Em Maceió, Passagem de ônibus passa a ser R$ 2,30 a partir de amanhã, nova tarifa é uma das mais caras do nordeste

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Uma decisão do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), através de uma liminar concedida pelo desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, autorizou a Associação dos Transportadores de Passageiros do Estado de Alagoas (Transpal) a aumentar a passagem de ônibus em Maceió de R$ 2,10 para R$ 2,30 a partir deste domingo (26). A decisão que vem irritando os maceioenses foi tomada nessa sexta-feira (24).

O mandado de segurança da Transpal, apresentado durante o recesso do Judiciário, teve liminar negada na última quinta-feira (23) pelo desembargador Estácio Gama, que respondia pelo plantão.

Na quinta-feira, Estácio Gama negou a liminar à Transpal por não ver necessidade de urgência no pedido das empresas de ônibus. Negada a liminar, no mesmo o magistrado mandou distribuir o processo. O relator sorteado foi o desembargador Washington Luiz, que nesta sexta decidiu conceder a liminar, por entender que há urgência no reajuste pedido pela Transpal, e autorizou.

Em uma nota de esclarecimento enviada pela Transpal, as empresas de ônibus esclarecem à população que os empresários sofrem prejuízos em razão da defasagem, que, segundo eles, vinha “sendo praticada desde junho de 2010”, além de não estar atendendo às necessidades das operadoras em relação a custos, como preços dos insumos, reajustes dos salários e demais vantagens concedidas aos rodoviários, baseados em “acordos coletivos”, aumento dos encargos sociais e imposição legal da renovação da frota de transporte urbano da capital alagona. .

Na declaração enviada pela Transpal, as empresas explicam que a única saída para o problema seria recorrer à Justiça, objetivando “manter seus quase 4.000 funcionários”, bem como o direito às pessoas que usufruem do transporte coletivo na cidade de Maceió.

Conforme a nota, a decisão teve como base uma planilha de custo elaborada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). Os empresários explicam que o resultado do cálculo chegaria a contemplar o valor de R$ 2,31, mas que acabou sendo arredondado para R$ 2,30.          

Fonte: 7segundos


READ MORE - Em Maceió, Passagem de ônibus passa a ser R$ 2,30 a partir de amanhã, nova tarifa é uma das mais caras do nordeste

Licitação do transporte coletivo de Campo Grande deve ser lançada em Março, frota deverá ser ampliada em 30%

A licitação milionária para o transporte coletivo em Campo Grande deve ser lançada no próximo mês. “O edital [sobre o transporte] está caminhando. É complexo, mas devemos soltar no mês de março, afirmou o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) neste sábado, durante seminário no Sebrae.

A rescisão de contrato com a Assetur (Associação das Empresas do Transporte Coletivo) e a nova licitação foram anunciadas em 14 de setembro do ano passado. À época, foi dado prazo de seis meses para publicação do edital. O contrato com associação só acabaria e 2014. Porém, a prefeitura exigiu investimento de R$ 40 milhões para que Campo Grande se habilitasse a receber recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Mobilidade Urbana.

Para atender o Ministério das Cidades, a frota deverá ser ampliada em 30%, além de mais 20 ônibus articulados e todos os veículos com câmera. Também foi exigido acessibilidade em 100% da frota, que hoje chega a 75% dos veículos. Os ônibus deverão ser dotados de GPS e as empresas deverão disponibilizar informações aos usuários, inclusive, por meio do celular.



READ MORE - Licitação do transporte coletivo de Campo Grande deve ser lançada em Março, frota deverá ser ampliada em 30%

Ainda no papel, tarifa do VLT de Cuiabá já provoca discussão

Principal projeto de mobilidade urbana com vistas à Copa do Mundo de 2014, o VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), que vai percorrer as linhas CPA/Aeroporto e Coxipó/Centro, com a proposta de melhorar a qualidade do sistema de transporte de Cuiabá e Várzea Grande, segue com o preço da tarifa indefinido.

O tema foi discutido em audiência pública recente, no Centro Cultural da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), com a presença da equipe técnica da Secopa (Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo).

O prefeito de Cuiabá, Chico Galindo (PTB), se revelou preocupado com as dúvidas que cercam o projeto. "Eu quero saber se terá subsídio ou não, pois a prefeitura não tem condições de arcar com essa despesa. O mesmo ocorre com Várzea Grande, diante da visível dificuldade financeira que os municípios brasileiros enfrentam", disse.

Para reforçar as dúvidas a respeito da tarifa, o coordenador de Mobilidade Urbana da Secopa, Rafael Detoni, alegou que não dá para definir o valor da tarifa, pois o VLT está em sua fase inicial.
"Somente na fase do projeto e quando for concebida a rede final, teremos definição do número de ônibus e carros. A partir daí, teremos uma definição mais clara a respeito do valor correto da tarifa", disse.
Por outro lado, o secretário extraordinário da Copa do Mundo, Eder Moraes, sinalizou que o Estado não deve oferecer subsídio nas tarifas aos usuários do transporte coletivo dispostos a usar o VLT.

"Todo custo do VLT está sendo bancado pelo Estado de Mato Grosso. Se estamos bancando toda essa aquisição e presenteando Cuiabá e Várzea Grande com toda essa infraestrutura, o Estado não está visando retorno financeiro, o nosso subsídio está aí", afirmou.

Conforme já anunciado anteriormente pelo governador Silval Barbosa (PMDB), o Estado vai executar as obras do VLT e, após sua conclusão, lançará um edital de licitação para conceder a iniciativa privada a gestão do sistema de transporte.

A empresa vencedora poderá administrá-lo período de 30 anos, com possibilidade de prorrogação por igual período. Assim, o Estado também planeja recuperar o dinheiro gasto com o investimento, que pode chegar até a R$ 1,1 bilhão.

Para contratação da empresa que vai executar o projeto do VLT, o Estado optou pelo RDC (Regime Diferenciado de Contratação), que serve para acelerar a contratação em obras voltadas a Copa do Mundo e Olimpíadas, conforme aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pela presidente Dilma Rousseff (PT).
Primeiramente, será apresentado um projeto básico para início das obras. Logo depois, o projeto executivo que permite ter conhecimento de mais detalhes técnicos a respeito do modal de transporte.

Por Rafael Costa / Midia News


READ MORE - Ainda no papel, tarifa do VLT de Cuiabá já provoca discussão

Em Araraquara, Tarifa do transporte coletivo será reajustada para R$ 2,70 a partir do dia 26

Andar de ônibus em Araraquara, no interior de São Paulo, vai ficar mais caro a partir do próximo domingo (26). A tarifa do transporte coletivo será reajustada e passará de R$ 2,50 para R$ 2,70.

O novo valor vale para o pagamento na catraca em dinheiro e para os cartões Integra Comum e Integra Vale Transporte. Para o cartão Integra Estudante, o valor passará para R$ 1,35, assim como para a tarifa turística, cobrada no Cartão Integra Comum aos domingos e feriados. Os cartões dão direito a integração entre duas linhas no intervalo de uma hora.
Foto: Laís Françoso/G1
As empresas operadoras do transporte coletivo, Companhia Tróleibus Araraquara (CTA) e a Viação Paraty, protocolaram pedido para elevação do valor a R$ 2,80, devido à alta variação dos principais custos dessas empresas, como óleo diesel, pneus e peças.
O reajuste de R$ 2,80 não foi aceito pelo prefeito, Marcelo Barbieri, que acatou a sugestão feita pelo Conselho de Usuários do Transporte Coletivo de Araraquara, que aprovou a tarifa de R$ 2,70.
O último aumento no valor da passagem de ônibus na cidade ocorreu em março de 2011, quando a tarifa passou de R$ 2,35 para R$ 2,50.

Informações: G1.globo.com

READ MORE - Em Araraquara, Tarifa do transporte coletivo será reajustada para R$ 2,70 a partir do dia 26

Em Rio Grande, Volta às aulas inclui algumas alterações no itinerário do transporte coletivo

A partir de segunda-feira, 27, algumas linhas urbanas do transporte coletivo sofrerão alterações em seus itinerários, de acordo com o comunicado da Secretaria Municipal da Segurança, dos Transportes e do Trânsito (SMSTT).
Foto: Fábio Dutra
A linha Furg terá seu trajeto modificado, já que os ônibus, com saída do Campus Carreiros, após chegarem na Praça Tamandaré continuarão até o IFRS (antigo CTI), via rua Dr. Nascimento. No retorno, os ônibus com saída do IFRS irão via Dr. Nascimento até a Praça Tamandaré e, após, seguirão até a Furg, Campus Carreiros.

Já a linha Parque Marinha/Centro e Centro/Parque Marinha não passará pelo Parque São Pedro. E a linha Parque São Pedro/Centro e Centro/Parque São Pedro não entrará no Parque Marinha. Em alguns horários, em especial de início e final de turno escolar, haverá integração, sendo que a linha passará pelos dois bairros, visando atender aos estudantes que residem em um dos bairros e estudam em outro.
A linha Parque São Pedro/Barra e Barra/Parque São Pedro terá ampliação de horários de atendimento nesse itinerário.

Cartão Escolar
Segundo informações da SMSTT, os cartões escolares tiveram suas validades estendidas por mais 30 dias, sendo que a recarga está autorizada com o cartão de 2011. A medida proporciona que todos alunos façam as alterações cadastrais necessárias e que algumas escolas corrijam os problemas na listagem fornecida.
O estudante que deseja revalidar ou confeccionar o Cartão Mais Escolar deverá entrar em contato com a secretaria da escola para verificar se a mesma já enviou a listagem de alunos para a Central de Atendimento Mais Rio Grande. Confirmado o envio, o aluno deverá se dirigir até a Central apenas com o seu cartão. Em caso contrário, se a escola ainda não enviou a lista, o estudante deverá adotar alguns procedimentos. O aluno da rede municipal de ensino que deseja realizar a revalidação do Cartão Mais Escolar deverá apresentar-se na Central de Atendimento Mais Rio Grande portando o atestado de matrícula da escola (padrão da SMSTT). Para o estudante das escolas particulares o procedimento é o mesmo já descrito.
Já o estudante da rede estadual de ensino deverá apresentar o atestado de matrícula da escola (padrão Prosergs). Os estudantes deverão apresentar o Cartão Escolar no ato da revalidação. Os alunos da Furg deverão apresentar a cópia de confirmação de matrícula, e os estudantes da Faculdade Anhanguera precisam apresentar o atestado de matrícula original (com a grade de horários), além do Cartão Escolar.

Confecção do Cartão Mais Rio Grande
Os estudantes que ainda não possuem o Cartão Mais Escolar deverão se dirigir até a Central de Atendimento Mais Rio Grande com a carteira de identidade ou com a certidão de nascimento, comprovante de residência, com uma foto 3x4 atual. No ato da confecção o estudante deverá pagar a taxa de R$5.
Para aqueles que perderam o seu Cartão e precisam de uma 2ª via, deverão apresentar-se na Central de Atendimento com a carteira de identidade ou certidão de nascimento e efetuar o pagamento de R$13.
Para qualquer solicitação, é fundamental a presença do titular do cartão. Dessa forma, todos irão realizar o processo de biometria, que consiste em identificar a digital dos dedos das mãos. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail atendimento@maisriogrande.com.br ou pelo telefone 3293-4544.

READ MORE - Em Rio Grande, Volta às aulas inclui algumas alterações no itinerário do transporte coletivo

Justiça do Rio aumenta multa da Supervia em caso de novos problemas com trens


O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu por meio de uma liminar da juíza Maria Isabel Paes Gonçalves, da 6º Vara Empresarial, aumentar a multa aplicada à Supervia (Empresa de transportes ferroviários) de R$100 mil para R$ 300 mil por cada evento, futuro, que cause dano aos usuários do serviço.

Segundo a magistrada, desde a liminar concedida em outubro de 2009, não se verificou solução aos problemas técnicos que vêm colocando em risco a população e tampouco respeito à decisão judicial. Ela também determinou a realização de uma audiência especial para esta sexta-feira (24), às 14h.

- Ante a gravidade dos fatos verificados no serviço de transporte ferroviário prestado de amplo conhecimento público, considerando que desde o deferimento da liminar não se identifica solução aos problemas, pairando dúvida quanto a possibilidade de descaso por parte da empresa e de seus administradores para com a população e quiçá com a própria decisão judicial, majoro a multa arbitrada na decisão para R$ 300 mil, determinando que a mesma incida sobre cada ocorrência danosa ao usuário do serviço.

O Ministério Público, autor da ação coletiva, havia pedido também o afastamento do diretor-presidente da Supervia, mas o pedido ainda não foi aceito pela magistrada.

Segundo a juíza Maria Isabel, a liminar com o aumento da multa já está valendo desde o dia 15 de fevereiro, quando a Supervia foi intimada.

Quanto à execução da multa, tanto a atual como a anterior, será feita na forma do acórdão do desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo, da 16ª Câmara Cível, que determina que o MP comprove a situação de pane e a empresa tenha direito à defesa.

Fonte: R7.com
READ MORE - Justiça do Rio aumenta multa da Supervia em caso de novos problemas com trens

Em Fortaleza, População é quem vai decidir aonde deve ter faixas de ônibus

Uma consulta pública dará a possibilidade da sociedade escolher em qual trecho será implantado, inicialmente, faixas prioritárias para transporte público em Fortaleza. Serão distribuídos, a partir do sábado, dia 25, formulários de votação em todos os terminais de ônibus da Capital. A iniciativa segue até o dia 4.

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) promete, com as faixas prioritárias, que as viagens de ônibus fiquem mais rápidas. Serão destinadas faixas para o transporte público, aumentando, assim, a quantidade de viagens e diminuindo o tempo de espera dos passageiros. Trata-se da implantação, segundo o presidente da Etufor, Ademar Gondim, de novo sistema de tráfego - Serviço Rápido de Ônibus (BRS) - um corredor expresso em que serão estabelecidas trechos de circulação.

A Etufor estima que a tal medida poderá aumentar a velocidade operacional dos ônibus de Fortaleza, possibilitando maior fluidez no deslocamento, além de permitir a redução de combustíveis e de emissões de poluentes nos vários corredores viários.

Na votação, a população poderá escolher entre os vários trechos, o que será inicialmente implantado pela gestão: são cinco, como o Antônio Bezerra/Centro, Antônio Bezerra/Messejana, Lagoa/Centro, Messejana/Centro e Leste-Oeste/Centro. A consulta pública acontecerá também na internet, no site da Etufor, no endereço virtual oficial: http://www.fortaleza.ce.gov.br/etufor.

O presidente da Etufor, Ademar Gondim, espera por uma ampla participação da população e acredita que, com essa votação, sociedade poderá tirar suas dúvidas sobre as faixas prioritárias e conhecer mais o projeto.

"É uma forma também de trabalharmos a nova lei da mobilidade urbana, que valoriza muito a participação popular nas decisões dos gestores. Muitas pessoas ainda confundem muito a faixa prioritária com a faixa exclusiva. Vamos distribuir folder 24 horas por dias nos pontos reservados em todos os terminais de Fortaleza. A ideia é que a prefeita, Luizianne Lins, acate o desejo da maioria e a ação comece onde o povo mais precisa", ressalta Ademar Gondim.

READ MORE - Em Fortaleza, População é quem vai decidir aonde deve ter faixas de ônibus

Em Manaus, Frota de ônibus novos ainda está incompleta


As empresas que venceram a licitação para realizar o transporte coletivo em Manaus estão devendo a entrada de 77 ônibus novos no sistema.

Elas tinham prazo de 120 dias, encerrado em novembro do ano passado, para colocar 858 novos veículos, mas só conseguiram trazer 781 conforme a Superintendência Municipal dos Transportes Urbanos (SMTU). O prazo de 120 dias para a renovação da frota está previsto no edital elaborado pela Prefeitura de Manaus.

Num primeiro momento, as empresas teriam um prazo de 60 dias contar do início da operação no sistema - que ocorreu em julho de 2011 - para trazer a primeira metade dos novos ônibus e posteriormente mais 60 dias para entregarem a segunda metade.

Neste caso, todos os 858 ônibus novos já deveriam estar circulando desde novembro do ano passado. A SMTU não esclareceu o motivo para que os prazos previstos no edital não tenham sido cumpridos pelas dez empresas que fazem parte do sistema de transporte coletivo em Manaus.

Por meio de sua assessoria informou apenas que até o final do mês de março todos os 858 novos ônibus garantidos pela prefeitura estarão em circulação. De acordo com a SMTU, somente no próximo dia 10 março, sete articulados sairão da fábrica e devem completar a nova frota do transporte público na capital amazonense.

Tarifa maior

Em março de 2011, a Prefeitura de Manaus preferiu adotar o novo valor da tarifa - de R$ 2,25 para R$ 2,75 - somente após a chegada dos ônibus da nova frota que, na época, estavam sendo aguardados para os meses de junho e julho do mesmo ano.

Já no mês de outubro, apenas 450 ônibus fabricados em 2011 estavam circulando em Manaus e correspondiam a um pouco mais da metade da meta de renovação da frota imposta para as dez concessionárias pelo edital de licitação elaborado pela prefeitura.

Contudo, em novembro do ano passado, o Waldemir José (PT) chegou a exigir a comprovação do alcance da meta de renovação da frota dentro do prazo, mas, na época, também não teve esclarecimentos da SMTU e nem do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Manaus (Sinetram), que reúne as empresas que operam o sistema.

Em números

781 ônibus novos estão circulando em Manaus. De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), 85 novos veículos estão na frota da empresa Rondônia, 72 são da Açaí, 67 estão na frota da empresa São Pedro, 67 são da Integração, 70 veículos são da Via Verde, mais 70 são da Expresso Coroado, o total de 168 estão circulando na frota da Global, 11 na empresa Transto, 52 circulam na Líder e 100.


READ MORE - Em Manaus, Frota de ônibus novos ainda está incompleta

Transporte alternativo de Jaboatão-PE vai ser cadastrado



A Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR), inicia na próxima segunda-feira (27) o recadastramento do sistema de transporte público por veículo de pequeno porte (VPP). A ação será desenvolvida pela Secretaria Executiva de Trânsito e Transporte (SETT). Serão realizadas vistorias técnicas nos veículos e verificado se os profissionais (motoristas, cobradores e permissionários) encontram-se com as documentações em dia, permitindo o livre exercício da atividade.

Para a realização do recadastramento, será cobrada uma taxa de R$ 20 por veículo. Quem não se recadastrar poderá perder a permissão para atuar no município. De acordo com as informações da prefeitura, em caso de falecimento do permissionário, será permitida a transferência da permissão ao herdeiro, desde que munido de documento judicial que assim o habilite.

Para a realização do recadastramento, a SETT não aceitará procurações de permissionários, sejam públicas ou particulares.

As inscrições serão realizadas na sede da SETT, na Avenida Bernardo Vieira de Melo, 1.496, Piedade, das 8h às 13h. O atendimento será limitado a 30 veículos por dia. O cadastramento ocorrerá até o dia 30 de março.

Outras informações: Secretaria Executiva de Trânsito e Transporte (81) 3343.1741 ou acesse o
Diário Oficial do Município.

Informações: Pernambuco.com



READ MORE - Transporte alternativo de Jaboatão-PE vai ser cadastrado

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960