na abertura hoje (25) do 25º Seminário Nacional NTU - Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, no Expo Transamérica, em São Paulo.

Mário Negromonte disse que o PAC da Copa prevê investimentos de R$ 12 bilhões para modernizar os sistemas de transporte coletivo nas cidades-sede do mundial de futebol. O valor se soma ao PAC da Mobilidade Urbana que destinará mais R$ 18 bilhões para 24 cidades brasileiras, totalizando a aplicação de R$ 30 bilhões nos centros urbanos nos próximos 3 anos.

Segundo os empresários do setor de transportes, Natal ainda não apresentou projeto para viabilização do BRT que deverá consumir boa parte dos investimentos do Ministério das Cidades.

As administrações municipais ou os empresários do setor de transporte coletivo têm até dezembro deste ano para apresentar os projetos. Os recursos do PAC da Copa já estão garantidos.

Segundo Agnelo Cândido, presidente do Seturn, os empresários aguardam os projetos da Prefeitura de Natal para viabilização do BRT. "A iniciativa cabe ao poder público. A prefeitura tem de apresentar sua proposta", declarou Cândido.

O BRT é um sistema de transporte criado em Curitiba na gestão do então prefeito Jaime Lerner nos idos da década de 80 e utilizado em mais de 80 cidades do mundo. Nele, os ônibus circulam em uma rede  de canaletas exclusivas com atributos especiais, como múltiplas posições de paradas nas estações, acessibilidade universal, embarque em nível, veículo articulado e com múltiplas portas, pagamento e controle fora dos ônibus.

O BRT custa de 4 a 20 vezes menos que sistemas de veículos leves sobre trilhos e entre 10 a 100 vezes menos que um sistema de metrô, conforme dados técnicos da NTU. O sistema de ônibus leva de 2 a 3 anos para ser implantado.

De acordo com Ivo Carlos de Almeida Palmeira, secretário executivo da Frente Parlamentar do Transporte, pelo menos um BRT está previsto para Natal por conta da Copa 2014. "Mas é preciso que poder público apresente o projeto até o final deste ano, senão o dinheiro não sai. Até agora não tenho conhecimento do projeto em Natal", declarou Palmeira.

Ivo Palmeira informou que os projetos do BRT estão adiantados em cidades como Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. O BRT já está consolidado em Curitiba (PR) e em São Paulo (Expresso Tiradentes).

"Se o poder público não tiver condições de financiar o BRT em Natal existe a alternativa da PPP - Parceria Público Privada", sugeriu Otávio Vieira da Cunha Filho, presidente da NTU. "Isso já está ocorrendo em Goiânia. Os empresários realizam o investimento, exploram o serviço e a prefeitura assume o encargo das amortizações ao longo de até 30 anos", completou Cunha Filho.



READ MORE - Nem VLT, nem BRT, Natal terá apenas um corredor de ônibus

Trens de passageiros vão voltar a Região Metropolitana de Belo Horizonte

Com os projetos para o metrô e para o trânsito nas ruas avançando em ritmo lento, o governo do Estado quer apostar agora na volta dos trens de passageiros. A Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (ADRMBH) deve iniciar, nas próximas duas semanas, um estudo para avaliar as condições de 1.400 km da malha ferroviária que corta a região Central de Minas, em um raio de 150 km.

A ADRMBH formalizou ontem um convênio com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que será uma das responsáveis pela pesquisa.

Pelo menos 23 das 34 cidades da região metropolitana poderão ser beneficiadas com o transporte sobre trilhos. Municípios que têm grande fluxo de pessoas para a capital também terão viagens de trem, se o estudo mostrar que há demanda de passageiros. Na lista estão Sete Lagoas e Ouro Preto (ambas na região Central), Divinópolis (região Centro-Oeste) e Ipatinga (Vale do Aço).

O mais provável é que o Estado faça uma concessão para uma empresa operar o serviço. "Vamos analisar a viabilidade econômica de cada um dos trechos, a fim de atrair os recursos da iniciativa privada", afirma o diretor da ADRMBH, Camillo Fraga Reis. O diagnóstico deve demorar dois meses para ficar pronto.

Um levantamento prévio já demonstrou que há locais em estado precário, onde os dormentes apodreceram e os trilhos de ferro foram furtados. Os técnicos vão apontar quais são as intervenções necessárias para que os vagões voltem a circular.

Segundo Reis, o custo do projeto, o modelo operacional e o cronograma de instalação serão conhecidos em até nove meses. A expectativa é que o funcionamento comece antes de 2015.

Integração. A interligação entre os trens de passageiros e outros meios de locomoção, como ônibus e metrô, será uma das prioridades do projeto. "Um tipo de transporte não compete com o outro. O trem, por exemplo, nunca vai atingir a capilaridade oferecida pelo ônibus, que é capaz de levar a pessoa até a porta da casa dela", explica Camillo Fraga Reis.

O chefe do Departamento de Engenharia de Transportes e Geotecnia da UFMG, Nilson Tadeu Ramos Nunes, que participou ontem da assinatura da parceria da universidade com a ADRMBH, chamou a atenção para a urgência de investir no transporte ferroviário. "O principal ganho para o passageiro será no tempo de viagem", disse.

Horários
Trilhos serão divididos com transporte de cargas
Além dos trechos de ferrovias que estão fora de uso e deverão ser recuperados, os trens de transportes de passageiros que o governo do Estado quer implantar vão circular nos percursos já utilizados por empresas de transportes de cargas.

A Secretaria de Estado Extraordinária de Gestão Metropolitana iniciou negociações com a mineradora Vale, que ocupa cerca de 60% da malha incluída no estudo.
As concessionárias privadas terão que ceder alguns horários para os trens de passageiros.

Em uma análise preliminar, o governo prevê que até 10 mil pessoas poderão recorrer ao transporte ferroviário, nos horários de pico, na região metropolitana. Para atender-lhes, seria preciso haver estações a cada 1.600 m, com espaço de tempo de 3 a 15 minutos entre as viagens.

No colar metropolitano, com demanda estimada em 5.000 a 10 mil usuários, os intervalos seriam de 15 a 60 minutos. E, nas cidades do entorno, onde o número de passageiros não ultrapassaria 5.000, seriam necessárias de quatro a cinco viagens por dia. (JT)


Fonte: O Tempo
READ MORE - Trens de passageiros vão voltar a Região Metropolitana de Belo Horizonte

VLP (Veículo Leve sobre Pneus) será o novo sistema de transporte do Distrito Federal

O governador Agnelo Queiroz deu início a mais uma obra que integra a nova política de transporte público do DF. Foi autorizada a construção do Veículo Leve sobre Pneus (VLP) no Gama e em Santa Maria. Esse ligará, em um corredor exclusivo, as duas cidades ao Plano Piloto, o chamado Corredor Eixo Sul. A iniciativa, que deverá ficar pronta em 2013, atenderá cerca de 600 mil pessoas, e os estudos realizados mostraram que os ônibus vão transportar cerca de 20 mil pessoas por hora. O custo do projeto é de  cerca de R$ 530 milhões.

Em menos de um mês após serem liberadas as obras do VLP pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal, o GDF dá continuidade ao processo de implantação que vai melhorar o transporte público no DF. “Esse projeto é apenas uma das intervenções estratégicas que vão melhorar o sistema de mobilidade urbana. Vamos por partes. Começamos por esse corredor, pois uma população muito grande circula  nessas regiões e, diariamente, os usuários enfrentam um intenso trânsito. Muitos ficam por quatro horas no engarrafamento. Vamos reduzir essa viagem para 40 minutos”, afirmou Agnelo. Garantir transporte seguro, confortável e rápido é, de acordo com o governador, as principais metas desse governo. “Esses ônibus terão capacidade para transportar 160 pessoas. Na hora do pico, quando o fluxo de passageiros aumenta, cerca de 20 mil pessoas serão transportadas por hora. Teremos também um controle maior sobre o sistema de transporte de ônibus, que se assemelhará ao implantado no metrô”.

Duas linhas atenderão a população. A expressa (sem interrupções) e as linhas com estações de embarque. “Com essa iniciativa conseguiremos, de fato, mudar o sistema de transporte público do DF. Hoje, contamos com um Plano Diretor de Transporte Público. Nele, já  estavam previstas essas intervenções”, ressaltou Agnelo. Ele disse, ainda, que mais serão realizadas ao longo do governo. Dentre elas está prevista a obra do VLT, outras linhas do VLP. Além da ampliação do metrô. E a recuperação dos terminais rodoviários com a renovação da frota de ônibus. “Teremos um sistema de transporte integrado”.

                    Mais Notícias do Distrito Federal


READ MORE - VLP (Veículo Leve sobre Pneus) será o novo sistema de transporte do Distrito Federal

Ônibus terão informações padronizadas em São José dos Campos

A Prefeitura de São José dos Campos vai padronizar a comunicação visual interna de toda a frota do transporte coletivo da cidade a partir de setembro. Os novos adesivos com o número de telefone para sugestões e reclamações, entre outras informações, ganharão novo desenho para facilitar a visualização e orientação dos usuários.


Uma equipe da Secretaria de Transportes visitou as garagens das três empresas, que operam o transporte público na cidade, para conhecer os modelos de ônibus e definir o formato ideal para ser implantado nos quase 400 veículos.


O objetivo do estudo é para que o usuário encontre facilmente informações importantes como valor de tarifa, troco máximo, assentos reservados, o telefone Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), além de orientar os passageiros sobre gratuidades, preferências e proibições a bordo dos ônibus.


O projeto com todas as especificações da nova comunicação já foi encaminhado às empresas e deverá ser implantado nos ônibus até o fim de setembro.



Fonte: Agora Vale

Share |
READ MORE - Ônibus terão informações padronizadas em São José dos Campos

Manaus terá bilhetagem eletrônica no transporte coletivo

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou, ontem, em sessão extraordinária, o Projeto de Lei (PL) 028/2011, que institui o Sistema Integrado da Gestão Inteligente do Transporte (Sigit), também conhecido como bilhetagem eletrônica, passa à Prefeitura de Manaus o controle sobre o sistema de pagamento da tarifa de ônibus.

O projeto, que estava sem tramitação há pelo menos quatro meses, foi aprovado pela maioria dos vereadores, da base governista na Casa.

A proposta da bilhetagem eletrônica teve o parecer contrário da Comissão de Constituição, Redação e Justiça (CCRJ) derrubado na semana passada. Ontem, recebeu pareceres favoráveis das comissões de Finanças, Economia e Orçamento e  Transporte, Viação e Obras Públicas. O projeto voltou novamente para as comissões por conta de emendas.

A bancada de oposição votou contra a aprovação do projeto. Segundo os parlamentares, mesmo com a justificativa de que a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) fará a coordenação, controle e operacionalização do sistema, o projeto, através do parágrafo 2º, inciso I, estabelece que “compete ao município de Manaus executar diretamente, ou mediante concessão ou permissão, a implantação do Sigit”.

Líder do prefeito Amazonino Mendes (PTB), o vereador Leonel Feitoza (PSDB) constestou, afirmando que o controle será realizado pelo Município.


Fonte: D24 AM

READ MORE - Manaus terá bilhetagem eletrônica no transporte coletivo

Cartão passa a ser obrigatório em ônibus de Campo Grande

A partir desta sexta-feira (26), o uso do cartão magnético será obrigatório nos 45 ônibus articulados e nas linhas que servem os bairros Portal Caiobá e Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande.

A estimativa da Agência Municipal de Trânsito (Agetran) é que a primeira ação atenda aproximadamente 45 mil usuários, o que representa 12% do total de passageiros do transporte coletivo.

A medida faz parte de estratégia que estabelece metas para a retirada gradativa do dinheiro de circulação de dentro dos ônibus coletivos urbanos.

A decisão foi tomada após reunião, realizada no dia 17 de julho, entre representantes da Assetur, Agetran, Ministério Público e Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo Urbano.

Acesse aqui para ver os pontos de venda do cartão.

Informações do G1

READ MORE - Cartão passa a ser obrigatório em ônibus de Campo Grande

Em Porto Alegre, Trensurb anuncia o fim dos bilhetes de vale-transporte

A Trensurb dá mais um passo importante na implantação de sua bilhetagem eletrônica com o fim da comercialização, no dia 5 de setembro, dos bilhetes de Vale-Transporte e Integração com os ônibus de Porto Alegre (Carris e Conorte). Os bilhetes de Vale Transporte são adquiridos, atualmente, pelos empregadores, diretamente na Associação dos Transportadores Intermunicipais Metropolitanos de Passageiros (ATM) e na Associação das Empresas de Transporte de Passageiros (ATP). Os bilhetes de Integração com as linhas de Carris e Conorte são comercializados nos ônibus da capital e nas bilheterias da Trensurb.

Usuários dos bilhetes de Vale-Transporte passarão a utilizar cartões SIM ou TRI Vale-Transporte, que devem ser solicitados (e carregados com créditos) pelos empregadores através do site www.tripoa.com.br. Quem já possui um cartão TRI Vale-Transporte não precisa ser cadastrado no SIM. O empregador apenas confirmará os dados do funcionário e fará o pedido de créditos para o cartão que ele já possui. De acordo com o coordenador do projeto de implantação da bilhetagem eletrônica pela Trensurb, Aldir Seifried, "a partir do dia 6, a integração só poderá ser feita com o uso do cartão SIM ou TRI, ou caso o usuário ainda possuir bilhetes antigos".

Usuários dos bilhetes de Integração com os ônibus de Porto Alegre, que se restringiam a 24 linhas de Carris e do Conorte, passarão a utilizar cartões SIM ou TRI Passagem Antecipada, podendo fazer a integração com todas as linhas de ônibus de Porto Alegre, com 10% de desconto no valor total das tarifas. Os cartões de Passagem Antecipada devem ser solicitados pelos usuários nos quiosques localizados nas estações Canoas/La Salle, Sapucaia e São Leopoldo (das 8h às 18h) ou na Central de Atendimento da EPTC, na Rua Uruguai, 45, centro de Porto Alegre (das 9 às 17h). A partir desta quarta-feira, a estação Mercado também terá um quiosque para atendimento. Já o localizado em Esteio, será desativado temporariamente, em função do evento Expointer.

O bilhete Vale-Transporte Integração Porto Alegre também deixa de ser vendido, sendo substituído pelos cartões SIM ou TRI Vale-Transporte – que oferecem a vantagem de uma segunda viagem de ônibus gratuita na capital, desde que realizada no tempo de integração de 30 minutos.

Os bilhetes Vale-Transporte, Integração Porto Alegre e Vale-Transporte Integração Porto Alegre serão aceitos até o dia 5 de novembro, dois meses após o fim de sua comercialização. Os bilhetes de Integração com outras cidades (inclusive na modalidade Vale-Transporte) e o bilhete unitário continuarão existindo.


Informaçãoes da TRENSURB

READ MORE - Em Porto Alegre, Trensurb anuncia o fim dos bilhetes de vale-transporte

Estrutura de trens de Natal é a mesma há 40 anos

Adquiridas em 1968 pela extinta Rede Federal Ferroviária (RFFSA), as quatro locomotivas que conduzem os vagões da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) em Natal, nunca foram trocadas. Já os vagões, são os mesmo desde o ano em que foram comprados, em 1970.

Das quatro máquinas, porém, somente duas estão em uso. O que reduz a 50% o fluxo de viagens. Ontem pela manhã, um problema mecânico deixou uma delas inoperante por horas, provocando atrasos em efeito cascata na linha Natal/Ceará-Mirim.

Os postos de trabalho, contudo, ainda se concentram nas capitais ou cidades centrais. Com isto, cada vez mais pessoas se deslocam diariamente. Tudo isto, através do sistema metropolitano de transportes que, nem sempre, estão integrados com os ônibus que circulam na capital.

Consequências

A principal consequência apontada pelo estudo do Ipea, foi que as viagens ficaram mais longas e mais caras. “Entre 1992 e 2008, segundo a Pnad/IBGE, os custos de deslocamentos casa-trabalho com mais de uma hora de duração passaram de 15,7% para 19%. Já o preço das passagens do transporte coletivo subiu, nos últimos dez anos, cerca de 30% acima da inflação.”
O comunicado ressalta que as regiões metropolitanas necessitam de investimentos federais para lidar com a questão da mobilidade urbana.

Implantação do VLT está sendo discutida desde 2006

Em maio de 2006, a CBTU apresentou um projeto de troca das atuais locomotivas e vagões, por equipamentos mais modernos e leves. O projeto, inicialmente orçado em R$ 162 milhões, não saiu do papel.

A implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), voltou à pauta de discussões dos governos estadual e municipal, com o anúncio de Natal como uma das cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014.

Este ano, o projeto passou a ser responsabilidade do Governo do Estado ,já que abrange outras cidades da região metropolitana, como Extremoz. O projeto inicial prevê a ligação entre Extremoz e Natal, atravessando a zona Norte da capital, e seguindo o mesmo traçado da atual linha férrea. É considerada uma das mais importantes obras de mobilidade urbana para a Copa 2014.

PAC

O VLT foi incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2 - Mobilidade Urbana). Já recebeu aval do Ministério da Fazenda e da Secretaria do Tesouro Nacional para a operação de crédito de R$ 130 milhões, relativos à primeira etapa.

De acordo com a diretora de Transportes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER RN), Francini Goldoni, a implantação da segunda etapa, que ligará Natal a Parnamirim, dependerá do sucesso do primeiro trecho. Ainda falta, entretanto, o Governo assegurar o financiamento e executar as obras.

Integração

O superintendente da CBTU, Erly Bastos, afirmou que é preciso haver integração entre o trem e os ônibus que circulam na capital. “Nosso objetivo é que o VLT atenda a demanda que existe hoje e amplie a possibilidade de uso para cada vez mais pessoas. Isto sim é transporte voltado para a população”.

A integração entre o VLT e os coletivos faz parte do projeto dos governos Municipal e Estadual. O início das obras para a troca da atual estrutura ferroviária em uso, ainda não foi confirmada pelo DER.

O município, por sua vez, precisa realizar o processo licitatório para concessão do transporte público em Natal. O Ministério Público já pediu a licitação na Justiça, e quer que essa ocorra ainda este ano.

A Prefeitura do Natal argumenta que não há condições de cumprir esse prazo e a previsão, conforme dados da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), é que as empresas estejam habilitadas até março do ano que vem.


Fonte: Tribuna do Norte

READ MORE - Estrutura de trens de Natal é a mesma há 40 anos

Recife: Programação especial de ônibus para o “Chevrolet Hall Indoor”

Para atender os usuários que irão para o “Chevrolet Hall Indoor”, com perspectiva de atrair milhares de pessoas até o Chevrolet Hall, a partir das 21h, no próximo sábado (27), o Grande Recife Consórcio de Transporte montou um reforço de ônibus para o local. No total, 13 linhas participarão da programação, que contemplará mudança de itinerário e reforço de frota e viagem.

O esquema montado pelo Consórcio terá início a partir das 18h. Os passageiros que irão se deslocar ao show, contarão com todas as linhas das quais quatro serão desviadas para passar na frente do evento, sete serão reforçadas e desviadas, duas serão apenas reforçadas. Para o evento, 755 viagens foram programadas, o que representa 42 viagens a mais que um sábado normal.

Bacuraus – Dentre as 13 linhas que estarão em operação, seis são de bacurau. Este reforço na programação de linhas que só operam após as 0h tem o objetivo de auxiliar os usuários na volta para casa. Os intervalos programados entre as viagens serão de 30 minutos.

Além das linhas reforçadas, os usuários ainda contam com mais 35 linhas que atendem ao entorno do Chevrolet Hall. Para informações sobre paradas, horário dos ônibus, ou qualquer outro detalhe sobre o esquema especial de ônibus, o Consórcio pede que o usuário entre em com a Central de Atendimento ao Cliente, pelo telefone 0800 081 0158, que estará à disposição dos passageiros.

Detalhamento da programação:

Linhas que serão reforçadas:

827-JARDIM BRASIL (BACURAU)
846-ÁGUAS COMPRIDAS (BACURAU)

Linhas que serão reforçadas e desviadas:

043-AEROPORTO/TACARUNA (DERBY)
910-PIEDADE/ RIO DOCE
936-MIRUEIRA (BACURAU)
950-ENGENHO MARANGUAPE/VARADOURO
956-IGARASSU (BACURAU)
985-RIO DOCE (BACURAU)
995-PAU AMARELO (BACURAU)

Linhas que terão desvio de itinerário
050-PE-15/BOA VIAGEM
913-PE-15/JOANA BEZERRA
915-PE-15
977-PAULISTA/CONDE BOA VISTA

Linhas que atendem ao Chevrolet Hall (sem modificação):

117-CIRCULAR (PREFEITURA)
821-JARDIM BRASIL I (ESTRADA DE BELÉM)
831-AGUAZINHA
838-ALTO DA CONQUISTA
840-ALTO DA BONDADE/JOANA BEZERRA
841-NOVA OLINDA
843-ALTO DA BONDADE
844-SANTA CASA
847-ALTO NOVA OLINDA
849-VILA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
850-AGUAZINHA/JOANABEZERRA
851-CÓRREGO DO ABACAXI
861-SANTA CASA/JOANA BEZERRA
911-OURO PRETO (COHAB)
916-OURO PRETO/JOANA BEZERRA
920-RIO DOCE/CDU
926-OURO PRETO (JATOBÁ II)
927-OURO PRETO (BACURAU)
928-MARANGUAPE II (BACURAU)
930-RIO DOCE/DOIS IRMÃOS
936-MIRUEIRA (BACURAU)
946-IGARASSU (BR 101)
957-CAETÉS I (BACURAU)
967-IGARASSU (SÍTIO HISTÓRICO)
972-BULTRINS
973-CASA CAIADA
974-JARDIM ATLÂNTICO
975-AMPARO (BACURAU)
976-PAULISTA (PREFEITURA)
979-PAULISTA (RUA DO SOL) - EXPRESSO
981-RIO DOCE (CONDE DA BOA VISTA)
982-CONJUNTO BEIRA MAR/DERBY
987-RIO DOCE (PRÍNCIPE)
993-CONJUNTO PRAIA DO JANGA
994-CONJUNTO BEIRA MAR
 
Fonte: CGRT

READ MORE - Recife: Programação especial de ônibus para o “Chevrolet Hall Indoor”

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960