BRT de São José dos Campos deve melhorar o transporte público

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

O prefeito de São José dos Campos anunciou nesta segunda-feira (25) que os recursos de R$ 800 milhões previstos inicialmente para o sistema de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) serão aplicados em um modelo de ônibus de trânsito rápido, o chamado BRT.

A alteração para outro modal de transporte rápido de massa, discutida em conjunto com o Ministério das Cidades, visa ampliar a capacidade de atendimento aos usuários do transporte coletivo por meio de um sistema mais ágil nos deslocamentos, sem perder as vantagens do modelo anterior.

Pelo VLT, os recursos disponibilizados pelo governo federal seriam suficientes para a implantação em um trecho de 15 quilômetros de vias entre o centro e o início do Jardim Satélite, na zona sul. A expansão para outras regiões dependeria de mais recursos.

Com a troca para o BRT, será possível o o atendimento a uma área maior do município, com abrangência na região central e nas zonas sul, leste e norte, a um custo menor e em menos tempo.

Outra vantagem da implantação do BRT é que as tarifas do transporte coletivo não sofrem alteração na integração com outros modais. Pelo VLT seriam necessários subsídios por parte da Prefeitura da ordem de R$ 30 milhões por ano para equacionar a diferença de tarifa de R$4,50 a R$ 5 do veículo leve, em relação a que é praticada hoje.
“Chegamos à conclusão que é melhor aplicar esse recurso, que não é pouco, para dar uma solução para a cidade toda. Com o VLT, demoraríamos muito a chegar a outras regiões, além de um comprometimento de 30 anos de financiamento para um pequeno trecho. Isso não pareceria responsável com o futuro da cidade”, afirmou o prefeito.

O prefeito acrescentou ainda que, pela demanda atual da cidade, o BRT está terá capacidade para atender para o crescimento da cidade. Para ele, o VLT deve ser avaliado como alternativa no futuro.

Projeto
Os estudos realizados até o momento para o VLT serão utilizados também para o BRT, uma vez que as análises consideraram cálculo de demanda e traçados para vias segregadas, com corredor exclusivo, para proporcionar maior velocidade ao transporte público.

A mudança do modelo não deve interferir no cronograma previsto. Após a análise do Tesouro Nacional, será elaborado o projeto funcional de todas as regiões da cidade e os procedimentos para a abertura de licitação para o projeto executivo. A intenção é iniciar as obras em 2015.

O sistema de BRT já é adotado hoje em Curitiba (PR) e em Bogotá, na Colômbia, onde é referência para outros municípios.

Informações: Portal R3



Leia também sobre:
·         Metrô São Paulo
·         SPTrans
·         EMTU-SP
READ MORE - BRT de São José dos Campos deve melhorar o transporte público

Minas fará nova licitação para 342 linhas intermunicipais

Está previsto para o primeiro semestre de 2014, a licitação de 342 linhas intermunicipais no estado de Minas Gerais, pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop). Nesta terça-feira (26), uma audiência pública referente a licitação de 67 linhas foi realizada na sede do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG). O objetivo é regularizar os contratos das linhas de ônibus do Transporte Coletivo Intermunicipal de Minas Gerais, e promover a melhoria do sistema por meio da otimização e adequação da frota operante.

A sessão atende as determinações da legislação de concessões de serviços públicos, sendo necessária para esclarecer e tornar público o processo licitatório. No dia 17 de outubro, foi realizada outra audiência referente a 275 linhas intermunicipais, das quais 23 serão novas. A previsão é de que no início do segundo semestre do próximo as empresas das 342 linhas já estejam operando com os novos contratos assinados.

Segundo o secretário-adjunto de Transportes e Obras Públicas da Setop, Fabrício Sampaio, como as linhas metropolitanas já foram licitadas, com estas licitações intermunicipais todo o Sistema de Transporte Coletivo de Minas Gerais terá seus contratos regularizados, de acordo com a Lei 8.987/95.

Para o diretor de Fiscalização do DER/MG, João Afonso Baeta, este é um passo importante do sistema de transporte coletivo, que vai refletir não só na melhoria do serviço que é prestado, como na oportunidade de novas delegatárias atuarem no sistema, gerando benefícios aos usuários.

O tempo de concessão será de 28 anos, de acordo com estudos de viabilidade técnica e financeira. A licitação terá dois tipos de editais, um modelo será pelo maior valor de outorga para exploração do serviço e no outro haverá a análise de técnica e preço. As empresas deverão ofertar serviços de melhor qualidade, com a adequação da frota para veículos com especificações próprias para o transporte, em condições de segurança, conforto e níveis mínimos de poluição ambiental.

Regiões

As 342 linhas vão atender a pelo menos 460 localidades, abrangendo todas as regiões do Estado. As linhas de maior percurso como, por exemplo, Uberlândia - Juiz de Fora (831,5 Km), Uberlândia - Montes Claros (630,6 Km), Ipatinga - Juiz de Fora (432,7 Km) e Montes Claros - Governador Valadares (543,3 Km), vão interligar as regiões do Triângulo, Zona da Mata, Norte e Rio Doce.  Partindo de Belo Horizonte serão 15 linhas, com destinos como Arcos (Centro-oeste), Coronel Murta (Jequitinhonha/Mucuri), Cruzília (Sul de Minas) e Tiros (Alto do Paranaíba).

Dados do Sistema

Nos últimos 12 meses cerca de 76,5 milhões de passageiros foram transportados no Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal em aproximadamente 3,3 milhões de viagens realizadas. Mais de 235 milhões de quilômetros foram percorridos por 4.733 veículos. Duzentas e quatorze empresas são responsáveis pelos 1.745 serviços existentes.

Informações: Hoje em Dia
(*) Com Agência Minas

READ MORE - Minas fará nova licitação para 342 linhas intermunicipais

SMTU entrega 27 novos ônibus para população de Manaus

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entregou 27 novos ônibus, na manhã desta terça-feira, 26, na Avenida das Torres, zona Norte. Os ônibus fazem parte das concessionárias Via Verde e Expresso Coroado e a frota vai substituir ônibus de 2007, que operam nas zonas Oeste, Centro-Oeste, Centro-Sul e parte da zona Leste.

Todos os veículos já vêm adaptados para pessoas com deficiência e poltronas com cores diferenciadas para passageiros idosos, gestantes ou com crianças de colo, além de câmeras de segurança que serão interligadas ao Centro de Segurança.
“Nós vamos priorizar o transporte coletivo porque é por aí que vamos dar uma resposta à demanda da população que espera menos fila, mais conforto, comodidade, menos tempo de viagem. Se temos um problema claro, temos que trabalhar pra trazer ônibus novos, recuperar estradas, abrir novas, ou seja, recuperar o sistema viário”, afirmou Arthur Neto.

Para o superintendente da SMTU, além dos novos ônibus, o poder público tem trabalhado para dotar o sistema com a infraestrutura necessária para reduzir o tempo de espera nas paradas e aumentar a velocidade média dos veículos.

“Hoje nós temos uma frota nova, mas ainda temos problemas de infraestrutura no transporte público. A recuperação das vias, criação de corredores exclusivos, implantação do BRS (Bus Rapid Service), reforma dor terminais, tudo isso faz parte da solução para esse problema. E nós estamos trabalhando para que tudo seja resolvido o mais rápido possível”, declarou Pedro Carvalho, superintendente da SMTU.

Somente este ano, já foram entregues 122 ônibus para atender todas as zonas cidade. Cada veículo custou em torno de duzentos e cinquenta mil reais.

Outros trinta ônibus deverão ser entregues na próxima semana. Os veículos já estão na cidade, em fase de emplacamento junto ao Departamento de Trânsito.

Reportagem: Leonardo Fierro | Fotos: Altemar Alcântara
Informações: Prefeitura de Manaus
READ MORE - SMTU entrega 27 novos ônibus para população de Manaus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960