No Recife, Poeira e buracos no novo Terminal do Barro

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Recém-inaugurado e já com problemas, a 1ª etapa do Terminal Integradpdo Barro foi inaugurada semana passada, porém a operação mesmo do terminal aconteceu na segunda-feira e menos de uma semana de funcionamento, já é possível ouvir reclamações tanto dos usuários como dos operadores.

Os usuários reclamam da poeira deixada após inauguração, “Os usuários relatam levar um banho de poeira a cada ônibus que passa”, e outro problema são os buracos no pavimento novinho e que não aguentou dois dias de operação, um verdadeiro absurdo com o dinheiro público, pois foram gastos R$ 4.680 milhões nesta 1ª etapa e a 2ª etapa será a mesma empresa que fará os serviços.

A segunda fase do Terminal terá investimento de R$ 3.370 milhões onde serão construídas plataformas, salas administrativas, estocagem, estacionamento interno, bicicletário, urbanização, área verde e acesso definitivo ao metrô. 
Buracos com 02 dias de operação
Ao todo, a construção e ampliação do Terminal do Barro têm como investimento R$ 8 milhões. Após a conclusão de mais essa obra prevista para ser entregue em dezembro deste ano as duas partes serão unificadas e o TI passará a contar com uma área total de 18.619,15m² e atenderá 70 mil usuários.
O TI do Barro é um dos mais movimentados da Região Metropolitana por ser integrado ao Metrô e a BR-101, fazendo ligações mais rápidas com outros municípios da RMR.

Comunidades beneficiadas
- Recife: Barro; Macaxeira; Várzea; Milagres; Vila dos Carneiros; Ceasa; Centro; Afogados. 
- Jaboatão dos Guararapes: Cajueiro Seco; UR-11; UR-03; Zumbi Do Pacheco; UR-05; Coqueiral; Floresta; Prazeres; Cavaleiro.

Linhas
202 – TI Barro/Macaxeira (Várzea); 
207 – TI Barro/Macaxeira (BR-101); 
206 - TI Barro/Prazeres; 
216 – TI Barro/TI Cajueiro Seco; 
103 - UR-11/TI Barro; 
108 – TI Barro/Ceasa; 
128 - UR-03/TI Barro (Milagres); 
203 - Zumbi Do Pacheco/TI Barro; 
205 - UR-05/TI Barro (BR-101); 
209 - Coqueiral/TI Barro;

Blog Meu Transporte



READ MORE - No Recife, Poeira e buracos no novo Terminal do Barro

Em Salvador, Ônibus antigos devem ser renovados até 31 de outubro

Ônibus com oito a 10 anos de fabricação devem ser retirados da frota do transporte público de Salvador, conforme prevê a portaria de número 98, publicada no Diário Oficial do Município (DOM) nesta quarta-feira (12). A decisão da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte e determina que as empresas que prestam o serviço substituam os veículos antigos por modelos novos, zero quilômetro.

Até 10 de agosto, devem ser trocados os ônibus com mais de 10 anos; os demais, de oito a 10, precisam ser substituídos até o prazo máximo, 31 de outubro, de acordo com a portaria. Para a a prefeitura, o uso dos ônibus "antigos" ocasiona "perda do nível de qualidade e de segurança do serviço".


Os novos veículos devem ser adaptados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, precisa ter porta de acesso pelas duas laterais e sistema de ventilação. Caso as empresas não cumpram a decisão, elas podem sofrer sanções como a cassação da permissão de operação. A Transalvador vai fazer a fiscalização. 

Ângela Levita, diretora técnica do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Seteps), explica que um decreto municipal de 1992 já prevê a substituição de ônibus que completa 10 anos. Segundo ela, cerca de 100 ônibus com prazo expirado ainda circulam na cidade atualmente. "O que a prefeitura fez foi antecipar. As empresas estão preparadas e vão trocar até o dia 31 de outubro. Todo ano as empresas fazem revisão, mas ainda existem cerca de 100 veículos em operação, todos já programados para serem retirados", explicou.

A diretora do Seteps informou que, no entanto, a determinação de retirar os veículos com mais de oito anos não estava prevista no regulamento municipal, mas que isto será cumprido pelos empresários. "Estamos agora fazendo o levantamento para que as empresas façam o pedido às fornecedoras. Os ônibus urbanos não se compra inteiro. O importante é que as empresas façam logo a ação de compra para não perder o prazo", relatou.

Informações: G1 BA
READ MORE - Em Salvador, Ônibus antigos devem ser renovados até 31 de outubro

Motoristas paralisam dois terminais de ônibus em Fortaleza

Motoristas e cobradores de ônibus paralisaram, na tarde desta quarta-feira (12), o Terminal do Papicu. O protesto durou cerca de 2 horas e teve como objetivo a volta das negociações com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) para os reajustes exigidos pela categoria.
Paralisação no Antônio Bezerra, pela manhã, prejudicou a ida de pessoas para o trabalho. Foto: Natinho Rodrigues

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro) informou que a intenção dessas paralisações não é o fechamento de diferentes terminais de ônibus, mas a busca de dialogar com diferentes grupos de motoristas, tendo em vista os horários diferenciados de cada trabalhador.

O estado de greve foi decretado no último final de semana e, desde segunda-feira (10), algumas paralisações estão sendo realizadas, periodicamente, pela manhã e a tarde nos terminais de Fortaleza e de madrugada nas garagens das empresas de ônibus, por volta das 4h às 16h.

Trabalhadores querem participação da Prefeitura

De acordo com a entidade laboral, outro objetivo dos protestos é envolver a Prefeitura de Fortaleza na negociação com o sindicato patronal. Os trabalhadores acreditam que a participação do Executivo nesta questão pode agilizar um acordo.

Protesto ocorreu durante a manhã no Terminal de Antônio Bezerra

Assim como aconteceu nas outras paralisações nos terminais de Fortaleza, a manifestação dos motoristas de ônibus geraram atrasos e transtornos para os passageiros durante toda a manhã no bairro Antônio Bezerra. Passageiros foram prejudicados na ida ao trabalho.

Informações: Diário do Nordeste

READ MORE - Motoristas paralisam dois terminais de ônibus em Fortaleza

Rodoviários prometem greve geral de ônibus em Salvador para próxima terça

A quatro dias do pontapé inicial da Copa das Confederações, a acessibilidade do público até a Fonte Nova, em Salvador, promete ser ainda mais complicada. Em assembleia, membros do Sindicato dos Rodoviários do Estado da Bahia resolveu fazer uma paralisação total dos ônibus a partir das 0h da próxima terça-feira.

Na próxima segunda, um novo encontro da categoria está marcado para que as propostas apresentadas pelas entidades patronais sejam apreciadas pela classe.

Enquanto os rodoviários pedem um reajuste salarial de 15%, a contraproposta oferecida até o momento é de 4,13% para o setor urbano, e de 4,5% para o intermunicipal.

Nesta terça, Hélio Ferreira, presidente do sindicato, teve seguidas reuniões na Assembleia Legislativa da Bahia e no Ministério Público do Trabalho, mas ainda não houve um acerto entre as partes envolvidas. As negociações salariais se arrastam por 90 dias, mas as conversas entre sindicato e patrões pouco andaram ao longo deste tempo. Segundo dados do sindicato, os R$ 2,80 cobrados pela tarifa em Salvador representam a 7ª mais alta do Brasil.

- O acordo está muito longe do desejável. Podemos construir uma das maiores greves da História da categoria aqui na Bahia. O fato da greve acontecer às vésperas da Copa fdas Confederações é só uma coincidência, mas isto vai afetar e muito o deslocamento de público - disse Ferreira, em entrevista por telefone ao LANCE!Net.

 A despeito da iminente paralisação, o Escritório Municipal para Copa (Ecopa) divulgou o plano de transportes da capital para a Copa das Confederações. O projeto prevê o fechamento de vias, alterações na circulação de ônibus, criação de linhas especiais, nova sinalização e estacionamento.

A Fonte Nova recebe três jogos do evento-teste: no dia 20, Uruguai e Nigéria se enfrentam, enquanto Brasil e Itália fazem no dia 22 o jogo mais aguardado da primeira fase da competição. A decisão de 3º e 4º lugares também está prevista para o local.

Informações: O Povo Online

READ MORE - Rodoviários prometem greve geral de ônibus em Salvador para próxima terça

Manaustrans cria corredor exclusivo para a circulação de ônibus no Centro

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) fez mudanças no trânsito nesta terça-feira (11) e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto inspecionou o trabalho que começou pela manhã.

A Avenida Epaminondas passou a ser exclusiva para a circulação de ônibus. A medida visa dar maior fluidez ao tráfego da área e mais tranquilidade aos usuários do transporte coletivo.
A Avenida Epaminondas passou a ser exclusiva para a circulação de ônibus. A medida visa dar maior fluidez ao tráfego da área e mais tranquilidade aos usuários do transporte coletivo
“Nós estamos fazendo o trabalho de orientação, sinalização e entregaremos tudo pronto na sexta-feira. É claro que vai ser um momento de experiência”, afirmou o prefeito. “Essa medida vai melhorar a velocidade média dos ônibus nesse trecho, então, os coletivos vão fazer mais viagens, carregar mais pessoas e o custo operacional deve baixar”.


Segundo o diretor de operações do Manaustrans, Raimundo Encarnação, a mudança foi feita após estudos que apontavam como necessária a alteração.

“Os carros pequenos atrapalhavam a circulação dos veículos e o trânsito ficava uma confusão. A partir de agora, a agilidade na Avenida Epaminondas será maior. Como consequência, o tempo de espera nas paradas diminui”, explicou.

O diretor-presidente do Manaustrans, Pedro Carvalho, informou que, nesta quarta-feira (12), o órgão inicia a orientação aos motoristas para alertar que a Avenida Epaminondas passa a ser corredor exclusivo de transporte coletivo urbano.

A abordagem educativa será feita durante 10 dias por agentes de trânsito e, durante esse período, os condutores de veículos de passeio não serão notificados. A partir do dia 22, começa a valer a fiscalização.

A via está sinalizada para indicar os acessos permitidos para ônibus e carros. Foram instaladas 22 placas de proibido estacionar e oito de regulamentação para indicar a separação entre o tráfego de coletivos e veículos leves.

Novas mudanças

O prefeito informou também que, até o fim deste ano, a Prefeitura de Manaus irá extinguir o Terminal de Integração 1 (T1), na Avenida Constantino Nery, para transformar aquela área em um corredor exclusivo para ônibus.

“Nós temos que encontrar mais espaços para os ônibus, porque a cidade está ‘engasgada’. Todo mês, são três mil novos carros que entram nas ruas. Nós estamos lutando contra essa competição”, disse Arthur. “Queremos mostrar para as pessoas que, ao longo do nosso governo, elas vão olhar para o sistema de transporte e pensar que podem deixar o carro em casa e pegar um ônibus”.

Acessos na Avenida Epaminondas

- Veículos leves que trafegam na Avenida Constantino Nery com destino ao Centro não podem seguir em frente, em direção à Epaminondas. Deverão converter à direita na Rua Leonardo Malcher e acessar a rua Luiz Antony para chegar à área central;

- A partir da Rua Leonardo Malcher os veículos poderão dobrar à esquerda e acessar a Avenida Epaminondas somente até a Rua Simon Bolivar (Praça da Saudade) e retornam à Rua Ferreira Pena.

- O acesso de veículos leves na Avenida Epaminondas, sentido bairro/centro , será permitido no trecho entre a Rua Ramos Ferreira até a Rua José Clemente, em uma faixa exclusiva, à esquerda da via.

- A partir da Rua José Clemente, até a Avenida Sete de Setembro, o tráfego na Epaminondas será apenas para ônibus.

- Veículos que seguem pela Rua Dez de Julho poderão converter à esquerda na avenida Epaminondas em uma faixa no contra-fluxo até a Rua Ramos Ferreira.

- Será permitido trafegar na Rua Saldanha Marinho em direção à rua da Instalação e dobrar à direita, em contra-fluxo, para acessar a rua 24 de Maio.

Informações: d24am.com
READ MORE - Manaustrans cria corredor exclusivo para a circulação de ônibus no Centro

Metrô de São Paulo vai ter 13 bicicletários em julho

A partir do dia 5 de julho, 13 estações do Metrô de São Paulo vão oferecer o serviço de bicicletários aos usuários. Além dos três existentes nas estações Anhangabaú, Guilhermina-Esperança e Palmeiras-Barra Funda, dez novos bicicletários vão operar nas seguintes estações: Liberdade, Paraíso, Sé, Vila Madalena, Tamanduateí, Brás, Carrão, Corinthians-Itaquera, Guilhermina-Esperança e Santa Cecília. Na última sexta-feira, 7, o credenciamento da empresa FGTV Produções, que vai operar o serviço, foi publicado no Diário Oficial do Estado.

Os três bicicletários que já existem foram fechados temporariamente nesse domingo, 10, para adequação. A partir do próximo dia 5, a empresa terá que disponibilizar, no mínimo, dez vagas para o estacionamento de bicicletas em cada uma das estações. As 12h primeiras horas serão gratuitas para os ciclista e, após esse período, haverá uma cobrança de R$ 2 por hora.

Os 13 bicicletários terão ainda serviço de empréstimo das bicicletas. O aluguel sai de graça pelo período de 30 minutos e, depois, também vai custar R$ 2 por hora. Os bicicletários terão seguro contra possíveis danos, roubos os furtos dos equipamentos. Segundo o Metrô, o serviço funcionará diariamente das 7h às 22h.

Informações: Agência Estado

READ MORE - Metrô de São Paulo vai ter 13 bicicletários em julho

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960