Maringá: Bilhetes de papel da TCCC serão substituídos por cartões

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

A partir deste domingo (10), os bilhetes de papel dos ônibus da empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) não serão mais vendidos no terminal urbano. Quem quiser adquirir uma passagem avulsa, deverá comprar um cartão, semelhante ao que é utilizado atualmente, que conterá créditos em uma quantidade específica.
"Venderemos cartões com uma, duas, e até dez passagens. Assim que os créditos acaberem, o usuário deverá comprar outro cartão no terminal urbano, pois eles não serão renováveis", explica o assessor executivo da TCCC, Francisco Vasconcelos.
De acordo com Vasconcelos, os bilhetes de papel ainda serão aceitos nos ônibus até o dia 31 de dezembro deste ano. "Quem tiver este tipo de passagem poderá utilizá-lo normalmente até o fim do ano", ressalta.
A intenção da empresa é fazer com que os ônibus circulem com uma quantidade mínima de dinheiro no caixa. "Assim evitamos assaltos e aumentos a segurança dos nossos clientes", afirma o executivo.
Segundo Vasconcelos, cerca de 5% dos usuários da empresa utilizam os bilhetes de papel. A empresa deseja, com esta mudança, aumentar o número de passageiros que usam o cartão de recarga.
"Atualmente são mais de 120 mil bilhetes de papel por mês. É um número pequeno perto dos cartões de recarga, que representam mais de 2, 5 milhões de passagens por mês", ressalta o executivo.
A TCCC sugere aos cliente que adquiram os cartões personalizados. "Sabemos que muitos ainda preferem o bilhete avulso, mas queremos aumentar o número de usuários com cartões de recarga, pois estes são mais seguros e dão vários benefícios aos clientes, como desconto de 10% fora dos horários de pico, além da integração entre as linhas", ressalta.
A TCCC afirma que não haverá impacto no valor das passagens com a mudança dos bilhetes de papel para os cartões.

Fonte: O Diário

Share |

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960