Metrô-DF lança campanha para uso de carro exclusivo feminino, pessoas com deficiência e ciclistas

quarta-feira, 24 de junho de 2015

O Metrô-DF começou a uma campanha de conscientização para melhor utilizar os carros exclusivos para mulheres e pessoas com deficiência e para os usuários que transportam bicicletas.

Os carros ganharam adesivos de identificação na parte interna dos trens, e os pisos das plataformas estão sendo renovados. O carro exclusivo feminino e para pessoas com deficiência foi adotado em cumprimento a uma lei distrital desde o dia 1º de julho de 2013.

O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, no pico da manhã e da tarde, no período das 6h às 8h45 e das 16h45 às 20h15. Para usufruir o direito, os usuários devem utilizar sempre o primeiro carro do trem, o chamado carro líder, localizado logo após a cabine do piloto.

Já o transporte de bicicletas deve ser realizado no último carro do trem, não podendo exceder cinco veículos por viagem. A recomendação é que, dentro do trem, a bicicleta seja acomodada de forma que não obstrua a passagem e que não perturbe os outros usuários. Isso porque, segundo o Metrô, passageiros sem bicicletas sempre têm preferência de embarque.

Desde seu funcionamento, o carro exclusivo feminino e para portadores de deficiência vem ganhando adesão de usuários. Segundo o órgão, diariamente, uma média de 15 pessoas entram em contato com a Ouvidoria para informar e reclamar sobre o descumprimento da lei.

Apesar de não haver punição, o Metrô-DF, garante que tem autuado quem desrespeita a norma por meio de seus empregados e, também, tem contado com o apoio dos próprios usuários, no sentido de preservar os direitos concedidos. Se houver resistência ao Corpo de Segurança Operacional do Metrô, quando os agentes solicitam a saída do usuário, eles são encaminhados à delegacia e podem responder criminalmente.

O presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, explica que a ideia da campanha é conscientizar a população para o respeito aos usuários e reforçar lições de cidadania e boas práticas sociais.

— Nossos principais fiscais são os usuários, que entram em contato com a empresa em casos de descumprimento da legislação. Queremos garantir uma prestação de serviço ainda mais eficiente e segura para a população do DF.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960