Ônibus de Curitiba perdem 120 mil passageiros a cada ano

quarta-feira, 7 de março de 2012

Desde que os novos consórcios assumiram a gestão do transporte coletivo de Curitiba, a estimativa oficial é de que o transporte coletivo da cidade tenha perdido 120 mil passageiros por ano.

A conta é feita pela própria Urbs. Em fevereiro do ano passado, logo depois da licitação, a previsão era de 25,8 milhões de passageiros. Neste ano, caiu para 25,7. É uma tendência que se repete há vários anos.

Quando fez a licitação dos ônibus, a Urbs disse que o novo sistema forçaria as empresas a se esforçarem para ter um serviço melhor e conseguir mais passageiros.

Para que a tarifa de R$ 2,60 adotada nesta semana fosse sustentável, seria preciso ter mais 7% de passageiros.

Informações: Gazeta do Povo

READ MORE - Ônibus de Curitiba perdem 120 mil passageiros a cada ano

Motoristas e cobradores de ônibus ameaçam fazer nova paralisação em Florianópolis

A reunião entre o vice-prefeito e secretário de transportes, João Batista Nunes, o sindicato dos trabalhadores (Sintraturb) e o das empresas de transporte coletivo de Florianópolis terminou tensa, na manhã desta terça-feira. Os funcionários ameaçaram paralisar novamente porque o Departamento Estadual de Transportes e Terminais de SC (Deter) não participou do encontro. Uma nova rodada está agendada para 17h.

O assunto da reunião era discutir as reivindicações que levaram os trabalhadores a paralisar por cerca de uma hora o transporte coletivo da Capital catarinense. Como nem todas as entidades envolvidas estavam presentes, os dirigentes do Sintraturb fizeram a ameaça.

No fim da manhã, o clima de insegurança sobre a continuidade do serviço de transporte coletivo começou a ganhar corpo entre os usuários. Por volta de 11h45min, o diretor de comunicação do sindicato Atônio Carlos Martins afirmou que os diretores do Sintraturb estavam em vários terminais conversando com os trabalhadores.

Ao contrário do alerta dado pelos trabalhadores, no dia 28 de fevereiro, depois de paralisar por aproximadamente uma hora, a assembleia dos trabalhadores havia decidido que não haveriam novas paralisações.

Naquele dia, a paralisação provocou congestionamentos no trânsito na região de entorno do Terminal Integrado do Centro (Ticen) e provocou atrasos nas partidas de várias linhas.



READ MORE - Motoristas e cobradores de ônibus ameaçam fazer nova paralisação em Florianópolis

No Rio, BRS da Presidente Vargas deve reduzir em 30% tempo de circulação de ônibus

Começou na manhã desta terça-feira a implantação do BRS na Avenida Presidente Vargas, principal corredor viário de acesso à região central. Inicialmente, as faixas preferenciais funcionarão somente em toda a extensão das pistas central, no trecho entre a descida do Trevo das Forças Armadas e a Candelária. A Prefeitura estima que a redução da frota em torno de 15%, aumentará a velocidade dos ônibus. São 17 pontos destinados às linhas de ônibus por sentido ao longo da Presidente Vargas.

De acordo com o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, o novo BRS apresenta pouca diferenças em relação aos já implementados e deve reduzir em 30% o tempo de circulação.

"O horário de funcionamento, por exemplo, é o mesmo (6h às 21h). Mas, ao contrário dos outros corredores exclusivos, o BRS da Avenida Presidente Vargas não funcionará aos sábados, além dos domingos e feriados como de costume. A regra para os táxis também é um pouco diferente. Os motoristas continuam impossibilitados de parar na pista central da Avenida Presidente Vargas, mas poderão utilizar a pista lateral para efetuar o desembarque de passageiros. Com o novo corredor, esperamos reduzir em 30% o tempo de circulação dos ônibus. Nesta primeira semana, não multaremos os motoristas que descumprirem as regras, já que estamos em fase de adaptação", disse.

Ainda segundo Sansão, há previsão para o funcionamento do corredor nas pistas laterais em até 30 dias "Vamos avaliar o BRS diariamente, da circulação dos ônibus nas pistas até o efeito no tempo de trajeto dos condutores".

O secretário não descartou implantação de novos BRS no Centro. "Temos muitas ideias para a região central, mas precisamos fazer um planejamento, que vai da verificação dos pontos adequados ao estudo da redução do tempo de viagem. Junto com esse processo, iremos divulgar essas novidades", finalizou.

Fonte: O Dia Online


READ MORE - No Rio, BRS da Presidente Vargas deve reduzir em 30% tempo de circulação de ônibus

Faltam bicicletários nas estações de Metrô do Recife

Uma tendência mundial começa a ser incluída aos poucos no sistema de metrô do Recife: a integração da bicicleta com o transporte ferroviário. É bem verdade que, em matéria de infraestrutura, ainda estamos muito no início, mas já se vislumbra a integração, a exemplo do que ocorre no metrô de São Paulo. Há pelo menos duas maneiras de se estabelecer o elo da bicicleta com o metrô: a primeira é usar bicicletários para quem quiser deixar a bike estacionada e seguir de metrô. Aqui ainda não dispomos de bicicletários. A outra é o ciclista entrar com a bicicleta no trem. Em São Paulo, essa prática já é permitida, de segunda à sexta, a partir das 20h, e no sábado, a partir das 14h e domingos e feriados o dia todo. No Recife, por enquanto, só o fim de semana, no mesmo esquema de São Paulo.

Foi na estação central do metrô Recife que encontramos o ciclista Dauziley Fonseca, 44 anos, maquinista do metrô. Ele mora no bairro San Martin, Zona Oeste do Recife, e vai de casa para o trabalho de bicicleta. “Gasto em média 20 minutos, mas se fosse de ônibus perderia mais tempo com certeza”, revelou. O ciclista faz o seguinte percurso: Avenida 21 de abril, Avenida Sul, Rua da Concórdia e estação do metrô. Ou ainda Avenida Abdias de Carvalho, cruza Avenida Agamenon, passa pelos Coelhos, Imip, Ponte de Ferro, Rua da Concórdia e estação. “Mesmo enfrentando um trânsito sem ciclovia e onde os carros não respeitam o ciclista, prefiro a bicicleta do que o ônibus”.

Na estação do metrô onde trabalha, Dauziley tem permissão para guardar a sua bicicleta na ausência de bicicletário. “A minha sorte é que sou funcionário e o pessoal permite que eu guarde a bicicleta, mas quando houver bicicletários muita gente vai poder usar mais o metrô integrado com a bicicleta”, avaliou.

Bicicletários
Das 38 estações do metrô do Recife, apenas a de Santa Luzia dispõe de um bicicletário, resultado de uma experiência que foi abandonada por uma empresa terceirizada. Mesmo assim, o espaço até hoje é usado para estacionamento de bicicleta. “Há um potencial enorme para ser explorado. E não é preciso grandes investimentos. É uma questão de mudar o olhar e perceber que a bicicleta é também um meio de transporte”, afirmou o cientista social José Augusto de Lima Souza, que desenvolveu uma pesquisa sobre o tema.

De acordo com o secretário das Cidades, Danilo Cabral, todos os terminais de integração irão dispor de bicicletários. “Os 14 Terminais Integrados que estão sendo construídos pela Secretaria das Cidades terão bicicletários com capacidade para atender no mínimo 15 bicicletas por equipamento. Além disso, também iremos implantar bicicletários nos terminais que já estão em operação”, afirmou.


No Terminal de Igarassu, onde há um potencial local do uso da bicicleta, os ciclistas improvisam um estacionamento. Para a implantação dos bicicletários, a Secretaria das Cidades está investindo R$ 350 mil, o que irá garantir a inclusão de 318 vagas exclusivas para as bicicletas. É uma parte do que ainda precisa vir, acesso seguro e ciclovias. “É preciso olhar a bicicleta como meio de transporte”, ressaltou o presidente da Ong Instituto Parada Vital, Ismael Caetano

READ MORE - Faltam bicicletários nas estações de Metrô do Recife

Prefeitura de Natal anuncia entrega de 60 novos ônibus

A Prefeitura do Natal anunciou a entrega de novos ônibus para as ruas da cidade. Serão 60 veículos do modelo Marcopolo Torino GVU de chassi Mercedes-Benz OF – 1722. Estes pertencem à empresa de transporte Guanabara.

De acordo com a Prefeitura, os ônibus vão beneficiar milhares de usuários que utilizam diariamente o sistema na cidade.

Os veículos serão equipados com elevadores para portadores de necessidades especiais, com lugares reservados para maiores de 65 anos, cadeirantes, deficientes visuais, cão guia e gestantes.

A iluminação interna e externa é toda de LED, proporcionando uma menor manutenção dos equipamentos. Os veículos contam ainda com câmeras e GPS para garantir mais segurança aos usuários.

Apesar desses novos ônibus sejam mais equipados, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Márcio Sá, disse que não aumentará o preço das passagens do ônibus, que atualmente encontra-se pelo preço de R$ 2,20.

Sobre a adição de ônibus articulados, popularmente conhecidos como ônibus-sanfona, o secretário disse que esse modelo não estaria incluso nesses sessenta novos veículos. Esse modelo é utilizado nas grandes cidades para diminuir a superlotação de algumas linhas, apesar de ter alguns circulando em Natal.

Os veículos serão entregues, na tarde de quarta-feira (07), no estacionamento do Ginásio Nélio Dias, Zona Norte da cidade.

Informações: nominuto.com

READ MORE - Prefeitura de Natal anuncia entrega de 60 novos ônibus

Novos trens do Metrô Rio ligarão Pavuna a Botafogo

O Metrô Rio informou na segunda-feira que os usuário da Linha 2 serão os principais beneficiados com os 19 novos trens do Metrô Rio, que representarão um aumento de 63% na frota. Preparados para a operação na superfície, eles contarão com um sistema de ar-condicionado 33% mais potente, que deixarão o ambiente com a temperatura de 23º C. Além disso, as composições terão passagem entre os carros e câmeras de monitoramento, dentre outros itens de última geração. Para propiciar a plena circulação de ar e dos passageiros, os carros serão ligados por meio de gangways, uma espécie de ponte sanfonada.

A primeira das 19 composições já está a caminho do Rio de Janeiro. Embarcada no dia 27 de fevereiro, no porto de Dalian, na China, deverá chegar ao Rio de Janeiro no dia 10 de abril. Em seguida, entrará em fase de testes e começará a operar a partir de agosto. A Concessionária investiu R$ 320 milhões na compra das composições, que elevarão a capacidade de transporte de passageiros para 1,2 milhão/dia.

As novas composições estão sendo montadas pela Changchun Railway Vehicles, que já produziu trens para metrôs da Austrália, Nova Zelândia, Tailândia, Arábia Saudita, Argentina e da própria China. A empresa – que também detém a tecnologia dos trens-bala – fabricou um modelo totalmente adaptado às condições operacionais e climáticas do metrô do Rio de Janeiro, que demandaram quase um ano de estudos e planejamento. Neste momento, o sétimo dos novos trens encontra-se em processo de produção.

Mais conforto

A Linha 2 será a principal beneficiada com a chegada dos novos trens, já que as novas composições estão sendo fabricadas para atender às condições específicas de operação a céu aberto. O forte calor do verão, com temperaturas que chegam a 40º C, reflete-se na brita onde se assentam os trilhos e que chega a temperaturas de mais de 70º C. Nos trens que atualmente operam – preparados apenas para trafegar em túneis – o sistema de refrigeração é inteiramente prejudicado, já que o condensador do ar-condicionado é instalado sob o piso dos carros, próximo ao solo.

Nos novos trens, essa condição não se repetirá. Os condensadores estão instalados no teto das composições, bem longe do calor da brita. Desta forma, a temperatura ambiente será mantida em agradáveis 23ºC. Além disso, o sistema terá capacidade de refrigeração 33% superior à atual. Outra vantagem das novas composições é que tanto a circulação de ar quanto a de passageiros será facilitada pela ligação entre os carros por meio de gangways, uma espécie de ponte sanfonada. Com isso, o passageiro poderá se deslocar dentro da composição como desejar, sem precisar desembarcar.

Em setembro, melhora perceptível no sistema

Segundo o cronograma estabelecido com o fabricante, até o final de abril, mais quatro trens serão embarcados da China para o Rio. E, até o final de setembro, quatro novas composições já estarão integradas ao sistema, trazendo uma melhora perceptível no serviço. Em março de 2013, toda a nova frota estará em atuação.

A previsão é que 19 composições operem na Linha 1 e 28 na Linha 2. Em ambas as linhas os trens terão seis carros. Como resultado direto do aumento do número de composições, os intervalos cairão de seis para quatro minutos nas pontas das linhas e de três para dois minutos no trecho de linha compartilhado (Central/Botafogo). O resultado esperado é uma considerável diminuição na ocupação dos carros, com mais conforto durante os 54 minutos de viagem entre Pavuna e Botafogo.
O Metrô Rio transporta hoje, em média, 700 mil passageiros em dias úteis. Segundo a concessionária, com os novos trens, o objetivo é aumentar a oferta para 1,2 milhão de lugares.


READ MORE - Novos trens do Metrô Rio ligarão Pavuna a Botafogo

Tarifa de ônibus em Aracaju não terá reajuste este ano

O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) acaba de anunciar em coletiva que não haverá reajuste de tarifa para este ano. Ele explicou que apesar da inflação e de todos os gastos das empresas de transporte, a exemplo do aumento do salário dos funcionários que ocorrerá ainda em maio, o sistema financeiro do transporte está equilibrado e não haverá prejuízo. Com isso, a tarifa continua R$2,25.

“O conselho foi informado depois de todo estudo e já foi aprovado. Assim, o trabalhador não será penalizado”, disse o prefeito durante coletiva que acontece neste momento no Centro Administrativo de Aracaju.

Licitação

Além do reajuste, Edvaldo também informou que no próximo dia 19 de março ocorrerá a primeira reunião sobre a licitação do transporte coletivo. “Serei o primeiro prefeito da história de Aracaju a fazer a licitação do transporte coletivo”, diz.
Fonte: Portal Infonet



READ MORE - Tarifa de ônibus em Aracaju não terá reajuste este ano

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960