Saiba quais são as linhas de ônibus que terão ar-condicionado no Recife

terça-feira, 28 de maio de 2019

O projeto que determina a instalação de aparelhos de ar-condicionado nos ônibus que circulam no Recife foi sancionado pelo prefeito Geraldo Julio (PSB) nesta terça-feira (29) e se transformou em lei municipal. A sanção ocorreu no dia seguinte à aprovação por unanimidade pela Câmara Municipal do Recife.

De acordo com a prefeitura do Recife, a publicação da lei acontece na edição da quinta-feira (30) do Diário Oficial do Município. Por meio de nota, a administração municipal afirma que “a proposta de implantar ar-condicionado nos ônibus do Recife foi bastante defendida por associações de usuários de coletivos e amplamente discutida dentro da casa legislativa”.

Prazo maior
No projeto de autoria, todos os ônibus do Recife deveriam ter ar-condicionado instalado em até seis meses. Entretanto, um substitutivo apresentou uma correção no projeto original e alterou o prazo de instalação dos equipamentos nos ônibus para sete anos.

As comissões de Legislação e Justiça, Mobilidade e Finanças estabeleceram o prazo de quatro anos, ou seja, até 2023. A previsão é que, a partir de outubro de 2019, 25% da frota de ônibus, ou seja, cerca de 580 coletivos, recebam ar-condicionado, e que o percentual se repita a cada ano até 2023, quando seria atingida toda a frota.










Informações: G1 PE



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Saiba quais são as linhas de ônibus que terão ar-condicionado no Recife

Em SP, Linha que atende ao Tatuapé terá ponto final alterado a partir deste sábado

A SPTrans informa que a linha 524L/10 Pq. São Lucas – Metrô Tatuapé terá seu ponto final mudado para o lado oposto da Pça. Cel. Sandoval Figueiredo, sentido Rua Tuiuti, a partir deste sábado, dia 1º de junho. 

Confira o itinerário:
524L-10 Pq. São Lucas – Metrô Tatuapé
Ponto inicial: sem alteração
Ponto final: Pça. Cel. Sandoval Figueiredo, oposto ao nº 53
Ida: normal até R. Visc. de Itaboraí, R. Platina, Pça. Cel. Sandoval Figueiredo, R. Cel. Luiz Americano, Pça. Cel. Sandoval Figueiredo
Volta: Pça. Cel. Sandoval Figueiredo, R. Cel. Joaquim Antônio Dias, R. Platina, R. Tuiuti, seguindo normal.

Informações: SPTrans


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em SP, Linha que atende ao Tatuapé terá ponto final alterado a partir deste sábado

Obras do Metrô de Bogotá começam no ano que vem

Bogotá, na Colômbia, cidade conhecida pelo seu sistema de Bus Rapid Transit – BRT, terá obras de sua primeira linha de metrô em março do ano que vem, anunciou o prefeito Enrique Penalosa.

“Vou dar notícias ao povo de Bogotá: O Concurso Público Internacional para a construção do metrô de Bogotá é entregue em setembro e a Primeira Linha do Metrô começa a ser construída em março do ano que vem. Estas são realidades “, anunciou o prefeito.

A primeira linha metroviária da região deve ser construída por cima de um corredor de ônibus. A medida, no entanto, foi questionada. “Nenhum prefeito tem a possibilidade de tomar decisões sobre as características técnicas de um investimento de 4 bilhões de dólares. O governo nacional é o acionista majoritário do metrô. Não é o prefeito quem diz: isso ou aquilo é feito. Todas as decisões que foram tomadas foram feitas com base em estudos técnicos”, afirmou o prefeito.

A linha terá ao todo 30,5 quilômetros de via elevada, e conectará o Portal de las Américas com o cruzamento da Calle 127 com a Autopista Norte.

Informações: Via Trolebus


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Obras do Metrô de Bogotá começam no ano que vem

No Recife, Ônibus devem ter ar-condicionado até 2023

A Câmara de Vereadores do Recife aprovou em plenário, na segunda-feira (27), por unanimidade, o substitutivo ao projeto de lei que determina a instalação de ar-condicionado em 100% da frota de ônibus que circulam no Recife, até 2023. Um anseio antigo dos recifenses, mas que deve vir acompanhado por reajuste no preço das passagens.

Em nota técnica enviada aos vereadores, o Grande Recife Consórcio sinalizou a possibilidade de reajuste de R$ 0,33. “Eu discordo desse aumento. A passagem aumenta todos os anos e nós temos somente 10,8% dos ônibus do Recife com ar-condicionado”, apontou o vereador Alcides Teixeira Neto (PRTB), autor do projeto de lei.

Para que o PL fosse aprovado e seguisse para a sanção do prefeito Geraldo Julio foi necessário um substitutivo, ou seja, uma proposta de nova redação ao projeto, de autoria do vereador Samuel Salazar. Ao passar pelas comissões de constituição e Justiça, Finanças e mobilidade urbana o prazo de seis meses, previsto originalmente no projeto, foi modificado para quatro anos. Desse modo, havendo a sanção de Geraldo Julio, a partir de outubro deste ano, os ônibus já começam a seguir a nova norma. Até outubro de 2020, 25% da frota já tem que estar adequada às regras, com outros três aumentos sucessivos do mesmo percentual até a conclusão de 100% dos ônibus em 2023. “Acredito que o projeto será sancionado, contamos com a sensibilidade do prefeito Geraldo Julio”, frisou Salazar.

O analista de sistema, Vinícius Santana, 27 anos, mora na Boa Vista e trabalha no bairro do Recife. Por dia, utiliza dois ônibus para se deslocar, além dos finais de semana, quando precisa do transporte para o lazer. “O ar-condicionado seria muito útil, ainda mais nos ônibus lotados que temos no Recife. Para mim, aumentar a passagem para ter isso não pesaria muito, mas têm muitas pessoas que pegam cinco, seis ônibus por dia, e para eles pesaria bastante”, afirmou.

Grande Recife
O diretor de operações do Consórcio Grande Recife, André Melibeu, afirmou que o valor de R$ 0,33 foi estipulado após a divisão do valor do investimento necessário para colocar ar-condicionado em toda a frota, R$ 21,4 milhões, pelo número de passageiros do Recife que utilizam as 75 linhas que circulam dentro da capital e não fazem parte do Sistema Estrutural Integrado (SEI), que tem outros municípios no trajeto.

Para ele, caso a lei seja mesmo sancionada, isso poderia gerar a necessidade de estipular uma tarifa diferenciada para o recifense. “Geraria uma tarifa para Recife e outra para o sistema. Não teria mais tarifa única, seriam duas. Esses passageiros (das linhas de Recife) teriam uma tarifa diferenciada, seria como o opcional”, apontou Melibeu, ressaltando que uma outra opção poderia ser a divisão entre quem é de Recife e quem não é de Recife. 

Informações: Folha de Pernambuco



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - No Recife, Ônibus devem ter ar-condicionado até 2023

Licitação prevê ar-condicionado e Wi-Fi nos ônibus em Cuiabá

A licitação para a concessão do transporte coletivo de Cuiabá prevê ar-condicionado e Wi-Fi em todos os veículos. A climatização em toda a frota deve ser concluída até o 5º ano da data de assinatura do contrato e a internet deve ser disponibilizada integralmente logo no início da prestação do serviço.

O prazo inicial da concessão é de 20 anos, podendo ser prorrogado por até 10 anos. As propostas das empresas interessadas serão analisadas no dia de 15 de julho deste ano.

No entanto, para o início de operação dos serviços, a concessionária deverá empregar uma frota de veículos básicos com ar-condicionado e até o 3º ano de contrato 70% da frota deve ser climatizada.

Além disso, a concessionária deve incorporar à frota veículos com baixa emissão de gases poluentes tóxicos, entre eles ônibus elétricos, híbridos - movidos à eletricidade e com combustível - ou GNV.

As concessionárias deverão adquirir, em prazo máximo de seis meses após o início de operação, uma frota total de quatro ônibus zero quilômetro, do tipo Padron de baixa emissão de poluentes locais e de CO2, a ser empregada regularmente na operação, de modo a permitir testes e avaliações destes tipos de veículos em condições operacionais típicas, visando a ampliação da sua utilização ao longo do contrato.

Estão previstos dois ônibus elétricos e dois híbridos.

Os ônibus da programa Frota Limpa deverão ser utilizados regularmente na operação das linhas.

Vigilância
As concessionárias deverão instalar um Sistema de Monitoramento por Imagens (SMI), com câmeras de vídeo instaladas no interior dos ônibus. Serão quatro câmeras nos ônibus e três nos micro-ônibus, e equipamento de gravação de imagens.

O sistema também é composto por um sistema de circuito fechado de TV nos terminais de integração e estações de conexão.

As imagens geradas pelo sistema de monitoramento nos ônibus deverão ser objeto de análise por parte das concessionárias visando à identificação de fraudes no pagamento de passagens, evasões de qualquer tipo, bem como para registro de eventos que atentem à segurança dos usuários e operadores.

Além disso, as imagens geradas pelo sistema dos terminais de integração deverão ser acompanhadas continuamente no Centro de Controle Operacional (CCO), de modo a observar situações de risco à segurança dos usuários.

Informações: G1 MT

                                
Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Licitação prevê ar-condicionado e Wi-Fi nos ônibus em Cuiabá

Em Jundiaí, Ônibus com Wi-Fi gratuito começam a ser testados

Usuários do transporte coletivo de Jundiaí já podem testar mais uma inovação: desde o início do mês, 20 veículos que integram a frota de 310 carros contam com Wi-Fi gratuito. O teste, sem custos para o município, é uma iniciativa da Prefeitura, sob a coordenação da Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun).

De acordo com a administração municipal, o setor de transporte público de Jundiaí tem incorporado diferentes tecnologias que resultam em benefícios para os usuários. “Instalamos quatro câmeras em cada veículo, GPS para monitoramento dos trajetos e oferecemos a possibilidade de pagamento com cartão de crédito, débito e carteira digital, 50 novos ônibus com tomadas USB. Sabemos que há desafios a serem enfrentados no sistema e estamos empenhados para oferecer um transporte com mais qualidade”, destaca o prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB).

Com a implantação do Wi-Fi, a prefeitura quer não só oferecer mais comodidade aos passageiros, mas também disponibilizar um canal de comunicação direto e gratuito entre os usuários com os prestadores de serviço. A partir do celular, as pessoas podem registrar sugestões, dúvidas e reclamações via aplicativo da Prefeitura de Jundiaí, que pode ser baixado para celulares com plataforma Android e IOS.

De acordo com o gestor da UGMT, Silvestre Ribeiro, o teste será realizado até o final de junho de 2019 e permitirá dimensionar a capacidade do sistema implantado, verificar o comportamento das comunicações nas chamadas “áreas de sombra” e monitorar o funcionamento. “Após a fase inicial de testes, será feita uma avaliação sobre a eficácia e demais exigências para implantação em toda a frota”, explica. Caso seja aprovada, a expansão em todo o sistema ainda dependerá de uma licitação, portanto, não há como estipular prazos.

Como usar
Para utilizar o Wi-Fi gratuito nos veículos, que serão identificados com adesivos a partir desta semana, o passageiro deve acessar a rede e fazer um cadastro rápido, nos moldes do programa “Conect@do”. “A ideia é, ao expandir para toda a frota, unificar o cadastro e quem já utiliza o programa da Cijun nos terminais e próprios públicos se conectar automaticamente ao entrar nos ônibus”, detalha Silvestre.

Confira abaixo a relação dos carros em que o Wi-Fi gratuito está sendo testado. Importante notar que os números se referem a veículos específicos que integram as linhas.

Linha 504
3115; 3116; 2630; 3532: Vila Arens -Santa Gertrudes

Linha 738
3201; 3202; 3203; 3204: Terminal Central – Jardim Santa Gertrudes

Linha 543
1208; 1209: Terminal Eloy Chaves – Fazenda Grande

Linha 553
1401; 1402; 1403; 1120; 1215; 1216; 1302; 1217: Terminal Colônia – Ivoturucaia
1121 e 1123 – Reserva da linha 553

Informações: Jornal de Jundiaí



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Jundiaí, Ônibus com Wi-Fi gratuito começam a ser testados

Empresas estudam eliminar a função de cobrador em ônibus de São Luís

Empresas de ônibus em São Luís estão realizando testes na busca por eliminar a função de cobrador em várias linhas de São Luís. Alguns coletivos já estão circulando apenas com o motorista, que faz dupla função.

Quem trabalha na função de cobrador teme ficar desempregado. O motorista Altamir Martins começou a dupla função recentemente e diz estar cheio de dúvidas. Agora, além de realizar trabalho dobrado, eles precisam prestar contas na empresa após o expediente.

“Não só para mim, mas para todos os motoristas é uma situação nova porque não estávamos acostumados com a função, apenas dirigir. Sempre tínhamos um parceiro. Está sendo uma situação nova para mim, principalmente, que nunca trabalhei como cobrador”

Dados do Sindicato das Empresas de Transportes (SET) mostram que há cerca de 2500 cobradores em São Luís. Todos são candidatos ao desemprego, caso não busquem qualificação.

“A parceria que o sindicato formou com o SEST/SENAT é justamente para dar a possibilidade do cobrador ter cursos que ele possa dirigir na própria empresa e também em outras categorias profissionais. Então, gratuitamente, todo o cobrador tem a oportunidade de se inscrever em várias opções de curso, em várias áreas, não só no transporte. Ele vai poder fazer e vislumbrar uma outra possibilidade de trabalhar”, declarou o superintendente do SET, Luís Cláudio.

Por Mieko Wada, TV Mirante
Informações: G1 MA



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Empresas estudam eliminar a função de cobrador em ônibus de São Luís

Motoristas de ônibus da Grande São Paulo e Baixada Santista vão aderir a greve geral

Motoristas de ônibus que atuam no transporte coletivo municipal e intermunicipal de Guarulhos, Arujá, do ABC paulista e da Baixada Santista anunciaram nesta segunda-feira (27) que vão participar da greve geral, no dia 14 de junho, contra a “reforma” da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro. Os trabalhadores se juntam aos motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista e aos metroviários, que também vão paralisar os serviços.

Na Baixada Santista, a greve geral deve parar o transporte coletivo municipal e intermunicipal de Santos, Guarujá, Cubatão, Bertioga, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. Em toda a região são transportados cerca de 200 mil passageiros por dia. O sistema intermunicipal é gerido pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), incluindo o sistema de Veículos Leves sobre Trilhos (VLT). Os trabalhadores de cargas da região também vão aderir à paralisação.

Na Grande São Paulo, o transporte coletivo municipal e intermunicipal de Guarulhos e Arujá, além de São Bernardo do Campo, São Caetano, Santo André e Diadema, também vai parar em 14 de junho. No caso do ABC, a categoria ainda vai realizar uma assembleia de confirmação da greve na próxima semana, mesma situação dos motoristas de ônibus de Osasco, que ainda não definiram a adesão. Junto à capital, os motoristas da Grande São Paulo transportam cerca de 8 milhões de pessoas por dia.

O Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil também decidiu paralisar os serviços na greve geral. A entidade representa os trabalhadores das linhas 11-Coral (Luz/Estudantes), 12-Safira (Brás/Calmon Viana) e 13-Jade (Aeroporto de Guarulhos/Engenheiro Goulart), da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). As demais linhas ainda vão definir a participação na mobilização.

Representantes de diversas categorias se reuniram hoje na sede do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, na zona leste da capital. O secretário-geral do Sindicato dos Condutores de Guarulhos (Sincoverg) e secretário de Saúde da CUT São Paulo, Wagner Menezes, o Marrom, ressaltou que a paralisação dos trabalhadores do transporte é fundamental para o sucesso da greve geral. “Estamos trabalhando forte nessa greve. Vamos dialogar com os demais ferroviários, rodoviários de outras cidades, inclusive de outros estados, pelo Brasil afora. A luta agora é de todos”, afirmou.

O coordenador do Sindicato dos Metroviários de São Paulo Wagner Fajardo defendeu que serviços essenciais, como o transporte, são fundamentais na mobilização da greve. “É justo que nossas categorias contribuam com a luta geral que vai beneficiar a todos os trabalhadores.” São dois tipos de viés, segundo ele: “Um de defesa dos nossos direitos e outro de contribuir na luta das demais categorias de trabalhadores. Essa reforma é realmente um descalabro. Ela liquida com os direitos previdenciários dos trabalhadores. Ela é tão ruim que o Bolsonaro sequer conseguiu unir seus apoiadores para defendê-la. Nós vamos lutar firmemente para impedir a aprovação desse projeto no Congresso Nacional”.

No próximo dia 5, os trabalhadores do transporte vão a Brasília para a fundação da Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Público. A expectativa é de haver uma reunião com lideranças de outras regiões do país para ampliar o alcance da greve geral. Além das mobilizações em cada categoria, os trabalhadores na plenária também decidiram realizar uma coleta simultânea de assinaturas para um abaixo-assinado contra a “reforma” da Previdência em estações do metrô, no próximo dia 29, além de fazer uma coletiva de imprensa das Centrais e sindicatos no dia 10 de junho. Na semana da greve será distribuída uma carta aberta explicando a paralisação e os fundamentos da proposta do governo.

Informações: Rede Brasil Atual


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Motoristas de ônibus da Grande São Paulo e Baixada Santista vão aderir a greve geral

Em Macapá, 1ª licitação do transporte público visa bilhete único e mais ônibus novos

A proposta da primeira licitação do serviço de transporte coletivo em Macapá foi apresentada em audiência pública nesta segunda-feira (27), no auditório do Sebrae. A minuta da prefeitura contempla projetos de redução no tempo de viagens, acessibilidade, bilhete único e melhorias na malha viária e na estrutura dos ônibus.
Foto: Carlos Alberto Jr/G1

O encontro contou com a participação de representantes da prefeitura, empresários do ramo e, principalmente, trabalhadores rodoviários.

Para fechar o texto final do documento, o município informou que vai abrir um tempo de 30 dias para receber sugestões e críticas da população. Um link será publicado na quarta-feira (29), no site da prefeitura, para receber as propostas. Após esse prazo, a previsão é de que, em 60 dias, o edital seja lançado para as empresas.

De acordo com Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac), qualquer empresa (mesmo as que já atuam na cidade) pode participar do certame, desde que corresponda aos requisitos do edital.

André Lima, diretor-presidente da Ctmac, detalhou outros pontos positivos da licitação.

"Aumento do número de carros, com idade média de 5 anos; implantação do bilhete único, fazendo com que as pessoas paguem tarifa única para se deslocar por vários pontos; interligação desse bilhete único de Norte a Sul e de Leste a Oeste da cidade; maior transparência, segurança jurídica para o município e para as empresas; e o controle financeiro da bilhetagem será mais transparente - hoje é feito exclusivamente pelas empresas, e passará para a prefeitura, que terá total abertura às informações", pontuou.

Essa será a primeira vez que uma licitação do tipo é feita para concessão do serviço. Atualmente, as empresas trabalham com uma "concessão precária", como classifica Lima.

"Precária porque não existiu licitação para a escolha dessas empresas. Não teve um processo com segurança jurídica. Aqui nunca se passou por um processo licitatório no transporte público. Hoje são as empresas que dizem o quanto elas faturam. O que não pode é permanecer do jeito que está".

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) diz que a iniciativa é importante, principalmente por estabelecer um calendário de reajuste tarifário. Renivaldo Costa, diretor de comunicação do sindicato, entende como fundamental para a melhoria do sistema.

"Hoje, a grande dificuldade está relacionada com a questão do calendário tarifário. Se houvesse um calendário tarifário que garantisse anualmente um reajuste da tarifa seria possível, por exemplo, ampliar o sistema com a entrada de mais ônibus e até fornecer wi-fi. Tudo isso é possível, desde que haja a discussão do reajuste tarifário, que não ocorre faz dois anos", disse Costa.

A frota de ônibus que circula em Macapá é de 178 veículos. A intenção do Setap é aumentar para 202, caso o calendário seja estabelecido.

Trabalhadores Rodoviários
O processo causa apreensão nos cerca de 1 mil trabalhadores rodoviários, entre cobradores, motoristas e mecânicos. Eles temem perder o emprego com a mudança de empresas.

"Queremos que seja garantido o emprego de 100% da mão de obra que está empregada hoje. Porque se houver licitação de novas empresas, com certeza vão vir novos funcionários. Por isso estamos aqui, para cobrar que continuemos empregados mesmo com a mudança de administração", falou Max Délis, presidente do Sindicato dos Condutores e Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Amapá (Sincottrap).

Informações: G1 AP


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Macapá, 1ª licitação do transporte público visa bilhete único e mais ônibus novos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960