Governo e prefeitura apresentam projetos de mobilidade para Natal

terça-feira, 6 de agosto de 2013

O Governo do Estado e a Prefeitura de Natal apresentaram projetos de mobilidade urbana para a capital potiguar nesta segunda-feira (5) no Ministério das Cidades. As propostas do Município preveem investimentos de R$ 577 milhões que prometem desafogar o trânsito na cidade. Já o Estado apresentou sete pleitos, que representam investimentos de R$ 330 milhões.

Além das obras de infraestrutura, o projeto da prefeitura prevê a implantação de corredores como Vias de Trânsito Rápido (VRT), estações de transferência e interligação entre os transportes rodoviário e ferroviário. De acordo com o projeto, a avenida Salgado Filho passará por intervenções nos cruzamentos com as avenidas Bernardo Vieira e Antônio Basílio, onde devem ser construídos túneis e nos cruzamentos com as avenidas Nascimento de Castro e a Amintas Barros. A ideia é construir viadutos entre as vias.

A secretária de Mobilidade Urbana de Natal, Elequicina dos Santos, afirmou que Natal foi a quarta cidade do país a apresentar projeto para pleitear recursos do pacote de mobilidade urbana anunciado pelo Governo Federal para municípios acima de 700 mil habitantes. Segundo a secretária, o Ministério das Cidades aguarda a apresentação dos projetos de mais 11 cidades para definir a distribuição dos recursos. Todo esse processo deve durar mais duas semanas.

Entre os pleitos do governo estão a implantação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em Natal e a construção de um viaduto no Gancho de Igapó.

Além dessas duas, foram pleiteadas as seguintes obras: adequação da travessia urbana na avenida Francisco Mota, em Mossoró; adequação de capacidade do acesso Natal-Cajupiranga através da interligação da BR-101 à avenida Maria Lacerda Montenegro; urbanização da Rota do Sol, em Natal, com a implantação de ciclovia e faixa para passeio para pedestres; contorno de Extremoz - interligando a BR-406 a Genipabu; e a implantação de um sistema viário de interligação entre a RN-160 e a BR-226, em Macaíba.

Informações: G1 RN

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960