Curitiba: Passageiros aprovam Estação da Leitura no Terminal Pinheirinho

sábado, 24 de abril de 2010


Passageiros que circulam pelo Terminal Pinheirinho podem a partir de agora conhecer os mistérios de Sherlock Holmes, as diabruras do Gato de Botas, os amores de Dona Flor e as aventuras de Moby Dick. O terminal ganhou a primeira Estação da Leitura de Curitiba, onde a comunidade pode emprestar livros gratuitamente.

A Estação da Leitura é uma das ações do programa Curitiba Lê, inaugurado pelo prefeito Luciano Ducci na sexta-feira passada (16). Iniciativa inédita na cidade, a minibiblioteca vai funcionar como posto de atendimento para empréstimo de livros, gratuitamente e sem burocracia. O programa é coordenado pela Fundação Cultural.

"Essa ideia é maravilhosa. É o que a gente precisa em todo Brasil. Ficou muito mais fácil emprestar livro para mim e para as minhas filhas. Sempre passo por aqui", diz a dona de casa Maria Silva Batista, 42 anos.

O aposentado Antônio Pires, de 53 anos, elogiou a facilidade de emprestar livros na minibiblioteca. "Não é em todo lugar que se encontram livros tão acessíveis. Vai me incentivar a ler", disse. O bancário Douglas Santos, 26, diz que a Estação da Leitura dentro do terminal vai poupar tempo. "Falta tempo para ir até uma biblioteca. Aqui facilitou a minha vida", afirmou.

A ideia é que quem circule pelo terminal diariamente possa emprestar livros de literatura de forma simples e gratuita. "Já vou emprestar um e sair lendo no ônibus", animou-se a estudante Fernanda Moraes, de 13 anos.

"Nossa intenção é implantar estações da leitura em todos os terminais, facilitando o acesso e incentivando o hábito de ler", diz Paulino Viapiana, presidente da Fundação. Para emprestar um livro, basta apresentar um documento de identificação e informar o endereço.

O livro poderá ser devolvido na própria Estação ou na rede de Casas da Leitura, localizadas em diversos bairros. A Casa da Leitura Paulo Leminski, na CIC, também inaugurada também inaugurada na sexta-feira passada é uma delas.

O horário de funcionamento da Estação da Leitura foi estabelecido de forma a facilitar o empréstimo e a devolução dos livros. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 20h30, e aos sábados, das 6h30 às 14h. A Estação tem dois terminais de computadores disponíveis ao público para consulta do acervo local e de acervos de outras unidades da Fundação Cultural.

O programa - Promovido pela Fundação Cultural, o programa Curitiba Lê engloba um conjunto de ações de fomento, difusão e formação que visam aumentar quantitativa e qualitativamente os índices de leitura entre crianças, jovens e adultos.

Para integrar o Curitiba Lê, todas as bibliotecas mantidas pela Fundação Cultural foram transformadas em Casas da Leitura, cada uma homenageando um autor. No total são 13 novos espaços que tem como objetivo incentivar ativamente a prática da leitura e envolver a comunidade com o hábito de ler.

O programa também engloba outras atividades de incentivo ao hábito de ler, como as oficinas literárias e os ciclos de leitura.

Fonte: URBS

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960