São Paulo: EMTU irá testar ônibus elétricos em outro trecho

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

A EMTU (Empresa Metropolitana dos Transportes) começará nos próximos dias os testes da operação assistida com ônibus elétricos no trecho entre Piraporinha e Jabaquara.
O segmento de 11 quilômetros do Corredor Metropolitano ABD, entre Diadema e a Capital, passa por obras de eletrificação e está quase pronto para os trólebus.
Segundo a EMTU, inicialmente "os trólebus circularão com o objetivo de testar a rede elétrica e as seis estações retificadoras já instaladas". Serão 14 no total.
Pela projeção do governo do Estado, a operação plena terá início até o fim do ano.
Diariamente, cerca de 100 mil pessoas transitam pelas quatro linhas que trafegam pelo trecho entre Piraporinha e Jabaquara.
A EMTU não acredita que a eletrificação irá provocar aumento dessa demanda.
O benefício do trólebus em relação aos coletivos a diesel está na menor emissão de poluentes e na diminuição do ruído no trânsito.

LONGA ESPERA
Embora o Corredor Metropolitano ABD esteja em funcionamento há mais de 20 anos, o trecho entre Piraporinha e Jabaquara só teve o projeto de eletrificação iniciado em novembro de 2009, ao custo de R$ 21 milhões.
Por mês, 6 milhões de passageiros utilizam o serviço. O sistema liga os bairros de São Matheus e Jabaquara, na Capital, passando por Santo André, São Bernardo, Diadema e Mauá.
Atualmente, o trólebus está disponível no segmento entre São Mateus e Piraporinha, que possui 22 quilômetros. Ainda assim, os veículos a diesel são maioria em todo o corredor.

Combate à poluição de veículos tem plano regional
Consórcio Intermunicipal do Grande ABC divulgou pauta com sugestões que serão enviadas ao governo do Estado para elaboração do PCPV (Programa de Controle da Poluição Veicular).
As propostas (veja quadro ao lado) foram organizadas pelo Grupo de Trabalho Inspeção Veicular da entidade, que reúne representantes das sete cidades.
A criação do PCPV foi determinada por resolução do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente). O documento final terá de ser apresentado até o fim do ano.
"Funciona como um plano que determina o que os Estados devem fazer para controlar a poluição veicular", afirmou o gerente do departamento de desenvolvimento tecnológico e de sustentabilidade da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) Carlos Ibsen Lacava.
O programa de inspeção veicular, que poderá ser implantado em todo o Estado, está entre os projetos.
Como a Capital, a região planeja oferecer serviço nas sete cidades. Uma minuta já foi elabora e apresentada ao governo do Estado.

Fonte: Diário Grande ABC

Share |

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960