Rodoviária de Criciúma é reinaugurada

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Uma reforma completa foi realizada no Terminal Rodoviário de Criciúma Algemiro Manique Barreto. A reinauguração do local aconteceu na tarde de hoje. O custo total da obra gira em torno de R$ 1,3 milhão e contemplou a mudança da comunicação visual da estação rodoviária, além de uma ampla reforma na parte interna, com a construção de portões de embarque e praça de alimentação.

Um novo sistema elétrico foi instalado e o piso antigo foi substituído por um em granito. “Há quase 40 anos construímos este local e achei que não veria mais sendo um exemplo e um cartão postal”, comemorou o ex-prefeito Algemiro Manique Barreto, que dá nome a estação e era o chefe do Executivo no ano de construção.

Para o atual prefeito, Clésio Salvaro, a obra é um exemplo. “Esta rodoviária reformada está sendo entregue com um mês de antecedência. Muitos prefeitos pensaram em retirar a rodoviária deste lugar, mas nós pensamos o contrário, já que ela é um monumento do município”, destacou Salvaro. Para o presidente da Autarquia de Segurança, Trânsito e Transportes de Criciúma (ASTC), Mauro Sônego, a reforma prolongou a vida útil da rodoviária. “Este é um local de forte trânsito de pedestres e nossa principal intenção é privilegiar o pedestre e o transporte público. Agora, a rodoviária ganhou uma vida útil de mais sete anos, no mínimo”, ressaltou Sônego.

Afasc – No segundo piso da rodoviária há um espaço para aulas de pintura e exposições. A Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc) será responsável por coordenar o local. Antes, havia ali um restaurante. O local tem vista panorâmica para o setor de embarque e para a Avenida Centenário.

Mudança no trânsito – Com a reforma, a travessa que existia atrás da rodoviária foi bloqueada para o tráfego de veículos. Duas guaritas com grandes catracas deixarão apenas ônibus e veículos autorizados trafegarem ali. Para facilitar o trânsito, um trecho da rua Gonçalves Lêdo será de mão dupla, podendo os motoristas que trafegam pela avenida Centenário virar à direita antes de chegar à rodoviária.

Taxistas – Mesmo contrários à ideia, os taxistas que trabalham na rodoviária trocaram de lado. Desta forma, eles começam a atuar no portão que dá acesso à rodoviária pela rua Gonçalves Lêdo e o acesso pela rua José Ferreira Laz ficará apenas para veículos de passeio, estacionamento e embarque e desembarque de passageiros.


Fonte: Engeplus

READ MORE - Rodoviária de Criciúma é reinaugurada

Governo Federal deve pagar mais da metade do metrô de Curitiba

O Governo Federal deve pagar mais da metade do valor da construção do metrô de Curitiba. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, afirmou que R$ 1,75 bilhão será investido nas obras. O anúncio oficial deve ser feito em Curitiba pela presidente da República, Dilma Roussef, no dia 13 de outubro, segundo a ministra. A assessoria da presidente não confirmou o evento e disse que Dilma, que está em viagem internacional, retorna ao Brasil apenas no sábado (8).

O custo total da construção do metrô é avaliado em R$ 2,2 bilhões. A primeira fase terá 14 km de extensão e irá do Terminal da Cidades Industrial de Curitiba (CIC), até uma estação que será construída na Rua das Flores, no Centro.

O sistema, que deverá ficar pronto em 2016, deverá atender a 400 mil passageiros por dia. A licitação para o início das obras deverá ser feita ainda em 2011.


Fonte: G1.com.br

Share |
READ MORE - Governo Federal deve pagar mais da metade do metrô de Curitiba

Usuários do Sistema Transcol poderão acessar horários dos ônibus via Internet

Os usuários do Sistema de Transporte Coletivo de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória (Transcol) poderão, em breve, acessar informações a respeito dos horários e itinerários das linhas pela Internet ou por meio do telefone celular. A Secretaria dos Transportes e Obras Públicas (Setop) está desenvolvendo o projeto que deverá ser colocado à disposição do público entre o final de novembro e o início de dezembro.

É que todos os ônibus do sistema passarão a ser monitorados por GPS. Com o novo serviço, o usuário poderá saber em quanto o tempo um determinado ônibus vai passar pelo ponto de desejo, e se programar antes de sair de casa, da escola, do trabalho ou até do lazer.

Como vai funcionar
O sistema vai ser implantado em todos os ônibus do Sistema Transcol e, para utilizá-lo, o usuário deverá acessar o site do serviço que já está sendo criado. O acesso poderá ser realizado por meio de um computador comum, de tablet ou celular. 
 
Reprodução
O equipamento será instalado no paínel do ônibusAcesso aos horários via telefone celular.

“Esta é a primeira etapa do Sistema BRT que o Governo do Espírito Santo está implantando e que inclui outras ações e serviços, como obras para implantar novas alternativas viárias, estudos para um novo sistema aquaviário e corredores exclusivos com plataformas centrais para embarque e desembarque, além do monitoramento total do sistema”, afirma o secretário Fábio Ney Damasceno, da Setop.
Corredores exclusivos 
Estação de embarque e desembarque de passageiros no Sistema BRT
A operação se dará com veículos articulados mais modernos, equipados com computadores de bordo e capacidade para transportar até 160 passageiros. O que vai possibilitar o transporte de 25 a 30 mil pessoas por hora, o dobro do que é operado atualmente.

Centro de Controle
Centro de controle de coletivos
Outra novidade do sistema será a implantação de um centro de controle operacional, que vai monitorar toda a frota do Sistema Transcol em tempo real.

O secretário Fábio Damasceno destaca que o centro vai funcionar na sede da Ceturb-GV. Ele vai permitir que os operadores saibam em tempo real a localização de todos os ônibus, o tempo de trajeto de cada linha em todos os horários, quais linhas estão mais ou menos sobrecarregadas e os pontos onde a viagem está com atraso ou interrupções no trânsito, se será necessário destinar um veículo para reforçar determinada linha e se o veículo precisará de prioridade no semáforo.


Desenvolvimento sustentável
Segundo a premissa de respeito ao meio ambiente, as 61 estações de embarque e desembarque de passageiros estão sendo projetadas para permitir melhor ventilação natural e aproveitamento da iluminação natural, com painéis para captação de energia solar, visando à redução do consumo de energia elétrica.

Ao todo, o sistema de corredores exclusivos abrangerá um circuito de 70 quilômetros na Grande Vitória e será implantado em duas etapas distintas. A primeira terá 30 quilômetros de extensão ligando os municípios da Serra, Vitória, Vila Velha e Cariacica.


Fonte: Governo do Espiríto Santo

READ MORE - Usuários do Sistema Transcol poderão acessar horários dos ônibus via Internet

No Recife, Sistema VLT é a melhor opção para o futuro corredor da BR-101

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), através do Metrô do Recife (Metrorec), sugeriu à Secretaria das Cidades o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) como alternativa ao Bus Rapid Transit (BRT) que será implantado no corredor exclusivo a ser construído na BR-101. A CBTU/Metrorec já vinha realizando estudos sobre a viabilidade do VLT no trecho entre o Terminal Integrado da Macaxeira e a estação de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, e apresentou essas conclusões ao titular da pasta, Danilo Cabral. Apesar de ser um investimento mais caro, a principal vantagem do VLT sobre o BRT, segundo a CBTU, estaria na maior capacidade de transporte de passageiros: 150 mil, por dia, contra 110 mil do BRT.

Os estudos feitos pela CBTU foram mostrados pelos metroviários e pela equipe técnica do Metrorec ao secretário Danilo Cabral na semana passada. Segundo o gerente de manutenção da CBTU/Metrorec, Bartolomeu Carvalho, a proposta seria implantar o VLT a partir do TI da Macaxeira, passando pelo Hospital das Clínicas, Universidade Federal e terminal do Barro até chegar a Cajueiro Seco. A frota utilizada seria de 13 VLTs, cada um com capacidade para 800 passageiros. “Quem mora em Boa Viagem e estuda na Federal, por exemplo, poderia pegar o metrô na Linha Sul e seguir até Cajueiro Seco para, de lá, concluir o trajeto no VLT. O mesmo para quem sai de Igarassu, Paulista e Abreu e Lima e quer ir para a Zona Sul. Esse pegaria o VLT integrando na Macaxeira. Essa solução melhoraria o trânsito não apenas na BR-101, como também na Avenida Recife”, ponderou.

O custo de implantação do VLT seria de R$ 890 milhões. Um valor bem superior ao BRT, que está estimado em R$ 480 milhões. No entanto, Carvalho argumenta. “O VLT é mais confortável, mais seguro e polui menos. Além disso, ele atenderia a demanda dos próximos 40 anos. É um transporte que tem sustentabilidade”.

Apesar de ver a proposta da CBTU com bons olhos, a secretaria das Cidades não cogita mudar o projeto do BRT, que já está pronto e em análise no Dnit. “Mesmo com capacidade de transporte menor, o BRT atende as necessidades da população num horizonte de até 20 anos. Hoje, ficou proibitivo pensar em investimentos mais caros que demorarão a dar um retorno por causa da crise do mercado internacional”, justificou o secretário executivo de Mobilidade Flávio Figueiredo.

Saiba mais
BRT (Bus Rapid Transit)
O valor para implantação é de R$ 480 milhões
Terá capacidade para transportar 110 mil passageiros/dia
O projeto foi pensado para atender a demanda futura de 15 a 20 anos
Se a demanda subir, terá que passar por novas obras para implantar outro modal que suporte a quantidade e passageiros

VLT (Veículo Leve sobre Trilhos)
O valor para implantação seria de R$ 890 milhões
Teria capacidade para transportar 150 mil passageiros/dia
O projeto foi pensado para atender a demanda futura de 30 a 40 anos
Aumentando a demanda, não será preciso construir outra ferrovia, apenas aumentar o número de composições

Semelhanças
Tanto o BRT quanto o VLT usariam um corredor exclusivo a ser construído no canteiro central da BR-101 e teriam estações, passarelas, viadutos e elevados Nos dois sistemas, a passagem é paga antes do embarque e os dois tipos de veículos têm ar-condicionado.



Fonte: Diário de Pernambuco


READ MORE - No Recife, Sistema VLT é a melhor opção para o futuro corredor da BR-101

Porto Alegre testa ônibus híbrido em transporte público

Nesta quarta-feira, a prefeitura de Porto Alegre apresentou à população o primeiro ônibus híbrido da frota do transporte público da capital, com a presença do prefeito da cidade José Fortunati (PDT). O veículo, que funciona com motores elétricos e a diesel, ainda não tem data prevista para começar a circular, mas será testado por 15 dias e deve operar na linha T5 da Carris, concessionária pública da capital.
 
 
"É uma revolução tecnológica", afirmou o prefeito José Fortunati ao apresentar o veículo. Semelhante aos modelos já utilizados pelas linhas da concessionária, o modelo da Volvo foi experimentado anteriormente em Curitiba. O diretor-presidente da Carris, Sergio Zimmermann, afirmou que o modelo deverá receber adaptações para atender a realidade do transporte brasileiro, considerando a formatação dos equipamentos urbanos.

O modelo em teste tem tecnologia europeia e, segundo a prefeitura, o funcionamento dos dois motores possibilita reduzir em até 90% a emissão de gás carbônico (CO²), com 35% de economia no uso de combustível. Ainda de acordo com a prefeitura, os motores podem atuar juntos ou individualmente. O elétrico é acionado em arrancadas, freadas e nas velocidades de até 20 km por hora. O motor a combustível funciona em altas velocidades e alimenta o elétrico.
 
De acordo com o diretor-executivo da Dipesul, concessionária da Volvo no Estado, Joel Alberto Beckenkamp, a versão híbrida será fabricada na planta do Brasil a partir do ano que vem, pela primeira vez fora da Europa. O modelo é avaliado em outras três capitais - Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro.

Após o lançamento oficial, o prefeito e as autoridades presentes passearam no ônibus da linha Carris. Em seu discurso, Fortunati ressaltou também os investimentos da prefeitura em transporte público e o fato de que muitos dos ônibus da cidade trabalham com ar-condicionado. Na saída do ônibus, o prefeito ainda ouviu protestos e palavras de ordem de algumas pessoas, que reclamavam que o governo "pensa na Copa" e "não investe em hospitais".



Fonte: Terra

READ MORE - Porto Alegre testa ônibus híbrido em transporte público

Em São Paulo, Todos os ônibus a diesel serão trocados por combustíveis renováveis até 2018

De olho nos prazos previstos na Lei de Mudanças Climáticas, aprovada no ano passado, a Secretaria Municipal dos Transportes já estuda tecnologias que irão substituir os ônibus movidos a diesel. Em 2018, os 11 mil veículos da capital têm de ser trocados por modelos abastecidos com combustíveis renováveis.

A principal aposta da secretaria é um novo modelo de ônibus elétrico, cuja bateria é recarregada nos pontos de ônibus em no máximo 20 segundos. Dois trólebus que já circulam na cidade foram enviados para o consórcio responsável pelo desenvolvimento do sistema. Os testes com o “modelo de carga rápida” devem começar no primeiro semestre de 2012.

O projeto, ainda em fase de elaboração, se baseará na tecnologia dos trólebus. A diferença é que esses ônibus não terão as hastes que coletam a energia da rede aérea, que alimenta e impulsiona os veículos. “Haverá uma antena para captar a eletricidade. Em cada parada será colocada uma base de recarga. Com isso, os ônibus andarão mais dois pontos, onde serão reabastecidos em até 20 segundos”, explica Márcio Schettino, assessor de assuntos ambientais da secretaria dos Transportes.

Além do sistema elétrico, quatro ônibus híbridos são testados na linha 724-A (Butantã/Aclimação). Segundo a Secretaria dos Transportes, eles emitem até 90% menos poluentes do que o modelo a diesel.

Na avaliação de Jaime Waisman, especialista em transporte, o modelo elétrico é a melhor escolha, já que ele é o único que efetivamente não emite poluentes. “É uma tecnologia mais cara e, por isso, mais difícil de ser colocada em prática”, diz Waisman.

“Mais importante agora é controlar a poluição dos carros e das motos. Os dois são os que mais prejudicam o ar da cidade.” JAIME WAISAMAN, ENGENHEIRO

Trólebus passará por reforma

Até o início do ano que vem, a rede aérea de Trólebus começa a ser modernizada. Uma empresa será contratada para realizar os serviços, que devem durar cerca de três anos. A prefeitura prevê fechar o contrato de modernização até o fim do ano.
A malha aérea é antiga, com cerca de 40 anos, e, por isso, passará por reparos. “Temos problemas em alguns pontos da rede por estar desgastada. A troca do cabeamento é importante para evitar que a alavanca (haste que conecta o coletivo à eletricidade) não escape”, diz o assessor de assuntos ambientais da pasta, Márcio Schettino.

Com a modernização da rede, a ideia é ampliar a frota de trólebus, que atualmente conta com 200 veículos. Hoje, o sistema opera em 13 linhas, a maioria ligando a zona leste ao centro. A viação Himalaia é quem opera o sistema na cidade.



Share |
READ MORE - Em São Paulo, Todos os ônibus a diesel serão trocados por combustíveis renováveis até 2018

Em Curitiba, Entram em operação mais 26 novos ônibus biarticulados na linha Leste-Oeste

Na manhã deste sábado (8) entram em operação na linha Leste-Oeste 26 novos ônibus biarticulados . Às 8 horas, o prefeito Luciano Ducci embarca no terminal Campo Comprido para a viagem inaugural no megabiarticulado que liga ao Centenário num ato que marca a evolução do transporte urbano na cidade.

Os maiores ônibus do mundo entram para a Rede Integrada de Transporte no ano em que o Expresso completa 37 anos de implantação. O sistema, que criou o que o mundo conhece hoje como BRT (Bus Rapid Transit), evolui em qualidade com veículos de 28 metros de comprimento e capacidade para 250 passageiros.

Os 100 mil passageiros que diariamente utilizam a linha Centenário/Campo Comprido ganham conforto, agilidade e segurança com os novos ônibus.

A entrada em operação dos mega expressos na Leste-Oeste marca também a renovação da frota de ônibus em Curitiba que passa a contar com um novo padrão de biarticulados iguais aos Ligeirões, que já circulam nos eixos Boqueirão e Linha Verde.

Conforto e tecnologia - O investimento nos novos veículos é de R$ 26 milhões. Os ônibus, com chassis Volvo e carroceria Neobus, têm novo desenho aerodinâmico. Contam ainda com bancos mais largos, assentos exclusivos para idosos e portadores de deficiência, espaço diferenciado para cadeirantes, botão de alerta em que o cadeirante pode avisar o motorista de que vai desembarcar, e balaústres em relevo próximo aos bancos especiais, facilitando sua identificação por portadores de deficiência. As janelas panorâmicas, com vidros escurecidos, garantem melhor controle da luminosidade e mais conforto interno.
Fechamento e abertura de portas são precedidos tanto por avisos sonoros quanto por avisos luminosos, permitindo entendimento também de passageiros portadores de deficiência auditiva.

Novas Estações – Para receber os maiores ônibus do mundo, a estação da praça Eufrásio Correia foi ampliada em 10 metros. Os passageiros das linhas expressas Centenário-Campo Comprido e Santa Cândida-Capão Raso que utilizam a estação Eufrásio Correia já podem embarcar e desembarcar com mais rapidez e segurança. As estações foram ampliadas, passando de 52 metros para 62 metros de extensão.



Fonte: Prefeitura de Curitiba


READ MORE - Em Curitiba, Entram em operação mais 26 novos ônibus biarticulados na linha Leste-Oeste

Ônibus intermunicipais da Grande Vitória terão monitoramento por GPS

O sistema de transporte coletivo da Região Metropolitana da Grande Vitória (Transcol) será, em breve, monitorado por GPS. A expectativa é de que o serviço seja disponibilizado pela Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (Setop) entre o fim do mês de novembro e o início de dezembro. Com a ferramenta, os usuários terão acesso a informações precisas como horários e itinerários das linhas e saberão em quanto tempo um determinado ônibus passará pelo ponto em que está.

O serviço será adaptado a todos os ônibus do sistema Transcol e poderá ser acessado em um site específico, por meio de computador, tablet ou celular.
Segundo o secretário de Transporte e Obras Públicas, Fábio Damasceno, esta é a primeira etapa de implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit). "O projeto inclui obras para novas alternativas viárias, estudos para um novo sistema aquaviário e corredores exclusivos com plataformas centrais para embarque e desembarque, além do monitoramento total do sistema", afirma Damasceno.

Controle Operacional
O centro de controle operacional, que fará o monitoramento em tempo real da frota do sistema Transcol, funcionará na sede da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) e permitirá que os operadores saibam a localização de todos os ônibus, o tempo de trajeto de cada linha em todos os horários, as linhas mais ou menos sobrecarregadas e os pontos onde há atrasos ou interrupções no trânsito, para que veículos façam o reforço do serviço a fim de facilitar o deslocamento da população.


Fonte: G1 ES

READ MORE - Ônibus intermunicipais da Grande Vitória terão monitoramento por GPS

Mais 17 novos ônibus do transporte coletivo chegam a Manaus

Dezessete ônibus novos que atenderão às linhas das zonas norte e leste da cidade desembarcaram na tarde desta quarta-feira (05), em um porto no bairro da Ponta Negra, zona oeste da capital. Os veículos fazem parte dos duzentos coletivos que serão apresentados pela Prefeitura de Manaus no próximo sábado, dia 8, durante um evento na avenida das Torres.

Antes de começar a circular, os novos veículos passam por revisão mecânica e emplacamento. A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) está fazendo um estudo para definir as linhas que vão receber os veículos recém-chegados.

Com a chegada desses veículos, a PMM atinge a meta determinada no primeiro lote do Edital de Licitação, que é inserir mais de 400 coletivos novos na frota do sistema de transporte urbano. Até o fim de 2011, a Prefeitura vai entregar cerca de 900 ônibus novos para a população.


Fonte: D24 Am

READ MORE - Mais 17 novos ônibus do transporte coletivo chegam a Manaus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960