BRT é prioridade no PAC da Copa, explica Marcio Fortes

quinta-feira, 20 de maio de 2010


O ministro Marcio Fortes participou na manhã desta quarta-feira (19) do seminário “BRT’s na Copa do Mundo: do projeto ao concreto”, realizado em Campinas (SP), abordando as iniciativas do governo Federal na área de mobilidade urbana.

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner, ex-prefeito de Curitiba, também participou do evento, promovido pela Mercedes Benz.

O ministro apresentou projetos do PAC da Mobilidade Urbana da Copa, destinados a melhorar a mobilidade urbana das cidades que vão sediar a Copa do Mundo de 2014 durante o evento e que deixarão um legado para a população após o evento. O tipo de projeto que receberá maior volume de investimentos federais será o BRT (Bus Rapid Transit).

Há 20 projetos de BRT que o governo Federal apoia com financiamento do FGTS e do BNDES nas cidades de Belo Horizonte (6), Cuiabá (2), Curitiba (1), Fortaleza (4), Manaus (1), Porto Alegre (2), Recife (2), Rio de Janeiro (1) e Salvador (1).

“Escolhemos muitos projetos de BRT por causa das vantagens que eles apresentam em comparação com os outros modais, como o metrô e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT): a menor relação entre custo e número de passageiros transportados ”, explicou o ministro.

Segundo Marcio Fortes, o alto custo de uma obra de metrô ou de VLT (Veículo leve sobre Trilhos) fez com que São Paulo optasse por pedir financiamento para uma obra de monotrilho. “O custo da terra nas grandes cidades é muito alto.

Para construir o seu BRT, o Rio de Janeiro estima investir cerca de R$ 300 milhões apenas em desapropriações de terrenos por onde ele passará”, afirmou.

PAC 2 – Além dos investimentos que visam a realização do Mundial de 2014, o ministro abordou os investimentos em mobilidade urbana previstos na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento, conhecida como PAC 2.

“Enquanto investimos R$ cerca de 3 bilhões em obras do metrô no PAC 1, reservamos R$ 18 bilhões para projetos de mobilidade no PAC 2”, afirmou o ministro, acrescentando que parte dos recursos poderá ser usada para custear a elaboração dos projetos.

A exemplo do PAC 1, o governo Federal vai convocar prefeitos, governadores e seus secretariados para discutir a priorização dos projetos que serão apoiados pelo PAC 2. “Nós não vamos impor nada, queremos ouvir quais são as obras mais importantes para melhorar a mobilidade em cada município ou região metropolitana”, concluiu Fortes.

Fonte: Ministério das Cidades
READ MORE - BRT é prioridade no PAC da Copa, explica Marcio Fortes

Estações do metrô de São Paulo ganharão barreira acústica


A reclamação de muitos paulistanos sobre o excesso de ruído gerado pelo metrô em trechos elevados, como é o caso das estações Pedro 2º, Brás e Bresser-Mooca ganhará um atenuante. A empresa vai instalar, até o final do ano, barreiras acústicas entre essas estações.

Ainda de acordo com o texto, a fase atual é de licitação para escolha da empresa que instalará a barreira --espécie de parede com alturas variadas que acompanhará os trilhos e será revestida de materiais isolantes, como cortiça.
Problema crônico em linhas ferroviárias, a emissão de ruídos é mais grave na linha 1-azul e em trechos da linha 3-vermelha, que, por serem mais antigas, não passaram pelos licenciamentos ambientais quando foram construídas. E também pelo envelhecimento da estrutura como ocorre com amortecedores de carros. O desgaste gera ainda a formação de ondas nos trilhos.

Fonte: Folha online
READ MORE - Estações do metrô de São Paulo ganharão barreira acústica

Salvador: Metrô começa a entrar nos trilhos



O secretário de Transportes e Infraestrutura, Euvaldo Jorge, técnicos da prefeitura e do Consórcio Metrosal visitaram, na manhã de ontem, as obras do metrô de Salvador, previstas para serem concluídas em setembro.
“Vamos colocar os trens nos trilhos dentro de oito meses”, garantiu o secretário, ressaltando que, após a finalização da parte física das estações, serão iniciados os ajustes dos trens – por mais quatro meses – mas ainda não há previsão de quando o sistema começa a funcionar. A estimativa é que o transporte beneficie cerca de 30 mil pessoas. Na última sexta-feira, o prefeito João Henrique entregou ao presidente da Companhia de Transportes de Salvador (CTS), Hebert Motta, e à diretoria do Consórcio Metrosal uma notificação do Tribunal de Contas da União autorizando a contratação das obras do Pátio Auxiliar de Manobra (PAM) e as chamadas obras de Solo Mole (solos que necessitam de reforço para suportar cargas especiais), orçadas em R$ 13 milhões.
No projeto inicial do metrô, o PAM estava previsto para ser construído após o percurso do sistema (12 quilômetros), na Estação Pirajá. Como o governo federal dividiu a obra em duas etapas, foi necessário fazer novo pedido para a construção da área após os primeiros seis quilômetros, ao final da Estação Norte, na Rótula do Abacaxi. Com a construção destas duas últimas obras desta primeira etapa, a prefeitura garante concluir os 2% restantes das obras civis do metrô, mas o secretário ainda não arrisca uma data para o início do funcionamento do metrô, já que resta uma série de etapas a serem cumpridas.
“Finalizados as obras até o final de setembro, começam as fases de revisão dos trens, montagem, testes operacionais e capacitação dos profissionais, há ainda estudos referentes à avaliação comercial e redimensionamento da frota de ônibus”, destaca Euvaldo Jorge.
Acompanhados pela imprensa, o secretário e os técnicos percorreram os 6 km do metrô, passando por todas as quatro estações – Lapa, Campo da Pólvora, Brotas e Acesso Norte (Rótula do Abacaxi).
“Está praticamente tudo pronto”, diz o diretor de planejamento da Companhia de Transportes de Salvador (CTS), José Hamilton Bastos, destacando a necessidade de instalação de duas escadas rolantes e dois elevadores – para deficientes físicos – a cada estação. Para servir a população, foram instalados quatro banheiros em cada estação.
“Quem chegar a Estação de Brotas poderá, através das escadas rolantes, ter acesso à Avenida Bonocô e ao Viaduto das Pitangueiras, nos Gales, outra vantagem é que a Estação da Rótula está acoplada à estação de ônibus”, informou Bastos, demonstrando as facilidades do sistema.
Na chegada da Estação de Brotas, os visitantes foram surpreendidos por uma grande quantidade de lixo, descartado do alto de uma encosta e espalhado por entre os trilhos do metrô. “Estou entrando em contato com a Limpurb agora mesmo para resolver esta questão”, garantiu o secretário.

Fonte: Tribuna da Bahia
READ MORE - Salvador: Metrô começa a entrar nos trilhos

São Paulo: Obra viária em meio a 6 milhões de veículos é paliativo


A cidade de São Paulo está em colapso, e sua capacidade de absorver a frota de automóveis já se esgotou há anos. Ainda assim, cerca de mil novos carros entram em circulação por dia na cidade, o que faz a frota crescer cerca de 15 vezes mais do que a população da cidade! Tal situação é resultado de uma urbanização historicamente voltada para a satisfação dos interesses econômicos da indústria automobilística, dos segmentos de maior renda que preferem o carro ao transporte público - e alimentada por uma cultura política que sempre valorizou as obras viárias como grande trunfo eleitoral. Some-se a isso o total descaso da nossa sociedade com as camadas mais pobres, e o resultado é que ainda hoje os maiores investimentos em transporte - como as novas vias da Marginal do Tietê ou o Rodoanel - são voltados para o carro, e não para o transporte público, embora o uso do automóvel represente apenas 30% das viagens diárias feitas na cidade! Paris, por exemplo, iniciou a construção do seu metrô no final do século 19 e, por isso, constituiu uma cultura urbana voltada para a mobilidade por transporte público, uma solução hoje muito mais adequada aos novos desafios de sustentabilidade ambiental. Aqui, embora tenhamos começado nosso metrô junto com a Cidade do México, no início dos anos 70, hoje temos quatro vezes menos linhas do que eles.

A região do Morumbi não tem do que reclamar, já que para conectá-la melhor ao centro foram construídos um túnel sob o Rio Pinheiros e uma moderníssima ponte estaiada, pelos quais, pasmem, não podem passar ônibus! Mesmo assim, não há milagre que minimize o impacto de 6 milhões de veículos na cidade. Por isso, qualquer lançamento imobiliário vai carregar significativamente o trânsito, e soluções de melhoria viária serão apenas paliativas. A questão não é somente repensar e regular o ritmo de lançamentos imobiliários, em uma cidade em que o mercado atua com grande liberalidade, mas realizar um replanejamento da opção de transporte que São Paulo fez, pensando, a longo prazo, em uma cidade realmente mais justa, e não só voltada para os usuários de automóveis.

Fonte: O Estado de S.Paulo
READ MORE - São Paulo: Obra viária em meio a 6 milhões de veículos é paliativo

São Paulo: Nova passarela traz conforto aos usuários da estação Calmon Viana


A Estação Calmon Viana, por onde circulam os trens das linhas 12-Safira [Brás - Calmon Viana] e 11-Coral [Luz - Estudantes] da CPTM, ganhou uma nova passarela metálica, em substituição à velha estrutura de degraus de madeira, que era o único acesso às plataformas de embarque e desembarque. A nova estrutura já está liberada para utilização, enquanto são realizados os trabalhos de instalação da cobertura e piso emborrachado. Ela conta com três torres que vão acomodar os elevadores e rampas de acesso para deslocamento de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

A substituição da antiga passarela faz parte das obras de reforma e modernização da Estação Calmon Viana, prevista para o segundo semestre desse ano. Além da nova passarela, a estação ganhará uma nova plataforma, a de número 4, além das 3 em operação, o que permitirá acomodar dois trens da Linha 12-Safira ao mesmo tempo, trazendo maior conforto aos usuários.

A novidade ajudará a diminuir o intervalo entre trens, melhorando o fluxo de embarque e desembarque.O projeto também inclui a construção de banheiros públicos [inclusive para pessoas com deficiência], rampas de acesso, novas salas operacionais, além da instalação de um gerador de energia.

As obras de modernização da Estação Calmon Viana fazem parte do Plano de Expansão do Transporte Metropolitano, no valor de R$ 23 bilhões até 2011, que irá quadruplicar a extensão da rede com qualidade de metrô, dos 60 km, no início de 2007, para 240 km [sendo 162 km de linhas da CPTM].

Acessibilidade

No final de março, a CPTM entregou as obras de modernização das estações Ceasa, Villa Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária. Outras estações do sistema passarão por obras de pequeno, médio e grande porte, adaptação em acessibilidade, readequação e reconstrução. Até 2014, todas as estações da CPTM deverão estar totalmente acessíveis.

Fonte: CPTM
READ MORE - São Paulo: Nova passarela traz conforto aos usuários da estação Calmon Viana

Sindicato mobiliza paralisação dos coletivos em Taubaté


O Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba pode ter paralisações nas empresas de transporte coletivo de Taubaté e em outras cidades do Vale. Os funcionários reivindicam melhorias de salários e benefícios.

Segundo o presidente do Sindicato dos Condutores, José Carlos de Souza, no ano passado as empresas tiveram grandes lucros e têm condições de oferecer um salário mais digno para a categoria.

No primeiro encontro entre o sindicato da categoria e a Avetp (Associação das Empresas de Transporte de Passageiros do Vale do Paraíba, foi oferecido 7% de reajuste salarial, 5,49% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) mais 2% de aumento real.

Na próxima segunda-feira, dia 24 de maio, haverá uma nova reunião das entidades para debater o assunto.

Fonte: Guia Taubaté
READ MORE - Sindicato mobiliza paralisação dos coletivos em Taubaté

Em teste, BRT circula pela cidade de Cuiabá

Modelo Bi-Articulado de São Paulo

Cuiabá e Várzea Grande começaram ontem a testar o provável modelo de transporte coletivo que deverá agilizar o trânsito das cidades até a Copa de 2014, o Bus Rapid Transit (BRT).

Um ônibus articulado de 20 metros, com capacidade para 139 passageiros, circulou pelas ruas das cidades com técnicos das prefeituras, representantes da Agecopa e consultores que estão elaborando o novo projeto de mobilidade urbana para Cuiabá.

O modelo utilizado no teste, um veículo Volvo já com motivos pantaneiros, é um dos que provavelmente serão utilizados no sistema BRT caso seja implantando na Grande Cuiabá, como apontou o coordenador de Mobilidade Urbana da Agecopa, Rafael Detoni.

A viagem de teste servirá para que os elaboradores do plano de mobilidade avaliem a viabilidade do sistema. “É um veículo confortável e seguro, de piso de baixo, que vai atender os deficientes e se adapta à necessidade de toda a comunidade”, observou o coordenador de transportes da SMTU, Leopoldino Pereira.

O veículo seguiu pela rota dos principais corredores planejados para a Grande Cuiabá – o primeiro passando pela avenida do CPA e da FEB até o aeroporto de Várzea Grande e o segundo saindo do Centro de Cuiabá até a região do Coxipó, passando pela avenida Fernando Corrêa.

Entretanto, outras vias estiveram no roteiro, que incluiu o bairro Verdão, a avenida Agrícola Paes de Barros, a avenida Miguel Sutil, travessa Tufik Aff, avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha) e Coronel Escolástico.

O BRT é um sistema de transporte coletivo baseado em grandes corredores urbanos. Seguindo o modelo aplicado pioneiramente em Curitiba (PR), tais corredores são construídos em pistas das principais avenidas das cidades e permitem somente a passagem dos ônibus – de grande capacidade e grande velocidade.

A pavimentação conta com reforço de cimento e as plataformas de embarque, onde os passageiros pagam pelos bilhetes, geralmente são construídas nos canteiros centrais. (Com assessoria)

Fonte: Diário de Cuiabá
READ MORE - Em teste, BRT circula pela cidade de Cuiabá

Grande Vitória: "Soluções para o transporte público coletivo têm que ser metropolitanas"


Nos últimos dez anos, o transporte individual cresceu 400% no Espírito Santo e essa evolução só demonstra o quanto é fundamental investir para tornar, mais eficiente, o sistema público de transporte coletivo. No caso específico de Vitória é fundamental, ainda, que esta melhoria seja planejada a partir de uma abordagem metropolitana.
A avaliação é do novo secretário municipal de Transporte e Infraestrutura Urbana de Vitória, o engenheiro civil, Fábio Ney Damasceno, que tomou posse no cargo em solenidade realizada na última semana, no salão anexo ao gabinete do prefeito João Coser.
Damasceno ressaltou, também, que seu objetivo é dar continuidade à implementação de políticas voltadas para a melhoria da iluminação pública. "Devemos buscar novas tecnologias que garantam eficiência energética", afirmou o novo secretário.

Modernização
Engenheiro civil, com especialização nas áreas de Trânsito e Transporte, Fábio Damasceno lembrou que é preciso garantir da qualidade da operacionalização do sistema viário do município. "Não é admissível que uma via com três pistas tenha uma obstruída por estacionamento irregular. Temos que realizar uma gestão de qualidade ", disse.
Ele acrescentou que um exemplo de modernização na gestão do trânsito da cidade é a implantação dos "semáforos inteligentes", com o início do funcionamento do programação Operação Assistida em Tempo Real, que vai monitorar, a cada segundo, o tráfego e determinar o tempo de permanência dos sinais verdes.

Ao dar posse ao novo secretário, o prefeito João Coser afirmou que a escolha de Damasceno levou em conta a experiência profissional do engenheiro nas áreas de Trânsito e Transporte. Coser chamou a atenção para a importância da gestão democrática, envolvendo vereadores, representantes do movimento social e o do setor privado.
"Nós temos um dos melhores sistema de transporte coletivo do país e esse é um grande desafio, pois precisamos melhorar ainda mais", disse o prefeito.

Fonte: Diário de Vitória
READ MORE - Grande Vitória: "Soluções para o transporte público coletivo têm que ser metropolitanas"

Blumenau: Obra nos corredores de ônibus é transferida para sexta-feira


As obras de implantação dos corredores de ônibus na rua Sete de Setembro, no Centro, que estavam previstas para iniciar nesta quinta-feira, dia 20, foram transferidas para amanhã, dia 21.

De acordo com o secretario de Obras, Alexandre Brollo, a decisão de mudar a data foi embasada na grande quantidade de veículos que circulava na via pela manhã. "Optamos por começar a obra na sexta-feira, até para não interferir no trânsito que já estava bastante tumultuado, com o fluxo de veículos acima da média na manhã de hoje".

Os trabalhos começam pelo trecho próximo ao terminal da Fonte e seguem em direção a rua Amadeu da Luz. Os motoristas que trafegam pelo local devem ficar atentos, pois a pista será interditada conforme as obras forem prosseguindo. Além da reestruturação do pavimento, também será realizada a instalação de concreto nos pontos de parada e arrancada dos ônibus e a implantação de sinalização horizontal. A expectativa é concluir as obras até o final de agosto.

A implantação dos corredores será realizada de modo gradativo nas ruas Sete de Setembro, Avenida Beira-Rio, Avenida Martin Luther, Engenheiro Paul Werner, São Paulo e Dois de Setembro. A obra será executada com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor total de R$ 4,6 milhões.

Corredores de ônibus:

Os corredores de ônibus são vias, exclusivas ou preferenciais, dedicadas à circulação de transportes públicos rodoviários para que haja maior fluidez no tráfego. Com o objetivo de proporcionar mobilidade urbana, especialmente nos horários de pico, a Prefeitura planejou a implantação de nove corredores de ônibus na área central do município.

A mudança permitirá que os transportes coletivos tenham uma faixa própria na qual poderão circular com mais velocidade e chegar próximo ao horário esperado pelo usuário, tanto nos pontos de rua quanto nos terminais.

Fonte: JusBrasil
READ MORE - Blumenau: Obra nos corredores de ônibus é transferida para sexta-feira

Termina a greve de motoristas de ônibus em Guarulhos e Arujá, na Grande SP


Os motoristas e cobradores de Guarulhos e Arujá, na Grande São Paulo, concordaram em voltar ao trabalho na tarde desta quinta-feira. Em uma reunião no Tribunal Regional do Trabalho, a categoria aceitou a proposta do desembargador e voltará a negociar o reajuste salarial com representantes das seis empresas de ônibus da região.
A paralisação, iniciada na manhã desta quarta-feira, afetou cerca de 1,3 milhão de pessoas. Segundo a categoria, o estado de greve permanece e, caso não haja acordo, uma nova paralisação deve acontecer em uma semana.
Uma reunião entre os trabalhadores e as empresas deve acontecer nesta sexta-feira pela manhã. Os motoristas e cobradores querem 14,1% de aumento salarial. Além disso, eles pedem o aumento do valor do vale-refeição e o fim da dupla jornada de motoristas, que em algumas linhas atuam também como cobradores.

Fonte: O Globo
READ MORE - Termina a greve de motoristas de ônibus em Guarulhos e Arujá, na Grande SP

Salvador: Rodoviários decidem se entram em greve por tempo indeterminado


Rodoviários se reunirão em assembleia geral, na manhã e tarde desta quinta-feira, 20, para decidir se deflagram greve por tempo indeterminado. O indicativo de paralisar foi sinalizado, nesta quarta, 19, durante as assembleias feitas pelo Sindicato dos Rodoviários na Bahia em garagens de 20 empresas de ônibus do transporte urbano, intermunicipal e fretamento na capital.
Embora com menos atribulações do que no último dia 30 de abril, quando o sindicato realizou reuniões na porta de 16 empresas, as assembleias de ontem resultaram também em atrasos e pontos de ônibus cheios no início da manhã. A situação só começou a melhorar por volta das 10h, quando a maior parte dos motoristas já havia saído das garagens.
O titular da Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador), Miguel Kertzman, definiu como “retrógrada” a ação dos sindicalistas. “A (empresa) Joevanza só foi liberada às 13h. Não faz sentido que a população seja prejudicada por uma discussão sobre salário num setor que é privado, mas é público também”, enfatizou.

Greve geral - A assembleia geral, marcada para esta quinta, acontece após 12 rodadas de negociações para campanha salarial dos rodoviários neste ano, e que até o momento não resultaram em acordo com os empresários. Entre as reivindicações, está o reajuste salarial de 15%, ao que o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps) só sinalizou com aumento de 2,8%.
Se acatado, o “estado de greve” deverá ser deflagrado somente 72 horas depois da decisão. “Greve não é bom para ninguém, mas é a única arma que o trabalhador tem”, enfatizou o presidente do sindicato dos rodoviários, Manoel Machado.

Fonte: A tarde

READ MORE - Salvador: Rodoviários decidem se entram em greve por tempo indeterminado

Audiência deve decidir greve de ônibus em Guarulhos


Representantes do sindicato dos condutores de Guarulhos e das empresas de ônibus participam na tarde desta quinta-feira (20) de uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em São Paulo, para decidir a greve da categoria. Cerca de 1,3 milhão de passageiros são afetados em Guarulhos e Arujá, na Grande São Paulo.
A greve dos motoristas e cobradores entrou no segundo dia com apenas 30% dos coletivos (ou 350 dos 1.131 carros) nas ruas.
Os grevistas ainda não chegaram a um acordo com os donos das seis empresas que fazem o transporte coletivo nas duas cidades. Os trabalhadores querem aumento salarial de 14,1%, mas as empresas oferecem 5,5%.
Nesta quinta-feira (20), os grevistas passaram a madrugada no portão da Viação Vila Galvão, contando cada ônibus que ia para a rua. De lá, saíram 130 carros.
Teoricamente, os táxis são uma alternativa de transporte. A prefeitura autorizou os taxistas a levarem os passageiros, cobrando a mesma tarifa dos ônibus, que é de R$ 2,65. Mas, na prática, essa medida não está dando certo. Os taxistas continuam trabalhando normalmente, cobrando o que é registrado no taxímetro. Restam as vans, mas elas passam lotadas pelos pontos de ônibus.



Fonte: SPTV
READ MORE - Audiência deve decidir greve de ônibus em Guarulhos

Obras do metrô de Salvador ficam prontas em quatro meses


Segundo informações do secretário municipal de transporte e infraestrutura, Euvaldo Jorge, as obras de construção civil do metrô de Salvador devem ficar prontas dentro de quatro meses. Após esse período, mais quatro meses serão reservados para testes operacionais.
Com essa previsão, a população só poderá utilizar o meio de transporte em 2011. Já foram gastos quase R$ 1 bilhão nas obras em dez anos. A comitiva de técnicos da Prefeitura fez questão de mostrar a existência de banheiros nas estações. Contudo, os banheiros são nas áreas administrativas. Mas, segundo Jorge, eles terão acesso liberado para os usuários.

Fonte: iBahia.com

Leia mais sobre esta obra
READ MORE - Obras do metrô de Salvador ficam prontas em quatro meses

Guarulhos: Justiça determina que 30% da frota de ônibus volte a circular

Em Guarulhos e Arujá, cerca de um milhão de moradores ficaram sem ônibus por causa da greve. Donos de empresas se reuniram com motoristas e cobradores, mas não houve acordo sobre aumento salarial.
Fonte: SPTV
READ MORE - Guarulhos: Justiça determina que 30% da frota de ônibus volte a circular

São Luís: Justiça determina volta imediata da circulação dos ônibus


O presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), desembargador Gerson de Oliveira, determinou, na tarde desta terça-feira (19), que o reajuste dos rodoviários em greve será de 4%. Na decisão, o magistrado decidiu que os benefícios sofrerão alteração e que 100% da frota de ônibus deve voltar a circular imediatamente.

Gerson de Oliveira destacou a eficiência da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), na fiscalização da frota mínima estipulada pela Justiça na greve. A SMTT comprovou, com dados e fotos, o não-cumprimento da determinação, o que contribuiu para a decisão final do TRT sobre a greve.

Ainda na manhã desta terça-feira, após determinação do presidente do TRT de que 50% da frota dos ônibus da cidade deveriam circular, a Prefeitura, por meio da SMTT, intensificou a fiscalização dos 255 ônibus que circularam durante a greve dos rodoviários.
De acordo com o secretário municipal de Trânsito e Transporte, José Ribamar Oliveira, a fiscalização começou bem cedo, as 04h00 da manhã. Os ônibus se concentraram no Anel viário, onde boa parte dos motoristas e cobradores das empresas de ônibus permaneceu parada. Uma parte da categoria descumpriu a determinação do TRT e houve paralisação por parte dos rodoviários.
“O transporte coletivo é um serviço essencial para o povo e não pode ser interrompido. A intenção do prefeito João Castelo é a de resguardar o direito da população e a Prefeitura vem trabalhando neste sentido”, assegurou José Ribamar Oliveira.
Devido ao não cumprimento do acordo, foi realizada uma reunião, durante todo o dia, para discutir a questão na sede do TRT. Participaram o secretário da SMTT, Ribamar Oliveira, o presidente do Tribunal, Gerson de Oliveira, e representantes e técnicos dos sindicatos dos rodoviários e dos empresários.
Relatório documentado - Na reunião, Ribamar Oliveira Filho entregou um relatório técnico para os presentes, onde constavam as informações do que havia acontecido durante a greve dos rodoviários, revelando que apenas 20% da frota estava circulando até aquele momento. O secretário voltou a reiterar que o interesse da Prefeitura é de restabelecer o serviço fundamental do trabalhador.
O presidente Gerson de Oliveira destacou a questão da autarquia, onde a decisão tem que ser respeitada para que se mantenha a ordem e pregou a conciliação a ambas as partes. “Temos que ter experiência, bom senso e consciência daquilo que vamos fazer. A conciliação precisa ser boa para os dois lados”, frisou o desembargador.
Já o procurador regional do Ministério Público Estadual, Roberto Magno Moreira, disse que a paralisação é profundamente desgastante para a população e também destacou a eficiência da SMTT em relação ao cumprimento da fiscalização por parte dos agentes de trânsito.
O presidente do Sindicato dos Rodoviários, José Rodrigues, afirmou que a paralisação por parte dos rodoviários não tem o apoio do sindicato e diz que está lutando pelo reajuste salarial de 12% e aumento do valor do tíquete-alimentação de R$ 243,00 para R$ 290,00.
Já o presidente do Sindicato de Empresas de Transporte (SET), José Luís Medeiros, disse que não há como negociar se a ordem for descumprida, uma vez que ficou acordado que 50% da frota circularia, o que acabou não acontecendo.

Fonte: Brasil Portais
READ MORE - São Luís: Justiça determina volta imediata da circulação dos ônibus

Metrô de Brasília tem problemas cada vez mais frequentes

A série Os Rumos do Metrô mostra que a rotina enfrentada pelos passageiros é cheia de dificuldades. Lentidão e atrasos são cada vez mais comuns. A falta de manutenção é uma das causas dos problemas.
Fonte: DFTV
READ MORE - Metrô de Brasília tem problemas cada vez mais frequentes

Metrô de Teresina agora tem horários de saidas pré-estabelecidos


As melhorias introduzidas pelo Governo do Estado no sistema metroviário de Teresina resultaram na satisfação do usuário, que agora dispõe de um calendário de bolso, indicando os horários de saída da Estação Engenheiro Alberto Silva (Shopping da Cidade), com o qual ele pode calcular o tempo que o metrô leva para passar por cada terminal, considerando que todo o percurso é feito em 45 minutos.

A Companhia Metropolitana de Transportes Públicos (CMTP) está disponibilizando esse calendário, em que consta o mapa do trajeto do metrô. O funcionamento é de segunda a sexta, de 6 horas às 20 horas.São nove estações: Engenheiro Alberto Silva, Matinha, Frei Serafim (Estação Ferroviária), Ilhotas, Boa Esperança, Renascença, Parque Ideal e Dirceu II.

Os horários de saída do Terminal Engenheiro Alberto Silva são os seguintes: 6h28, 7h45, 9h, 18h20, 11h45, 13h05, 14h35, 15h55, 17h20 e 18h45.

Além do conforto proporcionado pelo ar-condicionado e outras melhorias introduzidas nos carros de passageiros, o metrô é isento dos incômodos estressantes provocados pelo trânsito de Teresina, como os constantes engarrafamentos. É uma viagem tranquila, sem sinal vermelho pela frente. O maquinista tem apenas o cuidado de sempre ligar a buzina ao se aproximar dos cruzamentos.

Estudantes, trabalhadores, profissionais liberais, servidores públicos e policiais de várias comunidades da região Sudeste adotaram o metrô de Teresina como meio de transporte. Toda a região do Grande Dirceu é beneficiada pelo sistema.

O metrô de Teresina é componente fundamental e o principal estruturador da malha de transporte público urbano da capital, exigindo grandes modificações nas linhas de ônibus e nas vias urbanas, prevendo o projeto o atendimento a uma demanda de 31 mil passageiros por dia.

Fonte: Antônio de Pádua

READ MORE - Metrô de Teresina agora tem horários de saidas pré-estabelecidos

CPTM: Estão abertas as inscrições para o novo concurso público


Estão abertas até 27/5 as inscrições para o novo concurso público da CPTM - Edital 003/2010, que oferece nove vagas para os níveis Fundamental e Médio. Os cargos são: caldeireiro, carpinteiro, conservador de via permanente, manobrador, operadores de máquinas operatrizes, serralheiro e técnico de manutenção I.

As inscrições devem ser feitas pelo site da organizadora do concurso, a Conesul [http://www.conesul.org/]. A taxa cobrada é de R$ 12,40 para todos os cargos.Para os candidatos à vaga de técnico de manutenção I, os interessados devem ter registro no CREA e apresentar certificado de conclusão do curso de Ensino Médio com formação em curso técnico. Para as vagas de manobrador e conservador de via permanente, é exigido certificado de conclusão de Ensino Fundamental. Já para os outros cargos o candidato precisa ter concluído Curso de Qualificação específica voltado para o cargo, além de ter o Ensino Fundamental completo. Para todas as vagas a idade mínima é de 18 anos.

Provas

A prova de conhecimentos teóricos será aplicada em 13 de junho de 2010 [domingo]. Ela contará com 50 questões, sendo 25 de português e 25 de matemática para os cargos que exigem Ensino Fundamental completo. Já para os de Ensino Médio completo serão 15 de matemática, 15 de português e 20 de conhecimentos específicos. Os candidatos que concorrerem à vaga de operador de máquinas operatrizes e forem aprovados na prova de conhecimentos teóricos e checagem de pré-requisitos e comprovação de documentos também realizarão prova prática.

Fonte: CPTM
READ MORE - CPTM: Estão abertas as inscrições para o novo concurso público

Sindicato ameaça greve do transporte coletivo de Jundiaí


O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Jundiaí e Região anuncia a possibilidade de greve da categoria, na próxima semana. Ontem de manhã ocorreu uma reunião entre representantes do sindicato e empresas de transporte coletivo, mas não houve acordo sobre as reivindicações da categoria. Mediante inflação de 5,41%, os trabalhadores querem 5% de aumento real, mais melhorias no ticket refeição (de R$ 8 para R$ 10), na cesta básica e também inclusão de convênio odontológico.

Segundo o presidente do sindicato, Laurindo Lopes, a contraproposta das empresas do transporte coletivo é de 5% de reajuste salarial e mais nenhum benefício. "Estamos no aguardo de uma nova assembleia, pois o que eles nos ofereceram está muito aquém do que a categoria está pedindo. Se não houver acordo até o fim desta semana ou início da próxima, pode ser que haja greve", destaca.

Lopes acrescenta que há 1.500 trabalhadores na área do transporte coletivo em Jundiaí. "Pedimos paciência aos trabalhadores. Qualquer decisão que houver será retroativa ao dia 1º de maio e o pagamento, após o 15º dia de junho", avisa. A assessoria da Prefeitura informou que não tinha conhecimento da ameaça de greve.

READ MORE - Sindicato ameaça greve do transporte coletivo de Jundiaí

Termina a greve do transporte coletivo de Uberlândia


Depois de três dias, a greve dos motoristas e cobradores de ônibus do transporte urbano em Uberlândia chega ao fim. Em audiência que durou seis horas e que terminou por volta das 21h30 de ontem, realizada na Justiça do Trabalho, representantes dos trabalhadores e das empresas que prestam o serviço chegaram a um acordo. No fim da audiência, o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte de Uberlândia (Sindtran) informou que os ônibus voltam a circular hoje, podendo haver um fluxo menor de pessoal, caso nem todos os funcionários fossem avisados a tempo. “Pedimos a compreensão da população já que nem todos os trabalhadores foram informados do fim da greve. Até sexta-feira, tudo voltará à normalidade”, disse o juiz da 2ª vara do Trabalho, Marco Aurélio Treviso.
Durante a audiência, o magistrado e o procurador do Trabalho Fábio Lopes formularam duas propostas, a partir das reivindicações da categoria e do sindicato patronal. As propostas foram colocadas em votação na assembleia de urgência da categoria em frente ao prédio da Justiça do Trabalho. Os cerca de 100 funcionários presentes concordaram com o reajuste de 6,5% sem alteração da dupla pegada, que hoje tem um intervalo de três horas entre um turno e outro. Na outra proposta, o reajuste era de 7%, mas as empresas aumentavam a dupla pegada para cinco horas de intervalo. A convenção coletiva tem validade de dois anos para todos os acordos, sendo negociados no ano que vem apenas o aumento de salário e o ticket alimentação.
A proposta aprovada contempla o mesmo porcentual de reajuste apresentado pelas empresas na última sexta-feira (14) em audiência no Ministério Público do Trabalho, rejeitado pela categoria. Segundo o presidente do Sindtran, Célio Moreira da Silva, a greve teve fim com o mesmo reajuste salarial da semana passada porque ontem outras reivindicações foram atendidas. “O que fez com que a greve acontecesse foi a retirada de alguns direitos nossos que já eram realidade. Nesta audiência conseguimos manter o plano odontológico da família e o pagamento do reajuste retroativo ao mês de março”, afirmou.
As empresas pagarão 60% do reajuste retroativo em 22 de junho e 40% em 10 de julho. Além disso, também concordaram em dar aos trabalhadores uma garantia de estabilidade de 45 dias a partir de ontem.

READ MORE - Termina a greve do transporte coletivo de Uberlândia

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960