Grande Recife estuda implantação de ônibus Biarticulados

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Apontado como uma das formas de amenizar a superlotação nos horários de pico em Recife, o ônibus biarticulado – modelo que combina duas articulações e três cabines, com capacidade até 53% maior que a de um articulado simples ainda segue distante do transporte rápido por ônibus (BRT) da cidade.

Enquanto o Rio de Janeiro já recebeu as primeiras 150 unidades para o corredor Transoeste, entre a Barra da Tijuca e o aeroporto do Galeão, O GRCT, que regula o transporte da capital pernambucana, vem estudando uma possível implementação destes ônibus em alguns corredores da região metropolitana.

A opção por corredores que não comportam o coletivo de alta capacidade é apontada por especialista como um fator que ameaça tornar o sistema de BH saturado em pouco tempo.

Estes ônibus foram implementados pela primeira vez em Curitiba em 2011 como o maior ônibus do mundo, na qual teria a capacidade de transportar até 250 passageiros por viagem e fora implantado, na qual faz parte de um sistema de linhas diretas que transitam apenas em vias exclusivas e com um número menor de paradas do que o expresso tradicional da cidade (biarticulados vermelhos). Como não param em todos os tubos e têm prioridade nos semáforos, os ônibus Ligeirão reduzem o tempo de viagem. 

Esses veiculos já foram implantados em cidades de Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia, Campinas e até em São Luís.

Ainda de acordo com o GRCT, ainda não há previsão de implantação desses ônibus na cidade, mas 

Informações: Blog Meu Transporte

READ MORE - Grande Recife estuda implantação de ônibus Biarticulados

Em Natal, Faixa semi-exclusiva reduz viagem em até 15 minutos

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU)  vem fazendo intervenções pontuais para melhorar o trânsito de veículos e dar maior fluidez ao sistema de transporte coletivo de Natal. As primeiras medidas estão ocorrendo na Zona Sul de Natal, como foi o caso da implantação do corredor semi-exclusivo para ônibus na Avenida Senador Salgado Filho. Porém, não existe, por enquanto, intervenções previstas para outras regiões da cidade, como a Zona Norte, segundo o secretário municipal adjunto de Transportes, Clodoaldo Cabral Trindade Júnior.

O corredor semi-exclusivo para os transportes coletivos na avenida Salgado Filho – num trecho entre as avenidas Bernardo Vieira (Lagoa Seca) e Miguel Castro (Lagoa Nova) -, está em fase de testes há apenas quatro dias, mas a avaliação STTU  é de que a medida já tem uma resposta positiva. “O tempo de percurso dos ônibus diminuiu pelo menos entre dez e 15 minutos, melhorou o tempo de viagem e isso é um ganho muito grande. É só multiplicar isso por cada ônibus e e sua frequência”, disse Clodoaldo Cabral.

O motorista de ônibus que faz a linha para Ponta Negra, Fabiano Freire, disse que “no momento, já melhorou um pouco” o tempo de percurso. “Acho que uns dez minutos”, reforçou ele, ratificando a avaliação feita pela STTU. Usuário do sistema de transporte coletivo, o porteiro escolar Luciano Maurício de Azevedo afirmou que a medida está surtindo o efeito esperado. “Pelo  menos os carros pequenos não estão cortando os ônibus pela direita”, disse ele.

Para Azevedo, os ônibus estão circulando mais rápido, no entanto, persiste a demora para chegar. “Eu moro na Cidade da Esperança e já esperei uma hora e meia para pegar o ônibus da linha 36, que passa pela Romualdo Galvão”, contou. Para o agente de mobilidade urbana João Cláudio de Oliveira de Farias, estava de férias e voltou a trabalhar ontem faltou a STTU explicar melhor as mudanças. “Faltou panfleto para a gente distribuir com as pessoas”, disse.

Farias trabalhava na esquina da rua Aluísio Bezerra, onde orientava, principalmente usuários de opcionais e ônibus intermunicipais, que não passam mais pela Salgado Filho. “A gente usa o bom senso, como é uma coisa que começou dia 5, a gente informa os motoristas e não multa ninguém”, exemplificou ele, com relação à circulação de vans e de veículos pequenos que deixam a faixa central da avenida e tentamfazer a conversão à direita.

Clodoaldo Trindade disse que a prefeitura está fazendo a sua parte para diminuir o congestionamento, mas vão surgir gargalos onde o órgão não pode intervir. Vai chegar o ponto de os veículos chegarem mais rápido no viaduto de Ponta Negra, ai o Dnit tem que intervir”, acrescentou ele, sugerindo que se as marginais da BR-304 já tivessem sido asfaltadas, os ônibus poderiam circular por elas. Ele também vê a necessidade de intervenções viárias na Zona Norte, mas a STTU esbarra no fato de que as vias com maior fluxo de veículos naquela parte da cidade, não estão sob a jurisdição do município. É o caso das avenidas Tomaz Landim (BR-406) , João Medeiros Filho (RN-302), e  Moema Tinoco.

Informações: Tribuna do Norte

READ MORE - Em Natal, Faixa semi-exclusiva reduz viagem em até 15 minutos

Das 600 linhas que operam o sistema de ônibus de Salvador, apenas 223 transportam 80% dos cerca de 1,3 milhão de usuários do serviço diariamente

Das 600 linhas que operam o sistema de ônibus de Salvador, apenas 223 transportam 80% dos cerca de 1,3 milhão de usuários do serviço diariamente. Desta forma, em média, 1,04 milhão de pessoas utilizam cerca de um terço das linhas existentes na capital baiana.
Joá Souza l Ag. A TARDE 
A informação foi passada, nesta terça-feira, 8, pelo secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, durante o lançamento da nova versão do aplicativo CittaMobi, que possibilita aos cidadãos terem informações sobre o transporte coletivo na cidade.

Com a atualização, quem utilizar o software poderá informar à prefeitura ocorrências no coletivo, como assaltos, acidentes e veículos que não param nos pontos. Os dados passados pelos usuários serão encaminhados Centro de Controle Operacional (CCO), que monitora o sistema de ônibus, localizado em Amaralina.

A informação sobre as linhas foi obtida, segundo Mota, graças ao trabalho realizado pelo CCO nos dois meses de funcionamento. Com este diagnóstico em mãos, 67 linhas com grande demanda ganharam um acréscimo na frota, conforme o secretário Fábio Mota.

Para o prefeito ACM Neto, o CCO e o aplicativo permitem à prefeitura realizar intervenções para melhorar a qualidade do serviço.
"Conseguimos ordenar, de forma mais clara, essas linhas, para evitar o que  acontece em Salvador. O ônibus para no ponto e rapidamente enche. Mas ainda fica gente no ponto, porque o ônibus não foi suficiente para a quantidade de pessoas que demandam aquela linha", frisou o prefeito.

As linhas Jardim Santo Inácio-Pituba, Estação Mussurunga-São Joaquim e Engenho Velho da Federação-Nazaré estão entre as que tiveram o aumento da frota, com o acréscimo de um veículo em cada.
"São Paulo, que tem 11 milhões de habitantes, tem 600 linhas de ônibus, o mesmo que Salvador. Isso mostra que o problema não é a quantidade de linhas", disse Fábio Mota.

Para chegar ao problema da necessidade de mais ônibus em determinadas linhas, a prefeitura cruzou dados de bilhetagem e quantidade de veículos nas áreas. "A mudança já possibilitou, segundo pesquisas feitas pela prefeitura, uma melhoria na qualidade do  serviço oferecido por estas linhas", reforçou Mota.

Segundo o prefeito, também estão sendo avaliados casos em que linhas têm demanda menor do que a quantidade de ônibus ofertada.

Outras áreas
O secretário de Mobilidade contou, ainda, que dois grupos de trabalho estão estudando todas as linhas do subúrbio e da região de Cajazeiras visando avaliar a demanda de cada uma delas.
"A nossa ideia é que, no prazo de um ano, a gente vá melhorando linha por linha em cima da demanda. Agora, com esse elemento novo (a atualização do aplicativo), a gente tem maior interação do cidadão. Todas as informações passadas para o CCO serão base para a gente examinar aquela linha específica", afirmou.

O CCO está auxiliando a prefeitura também no estudo de reordenamento de todas as linhas de ônibus de Salvador. Estudo este conduzido pela gestão municipal e pelas empresas e previsto na licitação do sistema de transporte público da capital baiana.
"Esse estudo que impacta basicamente em refazer todas as linhas da cidade tem um prazo de dois anos. Nós começaremos, provavelmente, no segundo semestre de 2016 a aplicação dessas mudanças, que precisam ser validadas pela população", afirmou ACM Neto.

Ainda conforme o prefeito, a mudança será feita de maneira progressiva, para possibilitar a adaptação das pessoas.

Melhora
No bairro da Pituba, onde trafegam três linhas que tiveram a frota ampliada, muitos usuários - apesar de não saber da novidade - relataram que o tempo de espera dos coletivos diminuiu significativamente.

É o caso da diarista Maria de Jesus dos Santos, 41 anos. Moradora do bairro de São Gonçalo do Retiro, ela disse que tem três opções de ônibus para casa, mas percebeu, nos últimos dias, que a linha Jardim Santo Inácio-Pituba está mais rápida. Esta linha recebeu um ônibus (passou de 16 para 17 veículos).
"Não estava sabendo de nada. Até comentei com uma amiga ontem sobre isso. Costumo pegar o Mata Escura ou Tancredo Neves, que sempre chegam primeiro, mas já tem três dias que só pego Jardim Santo Inácio", disse Maria.

O serralheiro Péricles de Almeida Couto, 47, também notou uma leve mudança no tempo de espera da linha Arenoso-Pituba, que teve acréscimo também de um veículo (de cinco  para seis ônibus). "Esse ônibus costumava demorar uns 30 minutos. Agora, tá passando em menos de 20 minutos", constatou Péricles.

*Colaborou Jair Mendonça Jr.
READ MORE - Das 600 linhas que operam o sistema de ônibus de Salvador, apenas 223 transportam 80% dos cerca de 1,3 milhão de usuários do serviço diariamente

Em Curitiba, Linhas Caiuá e Fazendinha são unificadas aos domingos

As linhas Caiuá / Rui Barbosa e Fazendinha/Rui Barbosa começaram a operar de forma unificada aos domingos. A mudança, que começou no domingo (30), vai otimizar a utilização da linha e permitir a redução do tempo de intervalo entre um ônibus e outro.

A unificação é possível porque as duas linhas têm praticamente o mesmo trajeto. No pequeno trecho, na Fazendinha, onde o trajeto se distancia por algumas quadras, os usuários serão atendidos pela mesma linha Caiuá/Fazendinha/Rui Barbosa, com indicação no letreiro eletrônico da rota -  pela Rua Rezala Simão ou pela Rua Amadeu do Amaral.

A Caiuá/Fazendinha/Rui Barbosa fará o trajeto de 23,7 quilômetros (ida e volta), cobrindo a rota de 19,3 quilômetros da linha Fazendinha/Rui Barbosa. A tabela horária será de um ônibus a cada 11 minutos, um ganho de tempo de cinco minutos para o usuário do Fazendinha/Rui Barbosa, que passa a cada 16 minutos. O tempo também será menor do que o intervalo da linha Caiuá, que é de 14 minutos.

A medida permite beneficiar o usuário e reduzir custos verificados com a sobreposição de trajetos sem a demanda equivalente. Na média, aos domingos, os ônibus da linha Caiuá/Rui Barbosa circulam com uma ociosidade de 82%. No caso da linha Fazendinha esse índice chega, em média, a 87%.

Durante a semana, as duas linhas voltam a operar normalmente, com saída do Terminal Caiuá (linha Caiuá/Rui Barbosa) e do Terminal Fazendinha (Fazendinha/Rui Barbosa). A fusão só vai funcionar aos domingos.

Essas duas linhas são feitas por ônibus do sistema troncal – que liga terminais dos bairros ao centro da cidade. São os ônibus na cor amarela, com capacidade para 90 passageiros.

Informações: URBS

READ MORE - Em Curitiba, Linhas Caiuá e Fazendinha são unificadas aos domingos

BRT Feira de Santana contemplará 130 mil pessoas em dois corredores

Além de modernizar o sistema de transporte público coletivo na cidade, o BRT (sigla em inglês referente a Transporte Rápido sobre Ônibus) vai contemplar mais de 130 mil pessoas ao longo dos dois corredores de tráfego do sistema.

Segundo o censo demográfico promovido pelo IBGE em 2010, na região onde o BRT vai transitar em Feira de Santana existem mais de 110 mil habitantes.

Além disso, estas duas áreas da cidade também estão acolhendo mais 27 mil pessoas com a construção de cerca de 7.500 novas residências, conforme ressalta o secretário municipal de Planejamento, Carlos Brito.

Um dos corredores contempla os bairros Mangabeira, Conceição I, II e III, Agrovila, Mangabeira, Loteamento Mirasol, Loteamento Modelo, Alto do Papagaio, Santa Bárbara, Santa Quitéria e Candeal, enquanto no outro corredor do BRT estão sendo contempladas as linhas dos bairros FTC, SIM, Santo Antônio dos Prazeres, São Roque, Jaiba e Aeroporto. Além disso, passa ainda por bairros como Parque Getúlio Vargas, Caseb e Ponto Central.

Informações: Prefeitura de Feira de Santana


READ MORE - BRT Feira de Santana contemplará 130 mil pessoas em dois corredores

Em São Paulo, 70% dos trens do Metrô foram modernizados

Na ultima semana a Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo ganhou mais um trem modernizado, a composição L44 reformada pela Alstom. Junto com o trem operam outros 21 que foram reformados, além de 23 composições antigas, das frotas A e D.

Já na Linha 3-Vermelha, toda a frota é composta ou por composições revitalizadas, ou por novas, os trens das frotas G e H. Das 98 composições programas para serem repaginadas, 68 trens já passaram pelo processo que representa quase 70% dos trabalhos. Destes, 15 trens aguardam nos pátios do Metrô para a liberação da operação comercial.

Modernização

A reforma foi dividia em 4 lotes, entre eles a antiga Frota C que foi modernizada pela Ttrans: É a frota K. Já a antiga Frota D esta sendo modernizada pela Alstom, que após os trabalhos volta como frota L. Também esta a cargo da Alstom junto com a Siemens a modernização de parte da frota A, que após os trabalhos retorna como frota I. Por fim, a outra parte da frota A está sendo modernizada pela Bombardier, retornando como frota J. Atualmente 7 trens estão nas empresas citadas acima em processo de revitalização.

Principais itens da modernização:

– Substituição do sistema de tração, utilizando tecnologia de inversores e motores de tração, para torná-la mais eficiente e de menor custo de manutenção;

– Substituição do sistema de ventilação por ar refrigerado, aprimoramento no sistema de iluminação do salão e troca dos bancos;

– Instalação de câmeras e equipamentos de detecção de incêndio no salão de passageiros para melhorar as condições de segurança;

– Instalação de rede de dados informatizada, para transmissão e recepção das condições dos equipamentos dos trens e sistema de registrador de eventos (caixa preta) dos equipamentos que desempenham função de segurança;

Por Renato Lobbo
Informações: Portal Via Trolebus

Leia também sobre:
READ MORE - Em São Paulo, 70% dos trens do Metrô foram modernizados

Em Salvador, Botão de pânico para passageiros é lançado

A partir desta terça-feira, 8, a população da capital já pode acionar a prefeitura quando houver situações de emergência no sistema de ônibus, como assalto ou outras violências.

A denúncia pode ser feita pelo botão de incidente grave ("botão de pânico") no aplicativo CittaMobi. O lançamento está marcado para as 9h desta terça, na Secretaria Municipal de Mobilidade  (Semob), em Amaralina.

No mês passado, 52 inquéritos de roubos em coletivos foram encaminhados à Justiça, segundo José Mário Mota, delegado do Grupo Especial de Repressão a Roubos de Coletivos (Gerrc).

O número representa um aumento de 100%, em relação ao mesmo mês do ano passado, conforme o delegado. "A vítima agora é o passageiro, devido à adesão aos cartões de passagem e, consequentemente, à redução da rotatividade do dinheiro", acrescentou Mota.

Com a nova versão do CitaMobi,  a administração municipal espera reduzir o número de assaltos. Uma vez acionados, os agentes do Centro de Controle Operacional da prefeitura, em Amaralina, poderão comunicar à Secretaria da Segurança Pública (SSP) sobre o crime.

"Nem sempre as intervenções ocorrerão em tempo real, porém a polícia poderá, por exemplo, acompanhar o veículo e abordar o assaltante quando ele descer do coletivo", informou ao A TARDE uma fonte, que trabalhou no desenvolvimento do aplicativo.

Além disso, segundo o técnico,  a prefeitura vai poder fazer um relatório sobre os locais, linhas e horários em que os roubos são mais frequentes. Para invibializar os trotes, a nova versão  só poderá ser acessada após cadastro, com inclusão de e-mail e CPF.

Ao denunciar um assalto, o celular do informante poderá ser rastreado pela polícia até que a situação seja solucionada. "A polícia pode  ligar para o cidadão e questionar sobre a informação que ele passou. Quem passar trote estará sujeito às consequências", afirmou o técnico.

Disponível desde 26 de maio, o Cittamobi auxilia os usuários do transporte coletivo de Salvador, ao informar   previsões de chegada dos veículos nos pontos da cidade. Em julho, ele já havia sido baixado por 220 mil pessoas e  registrava 37 milhões de consultas, segundo Carlos Sampaio,  gerente comercial da Cittati Tecnologia - empresa que desenvolveu o produto.

Reclamações
Agora, além de informar, a ferramenta torna-se um canal direto de envio de reclamações e sugestões. "O aplicativo  será mais interativo", afirmou o titular da Semob, Fábio Mota, sem revelar detalhes.

A TARDE  apurou que ainda é possível informar sobre  condições nos pontos de parada (sujeira, superlotação, insegurança e problemas estruturais, como falta de abrigo ou  degradação). E também alertar a respeito de  linhas que não estejam incluídas, previsões erradas, motoristas que não param nos pontos e desvios de itinerário. Já a prefeitura vai poder  realizar pesquisas de qualidade  com os passageiros.

Ao todo, sete opções de reclamações e sugestões estão disponíveis em um novo ícone ("megafone"), que desde a semana passada já podia ser visualizado.

Por Priscila Machado
Informações: A TARDE On Line


READ MORE - Em Salvador, Botão de pânico para passageiros é lançado

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960