Governo estuda trem-bala de São Paulo a BH, Curitiba e Brasília

terça-feira, 27 de novembro de 2012

O governo brasileiro retomou o estudo de viabilidade para estender o trem de alta velocidade (TAV) para outras cidades do país além do trecho Rio-São Paulo-Campinas, cujo edital com modificações deve ser publicado nesta semana.

Segundo o presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), Bernardo Figueiredo, já se fala em construir trechos ligando São Paulo a Belo Horizonte, Curitiba e Brasília. "Hoje a ferrovia é competitiva porque a tecnologia mudou, é um serviço muito mais adequado [do que rodovia]."

Figueiredo estima que até a sexta-feira será publicado o edital para contratar o concessionário que vai operar do primeiro trecho de trem de alta velocidade brasileiro, mais conhecido como trem-bala, ligando o Rio de Janeiro a São Paulo e a Campinas.

"A informação que a gente tem é que a área técnica do TCU [Tribunal de Contas da União] já se pronunciou. É possível que a decisão [do TCU] seja na quarta, e o edital saia na sexta", informou o executivo após palestra na Câmara Americana de Comércio.

A expectativa era de que o edital fosse publicado nesta segunda-feira (26), mas as mudanças feitas no edital, que precisam ser avaliadas pelo TCU, adiaram a sua publicação.

MUDANÇAS NO EDITAL

Segundo Figueiredo, entre as mudanças está a queda de exigência de prazo de dez anos de experiência no setor feita a pedido da Hyundai, que lidera um grupo de empresas coreanas interessadas no projeto. O prazo foi cortado para cinco anos.

Outra modificação foi o aumento de prazo de seis para oito meses do tempo entre o lançamento do edital e a realização do leilão. "Foi um pedido dos participantes, que precisam de mais tempo para analisar [a participação]", explicou Figueiredo.

O preço máximo de tarifa que poderá ser cobrada será de R$ 250, mas Figueiredo estima que esse preço caia para entre R$ 180 e R$ 200 com o leilão.

OBRA PÚBLICA, CONCESSÃO OU PPP?

A construção do trem bala Rio-São Paulo será feita em duas etapas, já que o governo não conseguiu que as empresas operadoras se entendessem com as construtoras da via por onde passará o trem.

Segundo Figueiredo, é possível que o governo tenha que construir a linha que ligará as duas cidades, ou fazer uma PPP (Parceria Público-Privada). "Pode ser uma obra pública, uma concessão ou uma PPP", disse.

A EPL vai desenvolver em 2013 um estudo para definir o modelo e reduzir os riscos de quem construirá a linha, demonstrando a viabilidade comercial do trecho. A ideia é licitar a obra, que poderá ser tocada até por dez empresas, em 2014.

"Em 2013 a gente faz o projeto, porque tem uma discussão sobre o custo e o risco da obra", disse o executivo. "Vamos fazer um projeto detalhado para não restar duvidas de custo e do risco que ela envolve, e a ideia é licitar no primeiro semestre de 2014."

ENTREGA EM 2018 OU 2020

O prazo para entrega da obra pelo governo para os concessionários que ganharem a operação será 2020, segundo o edital ainda não publicado. Figueiredo prevê, no entanto, que é possível antecipar o fim da obra para 2018 --quando começaria a operação do trem-bala.

A obra da via que ligará Rio a São Paulo custará cerca de R$ 27 bilhões e a previsão é de que dure cinco anos.

Figueiredo disse, sem dar detalhes, que já se pensa em voltar a construir trilhos no país. Dia 8 será inaugurada em Sete Lagoas (MG) uma fábrica de locomotivas. "Se você criar escala, há condições delas [fábricas para o setor] surgirem. Vai acontecer o mesmo com vagões", disse.

Informações: Jornal de Floripa

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Governo estuda trem-bala de São Paulo a BH, Curitiba e Brasília

Na Grande Recife, Terminal Integrado de Cajueiro Seco entrará em operação em dezembro

Um dos mais esperados terminais de integração da Região Metropolitana do Recife vai entrar em operação neste mês de dezembro. Segundo informes, falta apenas acertar uma data para inauguração com a presença do governador Eduardo campos.

O certo é que muitas mudanças ocorrerão com este novo terminal, onde linhas serão criadas e algumas extintas, também linhas de ônibus deixarão de ir ao centro do Recife, que é uma das metas do governo com a inauguração destes terminais.

O terminal de Cajueiro Seco começará a operar com 13 linhas, sendo oito alimentadoras (que levam os passageiros das comunidades da região ao terminal), duas interterminais, duas circulares mais a linha TI Cajueiro Seco/Afogados. O espaço total de área construída é de 2,4 mil metros quadrados. O investimento para a construção do equipamento foi de R$ 4,1 milhões, oriundos do tesouro estadual.

Projetado
Localizado em Jaboatão dos Guararapes, o terminal integrado de ônibus de Cajueiro Seco deve ser um dos mais importantes no que diz respeito a integração entre modais, para se ter uma ideia, os usuários poderão usar o ônibus, Metrô,  Trem a Diesel e o VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) que será implantado em breve com apenas uma passagem.
VLT Pernambucano
Outra novidade é que este terminal possui um bicicletário para facilitar ainda mais quem anda de Bike, pois elas poderão ser colocadas no próprio terminal e o ciclista pode então complementar seu trajeto de ônibus ou metrô.

Com mais este terminal, a Linha Sul do Metrô passará até um número de usuários bem maior e consequentemente saber se de fato ela suprirá a demanda desses novos usuários, visto que os 15 novos trens do Metrorec só vão entrar em operação por completo no inicio de 2014, porém a partir de março o primeiro já entra em operação e assim serão adicionados os outros quando forem chegando.

Mudanças
Algumas mudanças foram feitas depois de muita conversa com as comunidades, especialmente a de Muribeca e Marcos Freire, que lutaram e conseguiram se integrar no TI de Cajueiro Seco, além de ter a tarifa de ônibus reduzida com fora já falado aqui no blog para a tarifa A, ou seja, o que hoje custa R$ 3,25 na tarifa B, cairá para R$ 2,15 na tarifa A.

Linhas que irão operar no Terminal
Novas Linhas
037- Comporta / TI Cajueiro Seco
034- Curcurana / TI Cajueiro Seco
022- TI Cajueiro Seco / Circular
140- TI Cajueiro Seco / Circular – Shopping Recife
171- Loteamento Integração / TI Cajueiro Seco
166- TI Cajueiro Seco/Afogados
OBS: Esta linha será Radial e irá operar com 15 ônibus articulados, passando pelo IMIP e fazendo seu percurso pela Rua da Aurora, Ponte Duarte Coelho, Av. Guararapes, Av. Dantas Barreto, Cais de Santa Rita, Cinco Pontas, Av. Sul .....................
Terminal terá linha radial até a entrega completa dos trens na linha sul

Linhas que irão integrar no TI e deixarão de ir ao centro
162- Muribeca / TI Cajueiro Seco
165- Muribeca dos Guararapes / TI Cajueiro Seco
164- Conj. Marcos Freire / TI Cajueiro Seco
181- Cabo(Cohab) / / TI Cajueiro Seco
183- Ponte dos Carvalhos / TI Cajueiro Seco

Linhas Interterminais
139- TI Cabo / TI Cajueiro Seco
216- TI Barro / TI Cajueiro Seco (BR-101)

Linhas que serão extintas com a inauguração do terminal são:
163- Cajueiro Seco, 150- Ponte dos Carvalhos, 140- Cohab(Aeroporto), Conj. Marcos Freire/Boa Viagem e 194- Cabo / Porto de Galinhas

Outras mudanças
A linha 161- Brigadeiro Ivo Borges deixará de ir ao centro e passará a ser integrado no TI Aeroporto, passando a se chamar 161- Brigadeiro Ivo Borges / TI aeroporto.
A Linha 196- Recife / Porto de Galinhas que hoje é cobrada com a tarifa de R$ 5,70, mudará e passará a se chamar 196- Nossa Senhora do Ó / TI Cabo e coma tarifa R$ 3,25.

* Notícia atualizada em 28/11 às 14:05min
READ MORE - Na Grande Recife, Terminal Integrado de Cajueiro Seco entrará em operação em dezembro

Transporte coletivo de Araucária ganha Plataforma elevada

Começou a funcionar no sábado passado a nova plataforma elevada que vai beneficiar os passageiros das linhas do Triar Circular Centro e dos linhões articulados (L.01 e L.02). Instalada no Terminal Rodoviário Central, a plataforma coberta tem 28,6 metros de comprimento  e 4,4 metros  de largura e possibilita que dois linhões articulados estacionem ao mesmo tempo no terminal.

“Esta plataforma elevada foi projetada para tornar o fluxo de passageiros do Triar mais eficiente, seguro e acessível. Ela permite que dois articulados possam estacionar simultaneamente, sendo um de cada lado da plataforma, e também atenderá a demanda dos usuários da linha Circular Centro. Desta maneira o trânsito de veículos e de pessoas no setor do Triar ficará mais agil e organizado, já que grande parte dos usuários que hoje tomam essas linhas nas plataformas convencionais do terminal irão se concentrar  na nova plataforma elevada”, explicou o diretor operacional da Companhia, José Luiz Lautert.

O novo equipamento faz parte da política da Companhia Municipal de Transporte Coletivo de Araucária (CMTC) que investe forte na modernização e na melhoria da infraestrutura do sistema de transporte coletivo da cidade. Essas melhorias possibilitam aos cerca de 50 mil usuários do Transporte Integrado de Araucária (Triar) mais conforto e agilidade no deslocamento.

Foram investidos pela CMTC aproximadamente R$ 330 mil para a construção da plataforma do Triar. Lembrando que em agosto também entrou em operação a plataforma elevada que atende os usuários do Ligeirinho e que custou ao município cerca de R$ 350 mil. Todo o montante aplicado na implantação da infraestrutura do terminal e do sistema de transporte público, como um todo, foi integralmente bancado pelo município, com recursos próprios da Companhia de Transporte Coletivo de Araucária.

Estação de Transferência — De acordo com informações da Companhia, a construção de uma estrutura para atender as linhas do Triar foi necessária, já que a CMTC tem investido forte no sistema de integração dentro do município. Com essa proposta é que está sendo construída a maior e mais moderna plataformma de embarque e desembarque de passageiros de Araucária.

A estação de Transferência da Av. Manoel Ribas irá permitir a integração entre os ônibus Ligeirinhos - que vêm de Curitiba - com as linhas do Triar (Circular Centro e linhões 01 e 02), sem que o usuário necessite ir até os terminais para realizar a integração que desejar. As obras da nova Estação de Transferência devem ser concluídas até o final do ano.

READ MORE - Transporte coletivo de Araucária ganha Plataforma elevada

Volvo abre concessionária para ônibus no Paraná

O grupo Nórdica, de concessionárias da Volvo, inaugura a primeira concessionária exclusiva para ônibus do Brasil, em Curitiba, no Paraná. Com 3,4 mil metros quadrados de área construída e 28 mil metros quadrados de área para manobra e estacionamento, conta com 11 estações de trabalho (uma delas para ônibus híbridos) equipadas com elevadores. Emprega 26 funcionários e tem capacidade para atender até 33 veículos simultaneamente. 

“Garantir um atendimento de alta qualidade aos nossos clientes é prioridade da Volvo. Estamos reforçando nosso compromisso de oferecer soluções completas e diferenciadas aos empresários de transporte de passageiros”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America. 

A frota de ônibus da Volvo na região cresceu significativamente nos últimos anos. Além disso, houve a incorporação dos ônibus híbridos ao sistema de transporte urbano de Curitiba em outubro de 2012. “Acreditamos que era o momento de termos uma casa 100% dedicada a ônibus. Com o aumento do volume de negócios, há a necessidade de investir em serviços de pós-venda para continuarmos oferecendo conforto, agilidade e qualidade no atendimento aos nossos clientes”, diz Paulo Roberto Pizani, diretor do grupo Nórdica, o qual mantém ainda três oficinas móveis que vão até a garagem dos clientes.

Informações: AutomotiveBusiness

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Volvo abre concessionária para ônibus no Paraná

Novo trem-bala que chega a até 500 km/h está em desenvolvimento no Japão

A tecnologia japonesa não deixa de surpreender e, depois do avanço do trem-bala, agora apresenta um projeto que pode levar o transporte do país para outro patamar.

Foi anunciado o projeto de um trem-bala que alcançará a incrível marca de 500 km/h. Isso será possível graças a poderosos ímãs de levitação, que vão evitar que o transporte entre em fricção com o trilho. Como ele será repelido ao máximo, sua velocidade deve aumentar consideravelmente.

O Japão já tentou utilizar esse tipo de ímã de levitação no passado, mas o Linimo, nome dado ao projeto criado em 2005, chegava somente aos normais 60 km/h.

Segundo responsáveis pela Central Japan Railway Co, empresa responsável pelos trens-bala no Japão, o plano é que o novo transporte superveloz seja concluído em 2027, tendo capacidade para até mil pessoas e fazendo o trajeto de Tokyo até Nagoya. O projeto, então, deve ser ampliado até Osaka, próximo do ano 2045.

READ MORE - Novo trem-bala que chega a até 500 km/h está em desenvolvimento no Japão

Trensurb vai ganhar 15 novos trens modernizados

Porto Alegre - No final da manhã desta segunda-feira (26), gestores da Trensurb e das empresas Alstom e CAF, reunidas no consórcio FrotaPOA, assinaram o contrato de fornecimento de 15 trens de quatro carros cada um. O valor do contrato é de R$ 243,75 milhões, sendo R$ 16,25 milhões por trem. 

Os novos veículos contarão com sistema de ar condicionado automatizado, passagem entre os carros, oito monitores de TV por carro e gasto energético até 20% inferior aos trens atuais. A entrega do primeiro veículo está prevista para maio de 2014, antes da Copa do Mundo no Brasil, e do décimo quinto, para janeiro de 2015. 

O diretor-presidente da TrensurbHumberto Kasper, afirmou que os novos trens serão fundamentais para atender ao crescimento previsto da demanda e para proporcionar mais conforto aos usuários. Destacou ainda o fato de que os trens serão fabricados no Brasil e com pelo menos 60% de componentes nacionais, gerando um estímulo à indústria do país.

Informações: Diário de Canoas

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Trensurb vai ganhar 15 novos trens modernizados

Nova ciclofaixa no Recife virou estacionamento de carros

Que a cidade do Recife é uma cidade que não prioriza o transporte público todo mundo já sabe, e o que dizer também das poucas ciclovias e ciclofaixas existentes na cidade, que na maioria das vezes são desrespeitas pelos usuários, basta ir na avenida norte e observar carros e caminhões estacionados em cima das faixas destinadas as bicicletas.

E o que falar da mais nova ciclofaixa que foi implantada no bairro do Pina, onde o que gostaríamos de mostrar era os ciclistas circulando em sua faixa por direito, mas não é isso o que está acontecendo e sim carros e mais carros estacionados numa ciclofaixa novinha.


Para muitos especialistas, as ciclovias e ciclofaixas são uma necessidade, pois dá uma outra opção de locomoção em percursos pequeno e médios as pessoas, fazendo-as deixarem o carro em casa e contribuindo para uma cidade melhor, porém infelizmente no Recife é quase uma raridade vermos construções de ciclovias e ciclofaixas, e o que hoje vemos são pessoas que vão trabalhar de bicicleta se arriscando em acidentes por não terem seus direitos colocados em prática.

Blog Meu Transporte

READ MORE - Nova ciclofaixa no Recife virou estacionamento de carros

Consórcio Guaicurus inicia no transporte coletivo em Campo Grande com mais 25 ônibus

Ainda na primeira quinzena de dezembro, o transporte coletivo de Campo Grande terá o reforço de mais 37 ônibus, uma ampliação de quase 7% da frota, que passará de 537 veículos para 574. O primeiro lote de 25 ônibus (sendo 5 articulados) foi colocado em circulação nesta segunda-feira (26) pelo Consórcio Guaicurus, vencedor da licitação, que vai explorar o transporte coletivo na Capital por 20 anos. Até 2014, todos os 44 ônibus articulados em circulação vão ser substituídos pelos modelos novos, adaptados para o sistema BRT (Sistema Transporte Rápido e Ônibus), que será implantado na Capital com a criação de corredores previstos no projeto de Mobilidade Urbana.

O prefeito Nelson Trad Filho acompanhou hoje pela manhã a primeira viagem de um dos novos ônibus articulados, percorrendo o trecho entre os terminais das Moreninhas e Guaicurus. Ele anunciou que no próximo dia 12 de dezembro entram em circulação mais 12 ônibus. “Não se troca de ônibus antigos por novos, mas de ampliação da frota, o que vai reduzir o tempo de espera, menos lotação, o usuário terá mais conforto”, explicou.

Os primeiros usuários que embarcaram no novo articulado ficaram surpresos com as inovações do modelo (climatizados, mais altos, com monitores para acompanhamento do tempo de duração da viagem até o terminal seguinte), que estampam na lataria desenhos refletivos de Ypê, a árvore símbolo de Campo Grande, que também poderão ser vistos à noite. “Além de bonitos, são bem mais confortáveis, principalmente porque a gente não vai enfrentar o calor na volta pra casa à tarde”, comentou a aposentada Alunil Senna, residente no Jardim Santa Felicidade, bairro vizinho às Moreninhas. “Espero que todos os ônibus sejam iguais a este novo”, comentou.

Enquanto os novos articulado vão atender as linhas troncais (que ligam os terminais), os 20 convencionais que já estão circulando vão reforçar as linhas Expresso Aero Rancho (083), Aero Racho – Shopping (082), Júlio de Castilho – UCDB (074), Jardim Carioca (421) e Dom Antônio Barbosa (319).

Nova tecnologia

Segundo o diretor da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rudel Trindade Júnior, os novos ônibus têm uma tecnologia que reduz em 99% a emissão de gases poluentes, estão equipados com GPS, câmeras de vídeo que vão gravar o embarque e desembarque de passageiros; acesso a internet wi-fi. Por um aplicativo no celular, os usuários também vão poder acompanhar o horário que os coletivos estarão nos pontos, por meio da internet, pelo computador ou celular, como já existe em grandes cidades. Além dos elevadores para garantir acesso aos cadeirantes, foi colocado um cinto de segurança melhor e mais reforçado.

READ MORE - Consórcio Guaicurus inicia no transporte coletivo em Campo Grande com mais 25 ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960