Em Natal, Corredor de ônibus da Av. Bernardo Vieira está cheio de Buracos

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Virou rotina para os motoristas caírem nos muitos buracos das vias de Natal. Passado o susto inicial, ao voltar no local, normalmente conseguem desviar do problema. Agora, imagine ser obrigado a passar todos os dias pelo mesmo buraco. É o que acontece com os ônibus que tem a Avenida Bernardo Vieira como percurso diário. Os veículos das quatro empresas responsáveis pelo transporte dos passageiros para Zona Norte caem diariamente 2.200 vezes no mesmo buraco, localizado no cruzamento com a avenida Interventor Mário Câmara (Avenida 6) - essa é a quantidade diária de viagens realizadas. Diante da situação, os empresários podem desviar a rota e sair do corredor exclusivo para ônibus da avenida ainda esta semana.
Foto: Carlos Santos
Inaugurada há três anos, a Bernardo Vieira é a única via com faixa exclusiva para ônibus em Natal e já pede uma reforma urgente. Além do crescente número de buracos, que também estão aumentando, o desnivelamento do asfalto está cada dia pior, forçando os motoristasa saírem de suas faixas, o que pode causar acidentes e ainda gerar uma multa ao condutor.

Segundo o proprietário da empresa Guanabara, Fernando Queiroz, uma das que mais usam a via na rota dos transportes, todos os dias o motorista é obrigado a passar por dentro do buraco, visto que não há espaço para desviar dentro da faixa exclusiva. "Tem foto do local, o buraco vai aumentando a cada dia e não tem como o motorista desviar", ressalta o empresário. Fernando entrou em contato com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) para conseguir uma solução mais rápida para o caso.

Os prejuízos vão desde corte de pneu, passando por problemas na suspensão do veículo e atrasos nos horários de saída, até a queda no número de passageiros, em razão de um possível desvio do caminho feito pelo ônibus. Fernando afirma que pediu a uma equipe da empresa para avaliar a situação no trecho mais esburacado da avenida, caso fique constatado a impossibilidade de transitar no local, os ônibus farão um caminho alternativo. Os empresários estudam como será feita essa mudança.

De acordo com o chefe do departamento de Estudos e Projetos da Semob, Flávio Nóbrega, foi feita uma solicitação à Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semopi) para tampar o buraco, que prometeu até sexta-feira solucionar o problema. "Não é fácil desviar o fluxo de uma faixa exclusiva", disse afirmando ter pedido prioridade no caso.

    Mais Notícias do Rio Grande do Norte


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960