Ônibus terá prioridade nas ruas de Curitiba

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O trânsito de Curitiba está em constante mutação. Em 2009, mais binários foram criados, houve proibição de estacionamento em vias e até um guincho passou a rodar pela cidade para rebocar automóveis parados irregularmente. Para este ano, a principal mudança é a implantação de faixas exclusivas para ônibus em algumas ruas de grande movimento. Também estão previstas alterações costumeiras, como novos binários e locais de estacionamento restrito.
Na opinião do presidente do Ins­­tituto de Pesquisa e Plane­jamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Cléver Almeida, a revitalização do trânsito nas cidades não pode parar. Caso contrário, a situação é de caos, especialmente em um município que chegou ao fim de 2009 com 1,149 milhão de veículos nas ruas, um aumento de 4,7% em relação ao ano anterior.
A atitude solitária, porém, não resolve os problemas de tráfego. É necessário analisar globalmente a cidade. “Nós procuramos estudar a cidade com uma visão macro. Uma alteração gera consequências para toda a imediação”, explica Mauricio Razera, engenheiro de Trânsito da Urbanização de Curitiba (Urbs).
As mudanças, muitas vezes, são realizadas em função de reclamações ou observações feitas pela população à Urbs. “O trânsito é muito dinâmico. Com o aumento da frota, surgem novas questões. Não só o diagnóstico dos técnicos, mas os problemas citados pela população ajudam nesse planejamento”, avalia Razera. Todas as transformações citadas estão programadas para virar realidade em 2010, nem todas, porém, podem sair do papel, porque algumas ainda estão em projeto e outras em etapa de estudos.
Nova Linha Verde
A intenção da prefeitura de Curi­tiba é iniciar as obras da segunda fase da Linha Verde no segundo semestre deste ano. A segunda etapa será dividida em três lotes. O primeiro, do Jardim Botânico até a Victor Ferreira do Amaral, será colocado em licitação entre fevereiro e março. “A tendência é que as obras do primeiro trecho comecem no se­­gundo semestre”, afirma o presidente do Ippuc, Cléver Al­­meida. Para entregar a Linha Verde Norte até o fim de 2012, dentro do cronograma estipulado, as concorrências para as outras duas fases devem ser lançadas ainda em 2010.
Só para ônibus
A principal novidade de 2010 será a implantação de faixas exclusivas para ônibus em várias vias, como João Negrão, Desembargador Westphalen, Barão do Serro Azul, Avenida Iguaçu e Avenida Água Verde. “Daremos preferência ao transporte coletivo, que carrega vários passageiros simultaneamente, do que ao automóvel, que leva, em geral, uma ou duas pessoas”, diz o técnico de Trânsito da Urbs. “Procuramos facilitar para o carro, mas a urgência é incentivar o transporte público”, acrescenta. Esse processo, contudo, deve ser gradativo. Em um primeiro momento, há a necessidade de reforçar a sinalização das pistas preferenciais. Em algumas vias, como a Iguaçu, serão retirados estacionamentos e a faixa será ampliada. De certa maneira, a tendência é que se transforme em uma espécie de canaleta. O motorista que seguir pela via exclusiva será multado, apenas o acesso aos imóveis será permitido.
Mais binários
Os binários são a solução encontrada pelos técnicos de trânsito para melhorar a fluidez de veículos nas ruas, especialmente as que fazem a ligação do bairro com o Centro. “Eles aumentam em 50% a capacidade da via. Para funcionar, procuramos uma via lateral em que o desvio não seja tão grande”, afirma Razera. “Também facilita para os pedestres, aumentando a segurança”, acrescenta. Pelo menos oito binários devem ser concluídos ou iniciados em 2010: Avenida dos Estados/Amazonas (Água Verde); João Bettega e Luiz Parigot de Souza (Portão); Nilo Peçanha e Albino Silva (São Francisco); Alberto Folloni/Marechal Hermes (Ahú); Mario de Barros/Manoel Eufrásio (Juvevê); Padre Germano Mayer/Camões (Cabral); Jerônimo Durski/Gastão Câmara (Bigorrilho).
Proibido estacionar
O estacionamento vai seguir proibido em algumas ruas e será estendido a outras, como todas as vias rápidas. A proibição também será ampliada até a rápida sentido Pinheirinho na Visconde de Gua­rapuava e aumentada na Ângelo Sampaio, Brigadeiro Franco, Coronel Dulcídio, Silva Jardim e outras ruas. O impedimento deve seguir no horário de pico, com a autorização para estacionar depois de determinado horário e em fins de semana. Cada via, porém, terá condições específicas. “No caso da Visconde, a saturação já mostrou que o fluxo de veículos vai até o final da via. Por isso, existe essa necessidade”, relata Mauricio Razera. Em alguns pontos, será autorizado estacionar a partir das 20 horas.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960