Em Goiânia, Corredores de ônibus seguem exclusivo para o transporte coletivo

quinta-feira, 31 de março de 2016

A Prefeitura de Goiânia negou, nesta quinta-feira (31), a execução da lei aprovada pela Câmara Municipal no início de março, que autorizava a circulação de veículos particulares em corredores preferenciais de ônibus no período noturno, entre 20h e 6h.

De acordo com o Decreto nº 860, assinado hoje pelo prefeito Paulo Garcia e divulgado no Diário Oficial do Município desta tarde, a matéria sobre trânsito aprovada pelos vereadores “viola a competência privativa de legislar da União, conforme artigo 22, inciso XI, da Constituição Federal”.

Outro ponto em destaque é que a lei promulgada pela Câmara incentivaria o uso inapropriado de veículos particulares em detrimento do transporte coletivo, indo de encontro à ideologia de sustentabilidade quem vem sendo implantada nesta gestão.

As informações são da Secom

Informações: O Popular
READ MORE - Em Goiânia, Corredores de ônibus seguem exclusivo para o transporte coletivo

Audiência pública discute criação de carteirinha para idosos em Manaus

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) participou de uma audiência pública na tarde desta quarta-feira (30), para discutir a possibilidade da criação de uma carteirinha para idosos, visando melhorar o atendimento dos mesmos no transporte coletivo da cidade. O encontro foi realizado no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

A audiência presidida pelo presidente Comissão de Transportes, Viação e Obras Públicas, vereador Rosivaldo Cordovil (PTN), contou com representantes de diversos grupos de idosos da capital e do interior, além da SMTU, Manaustrans e do Sinetram.

 De acordo com o presidente do Sinetram, Carmine Furletti, o objetivo da criação da carteira é melhorar ainda mais o atendimento aos usuários idosos e fazer valer a lei Nº 2.094, de 22 de janeiro de 2016, aprovada pela Câmara Municipal, que torna prioritário todos os assentos dos ônibus.

“Com esse cartão vamos tirar o constrangimento do idoso, pois através dele (cartão) não será mais necessária a apresentação da identidade ao motorista. Além disso, o número de assentos vai aumentar. As vezes muitos idosos na parte dianteira do ônibus e não tem lugar para todos viajarem sentados, isso gera muito desconforto para eles. Então esse documento vem para melhorar nosso atendimento aos idosos”, destacou Furletti.

 Ainda de acordo com o presidente, a carteira não terá custo aos usuários idosos. O Sinetram estuda maneiras estratégicas para disponibilizar o maior número possível de pontos de emissão do cartão.

 Após da audiência, o Projeto de Lei vai para discussão entre os vereadores e em seguida para votação.

*Com informações da assesssoria de comunicação.

Informações: A Critica
READ MORE - Audiência pública discute criação de carteirinha para idosos em Manaus

Seis linhas de ônibus têm alterações a partir desta sexta em Juiz de Fora

A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) de Juiz de Fora vai alterar, a partir desta sexta-feira (1º), o quadro de horários, nos dias úteis, de seis linhas do transporte coletivo: 140 (Santa Efigênia/Manoel Honório), 519 (Torreões), 549 (Nova Germânia), 738 (Pedra Branca), 751 (Santa Cruz/via Jardim dos Alfineiros/Santa Clara) e 100 (Filgueiras).

Além disso, haverá modificações dos pontos finais das linhas 443 e 444 (Nossa Senhora de Lourdes) que, a partir desta data, será na Rua Emergina Ernesto Guilherme, nos números 700 e 130, respectivamente. Já a linha 758 (Novo Triunfo 2), o ponto final será na Rua Onofre Cardoso de Souza, 115 (Rua “A”). A linha 435 (Linhares) também terá alteração no ponto final, passando a ser na Rua “C”, 11.

Informações: G1 Zona da Mata
READ MORE - Seis linhas de ônibus têm alterações a partir desta sexta em Juiz de Fora

Após paralisação, ônibus voltam a circular na Zona Norte de Porto Alegre

Após negociação, os ônibus da empresa Nortran voltaram a circular em Porto Alegre por volta das 15h30 desta quinta-feira (31), após os veículos não saírem da garagem desde o começo da manhã. Conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), no entanto, não há como prever a normalização total do serviço.

A Nortran atende a Zona Norte da cidade e transporta uma média de 98 mil passageiros por dia. Devido à paralisação, 55 linhas foram afetadas.

Os funcionários alegaram que não receberam o pagamento dos salários de forma integral, nem do vale-refeição. 

O advogado da Associação das Empresas de Transporte de Passageiros de Porto Alegre (Seopa), Alceu Machado, observa que foi feito um acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre. "Fizemos uma espécie de cronograma para reestabelecer o serviço." 

Ele explica que o salário de abril vai ser pago em dia. Entretanto, o reajuste da categoria, de 11,81% será pago em duas parcelas – uma em abril e outra em maio. Já em relação ao vale-alimentação, as empresas terão até o quinto dia útil para pagar todo o valor, já que algumas depositaram o equivalente a dez dias, sendo que a maioria dos funcionários recebe por 25 dias. 

Em março, os funcionários receberam o valor antigo do vale-alimentação, de R$ 21 por dia, enquanto que o novo valor é de R$ 23. Ficou definido que a diferença de março, de R$ 2 por dia, será pago até o final de abril.

Informações: G1 RS
READ MORE - Após paralisação, ônibus voltam a circular na Zona Norte de Porto Alegre

No Rio, Linha 4 do metrô até a Gávea é adiada para 2018

A inauguração da Estação Gávea, que integra a Linha 4 do metrô (Ipanema-Barra), está ainda mais distante. Por causa de mudanças no projeto original, ela já não ficaria pronta a tempo dos Jogos Olímpicos, mas, agora, em meio à crise financeira do estado, a entrega foi adiada para o primeiro trimestre de 2018. Anteriormente, a promessa era finalizá-la no primeiro semestre de 2017. O novo prazo está na justificativa do projeto de lei do Executivo, enviado à Assembleia Legislativa (Alerj) semana passada, pedindo um financiamento de R$ 989,2 milhões junto ao BNDES para concluir toda a Linha 4.

Desse valor, R$ 489 milhões serão usados para finalizar o chamado trecho olímpico, que terá cinco estações: Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico. Os outros R$ 500 milhões serão empregados na segunda fase do projeto: escavação de um trecho de túnel até a Gávea e construção da estação.

A Secretaria estadual de Transportes não esclareceu a razão do novo adiamento. E, em vez de “primeiro trimestre de 2018”, como consta da mensagem enviada à Alerj, a secretaria afirmou, por e-mail, que “o prazo contratual máximo de conclusão é até 30 de janeiro de 2018”. Diz ainda que os técnicos do órgão e do consórcio construtor irão detalhar o cronograma da Estação Gávea logo após a entrega do trecho olímpico.

O novo adiamento na entrega da Estação Gávea provocou críticas de líderes comunitários, como o presidente da Associação de Moradores e Amigos da Gávea, Rene Hasenclever:

— Não temos metrô, nem transporte público de qualidade. A cada hora dizem uma coisa sobre a conclusão da Estação Gávea. Enquanto isso, o trânsito no bairro está cada vez mais caótico. São milhares de pessoas que vêm para a Gávea, procedentes da Barra e de outros bairros da Zona Sul, só para estudar. Temos 22 escolas e ainda a PUC. Sem falar que, sem a estação funcionando, fica cada vez mais longínqua a construção do trecho Gávea-Botafogo, passando pelo Jardim Botânico.

Obra de duplicação do Elevado do Joá, que também ganhará uma nova ciclovia
Duplicação de elevado e Linha 4 do metrô devem facilitar deslocamentos
Diretor de Urbanismo da Associação de Moradores do Alto Gávea, Luiz Fernando Peña também protestou:

— É um absurdo esse novo adiamento. Dão prioridade a coisas supérfluas e deixam de lado as obras importantes de infraestrutura. Essa estação é fundamental para os moradores da Gávea. Teremos um metrô passando pela nossa porta e não poderemos embarcar.

Construída no subsolo do estacionamento da PUC, a Estação Gávea será a mais profunda do metrô carioca. Ela ficará 55 metros abaixo do nível da rua e será a primeira do sistema metroviário a ter o acesso feito prioritariamente por elevadores. Em 2013, o governo e o consórcio construtor definiram que ela teria duas plataformas independentes e na mesma altura. Uma delas para operar o sistema existente e a outra para atender a uma futura expansão rumo a Botafogo.

Além de buscar recursos, o governo corre contra o tempo para entregar a ligação Ipanema-Barra antes dos Jogos, que acontecem entre 5 e 21 de agosto deste ano. Segundo o governo, ainda faltam 90 metros de túneis para serem escavados. Pelo último prazo, as galerias deveriam estar completamente perfuradas em dezembro do ano passado.

Apesar dos atrasos nas obras, o governo garante que o trecho olímpico começará a operar em julho, mesmo com capacidade reduzida de passageiros e sem detalhar como serão realizados os testes antes de a linha entrar em operação comercial.

Pelo último cronograma informado, os testes com os trens sem passageiros entre as estações General Osório e Nossa Senhora da Paz deveriam ter começado este mês, mas não foram realizados e nem há prazo para que sejam iniciados, segundo a Secretaria de Transportes. Já os testes entre as estações Jardim Oceânico e São Conrado estavam previstos para abril.

As obras da Linha 4 do metrô começaram em junho de 2010 e já custam quase o dobro dos R$ 5 bilhões previstos no orçamento inicial. Segundo a Secretaria estadual de Transportes, serão gastos R$ 9,7 bilhões, incluindo obras, trens e equipamentos. O consórcio Rio Barra destinou R$ 1 bilhão para a compra de 15 trens, além de equipamentos de segurança e sinalização. O restante vem de financiamentos e de contrapartida estadual.

O governo justificou o aumento no orçamento da Linha 4 alegando que houve alterações no projeto original à medida que as obras foram avançando. Entre elas, estão a construção de um segundo túnel de cinco quilômetros no trecho entre Jardim Oceânico e São Conrado e de 28 interligações, a cada 244 metros, nos túneis escavados em rocha entre a Barra e a Zona Sul, atendendo às exigências técnicas nacionais de segurança. Cita ainda a Estação Gávea, que, em vez de uma, terá duas plataformas. Outra razão apontada para o aumento dos custos nas obras foi a proibição da circulação de caminhões pesados no Elevado do Joá, entre Barra e São Conrado, o que obrigou o consórcio construtor a modificar o local de destino do material escavado, acarretando aumento de distância e custos na operação.

Segundo o deputado estadual Carlos Roberto Osorio (PSDB), ex-secretário estadual de Transportes, a votação do projeto autorizando o Executivo a contrair empréstimo de R$ 989,2 milhões junto ao BNDES deve ocorrer na próxima terça-feira. A previsão era que o pedido fosse analisado anteontem, mas deputados da oposição questionaram se o estado ainda teria capacidade para arcar com mais dívidas.

— O governador em exercício Francisco Dornelles pediu, na reunião com o colégio de líderes da Casa que a votação ocorra na terça-feira. O presidente (da Alerj) Jorge Picciani assegurou ao governador que o projeto vai à votação. Deverá ser aprovado. Eu, que não sou da base governista, vou votar a favor — disse o deputado, acrescentando que a parcela do empréstimo destinada ao trecho olímpico precisa ser liberada até maio para que a obra termine antes dos Jogos.

A Secretaria estadual de Transportes garante que 90% das obras do trecho olímpico estão concluídas e que elas seguem dentro do cronograma. Foram instalados 22 quilômetros de trilhos, restando um quilômetro para a conclusão desse serviço. As cinco estações estão em fase de acabamento e contam com acessos de passageiros, piso de granito, pastilhas decorativas e painéis artísticos instalados. As escadas rolantes e elevadores também estão em testes em algumas estações.

Ainda segundo a secretaria, as obras da ponte estaiada na Barra estão finalizadas. Este mês foram concluídas a colocação dos trilhos e a execução da concretagem das vias por onde os trens vão passar. Também foi iniciada a instalação do sistema de sinalização em toda extensão da ponte. A próxima etapa será a iluminação cenográfica, assinada por Peter Gasper. Esse é único trecho onde os trens da Linha 4 poderão ser vistos fora dos túneis.

Informações: O Globo
READ MORE - No Rio, Linha 4 do metrô até a Gávea é adiada para 2018

Urbs eleva tarifa técnica do transporte coletivo de Curitiba para R$ 3,66

A Urbanização de Curitiba (Urbs) oficializou em R$ 3,66 o valor da nova tarifa técnica do transporte coletivo da cidade. A resolução foi publicada no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (30) e tem efeito retroativo para o dia 26 de fevereiro, data prevista no contrato de concessão do serviço para a atualização anual do valor da tarifa técnica.

A tarifa técnica é o valor que a Urbs, administradora do transporte coletivo, repassa para as empresas concessionárias do serviço a cada passagem paga pelos usuários. O valor é definido através de uma planilha que contempla todos os custos do transporte.

Até o reajuste, a tarifa técnica era de R$ 3,27. Com a inflação e o reajuste dos funcionários do transporte coletivo o valor precisou ser aumentado, segundo a Urbs. Além dos custos da planilha, foram levados em conta para fixar o novo valor o aluguel de 80 banheiros químicos instalados em estações-tubo.

A Urbs informou ainda que não incluiu no reajuste, como estava previsto no contrato, os custos relativos à renovação da frota de ônibus de 2013, 2014 e 2015, porque os investimentos não foram realizados pelas empresas.

Segundo a prefeitura, não há previsão de que o valor cobrado dos usuários, atualmente em R$ 3,70 sofra novo aumento nos próximos meses. O valor entrou em vigor no começo de fevereiro e já previa a elevação da tarifa técnica.

À época, o presidente da Urbs, Roberto Gregório, disse que o aumento era necessário para o “equilíbrio financeiro do sistema” e garantir a manutenção da integração com o transporte metropolitano.

“Este valor assegura a continuidade da integração com a região metropolitana. Todos os meses a Prefeitura de Curitiba vem desembolsando R$ 7,5 milhões para garantir que os passageiros da região metropolitana desembarquem nos terminais da capital e estações tubo pagando uma só passagem”, afirmou Gregório na ocasião.

Por Fernando Castro
Informações: G1 PR
READ MORE - Urbs eleva tarifa técnica do transporte coletivo de Curitiba para R$ 3,66

Retrocesso: Táxis do Recife poderão circular nas faixas azuis com ou sem passageiros

A partir desta sexta-feira, os táxis que circulam pelo Recife poderão trafegar permanentemente nas faixas azuis da cidade, com ou sem passageiros. No entanto, agora eles não poderão mais realizar embarque e desembarque na área exclusiva. A decisão foi divulgada pela Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) após uma análise da velocidade  média dos ônibus nas faixas exclusivas.
Foto: Julio Jacobina/DP

Segundo a CTTU, a medida deverá garantir mais qualidade e agilidade no serviço prestado pelos taxistas do município. Anteriormente, os táxis só podiam circular na faixa com passageiros e a norma era temporária. O prazo final se esgota nesta quinta.

A Companhia de Trânsito ressalta que a medida não contempla táxis de outros municípios.

Faixa Azul
O Recife tem 29,1 quilômetros de faixas exclusivas nas avenidas Mascarenhas de Morais, Conselheiro Aguiar, Herculano Bandeira/Engenheiro Domingos Ferreira, além das ruas Real da Torre e Cosme Viana. No total, Recife possui 50,3 quilômetros de corredor exclusivo para ônibus. A ação beneficia, diariamente, mais de 500 mil usuários de transporte público, que passaram a ter o tempo de viagem reduzido significativamente como ocorre no percurso realizado na Faixa Azul da Avenida Herculano Bandeira/Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, onde a velocidade média dos coletivos aumentou 118%, passando de 11.5 km/h para 24.1 km/h.

Informações: Diário de Pernambuco
READ MORE - Retrocesso: Táxis do Recife poderão circular nas faixas azuis com ou sem passageiros

Prefeitura de Fortaleza apresenta modelo do Sistema de Bicicleta Integrada

quarta-feira, 30 de março de 2016

A prefeitura de Fortaleza irar implantar o modelo pioneiro no País de funcionamento do Sistema de Bicicleta Integrada, integrando o modal ao transporte público. A ação terá início em maio, no Terminal da Parangaba, que contará com uma estação de 50 bicicletas que podem ser alugadas gratuitamente por usuários do Bilhete Único durante até 14 horas, possibilitando a pernoite com o equipamento. O projeto de bicicletas públicas compartilhadas é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (Paitt). Em caráter experimental, o novo sistema vai ofertar uma nova alternativa de transporte à população.

O Prefeito reforçou que este é um Sistema distinto do Bicicletar, que completará 80 estações em abril, pois tem um caráter inovador, fortalece a intermodalidade com os ônibus e prioriza o uso laboral. “Esse é um novo sistema de bicicletas compartilhadas, e a ideia é integrar o ônibus, a van e a bicicleta. Hoje, isso já é feito pelo Bilhete Único, mas esse sistema tem uma lógica diferente. Quem for usuário de ônibus, chegando à noite, por exemplo, pode sacar uma dessas bicicletas, ir para casa de bicicleta, fazer a pernoite em casa e, no outro dia pela manhã, voltar de casa para o Terminal de bicicleta e seguir de ônibus para seu destino. Isso permite uma integração eficiente, inteligente, para o trabalhador e para o estudante. A nossa ideia é estimular que as pessoas usem cada vez menos o transporte automotivo, que tenham uma alternativa real, saudável, confortável e segura de uso do transporte”, declarou.

Após receber propostas e realizar seleção pública, a Prefeitura de Fortaleza anunciou que a empresa Serttel venceu a chamada pública para implantar, operar e dar manutenção da primeira etapa do novo Sistema. O patrocinador da primeira estação de bicicletas integradas, no Terminal da Parangaba, será a Marquise. Assim como acontece com o sistema Bicicletar, a gestão pública municipal também não terá nenhum ônus financeiro com este projeto, que busca integrar ainda mais a bicicleta ao transporte público.

“Esse sistema será o responsável pela manutenção das bicicletas. A gente tem pouquíssimos problemas de avaria, de vandalismo no Bicicletar, a cidade adotou essa ideia e, hoje, a cobrança é pela expansão do sistema. Nós temos a crença que acontecerá a mesma coisa com a Bicicleta Integrada, a população irá adotar e cuidar”, afirmou o Prefeito.

Além disso, o Terminal receberá também 15 paraciclos, que correspondem a 30 vagas para bicicletas, atendendo as demandas da população em geral. O Terminal da Parangaba é um dos sete terminais da cidade com maior fluxo de passageiros. Por dia, passam por lá mais de 188 mil pessoas, em cerca de 369 ônibus distribuídos em 57 linhas. Os demais terminais serão contemplados posteriormente.

A utilização das bicicletas compartilhadas será gratuita, bastando que o usuário realize cadastro para adesão do Bilhete Único Fortaleza, de forma que também não haverá taxa de adesão para o uso do sistema. A pessoa poderá valer-se desse benefício de forma ilimitada, desde que respeitado um intervalo mínimo, a ser determinado, entre cada uso.

O novo sistema funcionará todos os dias da semana, sempre das 5h à 00h para retirada das bicicletas, e 24 horas (tempo integral) para devolução das bicicletas. As bicicletas retiradas a partir das 17h das sextas-feiras poderão ser devolvidas até as 9h da segunda-feira subsequente, sem que haja penalidade para o usuário, sendo a mesma regra aplicada aos feriados.

De acordo com o secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, que também é coordenador do Paitt, a intermodalidade é fator essencial para a sustentabilidade nos transportes em uma cidade, possibilitando um equilíbrio de usos entre os mais diversos meios de transportes. “O número de horas é bem maior que o do Bicicletar, e é importante frisar que é serviço gratuito para usuários do Bilhete Único. Será feito um processo de cadastro nos Terminais, e qualquer cidadão pode se cadastrar no Sistema, bastando apresentar o Bilhete Único e o comprovante de endereço. A partir daí, será feito o controle do uso. Se ele não devolver a bicicleta, haverá regras de penalização, o usuário perde o direito de usar o equipamento por um certo período”, afirma o secretário.

O novo sistema Bicicleta Integrada atende às condições, especificações e normas exigidas pelas Leis Federais nº 9.503/1997 e nº 12.587/2012, respectivamente do Código de Trânsito Brasileiro e da Política Nacional de Mobilidade Urbana, além da Lei Municipal nº 9.701/2010, que dispõe sobre a criação do Sistema Cicloviário em Fortaleza.

Expansão
Após esta fase inicial, a expansão do novo sistema deverá considerar áreas que potencializem a integração com o sistema de transporte público, tendo como foco principal os pontos de paradas de ônibus com maiores demandas e por onde passa um grande fluxo de pessoas, como praças, universidades, orla marítima, centros comerciais e vias movimentadas. Com a expansão do sistema, as próximas estações também ficarão localizadas ao longo de infraestruturas cicloviárias, como ciclovias, ciclofaixas ou ciclorrotas.

A localização das estações será orientada pelo estudo de planejamento realizado pela SCSP, que, dimensionou mais oito alternativas de pontos a receberem as próximas estações: os terminais do Papicu, Antônio Bezerra, Siqueira, Messejana, Conjunto Ceará e Lagoa, além dos terminais abertos da Praça Coração de Jesus e da Praça da Estação, ambos localizados no Centro. Até agosto, serão instaladas mais três estações e, até o fim do ano, serão garantidas mais cinco.

Com essa integração, ampliam-se as possibilidades para o usuário e incentiva-se o uso da bicicleta, além de dar mais vida e sensação de segurança à cidade, uma vez que se abre possibilidade para mais bicicletas e pessoas nas ruas.

Informações: Prefeitura de Fortaleza
READ MORE - Prefeitura de Fortaleza apresenta modelo do Sistema de Bicicleta Integrada

Em SP, Projeto Livro na Faixa é ampliado para mais oito terminais

Novas estantes serão instaladas e São Paulo passará a contar com livros gratuitos em 20 terminais de ônibus distribuídos por todas as regiões da cidade. Evento de lançamento será no Terminal Vila Nova Cachoeirinha, às 11h desta quinta-feira

A partir de quinta-feira, 31 de março, quem passar por mais oito terminais de ônibus municipais poderá trocar livros gratuitamente, por meio da instalação de novas estantes do projeto Livro na Faixa. Com a ampliação, o programa de incentivo à leitura, criado no final de 2014, passa a estar em 20 terminais de ônibus distribuídos por toda a cidade. O projeto é fruto de uma parceria entre as secretarias municipais de Transportes e de Cultura, respectivamente por meio da SPTrans e da Coordenadoria Municipal de Bibliotecas. 

Receberão as prateleiras do Livro na Faixa os seguintes terminais: Amaral Gurgel, Cidade Tiradentes, Parelheiros, Penha, Pinheiros, Princesa Isabel, Sapopemba/Teotônio Vilela e Vila Nova Cachoeirinha.

Atualmente, o incentivo à leitura se dá pela troca de livros de literatura nacional ou estrangeira que estão disponíveis em estantes já instaladas em doze terminais de ônibus: A.E. Carvalho, Carrão, Pq. D. Pedro II, Pirituba, Bandeira, Jardim Ângela, Grajaú, Santo Amaro, Capelinha, Guarapiranga, Campo Limpo e Lapa.

O lançamento das novas estantes será em evento a ser realizado na quinta-feira, 31, às 11h, no Terminal Vila Nova Cachoeirinha.

O Projeto

A ideia do Livro na Faixa é que as obras tenham rotatividade criando um grande círculo de leitura. Os leitores podem retirar os livros, sem a obrigação de devolver, mas são incentivados a repassá-los depois de ler e, também, doar novos títulos. Todas as pessoas poderão levar para casa a obra que mais gostarem, sem precisar de qualquer cadastro ou carteirinha. 

Quem quiser devolver um livro pode fazê-lo em qualquer dos terminais que integram o projeto. Para doar é muito fácil: basta levar o livro (literatura nacional ou estrangeira) até uma das estantes ou entrar em contato com o departamento responsável pelo projeto marketing@sptrans.com.br. Não é necessário que o título seja novo, basta estar em boa condição de leitura.

O Livro na Faixa conta com a participação de vários parceiros como o SPUrbanuss, a Socicam, a livraria Rede Leitura e as empresas operadoras do sistema de transporte coletivo. 

Os outros 12 terminais que já dispõem de estantes do projeto são: A.E. Carvalho, Carrão, Pq. D. Pedro, Pirituba, Bandeira, Jardim Ângela, Grajaú, Santo Amaro, Capelinha, Guarapiranga, Campo Limpo e Lapa. Mais informações sobre a proposta estão no site http://www.sptrans.com.br/livro. 

Assessoria de Imprensa SPTrans
READ MORE - Em SP, Projeto Livro na Faixa é ampliado para mais oito terminais

Estação da Lapa, em Salvador, é entregue após obras de revitalização

As obras de revitalização da Estação da Lapa, em Salvador, foram entregues na manhã desta terça-feira (29) após 14 meses de obras e de mais de R$ 20 milhões de investimentos. O maior terminal de ônibus da cidade, inaugurado pela primeira vez em 1982, passou por intervenções de acessibilidade e conforto para os usuários.

Pelo terminal, transitam 509 ônibus que pertencem a 107 linhas do transporte público da cidade. As obras foram executadas pelo consórcio Nova Lapa, que venceu o processo de licitação para administrar o terminal durante 35 anos.

"A estação estava abandonada, destruída, não funcionava. O subsolo era uma fedentina. A estação não oferecia conforto para ninguém", disse o prefeito ACM Neto, durante cerimônia de reinauguração. "Hoje Salvador completa 467 anos. Hoje é o dia em que Salvador recebeu de presente a Estação da Lapa completamente reconstruída", afirmou o prefeito.

A estação conta agora com banheiros climatizados, onze escadas rolantes, dois elevadores, 64 lojas e rede de combate a incêndio.

Segundo o secretário de Mobilidade, Fábio Mota, painéis eletrônicos instalados na estação irão mostrar o tempo de previsão para a chegada dos ônibus e a indicação da plataforma em que passam cada uma das linhas a partir de quarta-feira (30).

Inicialmente, a obra estava orçada em R$ 13 milhões, mas foi preciso fazer mais investimentos, que alcançaram mais de R$ 20 milhões até a entrega final. “As escadas rolantes não davam para ser consertadas. Todas tiveram que ser trocadas. A infraestrutura estava toda comprometida", explicou o secretário.

Fábio Mota diz que o principal diferencial da estação é a estrutura de acessibilidade para os usuários. "Nós temos mais de 2 km de piso tátil, corrimão infatil e para adultos. Nenhuma estação do país tem os equipamentos de acessibilidade que temos hoje”, afirmou.
O terminal também recebeu esquema de segurança, com atuação de 74 funcionários  e cerca de 100 câmeras de monitoramento, além de iluminação com 450 lâmpadas.

Está prevista ainda a construção de um shopping center na estação, com início das obras previstas no prazo de seis meses. "A única parte que não passou por reforma foi as plataforma dos ônibus. No lugar das plataformas, terá uma grande laje com o shopping em cima", explicou.

Informações: G1 BA
READ MORE - Estação da Lapa, em Salvador, é entregue após obras de revitalização

Grande Recife: Prazo para tirar Carteira de Estudante 2016 termina amanhã

Os estudantes que ainda não solicitaram a Carteira de Estudante 2016 do Grande Recife devem se apressar. É que a validade da Carteira versão 2015, se encerra nesta quinta-feira (31). E para não perder os benefícios que o documento oferta, os alunos do ensino Infantil, Fundamental, Médio, Técnico e de cursinhos pré-vestibulares da Região Metropolitana devem entrar no site do Consórcio (www.granderecife.pe.gov.br) e solicitar o documento.

Este ano, cerca de 459 mil estudantes estão aptos a retirarem o documento que garante o direito da meia passagem, através da aquisição de créditos para o Vale Eletrônico Metropolitano Estudantil (Vem Estudante) e o pagamento de meia entrada em eventos culturais e esportivos. Desse número, apenas 83 mil emitiram o boleto. E destes, 54 mil realizaram o pagamento, ato que confirma a emissão da Carteira 2016.

Para solicitar a carteira basta que a instituição de ensino preencha corretamente os dados dos alunos no sistema com informações sem abreviações e de acordo com a certidão de nascimento ou carteira de identidade. Também deve ser anexada uma foto 3x4, igual à utilizada para emissão de RG, Carteira de Trabalho ou Passaporte.

Após esse preenchimento, os estudantes devem acessar o link da Carteira de Estudante no site do Grande Recife (www.granderecife.pe.gov.br) para gerar o boleto de pagamento. O documento poderá ser pago nos bancos do Brasil (nas seguintes redes de atendimento: agências bancárias, Internet, Autoatendimento, Correspondente MaisBB, Banco Postal nas agências dos Correios) e Caixa Econômica Federal (nas redes de atendimento: Agências lotéricas, Internet, Autoatendimento, Correspondente Caixa Aqui). A carteira é confeccionada em até 30 dias corridos, após o pagamento. A taxa para aquisição da carteira é de R$ 11,30.

É importante lembrar que os alunos devem estar matriculados em instituições de ensino localizadas na Região Metropolitana do Recife e em curso regular com duração mínima de um ano, além de frequentar a escola regularmente.

Outro dado importante é que as solicitações poderão ser efetuadas até o dia 31 de dezembro desse ano, portanto todos os boletos deverão ser pagos, impreterivelmente, até esta data. É importante lembrar, que a carteira versão 2015 vale até o dia 31 de março deste ano. Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com o Grande Recife no 3182-5800 ou com a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 081 0158.

Informações: GRCT
READ MORE - Grande Recife: Prazo para tirar Carteira de Estudante 2016 termina amanhã

Maceió deve incorporar 150 ônibus novos até agosto

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira, deu início, efetivamente, à renovação da frota do transporte coletivo urbano da capital com a entrega de 50 novos coletivos que integrarão o sistema. Os novos veículos, 0km, atendem a exigência imposta pela licitação realizada pelo município e devem se somar a outros 100 que deverão ser integrados até o mês de agosto.

Segundo a Prefeitura de Maceió, a licitação exige a renovação de pelo menos 20% da atual frota em circulação. No próximo sábado, os novos ônibus já começam a circular com as cores que indicam a nova padronização visual do transporte coletivo na capital.

Segundo Palmeira, a licitação criou um instrumento para cobrar melhorias das empresas que venceram os quatro lotes de exploração e que o município, apesar da dificuldade financeira, vem fazendo investimentos como reformas de cerca de 30 terminais de ônibus, implantação da faixa azul, entre outros.

Os coletivos começarão a circular em Maceió a partir de sábado (02), quando haverá a transição da linha 607 (Eustáquio Gomes/Iguatemi) para o lote 400, assim como a nova operação do terminal do Mocambo que será reinaugurado após reforma nesta quarta-feira (30).

Transição de linhas
No último domingo (27), a transição entre lotes também ocorreu nas linhas 049 (Eustáquio Gomes/Centro) e 052 (Forene/Centro via Cambuci) que passaram a ser operadas por outra empresa de ônibus.

As transições têm sido realizadas em várias etapas e têm a finalidade de organizar as linhas de ônibus entre os lotes pelas empresas vencedoras do processo licitatório, além de assegurar a manutenção dos rodoviários com a mudança das empresas.

Informações: Alagoas 24 Horas
READ MORE - Maceió deve incorporar 150 ônibus novos até agosto

Obras do metrô de Salvador alteram linhas de ônibus a partir de sábado

As linhas de ônibus urbanos e metropolitanos que passam entre a Rodoviária e Pernambués serão remanejadas, a partir de sábado (2), por conta de obras da Linha 2 do metrô, segundo informações da CCR, empresa responsável pelo metrô da capital baiana. Haverá ainda mudança dos pontos de parada de ônibus.
Foto: Portal Aratu Online

Para orientar os passageiros, a concessionária contará com uma equipe de agentes de atendimento, fará a distribuição de panfletos informativos a partir de terça-feira (29). Todos os pontos de ônibus que fazem parte do remanejamento de linhas estão identificados com placas e mapa de localização.

Com a alteração, as 25 linhas que passam pela Avenida Tancredo Neves, no sentido Paralela-Rótula do Abacaxi e que param nos pontos I2 e B3, localizados na via exclusiva de ônibus do antigo Terminal de transbordo Iguatemi, sentido Rótula do Abacaxi, serão remanejadas para o Terminal Rodoviária (TR). O usuário continuará com a opção de parar no ponto em frente ao Detran (DT).

Já outras cinco linhas urbanas serão remanejadas para um novo ponto de ônibus, localizado em frente à antiga concessionária Americar. As mesmas continuarão com paradas no Terminal Rodoviário e no ponto em frente ao Detran.

O objetivo da redistribuição de linhas em novos pontos é liberar a última parte da via exclusiva de ônibus do antigo Terminal de transbordo Iguatemi, no sentido Rótula do Abacaxi, permitindo a implantação da via do metrô no trecho entre as estações Detran e Rodoviária.

As 37 linhas metropolitanas que param no Terminal Rodoviária e no ponto da Grande Bahia (GB2) terão novo ponto de ônibus na Avenida Tancredo Neves, em frente à antiga revendedora de automóveis Americar. O usuário também terá como opção o ponto de ônibus em frente ao Detran.

Confira abaixo as alterações:




Informações: G1 BA
READ MORE - Obras do metrô de Salvador alteram linhas de ônibus a partir de sábado

Tarifa de ônibus volta a custar R$ 3,75 em Porto Alegre

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu nesta segunda-feira (28) o recurso da Procuradoria-Geral do Município (PGM) de Porto Alegre, determinando que a passagem de ônibus volte a custar R$ 3,75 na capital gaúcha. O pedido foi feito à corte nacional após ter sido rejeitado pelo Tribunal de Justiça.

De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a decisão ainda não valerá nesta terça (29), dia em que será divulgada a data em que o reajuste passa a vigorar.

O preço da passagem de ônibus na capital gaúcha subiu de R$ 3,25 para R$ 3,75 em 22 de fevereiro. No entanto, dois dias depois, uma liminar da Justiça revogou o aumento, após uma ação movimentada pelo PSOL. O partido justificou que o Conselho Municipal de Transportes Urbanos (Comtu) não foi consultado para a elevação do valor.

O município e a EPTC entraram com recurso logo após a liminar que revogou o aumento, e não foram atendidos. Resolveram entrar mais uma vez na Justiça, e novamente não obtiveram sucesso. O mérito do recurso contra a decisão liminar ainda deverá ser julgado pelos desembargadores integrantes da 22ª Câmara Cível.

A desembargadora Marilene Bonzanini explicou que eventuais fatos novos que possam, porventura, determinar a revogação da liminar, devem ser submetidos ao juízo de origem, ou seja, o 1º grau.

O aumento da passagem proposto pela EPTC também atinge lotações, que passariam a ter tarifa de R$ 5,60, sendo que o atual é de R$ 4,85.

Ressarcimento a empresas
Após a suspensão do reajuste, as empresas de ônibus ingressaram na Justiça pedindo um subsídio da prefeitura de R$ 0,50 por cada passagem paga, como ressarcimento pelas perdas decorrentes da liminar. Três ações foram deferidas, da empresa Via Leste, no último dia 11, e dos consórcios Mais, no dia 16, e Sul, no dia 17.

O Consórcio MOB também ingressou com um pedido semelhante. No entanto, a juíza Cristina Luisa Marquesan da Silva adiou a apreciação da ação e marcou para o próximo dia 31 uma audiência entre representantes do município e das empresas responsáveis pelo transporte público, com objetivo de tratar do impasse.

"Em razão da urgência e do relevante interesse público no deslinde dos feitos e, ainda, sopesando as normativas do Novo Código do Processo Civil que incentivam a conciliação, entendo prudente a realização da solenidade aprazada", destacou Cristina.

Informações: G1 RS
READ MORE - Tarifa de ônibus volta a custar R$ 3,75 em Porto Alegre

Lançado edital de licitação do sistema de transporte em São Luís

terça-feira, 29 de março de 2016

O edital de licitação do sistema de transporte urbano em São Luís foi lançado na manhã desta segunda-feira (28) por Edvaldo Holanda Júnior, prefeito da capital. Segundo ele, após o processo licitatório os usuários de ônibus poderão contar com um transporte de qualidade.
Foto: Biaman Prado/Jornal O Estado

“Encerrado o processo licitatório a assinatura do contrato com as empresas vencedoras nós teremos um novo sistema de transporte na nossa cidade. Qual é a reclamação hoje do usuário do transporte público? É a qualidade no serviço. Não existe uma boa qualidade e com a licitação do transporte e com a finalização de todo esse processo, com a assinatura do contrato nós teremos regras claras que vão nortear o processo”, explica.

Ainda conforme o prefeito, durante o processo de licitação uma ou mais empresas poderão trabalhar de maneira consorciada após o resultado. “São quatro lotes do qual podem participar do certame apenas uma empresa ou então várias empresas que estarão consorciadas. Então nesses lotes as empresas poderão participar em consórcio, ou seja, um agrupamento de várias empresas ou então de forma isolada participando apenas uma empresa”.

Conforme o prefeito Edvaldo Holanda Júnior a ideia do consórcio é evitar o monopólio de empresas. “As empresas podem participar do certame nos quatro lotes, mas apenas poderá, se ela for vencedora, por exemplo, de dois lotes ela deverá escolher apenas por um lote. O consórcio que irá participar ele não poderá ganhar quatro lotes, por exemplo. Ele, se ganhar, deverá escolher apenas um lote para poder participar”, finaliza.

Informações: G1 MA, com informações da TV Mirante
READ MORE - Lançado edital de licitação do sistema de transporte em São Luís

Usuários de ônibus de Ribeirão Preto já podem fazer recarga do Cartão NOSSO pelo celular

O Consórcio PróUrbano oferece mais uma opção de recarga dos Cartões NOSSO aos usuários do transporte coletivo urbano de Ribeirão Preto. Os cartões Cidadão, Estudante e Expresso agora já podem ser recarregadas pelo celular, por intermédio do aplicativo CittaMobi, que também informa, em tempo real, a previsão dos horários de partida e chegada dos ônibus no ponto.

Ribeirão é a segunda cidade do Brasil a fazer a recarga pelo celular com o CittaMobi, a primeira a implantar o sistema foi Recife. Essa é mais uma facilidade para os usuários do transporte coletivo, que têm o benefício de poder efetuar o pagamento com cartão de crédito.

Os usuários também têm a opção de fazer a recarga pela Internet, www.nossoritmoribeirao.com.br, postos de Recarga do Consórcio e Postos Credenciados: http://www.nossoritmoribeirao.com.br/recargas/postos-de-recarga.

Informações: Blog Meu Transporte
READ MORE - Usuários de ônibus de Ribeirão Preto já podem fazer recarga do Cartão NOSSO pelo celular

Prefeitura de Maceió entrega novos ônibus nesta terça-feira

segunda-feira, 28 de março de 2016

Nesta terça-feira (29), a Prefeitura de Maceió, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), realizará às 09h, no estacionamento do Jaraguá, a entrega de cerca de 50 novos ônibus coletivos. Os veículos zero quilômetros farão parte da frota da capital alagoana e já contam com a padronização visual do Sistema Integrado de Mobilidade Maceió (SIMM).

Além de serem totalmente novos e possuírem identidade visual padronizada do SIMM, outro destaque dos ônibus que chegam é a existência de duas vagas para cadeirantes em cada veículo. “A licitação também estabeleceu que todos os carros novos que forem ingressar no sistema de transporte deverão possuir duas vagas, garantindo maior acessibilidade para todos”, explica o superintendente da SMTT, Tácio Melo.

Os novos veículos fazem parte da primeira remessa correspondente aos 20% da renovação da frota e atuarão nos lotes 200 e 400. Eles começarão a circular em Maceió a partir de sábado (02), quando haverá a transição da linha 607 (Eustáquio Gomes/Iguatemi) para o lote 400, assim como a nova operação do terminal do Mocambo que será reinaugurado após reforma nesta quarta-feira (30).

Transição de linhas

No último domingo (27), a transição entre lotes também ocorreu nas linhas 049 (Eustáquio Gomes/Centro) e 052 (Forene/Centro via Cambuci) que passaram a ser operadas por outra empresa de ônibus.

As transições têm sido realizadas em várias etapas e têm a finalidade de organizar as linhas de ônibus entre os lotes pelas empresas vencedoras do processo licitatório, além de assegurar a manutenção dos rodoviários com a mudança das empresas.

Informações: Cada Minuto
READ MORE - Prefeitura de Maceió entrega novos ônibus nesta terça-feira

EMTU SP deve abrir vagas para diversos cargos e funções no VLT

A empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), responsável pelo Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) na Baixada Santista, está recebendo currículos para interessados em trabalhar no sistema que está sendo implantado na região.

A EMTU estima que mais de 200 empregos diretos sejam gerados para o VLT, entre vagas de perfil técnico e administrativo.

De acordo com a empresa, serão disponibilizadas vagas para agente de estação, serviços gerais e manutenção do centro de controle operacional e o pátio de manutenção – localizado no Porto de Santos.

Os interessados devem enviar os currículos para o e-mail selecao@brmobilidadebs.com.br. As seleções serão realizadas conforme a necessidade da empresa.

Informações: G1 Santos
READ MORE - EMTU SP deve abrir vagas para diversos cargos e funções no VLT

Passagem do metrô de Fortaleza vai ficar 18% mais cara

A partir de sexta-feira (1º), os usuários da linha Sul do metrô de Fortaleza, que liga Pacatuba ao Centro da capital, pagarão R$ 2,85 pela passagem, sendo R$ 1,40 pela meia. 

O reajuste vai ser de 18,75%, já que atualmente as tarifas são de R$ 2,40 e R$ 1,20. Os novos valores são mais baratos do que as passagens de ônibus intermunicipal, mas mais caras do que as dos ônibus de Fortaleza. 

De acordo com o Metrofor, o reajuste é necessário para pagar os custos envolvidos na operação da linha, como energia elétrica, mão de obra profissional e manutenção do sistema.

Informações: Tribuna do Ceará
READ MORE - Passagem do metrô de Fortaleza vai ficar 18% mais cara

Tarifa do metrô no Rio aumenta para R$ 4,10 no sábado

O reajuste da passagem do MetrôRio começa a valer a partir deste sábado (2). O novo valor, de R$ 4,10, foi autorizado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) durante uma sessão regulatória realizada no dia 25 de fevereiro. A atual tarifa é de R$ 3,70.

Para a base do reajuste da tarifa metroviária, foi considerado o valor de R$ 3,6753, homologado no reajuste anterior, sobre o qual foi aplicada a variação do IGP-M (índice de inflação calculado pela Fundação Getúlio Vargas) entre janeiro de 2015 e janeiro de 2016, conforme previsto em contrato.

Informações: G1 Rio
READ MORE - Tarifa do metrô no Rio aumenta para R$ 4,10 no sábado

Em Curitiba, Terminais de ônibus e estações tubo ganham sinal de wi-fi grátis

domingo, 27 de março de 2016

Enquanto aguardam a chegada dos ônibus, os usuários de 9 terminais e 5 estações-tubos metropolitanos já podem se conectar à internet gratuitamente. O serviço de rede Wi-Fi nestes locais iniciou no mês passado e pode ser utilizado por todos os portadores do cartão Metrocard.

“Em breve, como todos os ônibus da Região Metropolitana de Curitiba estarão equipados com aparelho GPS, os usuários terão à disposição um aplicativo para saber com exatidão que horas o ônibus passará no seu ponto”, informa Omar Akel, diretor-presidente da Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba). Por meio deste aplicativo também será possível acompanhar o itinerário de todas as linhas metropolitanas.

“A nossa preocupação com a melhoria da qualidade de vida da população inclui também a eficiência e eficácia dos serviços prestados nos mais diferentes setores, inclusive no transporte público metropolitano”, diz o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior. Segundo ele, a bilhetagem eletrônica, o acesso à internet gratuita, o sistema de biometria facial e o aplicativo dos horários dos ônibus são parte desses serviços que beneficiam o dia a dia dos cidadãos. “E vamos melhorar ainda mais a mobilidade urbana para todos”, afirmou.

INTERNET - Para fazer a conexão com a internet basta procurar, no smartphone ou tablet, pela rede Metrocard Wi-Fi. O usuário deve informar o CPF e o número do cartão Metrocard e preencher um breve cadastro para fazer a autenticação. Assim, poderá desfrutar do serviço durante 30 minutos, podendo renovar a conexão após 10 minutos. Em média a utilização tem sido de 10 minutos, tempo que os usuários aguardam a chegada do ônibus.

Todos os portadores do cartão Metrocard têm acesso à internet para consulta de horários e para navegar no site da Metrocard. Os usuários que utilizaram o cartão Metrocard nos últimos 60 dias (colocaram crédito ou pagaram uma passagem) podem acessar a internet em outros aplicativos e sites, exceto streaming de vídeos e sites impróprios.

Os 09 terminais metropolitanos onde a rede Wi-Fi já pode ser acessada são: Colombo (Maracanã e Guaraituba), Fazenda Rio Grande (Novo e Velho), Almirante Tamandaré (Cachoeira), Pinhais, Araucária (Central), São José dos Pinhais (Central) e Campo Largo.

A rede também está disponível em 05 estações-tubo metropolitanas: 19 de Dezembro (Centro Cívico), Rui Barbosa (Centro), Carlos Gomes (Centro), PUC (Prado Velho) e Camilo Di'Lellis (Pinhais).

Novos pontos - Nos próximos meses novos pontos permitirão o acesso à internet gratuita. São os terminais de Almirante Tamandaré; Araucária (Maria Angélica); Colombo (Roça Grande), Campina Grande do Sul (Jardim Paulista); Quatro Barras e Piraquara.

E as estações-tubo Autódromo (Pinhais); Paulo Kissula (Capão da Imbuia); Pastor Manoel Virgílio de Souza (Cajuru); Vila Nova (Capão da Imbuia); Ferrari (Campo Largo) e Aeroporto (São José dos Pinhais).

Informações: Bem Paraná
READ MORE - Em Curitiba, Terminais de ônibus e estações tubo ganham sinal de wi-fi grátis

Estação da Lapa será entregue na terça-feira (29)

Depois de 14 meses em obras, a Estação da Lapa será entregue à população pelo prefeito ACM Neto na próxima terça-feira (29), quando é comemorado os 467 anos de Salvador. Maior estação de transbordo da capital baiana, o equipamento passa a contar com banheiros climatizados, impermeabilização da cobertura, segurança privada 24 horas por dia, manutenção e conservação permanentes. 
Foto: Evandro Veiga/CORREIO

Haverá ainda uma área comercial com 64 estabelecimentos, um moderno sistema de iluminação, central de controle com 80 câmeras, escadas rolantes em pleno funcionamento, sistema de detecção de incêndio, elevador e sinalização visual. As obras incluíram ainda serviços de recuperação da rede elétrica, além da instalação de tubulação de combate a incêndio e novos corrimões em aço inoxidável.

O investimento total foi de R$ 20 milhões. O objetivo da prefeitura foi garantir mais conforto e segurança aos usuários do transporte público que utilizam o terminal. Parte da estrutura, como as 11 novas escadas rolantes, que foram modernizadas e contam com sensores “antivandalismo”, que interrompem o funcionamento dos equipamentos caso os passageiros façam algum movimento brusco, e os banheiros climatizados, já vem sendo utilizada pelos usuários.

Além da melhoria na infraestrutura, que passou a oferecer mais conforto, a estação de transbordo passa a contar também com reforço na segurança. Isso é possível porque, a partir de agora, 80 câmeras registram a movimentação em todos os pavimentos do terminal de ônibus. Elas são acompanhadas por uma central de segurança instalada no subsolo. 

A Estação da Lapa é administrada pelo consórcio Nova Lapa, que venceu uma licitação em 2014 para administrar o equipamento pelos próximos 35 anos. Fazem parte do consórcio as empresas Socicam, Participa e Axxo, as únicas a apresentar proposta em outubro de 2014.

Informações: Correio 24 Horas
READ MORE - Estação da Lapa será entregue na terça-feira (29)

Audiência pública discutirá impasse entre taxistas e Uber no Recife

A polêmica que envolve o sistema de solicitação de transporte de passageiros Uber parece ter alcançado outra esfera no estado. A questão será tema de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe). Com o título “Impasse entre taxistas e Uber”, a matéria será discutida pela Comissão de Negócios Municipais às 9h30 desta segunda-feira (28). O aplicativo começou a operar no Recife no dia 3 deste mês.

O edital, publicado na última quarta-feira (23) no Diário Oficial do estado, convoca os deputados titulares do comitê para participar do debate, sugerido pelo parlamentar Beto Accioly (PSL). Formando a mesa estão João Eudes (PRP), Odacy Amorim (PT), Priscila Krause (DEM) e Socorro Pimentel (PSL).

No início do mês, lideranças do Sindicato dos Taxistas de Pernambuco tiveram um encontro com o secretário de Mobilidade Urbana do Recife, João Braga, para tratar do Uber. À época, o presidente da entidade, Everaldo Menezes, disse que o posicionamento da categoria dependerá da postura da Prefeitura do Recife.

“Vamos conversar com o secretário João Braga.  Queremos saber se a prefeitura vai seguir a lei que proíbe o Uber na cidade. Espero que ele diga algo concreto”, afirmou na ocasião.

Legislação
A Secretaria de Mobilidade do Recife aponta que a Lei Federal 12.587/2012, que trata das atividades de transporte remunerado de passageiros, seja coletivo, escolar ou individual, determina em seu artigo 2º que “é atividade exclusiva dos profissionais taxistas a utilização de veículo automotor, próprio ou de terceiros, para o transporte público individual remunerado de passageiros, cuja capacidade será de, no máximo, 7 (sete) passageiros”.

A mesma lei é utilizada pelo diretor de comunicação da Uber no Brasil, Fábio Sabba, para defender a legalidade do serviço. "Os motoristas prestam serviço de transporte individual privado, que consta no segundo parágrafo da lei de Mobilidade Urbana. A gente não vê o Uber como uma competição com o táxi. Nossa ideia é de que existam várias plataformas para que o usuário deixe o carro em casa e use outras alternativas. Você aumenta o mercado existente, é diferente", garante.

Valores mais modestos
Ainda de acordo com o diretor de comunicação do Uber no Brasil, os valores do serviço são entre 30% e 40% menores que em corridas de táxi comum. "É como você ter um carro e não precisar pagar seguro ou Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). O aplicativo também permite estimar o preço da viagem. Colocando o destino inicial e o final, ele calcula uma média do valor da corrida", diz Sabba.

No Recife, a bandeirada, que é o preço por solicitar um táxi, custa R$ 4,75. No Uber, o valor é de R$2,50. A bandeira 1 é R$ 2,31, enquanto que a bandeira 2 custa R$ 2,79 nos táxis. Já no Uber, o valor do quilômetro é R$ 1,15 com acréscimo de R$ 0,17 por minuto. O pagamento no Uber, no entanto, só pode ser feito através de cartão de crédito.

Informações: G1 PE


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Audiência pública discutirá impasse entre taxistas e Uber no Recife

Rio de Janeiro, Salvador e Recife entre as cidades mais congestionada do mundo

terça-feira, 22 de março de 2016

Três capitais brasileiras aparecem na lista de 10 cidades do mundo que mais sofrem com trânsito. Um levantamento da empresa TomTom, divulgado nesta terça-feira (22) aponta que, no ranking mundial, o Rio de Janeiro é a quarta cidade onde os motoristas perdem mais tempo em vias congestionadas, depois de Cidade do México, Bangcoc e Istambul, na ordem. No top 10, figuram ainda Salvador (7º) e Recife (8º). Os dados são de 2015.

Por ano, os motoristas do Rio gastam 165 horas da vida em congestionamentos - 66 horas a mais na comparação com 2014 -, o que equivale a ficar mais de seis dias inteiros no trânsito. Na segunda colocada do ranking de cidades brasileiras, Salvador, cada motorista gasta 160 horas extras nos trajetos - 67 horas a mais em relação a 2014.

Em São Paulo, só no congestionamento, os condutores perdem por ano 103 horas no trânsito, ante 77 horas em 2014. O tempo extra gasto nos trajetos, entre 2014 e o ano passado, aumentou em 26 horas. Isso significa dizer que os paulistanos passaram a perder mais de um dia em congestionamentos.

O relatório da TomTom tem como base o Índice de Nível de Congestionamento, que é o tempo adicional (em porcentual) que o motorista levará no trânsito em comparação com uma situação em que não há congestionamento. Utilizando dados de 2015, o TomTom Traffic Index 2016 avalia a situação do congestionamento de trânsito em 295 cidades de 38 países em seis continentes. Esta é a quinta edição do relatório.

Segundo Marcelo Fernandes, diretor de Operações da TomTom para América Latina, a medição aplicada na pesquisa não considera o tamanho dos congestionamentos. É uma comparação entre o tempo que um motorista leva para percorrer o mesmo trajeto em horários de pico e em situações sem congestionamento (das 22 horas às 5 horas). O resultado é o tempo adicional que o condutor leva no trânsito.

"O primeiro passo das cidades é entender por que esse tipo de trânsito é gerado em determinados lugares e, depois, fazer um planejamento urbanístico. Investimento em transporte público é um grande mantra nesse tipo de discussão, desde oferecer mais corredores até informar os horários em que os ônibus passam", disse Fernandes.

De acordo com o diretor da TomTom, as administrações municipais precisam oferecer à população uma alternativa viária para deixar o carro na garagem.

"Fazer com que o transporte seja previsível, por exemplo. Não adianta ter transporte público se você não sabe a hora que o ônibus chega", explicou. 

Para Creso de Franco Peixoto, professor de Transportes da Fundação Educacional Inaciana (FEI), a principal razão para o aumento de horas extras do paulistano no trânsito é a baixa adesão da população às mudanças de mobilidade dos últimos dois anos. "Com o menor número de faixas de tráfego nas vias urbanas para carros, em função da perda de espaço para a passagem de bicicletas e ônibus, o volume de congestionamento ficou maior", afirmou.

Na avaliação de Peixoto, a adesão dos motoristas ao transporte público foi menor do que o esperado e o paulistano continua sem abrir mão do carro.

Lista das capitais brasileiras com pior congestionamento*:

1. Rio de Janeiro: 47%
2. Salvador: 43%
3. Recife: 43%
4. Fortaleza: 33%
5. São Paulo: 29%
6. Belo Horizonte: 27%
7. Porto Alegre: 22%
8. Brasília: 19%
9. Curitiba: 18%

*O porcentual corresponde ao tempo extra gasto no trânsito

Informações: Estadão
READ MORE - Rio de Janeiro, Salvador e Recife entre as cidades mais congestionada do mundo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960