Audiência pública debate o metrô de Salvador na próxima terça

sábado, 24 de abril de 2010


As irregularidades envolvendo a construção do metrô de Salvador continuam suscitando debate. Na próxima terça-feira (27/4) será a vez da Comissão de Meio Ambiente e Planejamento Urbano da Câmara Municipal colocar o assunto em pauta, na audiência pública a ser realizada a partir das 9h, no auditório do edifício Bahia Center, na rua Ruy Barbosa, s/n, Centro.

Segundo a vereadora Aladilce Souza (PCdoB), que integra a Comissão, o objetivo do evento é debater com a população todos os aspectos que envolvem a construção do metrô da capital baiana, que já dura 10 anos e ainda não há previsão de ser inaugurado. “A situação chegou a um ponto vexatório. Salvador virou motivo de piada nacional. Dez anos de construção de um metrô que é o menor do mundo com 6,5 km de extensão e apenas quatro estações. As obras já consumiram cerca de R$ 525 milhões, o que torna o nosso metrô o mais caro do mundo”, afirma a comunista.

Aladilce cita ainda a infinidade de irregularidades e denúncias de desvio de recursos durante a obra. “A Câmara, que é a representante do povo, deve fiscalizar e cobrar transparência no uso correto dos recursos públicos, além de acompanhar uma política pública numa área tão vital, que é área de transporte de massa. Por isso, participar deste debate é tão importante”.

As denúncias de irregularidades no metrô estão sendo investigadas também por uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembléia Legislativa da Bahia. Presidida pelo deputado estadual Álvaro Gomes (PCdoB), a CPI deverá apurar o que aconteceu durante todo o período de obras do metrô, incluindo a licitação inicial, de 1999 (durante a gestão de Antônio Imbassahy), até o atual governo de João Henrique (PMDB), que continuou as obras.

Na primeira reunião da Comissão, na semana passada, foram aprovados requerimentos convidando para depor o procurador federal Wladimir Aras, que conduziu o inquérito sobre o Metrô, além da solicitação de cópias dos processos que tramitam na Justiça Federal, no Ministério Público Federal, no Tribunal de Contas da União e na Polícia Federal. O presidente do Consórcio Camargo Correa e Andrade Gutierrez, responsável pelas obras do Metrô de Salvador, também será convidado a depor na CPI.

Fonte: Portal Vermelho

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960