Bibliotecas são instaladas em pontos de ônibus de Curitiba

quinta-feira, 28 de março de 2013

Usuários do transporte coletivo de Curitiba podem, a partir desta quinta-feira, pegar livros emprestados gratuitamente em bibliotecas instaladas dentro das estações-tubo - pontos de ônibus em forma tubular utilizados em diversas linhas da cidade.

A primeira Tuboteca foi implantada na estação da praça Rui Barbosa, no centro da capital paranaense. A inauguração faz parte das comemorações pelo aniversário de Curitiba, celebrado nesta sexta-feira (29).

O projeto-piloto da prefeitura prevê a instalação de dez Tubotecas, sendo quatro na praça Rui Barbosa, duas unidades na rua Presidente Faria, em frente aos Correios, uma na praça Carlos Gomes, uma na rua Lourenço Pinto e duas na avenida Marechal Floriano Peixoto, esquina com a Linha Verde. Não são necessárias fichas ou qualquer tipo de cadastro para que a pessoa possa pegar um livro.

A bancária Jaqueline Pinheiro, usuária regular do transporte coletivo de Curitiba, aprovou a ideia, mas não concorda com a falta de controle dos empréstimos dos livros. "Eu achei o projeto muito interessante e vou aproveitar bastante, mas muita gente vai pegar os livros e não devolver", afirma.

Marcos Cordiolli, presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), responsável pelo projeto, destaca que as taxas de vandalismo de bens públicos são baixas na capital paranaense, por isso acredita que a ideia de emprestar as obras livremente deve funcionar. "É o primeiro projeto desse estilo elaborado pelo poder público que conhecemos. Fundamentalmente, o que nós estamos estimulando é que a população curitibana tenha livros à disposição para sua livre circulação", afirma.

Simara Hilbert, cobradora da estação-tubo da Rui Barbosa há cinco meses, acredita que a população fará o papel de fiscal dos livros. "Se eu ver alguém rasgando ou jogando os livros no chão, vou chamar a atenção. Se todo mundo fizer a sua parte, acredito que vai funcionar", diz.

Leitora assídua de Sidney Sheldon, a cobradora afirma que pretende levar diversos livros para casa, inclusive para os filhos.

Segundo o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, todas as obras disponibilizadas pela prefeitura são títulos atuais, de diversos estilos e ainda à venda em livrarias. "Além de emprestar, as pessoas também poderão doar livros para as Tubotecas. Queremos que a população participe. A ideia é incentivar a leitura e também a confiança nas pessoas", afirma.

As outras Tubotecas serão inauguradas nas próximas semanas. Segundo o prefeito, a ideia é expandir o projeto para as Unidades de Saúde do município.

Algumas estações-tubo terão agentes de leitura para dar orientações sobre autores e títulos. A dona de casa Neusa Maria da Costa pediu ajuda para a agente da Rui Barbosa e escolheu um livro para levar para casa. "É bom aproveitar o tempo livre enquanto a gente espera o ônibus para ler, além também de podermos ler durante o trajeto", diz.

Como doar
As doações de livros podem ser feitas nas Casas da Leitura mantidas pela Fundação Cultural de Curitiba, na sede do órgão, no IPPUC e na sede da prefeitura.

Segundo a FCC, aceitam-se livros de literatura, contos, crônicas, romances, poesia, história em quadrinhos, infantil e infantojuvenil. Não serão aceitas publicações didáticas, técnicas, religiosas, jornais e revistas de assuntos gerais ou de notícias, manuais, guias, enciclopédias, bem como qualquer material com teor ofensivo, discriminatório e pornográfico.

Pessoas interessadas em doar acima de mil volumes precisarão se adequar a um Edital de Chamamento Público, que será lançado nos próximos dias.

READ MORE - Bibliotecas são instaladas em pontos de ônibus de Curitiba

Dois novos trens do Metrô do Recife entram na fase de teste para funcionar na Linha Sul

A CBTU Recife está finalizando os testes de dois novos trens, visando à liberação para funcionarem na Linha Sul (Recife / Cajueiro Seco).  Esses trens são os primeiros de um total de 15 adquiridos pela CBTU à empresa CAF do Brasil, fabricante do equipamento.  Os outros trens serão liberados ao longo deste ano, e até dezembro toda nova frota estará em operação. 

Nesta fase dos testes os trens prestam serviço aos usuários e tem a sua operação monitorada por técnicos, que realizam os ajustes operacionais e avaliam os sistemas de interface com os usuários, tais como: sonorização, intercomunicadores, sistema interno de TV e sistema de abertura e fechamento de portas. 

Esses novos trens foram especificados com tecnologia de alta performance, possuindo os equipamentos de mais alta tecnologia disponíveis no mercado para sistema de Metrô, sendo considerado um dos trens mais modernos do Brasil. 

CARACTERÍSTICAS OPERACIONAIS E TÉCNICAS DOS NOVOS TRENS 
Maior aceleração e redução do tempo de frenagem, resultando em aumento da velocidade média e redução no tempo de viagem (o trem chega a atingir 90 km/h e para em poucos segundos, possui taxa de aceleração de 1 m/s2 e taxa de frenagem de 1,5m/s2). 

Redução do consumo de energia de tração em cerca de 30%, através do aproveitamento do esforço de frenagem que é transformado em corrente elétrica, que será utilizada por outro trem. Bom para a empresa e bom para o planeta. 

Climatizado com sistema de ar-condicionado de baixo ruído. 

Acesso universal garantido – possui rampa e espaço exclusivo para cadeirantes, bancos preferenciais para deficientes, idosos e obesos, sinalização para deficientes auditivos e visuais e sistema de comunicação entre usuários e operador do trem. 

Melhoria da segurança pessoal do usuário, que agora irá dispor de um amplo sistema de câmeras de monitoramento com gravação. 

Os usuários também contarão com um sistema de TV, painéis de aviso dinâmico e de sonorização, para facilitar a obtenção das informações operacionais, entretenimento e notícias. A informação da localização das estações será fornecida via GPS. 

Novidade na abertura das portas que agora vão permitir a abertura individual nos horários de baixa demanda, o que agiliza o embarque e o desembarque dos passageiros, além de economizar energia. 

Os usuários vão poder transitar dentro do trem, de um carro para o outro, distribuindo melhor a ocupação dos espaços, tornando a viagem mais confortável nos horários de maiores demandas.

READ MORE - Dois novos trens do Metrô do Recife entram na fase de teste para funcionar na Linha Sul

Problemas nas vias de Campinas comprometem transporte público

Moradores da região do entorno de Viracopos em Campinas reclamam dos problemas de acesso às regiões de Chácaras da área dos bairros Vista Alegre e Pouso Alegre. A principal via é a estrada municipal que serve de desvio para motoristas que querem escapar do pedágio de Indaiatuba. O problema segundo moradores, é que além da estrada ser de terra, a manutenção está bastante comprometida e se agrava após as chuvas.

A situação  reflete no transporte público, que por muitas vezes não consegue entrar nos bairros. Nesta quarta-feira (27/03), inclusive, um ônibus da linha 1.96 ficou atolado e não conseguiu seguir o itinerário. A dona de casa Eliza Beta Novak mora em uma das chácaras há 17 anos. Ela comenta que o problema na estrada já vem de algum tempo, com constantes crateras e não raro a suspensão do transporte para quem mora naquela área. Eliza resume o cenário do local.

O Secretário de Serviços de Públicos de Campinas, Ernesto Paulela, reconhece a necessidade de manutenção da estrada. Segundo ele, alguns outros bairros estão recebendo os serviços, como a região do Satélite Íris. Após o término nesta área, secretário garante que o maquinário vai para o entorno de Viracopos, já na próxima semana.

Esta realidade de problemas de acesso, e como consequência, comprometimento no transporte público não é exclusividade da região em que Eliza mora.

Segundo um levantamento das concessionárias que atuam no transporte público de Campinas, pelo menos oito linhas de ônibus passam por vias de terra, por exemplo, nas regiões dos DICs, Jardim Fernanda e Satélite Íris. Além dessas, outras 17 linhas trafegam por ruas e avenidas com condições precárias para o tráfego de veículos, devido buracos, crateras e má conservação. É o caso de bairros como Jardim Novo Maracanã, Pq. Valença II e região do Itajaí.

Para as cooperativas que fazem transporte na cidade, o grande problema são os buracos. Um dos representantes de uma destas cooperativas, que não quis se identificar confirmou o problema, que reflete no desgaste dos veículos. Ele comentou que as molas de amortecimento têm que ser trocadas com regularidade.

Paulela, diz que nestes casos estão sendo realizados por toda cidade a operação tapa-buraco, mas que de fato é um processo que demanda tempo. Sobre as demandas no transporte público, ele afirma que não chegaram à Secretaria.

As concessionárias disseram que os problemas nos asfaltos são comunicados as Administrações Regionais. Eles também reforçam que a Emdec tem ciência dos problemas, já que é responsável pelas fiscalizações de itinerários do transporte.

READ MORE - Problemas nas vias de Campinas comprometem transporte público

GDF abre propostas de empresas para licitação do transporte público

O governo do Distrito Federal (GDF) abriu nesta quinta-feira (28) os envelopes de duas empresas habilitadas para concorrer ao novo Sistema de Transporte Público Coletivo (STPC) do Distrito Federal. Elas disputarão a operação das linhas de ônibus que circularão na bacia 3, que inclui 483 ônibus que circularão em Samambaia, Riacho Fundo I e II, Núcleo Bandeirante e Recanto das Emas.

De acordo com o GDF, estão na disputa o Consórcio HP-ITA, de Goiás, e a Auto Viação Marechal LTDA, de Curitiba. A proposta que oferecer o menor preço vencerá a licitação. O GDF informou que outras oito empresas tiveram os respectivos envelopes devolvidos por não terem sido aprovadas para disputar a concorrência.

A previsão é que o nome da vencedora seja divulgado em até dez dias. Ficará faltando a definição dos vencedores da operação das bacias 1 e 4. Nesta quarta (27), o secretário de Transportes do DF, José Walter Vazquez, afirmou que o processo de licitação dos ônibus do DF será concluído em 50 dias. Segundo ele, a previsão é que toda a nova frota esteja nas ruas até setembro deste ano.

“Se não houver nenhuma ação, nenhum recurso, assinamos o contrato da bacia 3 em 20 dias. O lote 4 devemos resolver em 10 dias, e o lote 1 em mais 20 dias. Vamos encerrar essa licitação em um mês e meio, 50 dias”, disse o secretário.

3 mil ônibus novos
A concorrência pelo transporte público do DF é dividida em cinco bacias. A empresa que vence uma etapa fica impedida de disputar outro lote. Ao todo, 3 mil novos ônibus estarão nas ruas. A previsão do governo é que 700 veículos entre os 3.900 da frota atual permaneçam em operação.

A Viação Pioneira, que já assinou contrato com o GDF, será responsável pela bacia 2, com 640 ônibus. Esse lote se refere às regiões do Gama, Paranoá, Santa Maria, São Sebastião, Candangolândia, Lago Sul, Jardim Botânico, Itapoã e parte do Park Way.
Ilustração com a divisão do DF nas cinco bacias onde os ônibus vão circular  (Foto: GDF / Reprodução)
A Expresso São José foi a vencedora da concorrência para a bacia 5, que atende as regiões de Brazlândia, Ceilândia, SAI, SCIA, Vicente Pires e parte de Taguatinga, e terá 576 veículos circulando.

A bacia 4 contará com 464 veículos que vão atender parte de Taguatinga, Ceilândia, Guará, Águas Claras e parte do Park Way. A bacia 1, com uma frota de 417 ônibus, vai atender as regiões de Brasília, Sobradinho, Planaltina, Cruzeiro, Sobradinho II, Lago Norte, Sudoeste/Octogonal, Varjão e Fercal.

READ MORE - GDF abre propostas de empresas para licitação do transporte público

Em Curitiba, Veto à dupla função em ônibus entra em vigor, mas não é cumprido

A lei que determina o fim da dupla função de motoristas no transporte coletivo de Curitiba deveria entrar em vigor a partir desta quarta-feira (27), mas não está sendo cumprida. Os microônibus continuam circulando com um motorista que também faz o papel de cobrador.

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) está fiscalizando as garagens das empresas e pontos de parada. Foi observado que nem os veículos foram adaptados nem cobradores foram deslocados para a função.

De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), o não cumprimento da medida é explicado por duas razões. A primeira é de que há uma ação tramitando no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) questionando a constitucionalidade da lei. 

A outra é de que a prefeitura não apresentou fonte de custeio para a readequação de uma frota de 400 ônibus e contratação de mais funcionários para trabalharem como cobradores. Em virtude disso, não houve mudanças no esquema de trabalho.

A Urbs, que gerencia o sistema de transporte da Rede Integrada, informou que espera a decisão da justiça sobre a constitucionalidade da lei para se posicionar.

A Lei 14.150 foi sancionada pelo prefeito Luciano Ducci (PSB) e publicada no Diário Oficial em 27 de novembro. A regra passaria a valer em 120 dias, já na gestão de Gustavo Fruet (PDT) na prefeitura.

READ MORE - Em Curitiba, Veto à dupla função em ônibus entra em vigor, mas não é cumprido

Em Uberlândia, Monitoramento online dos ônibus terá aplicativo para celular via GPS

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SETTRAN) está desenvolvendo um aplicativo do sistema de monitoramento online dos ônibus do transporte coletivo para a população acompanhar o percurso das linhas pelo celular.

O dispositivo está sendo ampliado a partir do que já existe na prefeitura. Pelo sistema de GPS, fiscais da Settran e técnicos da secretaria já fazem o monitoramento do sistema de transporte coletivo. Quando um carro desvia do percurso, por exemplo, a empresa é acionada para corrigir o problema.

O programa permite ainda o acompanhamento do horário em que cada ônibus passa pelo ponto, se houve desvio de rota e se existe congestionamento nas linhas, sendo que toda movimentação fica gravada no sistema.

Atualmente, o serviço já é disponibilizado no Portal da Prefeitura, no link ‘monitoramento online’. “O serviço mostra apenas onde o ônibus está. O que nós queremos disponibilizar para a população é o serviço completo de informações, assim todo mundo que tiver o aplicativo não precisará esperar por muito tempo no ponto de ônibus”, disse Divino dos Santos, assessor de transportes da Settran.

Em uma demonstração do sistema, o assessor de transportes observou, por exemplo, que naquele momento (9h03) sete ônibus estavam na avenida Afonso Pena entre a Praça Clarimundo Carneiro e o Terminal Central. Outro caso foi a movimentação do carro 4524 da linha T121 (Umuarama/Luizote), que às 8h51 atravessava a rua Monte Alegre a 23km/h. No momento, circulavam 13 carros na linha e um ônibus reserva estava estacionado.

Uberlândia tem hoje 410 ônibus em 114 linhas regulares do transporte coletivo. São transportados por mês cerca de 4,5 milhões de passageiros. Hoje os terminais de ônibus já disponibilizam monitores que oferecem o horário de chegada dos ônibus.

READ MORE - Em Uberlândia, Monitoramento online dos ônibus terá aplicativo para celular via GPS

Tarifa de ônibus em Manaus será reajustada para R$ 3,00

O prefeito de Manaus Artur Virgílio Neto (PSDB) acaba de anunciar que o valor da passagem do transporte coletivo na capital passará para R$3, ou seja, 9,01% a mais do que o valor praticado atualmente de R$ 2,75. A medida passa a valer no próximo sábado (30/03). Em 2014, o valor será rediscutido, explicou o chefe do executivo. 

O valor, contudo, não contempla a proposta feita, há alguns dias, pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amaoznas (Sinetram), de R$ 3,50.

Atualmente, dez empresas possuem a concessão do serviço de transporte público convencional em Manaus. Com o reajuste, a capital amazonense passa a ter a segunda tarifa mais cara do País entre as cidades com mais de 500 mil habitantes, perdendo apenas para três cidades paulistas que praticam o valor de R$ 3,30. São elas: Campinas, Osasco e Santo André. O dado é da Associação Nacional de Transportes Públicos (Antp).

Os cálculos levados em consideração para o reajuste foram baseados exclusivamente em planilha trabalhada pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). Segundo o prefeito, a passagem estava congelada há dois anos e neste período, a inflação no País foi de 12%, enquanto que o reajuste corresponde a apenas 9%.

Conforme contrato celebrado, em 2011, entre Prefeitura de Manaus e Sinetram, o reajuste deveria ter ocorrido em outubro de 2012, durante a gestão de Amazonino Mendes que, embora já estivesse à frente do Executivo Municipal, em 2011, acabou não concedendo o aumento da tarifa durante sua gestão.

O prefeito também explicou que o reajuste faz parte de um acordo tripartite, que envolve os donos das empresas do transporte, trabalhadores rodoviários e poder público. Ficou definido que os empresários se comprometem a renovar parte da frota ainda este ano e pagar um ‘vale lanche’ no valor de R$ 3 para os trabalhadores todos os dias. Já os rodoviários, se comprometem a não ameaçar com greves a todo instante.

Salários

Na mesma ocasião, o presidente da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, informou que os motoristas de ônibus também terão reajuste nos salários, que passarão de R$1.691 para R$1.812, aumento de 7,2%. O aumento também passa a valer em abril. Além disso, será adotada a prática da compensação tarifária que levará a um consórcio operacional. 

Na prática, quem tiver maior Índice de Passageiros por Quilômetro cederá uma parte da renda para as outras empresas, de modo a equilibrar a receita.

READ MORE - Tarifa de ônibus em Manaus será reajustada para R$ 3,00

Empresa de ônibus quer apenas cartão eletrônico em Ribeirão Preto

Para acabar com os assaltos a ônibus, o consórcio PróUrbano prevê o fim do uso de dinheiro em espécie para o pagamento dos bilhetes do transporte coletivo dentro dos veículos. O diretor do consórcio, Luís Gustavo Vianna, diz que a ideia partiu da própria Polícia Militar. A Transerp diz que vai estudar a proposta.

“Demos sugestões da retirada desse dinheiro em espécie de dentro dos ônibus. Antes nós tínhamos só 50 pontos de recarga de cartões na cidade, hoje são 250 o que atende perfeitamente o sistema. Agora falta uma decisão conjunta da Transerp e da prefeita [Dárcy Vera]”, afirma.

O assunto foi levantado em reunião ocorrida no palácio do Rio Branco, onde representantes do consórcio pediram intensificação do policiamento para ações preventivas, tendo em vista os dois ônibus queimados na última segunda-feira (25) como suposta forma de retaliação à morte de um traficante ocorrida momentos antes, no Ipiranga.

O coronel José Roberto Malaspina, da PM, diz que a média mensal de roubos em 2012 dentro de ônibus foi de quatro casos. “Durante esses três meses de 2013 sabemos que não tem chegado a três casos por mês. O perfil desses assaltantes são jovens do sexo masculino que usam o dinheiro roubado para manter a dependência química”, afirma.

A retirada deixa os usuários divididos. “Acho que não vai ser bom porque você vai ter que andar sempre com o cartão recarregado, vai exigir tempo do passageiro”, explica Renato Cardoso, 25 anos.

A auxiliar de limpeza Ivonice Aparecida das Dores, 52 anos, acha que vai facilitar bastante o troco e ajudar na agilidade do embarque. “Só uso o cartão, acho que vai resolver o problema dos assaltos”, afirma.

Outros acham que a remoção do dinheiro das passagens pode fazer com que o assaltante se volte para os passageiros. “Vai chegar para roubar e não vai ter dinheiro aí ele vai roubar quem? A gente”, afirma a doméstica Deise Alexandre de Carvalho.

READ MORE - Empresa de ônibus quer apenas cartão eletrônico em Ribeirão Preto

Tarifa de ônibus para estudantes a R$ 1,00 começa a valer em Rio Branco

Foi publicado na edição do Diário Oficial desta quarta-feira, 27, a lei que autoriza o prefeito de Rio Branco, Marcus Viana, a subvencionar até 20% do valor da passagem de ônibus do estudantes e instituiu o regime especial de parcelamento para as empresas de transporte coletivo, ou seja, a passagem para estudantes a partir de hoje passa a valer R$ 1,00 e as dividas de ISS das empresas de ônibus passam a ser parceladas, como contrapartida.

A subvenção será paga mensalmente, até o décimo dia do mês subseqüente ao vencido, com a retenção do imposto sobre serviços de qualquer natureza – ISSQN, mediante a demonstração do número de estudantes transportados.

De acordo com a nova lei, compete à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – RBTRANS a apuração e indicação do número de estudantes beneficiados e do montante devido a cada empresa de transporte coletivo. O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo – SINDICOL participará da apuração referida.

Da redação ac24horas
READ MORE - Tarifa de ônibus para estudantes a R$ 1,00 começa a valer em Rio Branco

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960