Tarifa de ônibus em Natal aumentará antes da licitação

terça-feira, 16 de junho de 2015

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU)  concederá o reajuste da tarifa de ônibus de Natal antes de finalizar o processo da licitação dos transportes. Em abril, o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Natal (Seturn) solicitou a revisão justificando o aumento do combustível e do salário dos rodoviários. Nos cálculos preliminares da secretaria, a passagem aumentaria dos atuais R$ 2,35 para R$ 2,50 somente com reposição inflacionária do último ano. Os empresários requerem tarifa mínima de R$ 2,90. 
Foto: Emanuel Amaral

O último aumento da passagem dos coletivos passou a vigorar em 23 de julho do ano passado, quando saiu de R$ 2,20 para R$ 2,35 (aumento de 6,8%). Cinco meses depois, o Seturn solicitou reajuste. Em 21 de janeiro deste ano, a Prefeitura de Natal lançou nota oficial informando que “a tarifa do transporte público de Natal seguirá congelada até a licitação, prevista para ocorrer ainda neste ano.”

Porém, com a lei que regulamenta o sistema de transporte da capital ainda travado na Câmara Municipal de Natal, a Prefeitura cederá à solicitação do empresariado. O projeto, que embasará a licitação do sistema,  “Íamos fazer a licitação em janeiro, mas como não andou teremos que conceder, pois costumeiramente se faz (o reajuste) de ano em ano”, afirmou a secretária municipal de transportes, Elequicina dos Santos. “A nossa consultoria está analisando, mas considerando só com a inflação chega a R$ 2,50”, acrescentou. Não há prazo para que a consultoria finalize a análise. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, preferiu não se pronunciar, nem mesmo através de assessoria de comunicação, sobre o provável reajuste.

Na solicitação feita à secretaria, o Seturn não precifica o valor ideal da tarifa, mas cita fatores para o cálculo: o óleo diesel, comercializado a R$ 2,48, e a database dos rodoviários, que solicitam 12,5% de aumento salarial. “Ademais, os dados de passageiros transportados informados mensalmente à STTU indicam uma queda no número de passageiros, impondo uma redução de receita na já combalida tarifa fixada em julho de 2014”, diz o documento.

De acordo com Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturn, a inflação acumulada e não repassada à tarifa de ônibus chega a 25%. “Os R$ 2,90 seria só da inflação, mas diesel, empregado, tudo incide. É ilógico que a tarifa de Natal permaneça em R$ 2,35 e a inflação esteja acumulada em 25%. Ou a prefeitura repõe a inflação ou desonera”, ressaltou Queiroga. As empresas requerem da Prefeitura a redução da alíquota de Imposto Sobre Serviços (ISS) cobrando sobre o combustível que, segundo o sindicato, é repassado em R$ 0,20 no valor final da tarifa.

Impacto
Nos últimos meses, já se falava no processo de revisão da tarifa de Natal atrelado ao processo licitatório. Durante as audiências públicas realizadas em janeiro para apresentação do edital, estimava-se que a tarifa chegaria a R$ 2,60 com as “melhorias” propostas no edital.

Essa cifra, porém, já teve outros acréscimos. De acordo com a Federação das Empresas de Transporte do Nordeste (Fetronor), somente com as emendas dos vereadores encartadas ao projeto da licitação dos transportes, a tarifa subiria para R$ 4. Entre os adendos ao projeto, estão exigências como ônibus de piso baixo, ar condicionado e ampliação da gratuidade para idosos a partir de 60 anos – muitos destes pontos, porém, foram vetados pelo prefeito Carlos Eduardo Alves e estão sendo negociados com a Câmara Municipal. Também com base nas melhorias propostas, a consultoria Rua Viva, contratada para pela STTU para conduzir o processo licitatório, estimava que a tarifa chegaria a R$ 3,81.

Bate-papo - Rubens Ramos
Especialista em transportes pela UFRN

“Rede está mal planejada”, diz especialista 

Qual o impacto da adesão de algumas medidas, como o ônibus de piso-baixo, na tarifa?
O que acontece é que tudo o que é novo há uma reação. As pessoas não querem trabalhar, só tocar o barco. Mostrei que o impacto do piso baixo seria de apenas R$ 0,04. O ar condicionado aumenta em R$ 0,10 porque ele consome mais combustível, aumenta em 20% o consumo de diesel, o impacto não é no preço do ônibus. (O ar-condicionado) É uma questão de escolha de conforto térmico, e o primeiro é uma escolha de mobilidade. O piso baixo é mais importante pois garante mobilidade para todo mundo: da idosa, à gestante, ao cadeirante.

E o cálculo de que o impacto chegaria a R$ 3,81, está correto?
Eu acho que esse dado também está furado. Acredito que fica na casa dos R$ 3, considerando as mudanças inicialmente aprovadas. Há uma coisa que deve ser mudada em Natal: a rede mal planejada. Isso impacta muito mais na tarifa. A pessoa que vai sair da zona norte para o centro quer ter uma linha específica, e isso produz linhas com pouca demanda total, que demoram muito para ir e voltar e demandam uma frota maior. Hoje, a maior parte das linhas demora duas horas para percorrer Natal. 

Mas a licitação não propõe a criação de interbairros?
A proposta atual não muda nada na rede, apenas agrupou o que era Zona Norte e Sul em consórcios por causa das garagens. Se eu fizer isso, fica mais barato o ônibus circular na região da sua garagem, o que é correto. Mas eles só fizeram agrupar sem mudar o sistema da rede. Vai continuar havendo o problema de 32 linhas passando na avenida Salgado Filho.

Há defasagem na tarifa atual?
A tarifa hoje está defasada, mas não podemos falar em reposição da inflação como um todo. Há itens que sobem acima da inflação, como diesel (+30%), e a mão de obra que, além ter subido mais que a inflação, passa por uma pressão para que a remuneração se equipare ao transporte de cargas. O transporte público tende a subir acima da inflação, é inevitável. 

Rodoviários decidem hoje se farão greve
Os rodoviários também analisam hoje (16), em assembleia, a aprovação de um indicativo de greve. A categoria pleiteia reajuste de 12,5%, dos quais 8% seriam de “reposição da inflação”. Entretanto, a terceira rodada de negociações, na última quinta-feira (11), não avançou. Os empresários de ônibus oferecem reajuste de 5%. Já a Superintendência Regional do Trabalho (SRTE), que media as negociações, apontou um reajuste de 9%. A última rodada de negociações será realizada amanhã (17).

“Não aceitamos menos de 10%”, sentenciou o recém-eleito presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do RN (Sintro), Júnior Rodoviário. As empresas, porém, resistem na concessão do reajuste: de acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Natal (Seturn), a mão de obra representa quase 50% do custo da tarifa do transporte coletivo. 

“Se não tiver acordo, vamos informar à sociedade o indicativo de greve. Estamos prontos para negociar, mas estamos no nosso limite, chega de levar sempre esmola em database. Só de reposição de temos 2%, pois todos os anos eles negociam abaixo da inflação. No ano passado foi o único diferente porque tivemos 1,5% pelo tribunal”, alertou Júnior Rodoviário. Hoje, o salário inicial da categoria é de R$ 1.551.

A possibilidade de dissídio coletivo, porém, não é descartada. Hoje a categoria realiza assembleias às 9h e às 16h para analisar a deflagração do indicativo de greve. 

Por Nadjara Martins
Informações: Tribuna do Norte
READ MORE - Tarifa de ônibus em Natal aumentará antes da licitação

Morre mais um estudante no transporte coletivo do Recife

Morreu na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Português o universitário Harlinton Lima dos Santos, 20 anos, arremessado de um ônibus no terminal do Cais de Santa Rita, na área central do Recife, na noite desta segunda-feira (15). O acidente aconteceu por volta das 23h30, quando o estudante de biologia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) voltava para casa após ir ao cinema. 

O jovem é o segundo estudante a morrer em acidentes com coletivos do transporte público da Região Metropolitana do Recife em pouco mais de um mês. No início de maio, Camila Mirele foi vitimada ao cair de um veículo da linha Barro/Macaxeira. 

De acordo com a unidade de saúde, o jovem passou por duas cirurgias durante a madrugada, na bacia e no intestino, mas não resistiu ao politraumatismo e faleceu às 10h50 na UTI Geral. Ainda não se tem informações sobre onde Harlinton será velado.

O pai da vítima, Jocely dos Santos, contou que o filho bateu na porta de embarque do ônibus, mas o motorista não abriu. Insistindo, ele se segurou na porta e continuou batendo, o condutor do coletivo então deu partida no veículo. Na curva para sair do terminal, o estudante não conseguiu mais se segurar e foi arremessado, batendo no gradeado.

Segundo a polícia, o condutor do coletivo da empresa Vera Cruz, que fazia a linha Imip /Tancredo Neves, tentou fugir, mas foi seguida por uma viatura da Polícia Militar até a garagem da empresa. Ele e o cobrador foram levados até a Central de Flagrante, onde prestaram depoimento.

O Grande Recife Consórcio de Transporte informou que orientou a família a registrar a ocorrência e afirmou que irá investigar o caso. O pai do estudante foi até a Central de Flagrante na manhã desta terça-feira (15) prestar queixa. O caso será investigado pela delegacia da Rio Branco.

Informações: JC Online

READ MORE - Morre mais um estudante no transporte coletivo do Recife

São Paulo tem primeira frota de ônibus a hidrogênio do país

O Estado de São Paulo dá mais um passo para a preservação do meio ambiente. Foram entregues nesta segunda-feira, 15, três novos ônibus movidos a hidrogênio para transporte urbano no Brasil. Trata-se da primeira frota brasileira com essa especificidade. "Vai ajudar muito com a questão da poluição e meio ambiente, além de oferecer conforto, rapidez e contribuir com a saúde da população", declarou o governador Geraldo Alckmin, durante a entrega.

Os veículos têm tecnologia de propulsão, ou seja, não emitem poluentes (material particulado e gases de efeito estufa), apenas vapor d'água é eliminado pelo escapamento dos ônibus, que também oferecem mais espaço aos passageiros, aperfeiçoamento dos sistemas de controle e integração a bordo e nacionalização de todo o sistema de tração.

O projeto é totalmente brasileiro e foi coordenado pela EMTU/SP (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S.A.). Além do Brasil, os únicos países capazes de desenvolver e operar ônibus com tal tecnologia são Alemanha, Canadá e Estados Unidos. "O grande desafio das metrópoles do mundo inteiro é mobilidade urbana e poluição", acrescentou o governador.

A primeira frota vai circular no trecho Diadema/Morumbi no Corredor São Mateus-Jabaquara (ABD). 

Estação de Abastecimento
A estação de produção e abastecimento de hidrogênio, instalada na Unidade São Bernardo do Campo da EMTU, é responsável por separar as moléculas de água por meio de eletrolisadores (esse mecanismo separa os elementos químicos usando eletricidade).

O oxigênio da molécula será liberado para atmosfera e o hidrogênio, comprimido e armazenado para abastecer os ônibus. A operação dessa estação ficará a cargo da Petrobras Distribuidora.

Fauna brasileira
A fim de homenagear a conquista da engenharia nacional e associar visualmente os ônibus à tecnologia ambiental, as carroçarias dos veículos trazem desenhos de pássaros representativos da fauna brasileira e foram batizados com o nome de três espécies. São elas: Ararajuba, ave da região Amazônica que representará as regiões Norte e Nordeste; Tuiuiú, ave símbolo do Pantanal e Sabiá Laranjeira, considerada por decreto presidencial como um dos quatro símbolos nacionais.

READ MORE - São Paulo tem primeira frota de ônibus a hidrogênio do país

Metroviários do Recife entram em estado de greve

Inconformados com o aumento oferecido pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), os metroviários realizarão, nesta terça-feira (16), uma assembleia geral para deflagrar estado de greve no Estado. De acordo com Diogo Moraes, presidente do Sindicato dos Metroviários (Sindmetro), o sentimento da categoria é de aderir a uma nova paralisação, já que a empresa patronal não atendeu à demanda dos trabalhadores. 

“Só não declaramos greve, porque ainda há uma outra rodada de negociação marcada e, portanto, talvez haja possibilidade de um novo acordo”, explicou Moraes. Ao pedido de aumento dos trabalhadores, a CBTU ofereceu um reajuste de 5%, o que para o Sindicato é impensável, “abaixo da inflação”. Segundo texto publicado pelo Sindmetro, os profissionais continuarão “mobilizados e firmes na luta em defesa de nossas condições de trabalho e contra o arrocho fiscal”. 

A categoria se reunirá a partir das 18h, na Estação Central do Recife, denominada pelos metroviários de a “Praça da Greve”

READ MORE - Metroviários do Recife entram em estado de greve

Passageiros podem ter internet gratuita nos ônibus de Curitiba

As empresas do transporte público de Curitiba poderão ser obrigadas a implantar roteadores wifi em todos os ônibus, terminais de transporte coletivo e estações-tubo. É o que pretende o projeto apresentado na Câmara pelo vereador Aldemir Manfron (PP). No entendimento do parlamentar, a proposta vai “viabilizar a comunicação entre trabalhadores e outros que dependem da internet em seu cotidiano, que terão um acesso melhorado e facilitado”.

A proposta estipula que o usuário do transporte coletivo deve ser informado da senha do WIFI, que deve ser posicionada em uma placa no interior dos veículos, dos terminais e das estações-tubo em local de ampla visão de todos os passageiros. 

O texto também esclarece que o aparelho roteador ficará lacrado em uma caixa próxima à cabine do motorista do transporte coletivo, e no caso de tubos e terminais, essas caixas lacradas com os aparelhos roteadores devem ficar em um lugar de segurança. Tais roteadores devem guardar o endereço de I.P. dos passageiros já cadastrados.

A aprovação do projeto, segundo o vereador, melhoraria o conforto e a inclusão digital dos usuários do transporte coletivo urbano em Curitiba, além de modernizar o serviço público. “A tecnologia faz parte da modernidade e se tornou uma importante ferramenta na vida dos cidadãos, tornando-se essencial para muitos”, afirmou.

READ MORE - Passageiros podem ter internet gratuita nos ônibus de Curitiba

Em Porto Alegre, Linha de lotação Glória tem novo itinerário e terminal

O terminal da linha de lotação 20.6 – Glória no bairro Belém Velho agora fica na rua João de Couto, esquina com a Dr. Vergara. A mudança amplia o percurso em 1,4 quilômetro, fazendo com que mais usuários tenham acesso ao transporte seletivo. A linha, que transporta cerca de 2.500 passageiros por dia, agora percorrerá o trecho da avenida Oscar Pereira entre o Hospital Parque Belém e a rua Doutor Sarmento Barata, até o novo terminal de bairro.

O prefeito José Fortunati inaugurou o terminal no fim da tarde dessa sexta-feira, 12. Ele destacou a mobilização da comunidade para que a demanda fosse atendida. “Construímos essa solução em conjunto, poder público e comunidade. É assim que as decisões importantes são tomadas em Porto Alegre e, por isso, o Orçamento Participativo é uma referência. Precisamos da participação concreta, ativa e permanente da sociedade para que nossas ações sejam adequadas e eficazes no atendimento das demandas da população”, afirmou Fortunati.

A construção do terminal foi solicitada pelas lideranças comunitárias da região, que se mobilizaram e participaram de reuniões nos Centros Administrativos Regionais (CARs) e no âmbito do Orçamento Participativo (OP). A presidente da Associação dos Moradores de Belém Velho ressaltou os benefícios à comunidade. “Ter uma linha de lotação chegando até aqui significa mais qualidade no transporte coletivo na região. Cria uma alternativa de locomoção, que é melhor, aumenta a oferta do serviço e melhora a nossa vida”, comemorou Eloíza Vinholo.

A definição do itinerário aconteceu pela equipe técnica da área de transporte da EPTC. O monitoramento será permanente. “Uma das nossas prioridades é qualificar o transporte coletivo em toda a cidade e temos investido bastante aqui na Zona Sul. Vamos analisar a prestação do serviço com as mudanças e, em breve, teremos uma estimativa de quantos usuários utilizarão a linha e se precisaremos fazer algum ajuste”, disse o diretor presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.

READ MORE - Em Porto Alegre, Linha de lotação Glória tem novo itinerário e terminal

Etufor garante o direito à meia passagem para estudantes

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) está garantindo que nenhum estudante será prejudicado em função do problema técnico ocorrido neste final de semana, com um lote de carteiras estudantis que foram haviam sido indevidamente bloqueadas.

A Etufor está orientando os estudantes que tiveram a carteira estudantil bloqueada que apenas apresentem o documento ao cobrador para usufruir do direito à meia passagem estudantil. Outro procedimento autorizado é a possibilidade de desbloquear a carteira de 2015 em qualquer um dos postos do Bilhete Único, na Etufor ou Sindiônibus.

Apenas os estudantes que tinham valor de recarga na carteira e querem resgatar o valor antes debitado, devem procurar a Etufor ou o Sindiônibus para desbloquear e, ainda, os postos de atendimento do Bilhete Único. Sobre o ressarcimento, os estudantes devem procurar também o atendimento do Sindiônibus, pelo telefone  4005.0956.

Neste sábado, 13 de junho, foi identificado um problema técnico no software do validador que bloqueou um lote de carteirinhas em alguns veículos e nas catracas dos terminais. Os técnicos do Sindiônibus realizaram ainda ontem atualização do software nos terminais e nos veículos. A medida evitou o bloqueio de outros documentos. Hoje, são cerca de 370 mil carteiras estudantis em Fortaleza e o problema esteve restrito a cerca de 16 mil documentos.

READ MORE - Etufor garante o direito à meia passagem para estudantes

Prefeitura de Ponta Grossa inicia projeto de integração nos ônibus

A Prefeitura de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, informou nesta segunda-feira (15) que vai desenvolver um projeto piloto de integração no transporte coletivo a partir de quarta-feira (17). O projeto permitirá que passageiros usem mais de um ônibus pagando uma única tarifa.
Foto: Gizele Silva/G1 PR

Serão atendidos, inicialmente, os passageiros das linhas Gralha Azul, Roma-Canaã e Santa Terezinha, localizadas na região do Núcleo Santa Paula.

De acordo com a prefeitura, estas três linhas atendem cerca de sete mil passageiros por dia. Segundo a operadora do sistema, Viação Campos Gerais (VCG), perto de 100 mil pessoas usam diariamente o transporte coletivo.

A integração vai permitir que os passageiros desembarquem de um dos ônibus das linhas participantes do projeto e usem um ponto de transbordo. O ponto fica localizado no prolongamento da Rua Crisântemo, perto do Centro de Eventos.

Os usuários poderão embarcar em outra linha do projeto, sem ter que pagar uma nova passagem. Atualmente, apenas os passageiros que desembarcam em um dos quatro terminais de transporte coletivo têm direito de não pagar uma nova passagem para utilizar outra linha.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), que desenvolveu o projeto de integração, lembra que uma condição do projeto de integração é não exceder o tempo de uma hora e meia entre um embarque e outro.

O passageiro terá ainda que possuir o bilhete eletrônico para participar do projeto, pois o pagamento em dinheiro não está incluído no projeto de integração.

Conforme a prefeitura, o projeto piloto servirá para verificar a viabilidade de ampliar o cartão de integração em todas as linhas.

READ MORE - Prefeitura de Ponta Grossa inicia projeto de integração nos ônibus

Metrô é alternativa para sanar o problema de mobilidade urbana em Manaus

A proposta de um metrô de superfície para Manaus pode ser uma das alternativas para resolver o problema de mobilidade urbana. A ideia foi sugerida pelo engenheiro civil e consultor Renato Avelino, que destaca o projeto como a melhor opção contemporânea de mobilidade para a capital, aliando inovação e tecnologia.

Entretanto, a concepção do modal de superfície esbarra no elevado custo para a implementação. Seriam necessários R$ 200 milhões para cada quilômetro do sistema, isso para transportar 100 mil passageiros/dia, segundo estudos da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU).  

Pelo projeto, o novo modal trafegaria numa velocidade de até 80 km por hora. Segundo Avelino, em média, os benefícios deste tipo de transporte levaram à redução de 1h e 36min/dia do tempo de deslocamento das pessoas nas cidades onde foi implantado, a exemplo da cidade do Porto, em Portugal, com quase a mesma densidade populacional de Manaus, onde o sistema funciona há dez anos.

Movido a eletricidade e extremamente silencioso quando comparado com o transporte convencional, o metrô contribui significativamente para a redução da poluição, além de proporcionar segurança e pontualidade. A proposta prevê ainda, a redução de aproximadamente 60 mil veículos dia, aponta o especialista. “Quanto ao custo dessa mudança, eles serão traduzidos por uma melhor qualidade de vida da população, redução não apenas da poluição ambiental em todos os níveis, mas, principalmente, do “custo Manaus”, o que certamente atrairá novos negócios para cidade”, avaliou o autor do projeto, Renato Avelino, que também é membro da Ordem dos Engenheiros de Portugal.  

Projetos

Questionado sobre a demora para implementar o novo sistema de transporte, o superintendente da SMTU, Pedro Carvalho, destacou que há um projeto básico do Bus Rapid Transit (BRT) Norte e Leste, mas este precisa ser adequado. “O BRT que a gente pensa não pode ter muitas obstruções, o trajeto tem que ser como uma via expressa para que o sistema não venha a parar nos cruzamentos. Podemos usar tecnologia para priorizar o transporte, através de sensores”, explicou o gestor.

Sobre o projeto do monotrilho, antes anunciado pelo governo do Estado, Carvalho disse que seria um sistema com capacidade de investimento alto, sem contar a tarifa, que poderia custar entre R$ 8 a 10, e, “portanto, inviável”.

Quanto ao BRT, cada quilômetro desse sistema custaria aos cofres públicos R$ 15 milhões. Manaus, segundo a SMTU, precisaria de, no mínimo, 60 km do sistema, cujo investimento pode chegar ao valor de  R$ 1,3 bilhão para toda a extensão do sistema.

Outro modal que também está sob avaliação é  o Veículo Leve sobre Pneus (VLP), que custaria três vezes mais que o preço do BRT: algo em torno de R$ 45 milhões por quilômetro.

Estrutura

Com o modal de superfície, o usuário teria todas as informações inerentes ao itinerário, zona, preço de bilhetes, além de contar com apoio presencial e câmeras de controle à distância. Também teria amplas estações em concreto e vidro, com paredes revestidas em aço.

'PlanMob'

Enquanto o projeto do novo modal para Manaus não sai do papel, vária audiências públicas para a construção do Plano de Mobilidade Urbana da cidade (PlanMob) foram  realizadas em todas as zonas da capital.

Além da população em geral, a comunidade acadêmica e os ciclistas também  participaram com  suas propostas. Ao todo, nove audiências foram  realizadas entre os dias 1º a 8 de junho, das 14h às 18h. A última ocorreu no  dia 8 deste mês,  no Sest-Senat, na avenida Autaz Mirim, Zona Leste.

Apesar do atraso para a entrega do PlanMob, o que deveria ter acontecido em abril, o prefeito Artur Neto destacou que optou pela elaboração de um “bom projeto que possa ser posto em prática pelos próximos 40 anos”. Ele também explicou que, assim que o PlanMob for finalizado, Manaus voltará a estar apta a receber recursos da União para a implantação de projetos na área de mobilidade urbana.

Por Naférson Cruz
READ MORE - Metrô é alternativa para sanar o problema de mobilidade urbana em Manaus

Terminal de ônibus começa a funcionar nesta terça em Ribeirão Preto

Após 15 anos, o ribeirão-pretano usuário do transporte coletivo voltará a contar com um terminal de ônibus urbano e toda sua infraestrutura na região central da cidade, próximo à rodoviária.
Foto: Fernanda Testa/G1
Nesta segunda-feira (15), a Prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Transerp, empresa que gerencia o trânsito e o transporte urbano, e o Consórcio PróUrbano, entregarão o módulo principal do Terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig, localizado na avenida Jerônimo Gonçalves. O terminal entrará em operação nesta terça-feira (16), às 5h.

O Terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig integra o novo sistema do transporte coletivo de Ribeirão Preto e consta no contrato de concessão, cujo processo licitatório foi vencido pelo Consórcio PróUrbano.

Diversas ações fazem parte do novo sistema de transporte da cidade que visam à melhoria da qualidade de atendimento ao usuário de ônibus.

Terminal

Passarão pelo terminal 22 linhas diurnas. São elas: 306-Jardim Marchesi, 406-Jardim Maria da Graça, 106-Delboux, 206-Vila Virgínia, 370-Jardim Recreio, 606-Fazenda Experimental, 236-São José/Adão do Carmo, 103-Iguatemi, 130-Fórum, 203-Ribeirânia, 503-Recreio das Acácias, 403-Jardim Manoel Penna, 204-City Ribeirão, 147-Monte Alegre/Jardim Irajá, 148-Ipiranga/Santa Cruz, 603-Jardim Juliana, 630-Parque São Sebastião, 104-Jardim Canadá, 305-Jardim Nova Aliança, 315-Campos Elíseos/Bonfim, 105-RibeirãoShopping, 205-Jardim João Rossi.

O módulo principal do Terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig possui área de 8 mil m², 4 plataformas, 8 pontos de ônibus, para 22 linhas, capacidade para 18 ônibus simultaneamente. Nesse módulo principal devem ser atendidos 30 mil usuários por dia.

Fazem parte das dependências do terminal: sanitários públicos masculino e feminino (passageiros, motoristas e pessoas com necessidades especiais), fraldário, sala de emissão e recarga de cartões eletrônicos de transporte, sala de espera climatizada, sala do Centro de Controle Operacional – CCO, sala de Circuito Fechado de Televisão – CFTV, sala de segurança/apoio administrativo operacional e refeitório para motoristas, fiscais e demais empregados, lanchonete, paraciclos e pátio para a frota em espera.

O terminal ainda conta com quatro PMV – Painéis de Mensagens Variáveis – para informação dos horários das linhas em tempo real e o Circuito Fechado de Televisão – CFTV – para garantir a segurança de passageiros e motoristas através de 31 câmeras.

Na cobertura do terminal foi instalado um sistema que possibilitará o aproveitamento da água da chuva. Essa água ficará em um reservatório com capacidade para 108 mil litros de água, será filtrada e clorada e depois usada para a lavagem das calçadas e pátios do local.

A obra total do terminal, incluindo os três terminais satélites que estão em construção, está avaliada em R$ 8 milhões.

READ MORE - Terminal de ônibus começa a funcionar nesta terça em Ribeirão Preto

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960