No Rio, Tarifa para integração entre metrô e ônibus expresso vai aumentar

sexta-feira, 27 de maio de 2011


A concessionária Metrô Rio, que administra os trens do metrô no Rio de Janeiro, informou que em razão do aumento das passagens dos ônibus municipais, a partir deste sábado (28), as tarifas de integração dos ônibus expressos com o Metrô serão reajustadas.
A integração com os ônibus expressos passa a custar R$ 4,00, enquanto a nova tarifa de integração com as linhas Barra e Jacarepaguá Expressos, que partem de Ipanema ou Del Castilho para a Barra e de Del Castilho para Curicica, será de R$ 4,10.
As demais tarifas do Metrô não sofrem alteração: a viagem nas Linhas 1 e 2 e Metrô Na Superfície (Botafogo – Gávea e Ipanema/ General Osório – Gávea) continua custando R$ 3,10 e a integração do Metrô com a SuperVia, R$ 4,20. Já a integração com os ônibus intermunicipais permanece com o valor de R$ 4,20.



Fonte: Jornal do Brasil

READ MORE - No Rio, Tarifa para integração entre metrô e ônibus expresso vai aumentar

São Paulo: Funcionários do Metrô e CPTM entram em greve na quarta

Em assembleias realizadas nesta quinta-feira, os funcionários do Metrô, da CPTM e da Sabesp de São Paulo decidiram entrar em greve a partir do dia 1º de junho.
No caso dos metroviários, uma nova assembleia foi marcada para o dia 31/05 para preparar a paralisação, segundo o sindicato da categoria.
Os metroviários reivindicam melhores salários e investimentos no Metrô. Segundo o sindicato, já aconteceram cinco reuniões de negociação, que não chegaram a resultado satisfatório.
Os metroviários reivindicam aumento salarial de 10,79% e a proposta do Metrô é de reajuste de 6,39%.
Além do aumento, o sindicato pede equiparação salarial dentro da categoria, participação nos resultados e licença maternidade de 180 dias.
O Metrô informou que acionará o PAESE (Plano de Apoio entre Empresas de Transporte frente a Situações de Emergência) para minimizar os transtornos causados pela greve.
Segundo a companhia, com o anúncio de greve, a SPTrans deverá readequar as linhas de ônibus para assegurar o transporte de passageiros ao centro da cidade.
O Metrô afirma que continuará negociando com os sindicatos e diz que considera precipitado o anúncio de paralisação.

FERROVIÁRIOS
De acordo com o sindicato dos ferroviários a proposta da CPTM, apresentada no dia 18, foi rejeitada pela categoria, que quer reajuste real de 5% nos salários, dentre outras reivindicações.
O sindicato diz que, de segunda a quarta-feira serão realizadas novas assembleias para analisar possíveis novas propostas da CPTM.


Fonte: Folha.com

READ MORE - São Paulo: Funcionários do Metrô e CPTM entram em greve na quarta

Rio vai ganhar mais seis corredores exclusivos para ônibus em Ipanema, Leblon e Méier até dezembro

O Rio vai ganhar mais seis corredores exclusivos para ônibus em Ipanema, Leblon e Méier até dezembro. A exemplo do sistema BRS que já existe em Copacabana, os trajetos terão câmeras de monitoramento, faixas e pontos exclusivos nas ruas Visconde de Pirajá e Prudente de Moraes (Ipanema), avenidas Ataulfo de Paiva e General San Martin (Leblon) e Avenida Marechal Rondon e Rua 24 de Maio (Méier). A informação foi divulgada ontem pelo subsecretário municipal de Transportes, Carlos Maiolino, durante o seminário sobre corredores exclusivos para ônibus, no Estácio.

Estudos para implantar os corredores de Ipanema e Leblon estão adiantados: “A preocupação é com a pavimentação das vias. As ruas serão fresadas, pavimentadas e sinalizadas antes de implantarmos o sistema. Estamos verificando se haverá redução ou mudança de itinerário”, diz Maiolino. A Secretaria Municipal de Obras já começou a melhorar o asfalto da Av. Ataulfo de Paiva.
Av. Marechal Rondon, no Méier, passará por fase de recapeamento e sinalização para receber corredor BRS | Foto: Ernesto Carriço / Agência O Dia
Maiolino garantiu que outros oito corredores serão implantados em outros bairros até o fim de 2012. O planejamento inclui as avenidas Rio Branco, Presidente Vargas (dois sentidos) e Rua 1º de Março, no Centro. Em Botafogo, o BRS vai passar pelas ruas São Clemente, em direção à Zona Sul, e Voluntários da Pátria, no sentido Centro.

Já na Tijuca, Zona Norte, os corredores serão implantados nas ruas Conde de Bonfim e Dr. Satamini. O primeiro sairá da Pça. Saens Peña e irá até a Av. Paulo de Frontin e outro seguirá pela Dr. Satamini até a Saens Peña.

Em Copacabana, os corredores reduziram o tempo de viagem dos ônibus. Na Av. Nossa Senhora de Copacabana, percurso que levava 23 minutos caiu para 12. Na Rua Barata Ribeiro, os ônibus passaram a cruzar a via em 11 minutos, oito a menos que antes. A Secretaria de Transportes constatou que a frota sofreu redução de 24%.

Passageiros aprovam mudança

Pesquisa do Instituto Insider a pedido da Fetranspor constatou que o trânsito melhorou em Copacabana após a implantação dos corredores exclusivos de ônibus nas Av. Nossa Senhora de Copacabana e Rua Barata Ribeiro. Em fevereiro, antes da introdução do sistema BRS, só 16% consideravam ‘boa’ (14%) ou ‘ótima’ (2%) a circulação de veículos pelo bairro. No estudo divulgado ontem, o índice subiu para 41%.

Em fevereiro, 45% classificaram como ‘ruim’ (27%) ou ‘péssima’ (18%) a circulação de veículos no bairro. No novo estudo, o índice caiu para 21%. Os pesquisadores entrevistaram 400 pessoas — 200 moradores de Copacabana, 150 trabalhadores e 50 turistas nos dias 1º de fevereiro e 20 de maio. A pesquisa constatou que a sigla BRS (Bus Rapid Service) era desconhecida por 94% em fevereiro. Já em maio, apenas 41% disseram desconhecer a marca.



READ MORE - Rio vai ganhar mais seis corredores exclusivos para ônibus em Ipanema, Leblon e Méier até dezembro

Sem acordo, Greve de ônibus em São Luís continua nesta sexta-feira

Em uma assembleia geral realizada na manhã de ontem, na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (STTREMA), na Rua Afonso Pena (centro de São Luís), motoristas e cobradores decidiram pela continuidade da greve, que completa hoje quatro dias. A proposta feita pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), de reajuste de 8,30% nos salários da categoria e no tíquete alimentação foi apresentada pela direção do sindicato, mas não foi aceita pelos motoristas.
O presidente do STTREMA, Dorival Sousa da Silva, apresentou a proposta aos rodoviários e disse que a decisão seria deles. Ele disse que em todas as greves pelas quais a categoria passou os tribunais sempre interferiram e o sindicato era obrigado a aceitar. "Mas dessa vez não vamos deixar que esta decisão nos seja enfiada goela abaixo. As pessoas precisam saber que somos uma classe organizada e que a decisão dos trabalhadores é soberana; portanto, o que for resolvido aqui o sindicato vai apoiar", afirmou.
De acordo com o Silva, a desembargadora do TRT, Márcia Andrea Farias, teria determinado que se os rodoviários não voltassem ao trabalho até as 12h de ontem, ele teria a prisão decretada. Em resposta, ele afirmou que preferia ser preso lutando pela categoria, a ser chamado de covarde pelos companheiros de trabalho.
"Já fui cobrador e hoje sou motorista com muito orgulho. Tenho caráter e dignidade, e se for expedido o meu mandado de prisão, aqui estarei, pois não vou me esconder ou deixar a sede do sindicato. Achei o percentual razoável, mas a categoria decidiu pela continuidade da greve, então só nos resta acatar e nos mantermos unidos", disse ele.
O sindicalista disse ainda que o canal de negociações continua aberto e que aguardará pelo posicionamento dos empresários em apresentarem uma nova proposta.
Dorival Silva ressaltou que o Sindicato das Empresas de Transportes (SET-São Luís) paralisou praticamente 100% da frota dos coletivos no intuito de prejudicar a categoria que ainda tentou cumprir a decisão judicial de manter um determinado percentual nas ruas, mas os ônibus teriam sido recolhidos sob a ordem do sindicato patronal.
"O SET aproveita o momento para tirar vantagem da situação e distorcer o nosso movimento junto à sociedade. Inclusive com o aumento das tarifas, o que nós rodoviários somos declaradamente contra", declarou.
Em nota divulgada na imprensa a assessoria de comunicação do TRT informou ontem que não foi expedido pela Justiça do Trabalho do Maranhão nenhum mandado de prisão contra o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Transportes Rodoviários de São Luís. Ainda de acordo com o Tribunal, caso seja constatado o crime de responsabilidade, a ação deverá ser encaminhada à Justiça Federal para ser analisada.


READ MORE - Sem acordo, Greve de ônibus em São Luís continua nesta sexta-feira

São Paulo tem frota pioneira de ônibus movidos a álcool

São Paulo é desde esta quinta-feira (26) a primeira cidade das Américas a usar no transporte coletivo uma frota de ônibus movidos a álcool. Essa é uma iniciativa para melhorar o ar.
Na apresentação, teve distribuição de rapadura e o prefeito animado ao volante. Gilberto Kassab desfilou com o ônibus pelo Anhembi para mostrar que do escapamento não sai fumaça escura. “Aprovei. É muito positivo para a cidade e espero que em breve tenhamos centenas de veículos como esse”, diz.
É da mesma cana-de-açúcar que se faz rapadura que vem o combustível para mover o motor do ônibus.
“O bagaço da cana é queimado para gerar energia que a gente precisa no processo de produção do etanol. O excedente é vendido para a rede elétrica”, afirma Mark Lyra, diretor de tecnologia.
Buscar um combustível limpo para a frota que move o paulistano é uma das alternativas para melhorar o ar da cidade.
A nova tecnologia mais limpa também é mais cara. Os ônibus movidos a etanol custam R$ 400 mil. São R$ 100 mil a mais que os ônibus a diesel. Eles também consomem mais. Rodam um quilômetro com um litro de combustível.
Em compensação, os novos veículos emitem menos material particulado e 90% menos dióxido de carbono, um dos principais responsáveis pelo aquecimento global. Até o fim de junho, serão 50 ônibus a etanol nas ruas.
Cinquenta é um número simbólico perto dos 15 mil ônibus e micro-ônibus da capital. Mas, por lei, a Prefeitura de São Paulo é obrigada a usar combustível menos poluente em toda frota até 2018.


Fonte: G1 SP

READ MORE - São Paulo tem frota pioneira de ônibus movidos a álcool

Londrina terá campanha "Respeite os idosos em ônibus"

A Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL) e a Secretaria Municipal do Idoso lançam, nesta sexta-feira (27), às 13h, no Terminal Urbano, a campanha de conscientização aos usuários do transporte coletivo para que respeitem os assentos reservados aos idosos nos ônibus.

A campanha foi criada após um processo participativo com 20 grupos de idosos, de todas as regiões da cidade, acompanhados pela Secretaria do Idoso que discutiram o tema "Segurança do Idoso no Transporte Coletivo" e propuseram ações de conscientização.

A proposta vencedora veio do Grupo de Convivência do Idoso do Conjunto Armindo Guazzi e prevê afixação de cartazes no interior dos ônibus com a mensagem: "Respeite os idosos hoje, para que no futuro você seja respeitado".
O lançamento da campanha terá também a participação do Grupo de Convivência de Idosos do Jardim Sabará, com apresentação do "Rap do Idoso". O grupo ira cantar música que foi idealizada especialmente para o tema respeito ao idoso no transporte coletivo. (As informações são da assessoria de imprensa do Metrolon)
Fonte: Bonde

READ MORE - Londrina terá campanha "Respeite os idosos em ônibus"

Em São Paulo, Ônibus pararam por 06 hs na zona norte

Após uma paralisação de quase seis horas na garagem do Jardim Peri, na zona norte de São Paulo, os ônibus da viação Sambaíba voltaram a circular por volta das 8h desta quinta-feira (26). Segundo os funcionários da empresa, houve um consenso a respeito da aplicação de multas aos coletivos em uma reunião nesta manhã e por isso eles voltaram a circular. No horário, os ônibus começavam a deixar as garagens.

Funcionários que operam 34 linhas que levam passageiros da zona norte aos terminais Santana e Parque Dom Pedro 2º, no centro da cidade, ficaram parados desde as 3h30 desta quinta. No período, ficaram sem circular 239 ônibus. A paralisação foi uma iniciativa de funcionários que afirmam não concordar com a política de multas aplicadas a eles.

Por causa do protesto, a SPTrans - empresa pública que administra o sistema de transporte na capital - chegou a acionar o Paese (Plano de Atendimento Entre Empresas em Situação de Emergência), disponibilizando 96 coletivos extras para atender a população. Por volta das 9h, segundo a SPTrans, o plano emergencial já estava desativado por causa da normalização da circulação dos coletivos da viação Sambaíba.

Motivação 
A paralisação ocorreu porque os funcionários reclamam dos valores das multas descontadas do salários deles. Segundo um dos funcionário, que não se identificou, uma multa por causa de um passageiro que passa por baixo da catraca sem autorização, por exemplo, é de R$ 720, sendo que o salário que recebem é, em média, de R$ 1.500. Os funcionários ainda afirmam que se uniram nessa manifestação sem o apoio do sindicato.

A SPTrans não soube informar o número de usuários que foram afetados pela paralisação.  


Fonte: R7.com

READ MORE - Em São Paulo, Ônibus pararam por 06 hs na zona norte

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960