BRT Transbrasil - Motoristas enfrentaram trânsito lento na Avenida Brasil

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Motoristas enfrentaram trânsito lento na Avenida Brasil, nesta segunda-feira, primeiro dia útil de novas interdições por causa das obras do BRT Transbrasil. Por volta das 14h, a faixa reversível foi montada na pista sentido Centro, antes mesmo do horário previsto, para diminuir os impactos na volta para casa. 

A medida, no entanto, não foi suficiente para evitar retenções e, às 17h30m, havia lentidão do Caju até Bonsucesso, nas pistas sentido Zona Oeste. Às 19h30m, o trânsito seguia lento no trecho. Os reflexos chegavam à Ponte Rio-Niterói, onde havia retenção no sentido Rio desde a reta do cais até a saída para a Brasil. O tempo de travessia era de 14 minutos.

Durante o período da manhã, o trânsito na Avenida Brasil apresentou retenções, na altura de Ramos e São Cristóvão. Com a nova intervenção, que foi implantada no último sábado, está bloqueado 1,6 km da pista central no sentido Zona Oeste, entre a passarela 3, na altura do Caju, até as imediações da Avenida Paris, em Bonsucesso, na Zona Norte. Com a ampliação das obras, a nova interdição passará de 1.650 metros para 3.750 metros.

Duas faixas na pista central estão bloqueadas no sentido Zona Oeste, e meia faixa no sentido Centro. As faixas exclusivas para ônibus permanecem em funcionamento na Avenida Brasil, contornando a área do canteiro da obra. Além disso, para minimizar os impactos na volta para casa, diariamente será montada uma faixa reversível à tarde.

Juntamente à implantação do sistema BRT, foram iniciadas as obras de drenagem no trecho da Ilha, que terá a pista lateral fechada. Serão 500 metros interditados no sentido Centro para reforço do solo, e 300 metros da faixa lateral, logo após a Avenida Brigadeiro Trompowski, sentido Zona Oeste. De acordo com Joaquim Dinis, diretor de operações da CET-Rio, essa obra terá prazo de 30 dias.

Por Priscilla Aguiar
Informações: O Globo

READ MORE - BRT Transbrasil - Motoristas enfrentaram trânsito lento na Avenida Brasil

Começa a obra da Linha 6 - Laranja do Metrô de São Paulo

As obras da Linha 6 - Laranja do Metrô de São Paulo começaram na manhã desta segunda-feira (13) com mais de um ano de atraso. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) participou da cerimônia e iniciou o processo de escavação do poço de ventilação.

A linha vai ligar o bairro da Brasilândia, na Zona Norte, até a estação São Joaquim, da Linha 1- Azul, no Centro da capital paulista. Mais de 600 mil passageiros devem circular pela linha diariamente. A promessa é que a linha seja entregue e inicie sua operação comercial em 2020.

Em 2011, o projeto da Linha foi alvo de polêmica após alguns moradores de Higienópolis se posicionarem contra a localização da Estação Angélica.

Inicialmente, o próprio governador havia dito que as obras teriam início no começo do ano passado. A declaração foi dada em janeiro de 2013 durante o lançamento do edital da concorrência internacional da PPP (Parceria Público Privada) da Linha 6. Posteriormente, o prazo de início foi prorrogado para julho de 2014.

Apesar da demora para o início das obras do Metrô, o governador negou nesta segunda que tenha tido qualquer atraso.
"Não teve atraso. A obra desse tamanho talvez seja a maior obra do país, quase R$ 10 bilhões. Uma PPP você tem que fazer engenharia, revestimentos, licitação, assinatura de contrato, desapropriações", afirmou Alckmin.

De acordo com o secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, o contrato da PPP foi assinado somente em maio do ano passado. "O consórcio tinha um ano para iniciar as obras, portanto estamos a um mês adiantado com o nosso cronograma de assinatura de contrato", afirmou. Ele ressaltou que nesse período a empresa realizou o projeto executivo da obra.

No entanto, o atraso ocorreu após o governo ter sido obrigado a fazer uma nova licitação depois de não encontrar parceiros privados interessados em participar da concorrência pública devido aos imbróglios jurídicos envolvidos na desapropriação dos imóveis.

Desta forma, o governo acabou mudando o modelo de licitação e passou a arcar com os gastos das desapropriações, deixando a cargo da empresa vencedora apenas a responsabilidade de desapropriar e pagar com os recursos provenientes do estado. Antes, o consórcio é quem iria arcar com o custo.

O governo já gastou R$ 500 milhões com desapropriações, o que corresponde a 70% dos imóveis. As desapropriações devem estar concluídas para o início do primeiro semestre do ano que vem.

Para o governador, a PPP dará rapidez ao processo de construção do Metrô.
"O setor privado tem sempre mais agilidade do que o setor público. O que não pode é um empurrar o problema pro outro porque agora a PPP é completa. O setor privado constrói túnel, as estações, compra os trens, motoriza, energiza a parte eletrônica e opera", disse Alckmin.

Trajeto
O trajeto terá 15,9 km incluindo pátios e 15 estações: Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba - Hospital Vila Penteado, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Pompéia, Perdizes, Cardoso de Almeida, Angélica - Pacaembu, Higienópolis - Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista e São Joaquim. O governo projeta que 29 trens irão atuar ao longo do percurso. Ela fará conexão com outras linhas da CPTM e do Metrô, com a Linha 4-Amarela.

O percurso entre Brasilândia e São Joaquim, que hoje é feito em 90 minutos, passará a ser feito em 23 minutos.

O investimento previsto para a linha é de R$ 9,69 bilhões - metade disso sairá dos cofres do estado e a outra metade pelo consórcio vencedor da licitação.

Por Tatiana Santiago
Informações: G1 São Paulo

Leia também sobre:
READ MORE - Começa a obra da Linha 6 - Laranja do Metrô de São Paulo

Em Uberaba, Terminal Leste terá nova bilheteria

A Prefeitura de Uberaba informou que está executando obra de instalação de uma nova bilheteria no Terminal Leste, que passará a funcionar nos moldes do Terminal Oeste, com duas entradas de acesso. De acordo com a PMU, a previsão é de que, dentro de 20 dias, o serviço já esteja disponível.
Foto: Enerson Cleiton
O superintendente de Transporte Coletivo, Claudinei Nunes, ressalta que o prefeito Paulo Piau está atendendo a uma solicitação da população da região, que sentiu a necessidade de ter duas entradas no terminal.

Segundo Nunes, as empresas de transporte coletivo também estão trabalhando para substituir as catracas das estações-tubo, uma vez que algumas pessoas vinham fraudando o sistema, agachando e entrando no sentido contrário da catraca de saída, utilizando o serviço sem pagar.

“Diante do fato, as empresas desenvolveram um protótipo de catraca que foi testada em uma das estações-tubo e se mostrou mais eficaz no combate à fraude. Com seu pleno funcionamento, as empresas vão contratar a produção de mais 11 catracas que deverão ser instaladas paulatinamente nas estações”, comentou.

Levantamento
Serviço. Dados da prefeitura apontam que a expectativa é de que o serviço seja finalizado dentro de 20 dias, assim que for contratado. Ainda conforme a PMU, todas as estações-tubo possuem câmeras que registram os atos ilegais praticados.

Por Danilo Cruvinel
Informações: Jornal de Uberaba

READ MORE - Em Uberaba, Terminal Leste terá nova bilheteria

Em SP, Corredor de ônibus na avenida Cidade Jardim beneficia 231 mil pessoas

O novo trecho de corredor de ônibus da avenida Cidade Jardim, na zona sul, beneficia diariamente 231 mil pessoas. Com 700 metros de extensão, a intervenção aumentou em 73% a velocidade dos 180 ônibus que circulam no local por hora no pico da manhã. O corredor foi instalado à esquerda entre a avenida Brigadeiro Faria Lima e a ponte Roberto Zuccolo e está integrado ao corredor Nove de Julho e à faixa exclusiva na rua Tabapuã. O prefeito Fernando Haddad vistoriou nesta quinta-feira (19) a intervenção de priorização do transporte público.

A obras receberam investimentos de R$ 8 milhões. Houve instalação de pavimento rígido na faixa à esquerda, revestimento que é mais durável e adequado à circulação dos coletivos. Os passageiros ganharam duas novas paradas de acesso no canteiro central. A via também foi recapeada e houve implantação de nova sinalização. No trecho beneficiado circulam 20 linhas de ônibus.

A implantação da faixa exclusiva na rua Tabapuã reordenou o tráfego dos ônibus da na região, evitando que os ônibus no sentido centro tenham que cruzar à direita na rua Amauri. A faixa beneficia 11 linhas e funciona entre a rua Brigadeiro Haroldo Veloso e a avenida Brigadeiro Faria Lima, de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h, e aos sábados, das 6h às 14 h. A via também recebeu recapeamento, além de toda sinalização para a faixa exclusiva. Com instalação da faixa, também foi possível disponibilizar aos passageiros uma parada mais próxima da estação Cidade Jardim da CPTM, ampliando a integração com os trens metropolitanos.

Da Prefeitura Municipal de São Paulo

Leia também sobre:
READ MORE - Em SP, Corredor de ônibus na avenida Cidade Jardim beneficia 231 mil pessoas

Prefeitura de Salvador multa 769 em 4 dias na faixa exclusiva da Pituba

Em quatro dias, a Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador) notificou 769 condutores por trafegarem na faixa exclusiva para ônibus na avenida Paulo VI, na Pituba. Em média, 192 motoristas foram multados por dia.

A operação com fiscalização eletrônica ocorreu entre os últimos dias 23 e 26 de março, por meio de radar estático. Antes, a ação era realizada apenas por agentes de trânsito do órgão. Apesar de a operação continuar, estes são os dados mais recentes da Transalvador.

Mesmo com a sinalização informando que a faixa da avenida no sentido orla é apenas para ônibus, é muito comum encontrar veículos particulares trafegando na via. Na última sexta-feira, A TARDE foi ao local e constatou que os motoristas ignoram a determinação.

Além de utilizarem a faixa, muitos acabam prejudicando os usuários de transporte coletivo. Em horários de pico, como algumas ruas transversais à avenida Paulo VI costumam ficar congestionadas, os condutores que desejam acessá-las não conseguem e, consequentemente, impedem a passagem dos ônibus.

"Acho errado, afinal as mudanças deram resultado, o trânsito da [avenida] Paulo VI melhorou", opinou o estudante Alex Brito, 22. Apesar de condenar a imprudência, ele utilizou a faixa na última sexta-feira e admite, ainda, que usa em outros momentos.

"Às vezes estou com pressa e o trânsito está 'pesado' e não tem jeito, passo pela faixa exclusiva mesmo. Mas fico atento ao movimento de ônibus, se for pequeno, passo por ela", justifica ele.
Segundo o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, avaliações do órgão já haviam detectado a imprudência de condutores que trafegam pela região. No ano passado, 4.424 notificações foram realizadas por agentes no local.

"A gente tem notado que as pessoas têm descumprido a cada dia mais, mesmo mantendo os agentes em determinados horários de maior circulação. Estamos mantendo o radar praticamente todos os dias", pontua o superintendente.

O condutor flagrado é autuado por tráfego irregular. A multa para a infração, considerada de natureza leve pelo Código de Trânsito Brasileiro, é de R$ 53,21, acrescentando três pontos na carteira nacional de habilitação (CNH).

Intensificação
Morador da Pituba, o autônomo Antônio Rabelo, 40, concorda com a intensificação da fiscalização. Ele diz nunca ter usado a via exclusiva. "Se foi comprovado que é melhor para o trânsito, então as pessoas devem cumprir a lei. Se todo mundo quiser priorizar o seu desejo no lugar do bem do trânsito, vira uma baderna".

Muller destaca que a instalação do radar estava prevista desde a implantação da faixa. "Recebemos poucas reclamações. Os moradores dão uma volta maior, mas conseguem fazer os trajetos em menos tempo, porque os longos congestionamentos acabaram", frisa.

Informações: A Tarde Online

READ MORE - Prefeitura de Salvador multa 769 em 4 dias na faixa exclusiva da Pituba

No Recife, Motoristas da empresa de ônibus Caxangá cruzam os braços

Motoristas da empresa de ônibus Caxangá cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira. Em Olinda, município atendido pela empresa de transportes, as paradas de ônibus estão lotadas. Os trabalhadores realizaram um protesto na garagem da empresa, localizada nas imediações do Terminal Integrado de Xambá, que teve o movimento afetado. Os passageiros reclamam da falta de informação. 

Localizado na Avenida Presidente Kennedy, em Olinda, o TI de Xambá atende diariamente cerca de 44 mil pessoas. O terminal oferece 19 linhas de ônibus e 160 veículos, que fazem 2.034 viagens por dia. Entre as linhas, 11 transportam os usuários do subúrbio para o terminal; cinco ligam Xambá aos TIs Joana Bezerra, Afogados e Rio Doce; e outras três têm o Centro do Recife como destino

Outro caso - Em fevereiro deste ano, os passageiros sofreram a ausência de ônibus da empresa Vera Cruz nas ruas da Região Metropolitana do Recife (RMR). Na garagem da empresa, na BR-101, bairro de Prazeres, Jaboatão dos Guararapes, cerca de 30 trabalhadores bloquearam a saída dos coletivos. A Vera Cruz possui 35 linhas, atendendo ao Grande Recife. Segundo os trabalhadores, apenas 10% da frota circula hoje.

Os trabalhadores alegaram falta de pagamento das horas extras, além outras irregularidades como desconto de horas mesmo com a apresentação de atestado médico e carga-horária abusiva. Os passageiros foram pegos de surpresa. Nas ruas, grandes filas se formaram nas paradas de ônibus. Leitores enviaram imagens para o WhatsApp do Diario de Pernambuco.

Informações: Diário de Pernambuco

READ MORE - No Recife, Motoristas da empresa de ônibus Caxangá cruzam os braços

Faixa azul de Maceió completa um ano com avaliação positiva e perspectiva de ampliação

Há pouco mais de um ano, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) adotou o uso da faixa exclusiva para ônibus nas avenidas Fernandes Lima, Durval de Góes Monteiro e parte da Tomás Espíndola. Depois do período inicial de conscientização e adaptação, o trecho da via conhecido como “faixa azul”, que facilita a vida dos usuários do transporte coletivo, complementar regulamentado e táxis, será ampliada.

É o caso da estudante de relações públicas Rafaela Maria, que utiliza o corredor de transporte diariamente. “A faixa azul foi uma ideia maravilhosa. Realmente, é nítida a diferença no tempo de viagem. E também escuto dos amigos o mesmo. Se olharmos a curto prazo, dá pra dizer que deu uma melhorada significativa”, elogia a estudante.

Visando dar continuidade ao avanço das condições do transporte público coletivo e ao sucesso que a faixa exclusiva trouxe para milhares de usuário de ônibus na capital, a SMTT implantará, em junho próximo, a ‘faixa azul’ nas avenidas Comendador Leão e Dona Constança, no bairro do Poço e Mangabeiras. Vinte e uma linhas de ônibus integram 143 veículos que circulam diariamente em dias úteis pelas vias e a medida deverá tornar mais rápido e tranqüilo o fluxo dos transportes coletivos.

“Neste um ano de implantação da faixa exclusiva nas principais vias da parte alta de Maceió, a redução do tempo de viajem das linhas que por lá circulam foi substancial para que a população não somente aprovasse a iniciativa, mas que também voltasse a procurar no ônibus o melhor e mais rápido meio de locomoção para tarefas simples diárias”, enfatiza o superintendente da SMTT, Tácio Melo.

Nas avenidas Durval de Goés, Fernandes Lima e Tomás Espíndola a SMTT tem fiscalizado o uso por parte dos condutores de veículos particulares e de transportes coletivos, coibindo práticas irregulares no uso da faixa. Somente no período de 12 meses, desde o início da faixa nestas vias, foram registradas mais de 7 mil autuações envolvendo veículos particulares circulando indevidamente pela faixa azul e cerca de 250 ocorrências de ônibus flagrados transitando fora da faixa exclusiva. Ambas as infrações estão previstas no Código de Trânsito Brasileiro.

“Agentes de Trânsito realizam diariamente a fiscalização, mas temos conhecimento, por meio de reclamações, que ainda existem muitos condutores que trafegam pela faixa exclusiva de forma errada”, disse Tácio Melo.

A faixa exclusiva funciona de segunda à sexta-feira, das 6h às 20h. Só podem nela transitar por no máximo o espaço de dois quarteirões os veículos que terão acesso às ruas adjacentes e lojas comerciais ao longo das vias.

por Secom - Maceió
READ MORE - Faixa azul de Maceió completa um ano com avaliação positiva e perspectiva de ampliação

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960