Rio Ônibus vai entrar na Justiça contra greve dos rodoviários

sábado, 22 de maio de 2010


Em nota divulgada pelo Rio Ônibus, o presidente Lélis Teixeira considera injustificada e ilegal a greve dos rodoviários marcada para segunda-feira. Ele argumenta que acordo coletivo entre os sindicatos patronal e dos trabalhadores acabou de ser assinado.

O Rio Ônibus informou ainda que solicitou apoio à secretaria de Segurança na segunda-feira e que vai entrar na Justiça para que a greve seja decretada ilegal.

O Sindicato dos Rodoviários entrará em greve a partir da 0h da próxima segunda-feira. A informação foi dada pelo blog Casos de Cidade. A paralisação, que poderá prejudicar 3,4 milhões de pessoas, acontece dois meses após o sindicato firmar um acordo coletivo, com aumento de 5% na capital e de 7% no Grande Rio.

Entre as principais reivindicações, estão reajuste salarial de 15% e o fim da dupla função para motoristas que fazem as vezes de trocador. O Rio Ônibus, que representa as empresas de viação, ainda não se manifestou sobre a nova greve.

A assembleia desta sexta foi provocada por opositores que tentam criar outro sindicato. O mesmo grupo paralisou 11 empresas no dia 12 de abril, num movimento considerado ilegal pela Justiça do Trabalho e que deixou 120 mil passageiros a pé.- Daquela vez, faltou muita gente à assembleia e começaram a parar empresa por empresa, através desse sindicato fajuto.

Além disso, sempre ganhamos mais do que os colegas da Baixada e tem patrão que não paga hora extra e nem cumpre o acordo coletivo. A categoria se revoltou - diz o presidente do sindicato, Antônio Onil da Cunha, o Branco.

No próximo dia 9, a prefeitura promete divulgar o edital de licitação das linhas de ônibus, mas o Tribunal de Justiça deve publicar na próxima segunda uma decisão da 12ª Câmara Cível condicionando-a à indenização das empresas que perderem suas permissões. A Procuradoria-Geral do Município só se pronunciará após ser notificada, mas o prefeito Eduardo Paes já disse ser contra.

Fonte: O Globo

1 comentários:

sera minha disse...

este LELIS TEIXEIRA sempre foi assim ,so defende os patroeso salario de motorista sempre foi
5 salario minimo ,,,cobrador 2%[meio]
a muito k este safado luta pra diminuir o salario dos motoristas
e acabar com cobrador
resultado conseguiu acabar com cobrador e diminuir o salario do motorista .porque nposso sindicato foi comprado .ate hoje so conheci 2
presidentes de sindicatos que lutavão em beneficio de trabalhado
foi INACIO LULA DA SILVA e
ATAIDE dos rodoviarios
tenho nojo desse LELIS

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960