Recife: Projeto do corredor da Av.Norte é apresentado

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010


O governo do Estado, através da Secretaria das Cidades e do Grande Recife Consórcio de Transporte, realizou hoje uma audiência pública no Centro de Convenções de Pernambuco (Auditório República Pernambucana) para apresentar o projeto de implantação do corredor exclusivo de ônibus Av. Norte Miguel Arraes de Alencar, nos moldes do Transporte Rápido por Ônibus (TRO). Após a conclusão do projeto básico, elaborado pelas empresas LOGIT e Maia Melo Engenharia, o Grande Recife Consórcio de Transporte dará início ao projeto executivo, além da elaboração do edital de licitação das obras do Corredor da Av.Norte Miguel Arraes de Alencar.

O edital será publicado até o final do primeiro trimestre de 2010 e o prazo estipulado para a operação do corredor é de 18 meses. O corredor, orçado em aproximadamente R$ 198 milhões (recursos do BNDES), terá início na BR-101, a partir do Terminal de Integração da Macaxeira, seguindo por vários bairros da Zona Norte do Recife como: Vasco da Gama, Casa Amarela, Encruzilhada e Santo Amaro, encerrando na avenida Cruz Cabugá, no centro do Recife. O equipamento, que beneficiará ao todo 17 bairros daquela região, terá uma extensão de aproximadamente 8,1Km, favorecendo inicialmente cerca de 118 mil usuários que utilizam as 21 linhas de ônibus que trafegam atualmente pelo trecho, além de possibilitar a ligação ao Sistema Estrutural Integrado (SEI).

Ao todo, serão 17 estações, que permitirão integração entre as linhas alimentadoras e a troncais. O corredor terá as seguintes características: em determinados trechos os coletivos farão o deslocamento em faixas exclusivas elevadas. Em outras rotas o percurso dos ônibus será feito em faixas exclusivas em nível. O projeto, que visa priorizar o transporte coletivo, diminuindo o conflito entre o transporte público e o tráfego misto de veículos, também inclui a criação de binários e trechos com ciclovias. Entre as características dos corredores destinados ao TRO está a construção de vias e faixas exclusivas e segregadas para o tráfego dos coletivos; implantação de estações de embarque/desembarque modernas e adequadas aos padrões internacionais de mobilidade e segurança.

O pagamento das tarifas poderá ser feito nas estações, a exemplo do que acontece em cidades como Bogotá, na Colômbia, agilizando o processo de embarque; o piso das estações será elevado, possibilitando o embarque no mesmo nível da entrada dos coletivos, etc. Além disso, o TRO promoverá automaticamente a modernização da frota, incluindo a instalação de equipamentos como GPS, displays eletrônicos, entre outros, que possibilitarão o envio de informações, como horário de chegada e saída das estações em tempo real para os usuários.

Em todo o mundo, a implantação deste tipo de projeto trouxe a melhoria da qualidade do serviço ofertado aos usuários, com ênfase para o crescimento da confiabilidade, conforto e segurança e da redução de custos operacionais. Outra característica positiva observada em cidades que possuem o sistema foi à atração gradativa de passageiros que migraram do uso diário do automóvel para o sistema de transporte público de transporte.
READ MORE - Recife: Projeto do corredor da Av.Norte é apresentado

SP terá seis garagens integradas a estações do Metrô e da CPTM em 2010


Seis estacionamentos interligados com estações da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) serão construídos neste ano na capital paulista. Cerca 1.400 vagas deverão ser criadas. A expectativa do Metrô é de que os motoristas deixem os veículos nesses locais e usem o transporte coletivo, aliviando o trânsito. A primeira garagem, na Estação Guaianazes, será entregue até março. Também terão estacionamento as estações de Metrô Brás e Belém, da Linha 3-Vermelha; Tamanduateí e Santos-Imigrantes, da Linha 2-Verde; e a de trem Dom Bosco, da Linha 11-Coral. Ainda não há definição do cronograma.

"Os estacionamentos seguem o conceito de integração do Metrô e da CPTM, que será concretizado com a Linha 4-Amarela. A ideia principal das garagens é atrair o público que tem carro e aliviar o viário da cidade", diz Sérgio Brasil, diretor de Assuntos Corporativos do Metrô. Especialistas afirmam que a iniciativa é boa, mas seu sucesso dependerá do serviço oferecido pelo Metrô e pela CPTM aos motoristas. "É preciso avaliar o conforto e o custo que o transporte coletivo vai oferecer ao usuário. Ele não trocará seu veículo se o serviço não for adequado", explica José Thadeu Braz, da Divisão de Infraestrutura do Instituto de Engenharia de São Paulo. Segundo Luiz Célio Bottura, ex-presidente da Dersa e consultor de tráfego, "o Metrô e a CPTM ganharão caráter de malha viária". Há duas possibilidades de administração das garagens: pelo Metrô e CPTM ou por concessionárias. Os preços devem seguir os praticados nas estações Bresser e Marechal Deodoro, que já têm o serviço: o período de 12 horas custa R$ 11,20 - a hora adicional sai por R$ 1. O valor dá direito a duas viagens de metrô, trem ou ônibus enquanto o veículo estiver estacionado.
READ MORE - SP terá seis garagens integradas a estações do Metrô e da CPTM em 2010

Empresas serão obrigadas a rebaixar piso de ônibus intermunicipais no Rio


O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou que o estado vai publicar nesta quinta-feira um decreto tornando obrigatória a utilização de ônibus de piso baixo em diversas linhas intermunicipais de transporte de passageiros. Estes veículos dão mais conforto ao usuário, que não precisam subir escadas para entrar no ônibus, e facilitam o acesso a cadeirantes.
- Vai ser um ganho de civilidade, ainda mais quando lembramos que já publicamos um decreto que obrigará toda frota intermunicipal a ter ar-condicionado nos ônibus intermunicipais até 2016 - disse o governador.
A medida não vai valer apenas para as linhas intermunicipais que trafegam em locais muito acidentados, pois há limitações técnicas para o piso baixo. De acordo com Sérgio Cabral, o processo de substituição da frota será gradual e o prazo para fazê-lo estará no decreto que será publicado nesta quinta-feira.
READ MORE - Empresas serão obrigadas a rebaixar piso de ônibus intermunicipais no Rio

João Pessoa recebe mais 33 ônibus novos sendo 03 deles articulados

Ônibus articulado em Recife
Três ônibus articulados, também conhecidos como “sanfona” ou “minhocão”, serão apresentados na próxima terça-feira (19), às 8h00, na Estação Ciência e imediatamente passarão a circular no sistema de transporte coletivo urbano de João Pessoa. Nessa entrega também estarão outros 30 novos ônibus, totalizando 33 veículos zero quilômetro que compõem o primeiro lote de renovação da frota prevista para este ano no transporte público da capital. A solenidade de entrega desses novos ônibus será presidida pelo prefeito Ricardo Coutinho e ocorrerá imediatamente após o lançamento da nova campanha referente à faixa de pedestres cujo slogan será: “Faixa de Pedestre: A Gente Respeita e a Cidade Anda Melhor”.

Com a incorporação desses 33 veículos, a frota da capital paraibana disponibilizará um total de 91 ônibus acessíveis. Além dos elevadores, do novo design e da motorização eletrônica, todos os 33 novos ônibus possuem itens que melhoram a acessibilidade da população. Os 30 novos ônibus convencionais têm portas mais larga, medindo 1,10m, ao invés dos 0,90cm dos ônibus convencionais mais antigos. Os veículos são equipados com uma cadeira especial, mais larga, destinada a gestantes e obesos. Eles também têm corrimões especiais para deficientes visuais e sinal de parada com escrita em Braile (linguagem dos sinais).

Os ônibus também já vêm equipados de fábrica com um dispositivo que só possibilita a partida após o completo fechamento das portas, o que diminui o risco de acidentes. Já os três veículos articulados se constituem num pioneirismo na Paraíba. Pois, além de possuírem todos os diferenciais de acessibilidade dos outros 30 ônibus eficientes, eles são 7,15m mais longos, medindo 18,15m, ao invés dos 11 metros dos veículos convencionais.

Os articulados possuem três portas, sendo a central mais larga ainda (1,25cm), além dos elevadores, facilitando ainda mais o embarque e desembarque. Outro fator positivo para o usuário é que, apesar de terem quase a extensão de dois ônibus tradicionais juntos, eles possuem 59 assentos, pouco mais que os convencionais (53) e menos que os ônibus trucados que contam com 62. Isso implica num ganho de mais espaço interno no veículo tanto no corredor, quanto entre as poltronas, que também estão mais confortáveis, devido a uma maior altura no estofado. Escadas sinalizadas, amortecendo os desníveis no veículo e ainda itinerários eletrônicos na lateral e na dianteira dos ônibus são outros diferenciais dos ônibus articulados.
READ MORE - João Pessoa recebe mais 33 ônibus novos sendo 03 deles articulados

Terminal central de passageiros de Criciúma será reformado

O terminal central de passageiros do transporte coletivo de Criciúma passará por reformas a partir da próxima semana. Na segunda-feira (18), conforme o presidente a Autarquia de Segurança, Trânsito e Transporte de Criciúma (ASTC), Mauro Sonego, será entregue a ordem de serviço para a empresa responsável pelos trabalhos que deverão ocorrer em três meses. “Assim que entregarmos a ordem de serviço, a empresa terá cinco dias para iniciá-los”, comentou o presidente.
O custo da reforma é de R$ 145 mil, recursos da ASTC. Serão trocados 50 metros de calha, 70 metros quadrados de telhas classificadas, noventa barras de três metros da treliça da cobertura, 430 tubos metálicos que compreende a estrutura da treliça espacial, dez metros de terça e limpeza com lavação a seco da cobertura de todo o terminal que é de 5.656 metros quadrados.
Essa reforma vai solucionar os problemas de manutenção da cobertura. “O terminal não tem risco de colapso na sua estrutura. O que se tem, são problemas pontuais, por falta de manutenção”, disse Sonego. Ele lembra que há alguns anos foi realizada a limpeza geral do local, mas reforma e manutenção geral nunca havia sido feitos, desde a sua inauguração. “A reforma será executada no período noturno e foi programada nesse período por apresentar menos fluxo de pessoas, em decorrência das férias escolares”, completou o presidente.
READ MORE - Terminal central de passageiros de Criciúma será reformado

Governador do DF sanciona lei do passe-livre estudantil


O passe livre estudantil deve beneficiar, indiretamente, todos os usuários do transporte público do DF. Com o repasse dos recursos às empresas, não haverá aumento no valor das passagens até o final de 2010. Atualmente, os alunos pagam apenas um terço do preço normal da tarifa e os outros dois terços são bancados pelo próprio sistema.Entre as emendas mantidas pelo governador está a que assegura mais transparência ao sistema.

A operadora do Sistema de Bilhetagem Eletrônica (SBA) e o Metrô-DF devem enviar ao DFTrans todo mês a relação dos estudantes cadastrados, com os créditos referentes a cada beneficiário. O governo também deverá divulgar na internet, até o último dia útil do mês que subsequente, relatório com avaliação de dados da execução do Passe Livre.

A Lei do Passe Livre garante a gratuidade do transporte público para estudantes dos Ensinos Fundamental, Médio e Superior, além dos alunos de cursos técnicos e profissionalizantes (reconhecidos pela Secretaria de Educação e com carga horária superior a 200 horas-aula) e de faculdades teológicas ou instituições equivalentes.

Cada beneficiado terá direito a até 54 passes mensais para fazer o itinerário casa-escola-casa, que vale para ônibus, metrô, micro-ônibus e, futuramente, veículo leve sobre trilhos (VLT) ou Pneus (VLP). O direito também será estendido para transporte até estágios obrigatórios.
READ MORE - Governador do DF sanciona lei do passe-livre estudantil

Agetran investe na cobertura de mais mil pontos de ônibus em Campo Grande


Os técnicos da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) já iniciaram os levantamentos para a instalação de mais mil abrigos nos pontos de ônibus em Campo Grande. Atualmente existem 3.348 abrigos, deles 1.300 estão cobertos. Com a instalação dos novos abrigos, serão 2300 cobertos. Os recursos para a construção e instalação dos abrigos são na ordem de R$ 3,5 milhões e são parte dos R$ 55 milhões liberados pelo Ministério das Cidades, por meio da Caixa Econômica Federal dentro do Programa de Financiamento de Infra-estrutura para o transporte coletivo Urbano da capital.

O titular da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade Júnior explicou que mais de 70% dos usuários do transporte coletivo deslocam-se no sentido bairro/centro/bairro e 30% no sentido bairro/bairro. “Temos orientação do prefeito Nelson Trad Filho para instalar o mais rápido possível estes abrigos para dar mais conforto aos nossos usuários”, comentou.

Segundo o prefeito Nelson Trad Filho a instalação dos abrigos de ônibus está incluída no Plano Diretor de Transporte Urbano de Campo Grande. “Esta é mais uma conquista para a capital. Para isso temos uma equipe que trabalha afinada para conseguirmos os recursos para promover mudanças de melhorias que possam melhorar a qualidade de vida da população de nossa cidade”, frisou.
READ MORE - Agetran investe na cobertura de mais mil pontos de ônibus em Campo Grande

Licitação do transporte coletivo de Sorocaba já tem 23 interessados


O edital da licitação para o chamado lote 1 do transporte coletivo de Sorocaba já foi retirado por 23 interessados. De acordo com a assessoria de imprensa da Urbes -Trânsito e Transporte, o acesso à documentação é possível para pessoas físicas e jurídicas por meio de pagamento de R$ 50.
Ainda de acordo com a assessoria não há como definir o interesse na participação da concorrência. A abertura acontece no dia 10 de fevereiro, às 10h.

Uma novidade é que a empresa que vencer a concorrência não vai mais receber por quilômetro rodado e sim por passageiro transportado. A ganhadora vai operar 43 linhas que antes estavam sob responsabilidade da TCS (Transporte Coletivo Sorocaba) que teve o contrato rompido.
Empresas operam em caráter de urgência

A prefeitura fez a contratação emergencial de quatro empresas (Reunidas Paulista, Rosa, Jundiá e Viação São João) que assumiram as 43 linhas operadas pela empresa até que seja concluído o processo de licitação. “Se não houver nenhum problema esperamos que tudo seja concluído até junho ”, diz o presidente da Urbes, Renato Gianolla.
READ MORE - Licitação do transporte coletivo de Sorocaba já tem 23 interessados

Prefeitura de Porto Velho anuncia mudanças no trânsito


Ainda no primeiro semestre deste ano, a Prefeitura da capital vai promover mudanças na avenida 7 de Setembro. Veículos não poderão mais parar no lado direito da via, a não ser os ônibus do sistema de transporte coletivo. Os pontos de táxi serão transferidos para ruas secundárias.
A secretária municipal de Transportes e Trânsito, Fernanda Moreira, explicou que no lado direito da 7 de Setembro será criada uma espécie de corredor com a instalação de uma faixa. Carros de passeio poderá transitar, desde que não parem.
Segundo a secretária, os “pontos de táxis” serão transferidos para as ruas secundárias. Veículos de carga também não poderão parar na faixa
“Acreditamos que dessa forma, além de desafogarmos o trânsito no centro da cidade, também estaremos contribuindo para diminuir os índices de acidentes e o tempo de percurso dos coletivos, já que 95% dos ônibus trafegam pela Sete de Setembro”, explicou.

Ela disse, ainda, que por determinação do prefeito Roberto Sobrinho (PT), outras ações serão implementadas, como a construção de mais seis quilômetros de ciclovia na avenida José Vieira Caula, entre as avenidas Rio Madeira até a Mamoré.
“O prefeito Roberto Sobrinho reconhece a opção e a necessidade de grande parcela da população de Porto Velho em utilizar bicicletas. As ciclovias garantem a essas pessoas o direito de utilizar esse tipo de transporte de forma segura”, afirmou Fernanda Moreira. Ela disse, ainda, que um plano de mobilidade urbana que está sendo elaborado pelo consórcio responsável pela construção da Hidrelétrica Santo Antônio, como forma de contrapartida, vai propor a construção de outros corredores exclusivos para ônibus e de uma rede de ciclovias.
READ MORE - Prefeitura de Porto Velho anuncia mudanças no trânsito

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960