Salvador vai ganhar dois corredores transversais

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O Governo da Bahia anunciou na sexta-feira (27) o investimento de R$ 1,24 bilhão para obras de mobilidade urbana em Salvador. A implantação dos Corredores Transversais, compostos por duplicação e construção de vias, será licitada por intermédio de Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

A assinatura da ordem de serviço para o início das obras está prevista para o primeiro trimestre de 2014. Já o prazo para a execução dos corredores estruturantes é de 36 meses, a partir da assinatura da ordem.

O Corredor Transversal 1, com aproximadamente 13 quilômetros de extensão, começa na Orla Atlântica de Salvador, passa pela avenida Pinto de Aguiar, que está sendo ampliada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), faz ligação com a avenida Gal Costa, via túnel, e se estende até os bairros de Capelinha e Pirajá para desembocar no Lobato, na avenida Suburbana.



Já o Corredor Transversal 2 começa na BR-324, no bairro de Águas Claras, a partir da Via Regional e Vale do Rio Jaguaribe (futura avenida 29 de Março), passando pelo Bairro da Paz, na avenida Paralela, e se estendendo até a Orla, via avenida Orlando Gomes - que também será ampliada -, totalizando 12 quilômetros e beneficiando principalmente a população do bairro de Cajazeiras.

O projeto de construção dos corredores transversais prevê a ligação das regiões que sempre viveram separadas entre si - a suburbana, o miolo e a orla. O projeto estima que uma pessoa que more no Lobato ou na Plataforma, chegue ao metrô em menos de cinco minutos e ao Parque de Pituaçu em menos de 30.

Os corredores transversais terão pista dupla, com três faixas por sentido, sendo exclusiva para o transporte de massa, com progressão para operação do tipo BRT. Estão inclusas ainda a construção de ciclovias, túneis, viadutos, contenções, sinalização, urbanização e obras complementares.

Informações: R7.com

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960