Manaustrans cria corredor exclusivo para a circulação de ônibus no Centro

quarta-feira, 12 de junho de 2013

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) fez mudanças no trânsito nesta terça-feira (11) e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto inspecionou o trabalho que começou pela manhã.

A Avenida Epaminondas passou a ser exclusiva para a circulação de ônibus. A medida visa dar maior fluidez ao tráfego da área e mais tranquilidade aos usuários do transporte coletivo.
A Avenida Epaminondas passou a ser exclusiva para a circulação de ônibus. A medida visa dar maior fluidez ao tráfego da área e mais tranquilidade aos usuários do transporte coletivo
“Nós estamos fazendo o trabalho de orientação, sinalização e entregaremos tudo pronto na sexta-feira. É claro que vai ser um momento de experiência”, afirmou o prefeito. “Essa medida vai melhorar a velocidade média dos ônibus nesse trecho, então, os coletivos vão fazer mais viagens, carregar mais pessoas e o custo operacional deve baixar”.


Segundo o diretor de operações do Manaustrans, Raimundo Encarnação, a mudança foi feita após estudos que apontavam como necessária a alteração.

“Os carros pequenos atrapalhavam a circulação dos veículos e o trânsito ficava uma confusão. A partir de agora, a agilidade na Avenida Epaminondas será maior. Como consequência, o tempo de espera nas paradas diminui”, explicou.

O diretor-presidente do Manaustrans, Pedro Carvalho, informou que, nesta quarta-feira (12), o órgão inicia a orientação aos motoristas para alertar que a Avenida Epaminondas passa a ser corredor exclusivo de transporte coletivo urbano.

A abordagem educativa será feita durante 10 dias por agentes de trânsito e, durante esse período, os condutores de veículos de passeio não serão notificados. A partir do dia 22, começa a valer a fiscalização.

A via está sinalizada para indicar os acessos permitidos para ônibus e carros. Foram instaladas 22 placas de proibido estacionar e oito de regulamentação para indicar a separação entre o tráfego de coletivos e veículos leves.

Novas mudanças

O prefeito informou também que, até o fim deste ano, a Prefeitura de Manaus irá extinguir o Terminal de Integração 1 (T1), na Avenida Constantino Nery, para transformar aquela área em um corredor exclusivo para ônibus.

“Nós temos que encontrar mais espaços para os ônibus, porque a cidade está ‘engasgada’. Todo mês, são três mil novos carros que entram nas ruas. Nós estamos lutando contra essa competição”, disse Arthur. “Queremos mostrar para as pessoas que, ao longo do nosso governo, elas vão olhar para o sistema de transporte e pensar que podem deixar o carro em casa e pegar um ônibus”.

Acessos na Avenida Epaminondas

- Veículos leves que trafegam na Avenida Constantino Nery com destino ao Centro não podem seguir em frente, em direção à Epaminondas. Deverão converter à direita na Rua Leonardo Malcher e acessar a rua Luiz Antony para chegar à área central;

- A partir da Rua Leonardo Malcher os veículos poderão dobrar à esquerda e acessar a Avenida Epaminondas somente até a Rua Simon Bolivar (Praça da Saudade) e retornam à Rua Ferreira Pena.

- O acesso de veículos leves na Avenida Epaminondas, sentido bairro/centro , será permitido no trecho entre a Rua Ramos Ferreira até a Rua José Clemente, em uma faixa exclusiva, à esquerda da via.

- A partir da Rua José Clemente, até a Avenida Sete de Setembro, o tráfego na Epaminondas será apenas para ônibus.

- Veículos que seguem pela Rua Dez de Julho poderão converter à esquerda na avenida Epaminondas em uma faixa no contra-fluxo até a Rua Ramos Ferreira.

- Será permitido trafegar na Rua Saldanha Marinho em direção à rua da Instalação e dobrar à direita, em contra-fluxo, para acessar a rua 24 de Maio.

Informações: d24am.com

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960