São Paulo: Três linhas de ônibus ligarão região ao Metrô

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O Grande ABC terá três linhas de ônibus exclusivas para ligar a região com a futura Estação Tamanduateí do Metrô.
Sem especificar data, o governo do Estado promete que a inauguração da estação será realizada nas próximas semanas.
Ao Diário, funcionários da obra, que está em ritmo de finalização, disseram ontem que a abertura poderá ser realizada neste sábado.
A Estação Tamanduateí, que integra a Linha 2-Verde, a mesma que atravessa a Avenida Paulista, é a parada de Metrô mais próxima da região.
Na divisa com a Capital, a Avenida Guido Aliberti, em São Caetano, está longe apenas 1,9 quilômetro da nova estação.
O corredor permitirá também integração com a Linha 10-Turquesa, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), que serve o Grande ABC.
As três linhas intermunicipais que transportarão os passageiros do Grande ABC até o Metrô partirão de Santo André (Príncipe de Gales e Vila Palmares) e São Caetano (Jardim São Caetano).
A resolução que estabelece as linhas foi publicada no último dia 10. A administração é da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).
As linhas serão operadas pelas viações Padre Eustáquio, Santa Paula e Tucuruvi Transportes e Turismo.
O bilhete de integração entre os ônibus e as estações Tamanduateí do Metrô e da CPTM custará R$ 4,60.
A expectativa é de que coletivos comecem funcionar ao mesmo tempo em que forem iniciadas as operações da estação.
Também na Linha Verde, outras duas paradas foram inauguradas neste ano - Vila Prudente e Sacomã.
A primeira foi aberta no mês passado e está em fase de testes. A segunda funciona desde janeiro. A Estação Tamanduateí está localizada entre esses duas estações.

VLT
Sem data para entrar em funcionamento, outro modal de transporte público também promete ligar o Grande ABC com a estação Tamanduateí.
A ideia é construir um VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), que partirá de São Bernardo com destino ao Metrô.
O projeto ainda está em fase de estudos - em parte financiada pela União -, mas o objetivo é construir uma pista elevada, por onde irão transitar as composições.

Fonte: Diário do Grande ABC

Share |

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960