Metrô de Salvador somente na Copa das Confererações, ou seja, em meados de 2013

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O governo da Bahia aproveitou a visita de representantes da Fifa à Arena Fonte Nova, na manhã de hoje, em Salvador, para anunciar a operação do polêmico metrô da cidade -em obras há 12 anos e até hoje não inaugurado- durante a Copa das Confederações, em 2013.

Uma série de incertezas rondam o projeto, que já havia sido encaminhado à Federação Internacional de Futebol pelo governador Jaques Wagner (PT). Em viagem ao exterior, ele não participou da vistoria.

A chamada "operação assistida" ocorreria na linha 1, entre a Rótula do Abacaxi e as redondezas do estádio, em um trajeto de seis quilômetros. A operação deverá ser provisória durante a Copa das Confederações, entre 15 e 30 de junho de 2013. A possibilidade de não cobrar tarifa dos passageiros está sendo estudada.

"O caráter da operação, se será onerosa ou não, ainda será avaliado na relação custo-benefício, assim como se acontecerá apenas nos dias dos jogos ou no período inteiro do torneio", disse o titular da Secopa (Secretaria Estadual da Copa-14), Ney Campello. "E a gente não vai colocar gente dentro do metrô antes de fazer vários testes", completou.


Campello lembrou que há questões políticas envolvidas. "O único problema é que o metrô é municipal [apesar de contar com verba estadual e federal] e, no dia 7, tem eleição. Tem que ver se a prefeitura, ainda nessa gestão, vai assumir isso. Ela sempre alega falta de recursos", disse.

A mobilidade urbana durante a Copa passou a ser o foco das atenções na capital baiana após a reconstrução da Fonte Nova ser considerada uma das mais adiantadas pelo país, já tendo superado 70% do projeto.

O metrô soteropolitano já custou entre R$ 600 milhões e R$ 700 milhões, a depender de quem faz a estimativa, superando o triplo do orçamento inicial.

Visita

Prevista para as 9h, a visita dos cerca de 50 integrantes da Fifa e do COL (Comitê Organizador Local) começou quase uma hora e meia depois.

As obras nos estádios da Copa não entraram na pauta. "Não viemos para checar obras", disse Fulvio Danilas, diretor do escritório da Fifa no Brasil. "Viemos para resolver questões operacionais, envolvendo umas 15 áreas com pessoas de todo o mundo, sobre como chegarão os times, o árbitro, a torcida, a imprensa etc.", afirmou.

Diretor de competições e operações do COL, Ricardo Trade endossou o discurso, mas se disse empolgado com o estágio da obra na Fonte Nova. "Já está sendo montada a cobertura. É muito legal para mim [ver isso], que estive aqui na implosão, em 2010", declarou.

Antes de Salvador, representantes da Fifa passaram por Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e São Paulo.

A capital baiana ainda aguarda uma confirmação oficial da Fifa para ser incluída entre as sedes da Copa das Confederações. Ao lado de Recife, a cidade está em "stand-by" -as duas capitais só entrarão caso o cronograma de obras seja respeitado. O anúncio está previsto para o final de outubro.

Por Nelson Barros Neto / FolhaPress

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Metrô de Salvador somente na Copa das Confererações, ou seja, em meados de 2013

Eleições no Recife: Confira as propostas dos candidatos para a mobilidade na cidade

Dentro da série com os candidatos de onze capitais brasileiras, o Mobilize apresenta hoje (11) a quinta reportagem, desta vez com as propostas de mobilidade urbana sustentável dos concorrentes à prefeitura do Recife.

Nossa equipe buscou saber quais os planos dos quatro primeiros colocados nas pesquisas. Segundo a última apuração do Ibope, realizada entre 31 de agosto e 1º de setembro, encabeçam a lista os seguintes nomes: Geraldo Júlio (PSB), com 33% da intenção de votos; Humberto Costa (PT), com 25%; Daniel Coelho (PSDB), com 15%; e Mendonça Filho (DEM), com 8% da preferência do eleitorado recifense. Os demais candidatos* não atingiram mais do que 1% dos votos, e por isso não foram consultados.       


Confira a seguir o que responderam os prefeituráveis do Recife à seguinte pergunta do Mobilize:

"Caso seja eleito, qual o principal projeto de mobilidade urbana sustentável que implementará durante o seu governo?” 

Geraldo Júlio (PSB)

"Como linhas norteadoras do nosso programa de mobilidade, daremos prioridade ao transporte público coletivo, retomaremos o cuidado com as calçadas, investiremos em ciclovias e ciclofaixas e implantaremos um sistema de gestão do trânsito. O programa se baseia em conceitos modernos de sustentabilidade, que pressupõem transversalidade e integração entre as diversas políticas de mobilidade que devem existir em uma cidade metropolitana.

A atuação da prefeitura será complementar e integrará as intervenções viárias executadas pelo governo estadual e previstas no PAC mobilidade. Os corredores Norte e Sul, Leste e Oeste e da BR 101 contarão com a modalidade BRT (Bus Rapid Transit ou TRO – Transporte Rápido por Ônibus), que pode ser considerado um metrô sobre rodas. Os BRTs terão estações e veículos climatizados, compra de passagem antecipada e embarque em nível (permitindo a acessibilidade).

Através do PAC Mobilidade, serão viabilizadas as obras dos corredores de transporte da segunda e terceira perimetrais, que vão da Estrada dos Remédios à Estrada Velha de Água Fria e da Av. Recife a Casa Forte, respectivamente. Caberá à prefeitura realizar intervenções na Av. Norte, Av. Domingos Ferreira e Av. Abdias de Carvalho, além de reestruturar o sistema viário e de transporte coletivo nos bairros.

Também investiremos em ciclovias e ciclofaixas, além da recuperação e implantação de calçadas, respeitando os padrões modernos de acessibilidade. Será criado ainda um amplo programa de sinalização para pedestres e veículos (sinalização horizontal e vertical e semáforos). 

Um sistema de gestão para o trânsito do Recife e região metropolitana será estruturado, a partir da implantação de uma Central de Comando e Controle, com semáforos sincronizados, controle do fluxo de veículos, treinamento da guarda municipal e realização de campanhas educativas para pedestres e motoristas.

Complementares às propostas para o trânsito, investiremos em ações de saneamento, com o objetivo de erradicar os pontos críticos de alagamento, que comprometem o fluxo de pessoas e veículos na cidade."

Humberto Costa (PT)

"Pretendo trabalhar na prefeitura do Recife com as diretrizes do Plano Nacional de Mobilidade, que prioriza o transporte coletivo, o pedestre e a bicicleta. Para isto, vou ampliar a parceria com o governo do Estado para a realização dos corredores exclusivos de ônibus (norte-sul e leste-oeste) que darão mais rapidez à locomoção das pessoas. Também vou investir em transportes coletivos mais confortáveis para os cidadãos, pensando em veículos adequados para os portadores de necessidades especiais. A cidade será pensada, desta forma, para integrar os diversos meios de transporte.

A prefeitura do Recife vai assumir ainda a responsabilidade pelas calçadas dos principais corredores de transporte e avenidas do Recife, ajudando na locomoção e na acessibilidade destas áreas. Além disto, a população será ouvida em todas as etapas da elaboração da nova política de mobilidade e poderá fiscalizar por meio do chamado Gabinete Cidadão.
Abaixo, algumas das propostas para estimular a mobilidade e o uso de ciclovias:
- Implementar as prioridades do Plano Nacional de Mobilidade Urbana, que valoriza o ciclista, o pedestre e o transporte público;
- Garantir a segurança dos ciclistas através da instalação de câmeras de monitoramento de alta definição;
- Integrar a ciclovia de Boa Viagem, de um lado com a de Piedade, e do outro com a de Brasília Formosa, até a escultura de Brennand;
- Implantar sistema de travessia para o ciclista em embarcações para o Marco Zero e, dessa forma, integrar a ciclovia de Brasília Formosa com o Centro;
- Transformar a ciclofaixa do Centro, utilizada atualmente para lazer aos fins de semana, em uma ciclovia até a Avenida Norte, que já tem ciclovia, mas que será requalificada. Dessa forma, o ciclista poderá sair de Piedade e seguir pedalando até Casa Amarela;
- Junto com o governo do Estado, implantar ciclovias nas perimetrais;
- Implantar ciclovia na Avenida Mascarenhas de Morais;
- Fazer estudo para implantação de ciclovias em outras vias da cidade;
- Incentivar a mudança de modais, ou seja, criar alternativas para que o ciclista, por exemplo, leve a bicicleta dentro do metrô, ônibus ou embarcações."

Daniel Coelho (PSDB)

"O maior problema da mobilidade urbana no Recife é a insistência dos atuais gestores em pensar que a solução para a questão do trânsito está no veículo individual. A solução vem na valorização das calçadas, pois antes mesmo de se dirigir ao ônibus, o cidadão precisa andar até a parada. Vem também na valorização do transporte público, com corredores exclusivos, passagem paga antecipadamente, veículos com ar-condicionado. E também a implantação de ciclovias integradas com todas as vias mais importantes da cidade, permitindo que o ciclista vá para qualquer ponto do Recife de bicicleta. Somente enfrentando uma mudança cultural para que o carro deixe de ser a única solução para o transporte a gente pode melhorar a mobilidade."

Mendonça Filho (DEM)

"- Criação de Ciclovias na Zonas Sul e Zona Norte (Imbiribeira, Av. Sul, Alfredo Lisboa e Av. Norte); implantação de ciclofaixas com criterioso estudo de engenharia de tráfego nos binários e radiais; e criação de rotas. 

- Implantação de corredor exclusivo de ônibus com sistema BRT na av. Agamenon Magalhães (principal via de acesso entre a Zona Sul e Norte) junto ao canteiro central, com estações cobertas sobre o canal e acesso seguro aos pedestres; implantação de túneis ou viadutos longitudinais; reestruturação da Avenida integrando ao projeto do Corredor Leste/Oeste e atendendo aos pedestres, moradores e comerciantes da região.

- Implantação de trecho da Av. Beira Rio, situado entre o Parque de Santana e a Praça do Derby, na margem direita, desafogando o trânsito das Graças, Espinheiro e Parnamirim.

- Implantar a Terceira Perimetral o trecho entre a Av. Caxangá e a Estrada do Brejo, incluindo a construção da ponte sobre o rio Capibaribe, o que possibilta integrar a circulação entre a Av. Recife e Olinda.
Trânsito caótico na Av. Dois Rios

- Implantação de corredor de transporte público pelo sistema BRT (trecho de 8,5 km), beneficiando cerca de 400 mil pessoas na Zona Norte do Recife; duplicação do acesso ao Ibura através da Av. Dois Rios; conclusão da Via Mangue, que após 12 anos só tem 25% da obra executada. 

- Implantação corredor de transporte público na Av. Domingos Ferreira.

 - A Prefeitura vai assumir a manutenção e padronização das calçadas nos principais corredores de transporte. 70% da população usa calçada diariamente."

Fonte: Mobilize

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Eleições no Recife: Confira as propostas dos candidatos para a mobilidade na cidade

Em Porto Alegre, Cadastro de usuários para o aluguel de bicicletas na Capital começa na quinta-feira

O cadastramento de usuários para o aluguel de bicicletas em Porto Alegre começa na quinta-feira. O contato será feito pelo site da empresa Samba, do grupo Serttel (http://www.movesamba.com/bikepoa), ou por meio de um canal de voz com número gratuito. Após o cadastro, o cliente pode optar pelo pagamento mensal ou diário.
Pontos das 40 estações foram divulgados nesta quarta-feira 
Por R$ 10 mensais, o cliente terá direito a usar as bicicletas todos os dias. Caso queira usar por apenas um dia, o usuário deverá pagar R$ 5. Nos dois casos, os usuários devem trocar de bicicleta a cada uma hora, para que as estações não fiquem vazias.

A liberação da bicicleta será feita por meio de um aplicativo nos smartphones, ou seja, somente para quem tiver celular com acesso à internet. No início da implementação do sistema, o pagamento ocorrerá apenas com cartão de crédito.

As cinco primeiras estações, cada uma com 10 bicicletas, estarão disponíveis na região central de Porto Alegre a partir do dia 22, Dia Mundial Sem Carro. Elas estarão localizadas nos pontos: Usina do Gasômetro, Mercado Público, Casa de Cultura Mário Quintana, Câmara de Vereadores e Largo Zumbi dos Palmares. Serão 40 estações até o dia 30 de abril de 2013, com 400 bicicletas.

Confira por onde serão distribuídas as 40 estações:

1. Mercado Público/Glênio Peres*
2. Praça alfândega*
3. Casa de cultura*
4. Gasômetro*
5. Câmara de vereadores*
6. Largo Zumbi dos Palmares
7. Redenção Brique
8. Redenção UFRGS
9. Redenção Araujo Vianna
10. José do Patrocínio x rua da República
11. Ginásio Tesourinha
12. Shopping Praia de Belas
13. Hospital de Clínicas
14. Faculdade Medicina do Hospital de Clinicas
15. Barra Shopping
16. Hospital Mãe de Deus
17. Menino Deus – Zaffari Getúlio
18. Terminal de ônibus Azenha
19. Rodoviária
20. Shopping Total
21. Complexo Puc (duas estações)
22. Campus UFRGS (três estações)
23. Ramiro x Independência
24. Protásio x Silva Só
25. Zaffari Ipiranga
26. Terminal de ônibus Antônio de Carvalho
27. Iguatemi Shopping
28. Parcão (duas estações)
29. Shopping João Pessoa
30. Praça da Matriz
31. Escola Parobé
32. Região dos Tribunais
33. Casa estudante João Pessoa
34. Fernandes Vieira x Vasco da Gama
35. Praça da Encol
36. Shopping Olaria
*as cinco primeiras estações

Informações:  Zero Hora

READ MORE - Em Porto Alegre, Cadastro de usuários para o aluguel de bicicletas na Capital começa na quinta-feira

São Paulo: Metrô e CPTM têm recorde de passageiros

á faz quase um ano que as mais recentes estações do metrô  foram abertas. Mesmo sem o acréscimo de paradas, o movimento na rede não para de subir. Na quinta-feira, as linhas do sistema registraram um recorde histórico de passageiros transportados: 4,7 milhões. Na véspera do 7 de Setembro, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) também registrou recorde: 2,8 milhões de passageiros transportados.

Os dados foram anunciados nesta terça-feira, 11, pelo secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, durante uma audiência pública sobre a futura Linha 6-Laranja na zona sul. “(Foram) 7,5 milhões de passageiros transportados, se bem que em um dia de pico. Mas em estado de regime (ou seja, nos dias de movimento normal), já estamos em 7,2 milhões.” O secretário se referia aos dois sistemas combinados.

No caso específico do metrô, o salto foi de 1 milhão de pessoas no comparativo com a média de passageiros transportados por dia útil no início de 2011. Essa quantidade crescente de usuários em um sistema sobre trilhos com o mesmo tamanho se reflete na superlotação, especialmente nas horas do rush.

Afastada do trabalho por uma doença e passageira diária, a ajudante de limpeza Maria Carmelita dos Santos, de 56 anos, reclama do invariável empurra-empurra para entrar nos vagões nos momentos mais cheios. Ela diz já ter caído uma vez em uma situação dessas. “Só vai melhorar quando decidirem construir mais linhas.”

O próprio Fernandes admite essa necessidade e afirma que o governo do Estado já começou a trabalhar. “A população quer mais, quer trilhos. E para resolver isso, estamos fazendo quatro linhas de metrô ao mesmo tempo (obras nas linhas 4-Amarela, 5-Lilás, 15-Prata e 17-Ouro), e também fazendo extensão na CPTM (na Linha 8-Diamante, em Itapevi).”

Além disso, o secretário garante que há mais por vir, como o prolongamento da Linha 2-Verde até a Via Dutra, e a construção das Linhas 6-Laranja, entre Brasilândia e a região central, e 18-Bronze (o monotrilho do ABC). Já o assessor técnico da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) Marcos Bicalho diz que a superlotação do metrô é consequência da eficiência do sistema. “Se a pessoa optar pelos ônibus vai enfrentar igualmente a superlotação e vai ficar presa no trânsito.”

Informações: boainformacao.com.br

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - São Paulo: Metrô e CPTM têm recorde de passageiros

Empresários pensam em reduzir a frota de ônibus em Natal

Donos de empresas de transporte público de Natal e Secretaria de Mobilidade Urbana ainda discutem a anulação do reajuste da passagem de ônibus na cidade. A polêmica agora é sobre o que será necessário para manter o valor em R$ 2,20.

Segundo mostrou reportagem da Inter TV Cabugi, durante o Bom Dia RN desta quarta-feira (12), os empresários estudam a possibilidade de reduzir a frota de ônibus e modificações no serviço de integração. A medida seria tomada até sair a decisão da Justiça sobre a ação do Sindicato das Empresas de Transporte (Seturn) para validar o preço de R$ 2,40.

Augusto Maranhão, diretor de Comunicação do Seturn, afirma que somente 10% da população da capital utiliza a integração - e as medidas relacionadas ao serviço não prejudicariam uma grande quantidade de usuários.

Uma usuária do transporte público que concedeu entrevista ao Bom Dia RN afirmou que pega seis ônibus por dia e seria muito prejudicada com a redução da frota, porque passaria mais tempo nas paradas.

O secretário de Mobilidade Urbana de Natal, Márcio Sá, defende que a tarifa deve ser de R$ 2,40, sob a justificativa de que o valor equilibra economicamente a atividade. Ele disse ainda que o Município não tem recursos para subsidiar o serviço, por estar em "situação econômica e financeira difícil".

Informações: G1 Natal

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebok
READ MORE - Empresários pensam em reduzir a frota de ônibus em Natal

SMTU Manaus anuncia reformas em terminais e mudança de local do T2

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos, localizada na Avenida Recife, bairro Flores, zona centro-oeste de Manaus, apresentou na manhã desta quarta-feira, 12, projeto de reformas imediatas em três terminais da cidade e mudança de local do Terminal 2, na Cachoeirinha. Atualmente, a cidade conta com cinco terminais: T1 (Avenida Constantino Nery), T2 (Cachoeirinha), T3 (Cidade Nova), T4 (Jorge Teixeira) e T5  (São José).

Segundo o superintendente adjunto da SMTU, Antônio Norte, foi realizado um estudo para a reforma e revitalização dos terminais de transporte coletivo, e ainda a possibilidade de desativação do T1, que foi descartada após a conclusão da avaliação, que durou um mês. “Eficiência, segurança, e conforto são os objetivos da SMTU após as reformas dos terminais. A população tem por direito desfrutar de um serviço de qualidade, podendo estar num espaço limpo e decente para ir ao trabalho, a escola, e outros lugares de que necessite.” destacou Norte.

O T3, T4, e T5 irão passar por pequenas reformas,ainda esse ano, como pavimentação, reforma nos banheiros, troca de piso, de torneiras, colocação de lixeiras e sinalização. O superintendente adjunto explicou que em função das obras do Monotrilho e do BRT, os três terminais, no momento irão receber reformas mínimas, porém, urgentes.

O T2 será transferido para outra localização no bairro Cachoeirinha. Segundo Antônio Norte, o terminal é muito pequeno para a quantidade de ônibus que passam pelo local diariamente. Sobre o T1, um dos mais antigos da capital, o superintendente explicou que foi cogitada a desativação, mas depois a ideia foi revista.

“ O T1 é o que tem a estrutura mais deplorável, mas optamos pela permanência por se tratar de um terminal culturalmente utilizado pela população manauense para ir até o Centro da cidade. “ disse Norte.

A analista de planejamento de transporte da SMTU, Ivanilde Oliveira, informou que os principais problemas nos terminais são de abastecimento de água, banheiros depredados, pavimentação, falta de sinalização, e principalmente, a ocupação de ambulantes na maior parte dos espaços. “Nos cinco terminais da cidade existem 413 ambulantes, além de ocuparem o espaço público, utilizam também os bancos para colocarem os isopores, deixando a população sem assentos“, destacou a analista.

A previsão é que até 2014 os dois principais terminais (T1 e T2) já tenham sido reformados. Á princípio o investimento será de R$ 1,5 milhão. “ Nós temos um evento importante se aproximando, que é a Copa do Mundo de 2014, e, do ponto de vista urbanístico, é muito importante a reforma dos terminais para o transporte público“, concluiu Antonio.

Informações: D24am.com

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - SMTU Manaus anuncia reformas em terminais e mudança de local do T2

"DJs de busão" atacam até no transporte público do Japão

Se você acha que pessoas inconvenientes — para dizer o mínimo — ouvem música alta apenas no transporte público das cidades brasileiras, você está muito enganado. O problema da falta de educação e práticas que não condizem com a situação em ônibus e metrôs é endêmico também no Japão, país famoso pela polidez dos seus habitantes.

Em resposta a isso, a administração do metrô de Tóquio preparou uma campanha muito bem-humorada e está afixando cartazes pelos vagões da cidade desde 2008, a fim de acabar com os famosos “DJ de busão” e outros tipos de mal-educados.

Em alguns dos exemplos, podemos ver que os cartazes sugerem que as pessoas pratiquem determinadas atitudes em casa ou fora do metrô. Ouvir música alta, ocupar lugares preferenciais e tomar mais espaço do que o necessário são alguns costumes que a campanha condena, entre outros.

Confira logo abaixo alguns exemplos de cartazes do metrô da capital japonesa. A galeria foi selecionada pelo site Gakuranman e traz modelos que circularam pela cidade entre 2008 e 2010.

Informações: tecmundo.com.br

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - "DJs de busão" atacam até no transporte público do Japão

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960