São Paulo: CPTM inicia obras de modernização nas estações Luz e Julio Prestes

sábado, 18 de junho de 2011

A partir de sábado (18), a CPTM Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) dará início a obras de modernização da via férrea nas estações Luz e Julio Prestes. Segundo a companhia, os serviços possibilitarão diminuir o intervalo médio de espera da linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato), nos horários de pico.
A CPTM alerta que os serviços irão interferir nos embarques e desembarques dos usuários da estação, que, além da linha 7-Rubi, atende a linha 10- Turquesa (Luz-Rio Grande da Serra) e a linha 11-Coral (Luz-Estudantes), além da integração com a linha 1-Azul do Metrô. Cerca de 400 mil pessoas circulam, nos dias úteis, pela estação.
Inicialmente, as intervenções serão realizadas até agosto, no lado norte da estação, sentido Palmeiras-Barra Funda, interditando duas das quatro vias existentes. As obras compreendem a substituição dos aparelhos de mudança de via, conhecidos como AMV, trilhos, dormentes e britas, além de serviço de terraplanagem. Posteriormente, as intervenções deverão ocorrer no lado sul, em direção ao Brás.
Confira abaixo o esquema operacional da Luz a partir de sábado:

Os trens das linhas 7-Rubi e 11-Coral terão as plataformas de chegada e partida alteradas:
- Os trens da Linha 7-Rubi, que atualmente usam a plataforma 2, serão remanejados para a plataforma 4.
- Os trens da Linha 11-Coral, nos horários de pico,alternarão suas partidas e chegadas nas plataformas 2 e 3. Nos horários de menor movimento, a operação acontecerá somente pela plataforma 2.
- Nesta etapa, os trens da Linha 10-Turquesa permanecerão usando a plataforma 1.
Para orientar os usuários sobre as mudanças temporárias, a CPTM fará campanha informativa com panfletos, cartazes, painéis e totens nas estações das linhas. Também serão emitidos avisos sonoros nos trens e estações, e empregados serão posicionados nos acessos e nas plataformas da estação Luz para auxiliarem o público.


Fonte: R7.com

READ MORE - São Paulo: CPTM inicia obras de modernização nas estações Luz e Julio Prestes

Linha Sul do Metrô de Fortaleza começa a virar realidade

O primeiro trem elétrico do Metrô de Fortaleza começou a operar em fase de teste dinâmico nesta sexta-feira (17). O governador Cid Gomes fez o trajeto entre as estações Rachel de Queiroz, na antiga Pajuçara, e Virgílio Távora, no antiga Novo Maracanaú, pilotando o trem unidade elétrica (TUE) que vai fazer a Linha Sul do Metrô. Ao todo foram 2,8 quilômetros percorridos, do total de 24,1 quilômetros da Linha que vai ligar o município de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, ao Centro da Capital. Para Cid, essa data marca o inicio da implantação do sonhado Metrô de Fortaleza, que após 10 anos começa a virar uma realidade que vai beneficiar mais de 350 mil passageiros diariamente. “O Governo do Estado tem uma decisão firme de ajudar as pessoas da nossa cidade a enfrentar o grande desafio que vem se tornando o trânsito nas grandes capitais. Um trabalhador que leva mais de uma hora para fazer o percurso Pacatuba – Fortaleza, com o Metrô vai levar 30 minutos. Isso é garantia de conforto, segurança e principalmente de respeito com a população”, destacou.

O trem testado nesta sexta-feira faz parte de um conjunto de 20 unidades adquiridas pelo Governo do Estado da empresa italiana Ansaldo Breda. Até o fim de 2012 eles deverão operar comercialmente na Linha Sul do Metrô. Cada unidade é constituída de três carros, com comprimento total de aproximadamente 40 metros. Duas dessas unidades já estão no Ceará, outros seis três chegarão ao Estado até o final deste ano, e as unidades restantes ao logo de 2012. “O dia de hoje é uma vitória. Estamos hoje constatando a funcionalidade do Metrô de Fortaleza, que há mais de 10 anos era esperado pela população”, comemorou o secretário da Infraestrutura, Adail Fontenele. Ainda segundo o secretário, o Governo Estadual já está licitando ações para dá continuidade ao trabalho de implantação do Metrô, que são as ações de energização, controle do TUEs e ventilação dos túneis. “Já as obras civis estão 89% concluídas. E o governador fez questão de construir mais duas estações na Linha Sul, que antes contava com 18 estações”, lembrou o Adail.

Na chamada fase de testes dinâmicos, estão sendo aferidos os diversos sistemas em operação real dos trens unidades elétricas (TUEs), como freios, sistema pneumático, portas, iluminação interna e externa, informações ao passageiro, comandos operacionais, energia de tração, energia auxiliar, sistemas mecânicos e climatização. Após essa fase, está previsto que até o início do próximo ano os TUEs funcionem em fase de operação assistida, que é quando são transportados passageiros sem a cobrança de passagens. “O cronograma prevê que até o final de 2012, o Metrô já vai poder ser utilizado comercialmente de Pacatuba até a Parangaba”, reforçou Cid. Segundo ele, mais de 1500 pessoas estão tralhando em 30 frentes de trabalho para garantir que o cronograma seja respeitado. “Na próxima quarta-feira irei a Brasília para audiência no Ministério das Cidades, afim de equacionar algumas pendências do Metrô, como o replanilhamento para termos todas as estações prontas”, informou Cid. A previsão é que até o fim deste ano, as obras civis sejam concluídas.

Linha Sul

A Linha Sul é a primeira linha metroviária do Ceará, que terá um investimento de R$ 1,7 bilhão. Ela será operada com trens unidades elétricas e contará com 20 estações: Carlito Benevides (antiga Vila das Flores); Jereissati; Maracanaú; Virgílio Távora (antiga Novo Maracanaú); Raquel de Queiroz (antiga Pajuçara); Alto Alegre; Aracapé; Esperança (antiga Conjunto Esperança); Mondubim; Manoel Sátiro; Vila Pery; Parangaba; Couto Fernandes, Porangabussu; Benfica; São Benedito; José de Alencar (antiga Lagoinha); Central - Xico da Silva (antiga João Felipe). As estações Juscelino Kubitschek (antiga Montese) e Padre Cícero já estavam previstas desde a concepção original da Linha Sul, mas com o Plano de Mobilidade Urbana gerado pela Copa do Mundo da Fifa em 2014, suas implantações foram antecipadas.

Linha Oeste

Durante a solenidade em Maracanaú, Cid também lembrou que na última segunda-feira (13) foram entregues seis veículo leve sobre trilhos (VLT) que vão funcionar na Linha Oeste do Metrô de Fortaleza. Também nesse dias foram entregues totalmente recuperados 13 carros de passageiros, conhecidos como Pidners, que já faziam percurso da Linha Oeste, que liga o município de Caucaia a Fortaleza. Na aquisição dos seis VLTs, recuperação dos trens e recuperação de 19,5 quilômetros de via foram investidos o montante de R$ 124 milhões. “Todo o investimento na área de transporte público é pequeno em relação ao benefício que traz para as pessoas”, concluiu o Governador.

O presidente presidente da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), Rômulo Fortes; e os secretários estaduais das Cidades, Camilo Santana; e Especial da Copa 2014, Ferruccio Feitosa; o presidente do Instituto de Desenvolvimento das Cidades (Idece), Júlio César Costa Lima, os deputados estaduais Júlio Costa Lima e Fernanda Pessoa, prestigiam a solenidade.


Fonte: Governo do Ceará

READ MORE - Linha Sul do Metrô de Fortaleza começa a virar realidade

Em Guarulhos, Rodoviária começa a funcionar neste sábado

Foto: Ana Paula Almeida
O Terminal Rodoviário e Turístico de Guarulhos (SP) começa a operar neste sábado, 18. O novo terminal atenderá mais de 100 cidades, entre elas Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Maceió, Natal, Rio de Janeiro e Santos. Haverá 15 plataformas de embarque e cinco de desembarque.
Espera-se que cerca de 120 mil passageiros passem pela rodoviária mensalmente. Ela será integrada ao terminal de ônibus urbanos de Guarulhos. O terminal está sob administração do Consórcio Terminal Guarulhos, formado pelas empresas Socicam e Termini. Segundo o consórcio, foram investidos cerca de R$ 1 milhão para sua construção.
A administradora pretende implantar o sistema Cronobus, software que controla os processos de embarque e desembarque. O sistema é alimentado com a programação de cada uma das empresas de ônibus e permite que o fornecimento das informações seja atualizado com frequência e passado ao passageiro em tempo real.


Fonte: Estadão

READ MORE - Em Guarulhos, Rodoviária começa a funcionar neste sábado

Em Mauá, Estação de transferência do bairro do Jardim Zaíra, vai começar a operar dia 23

Em obras desde o fim do ano passado, o terminal de ônibus do Jardim Zaíra, em Mauá, começará a funcionar na quinta-feira, feriado de Corpus Christi. A operação terá início em caráter experimental e permanecerá em análise durante a época de férias escolares, em julho, período em que a demanda de passageiros é menor.
Com a inauguração, a Prefeitura fará mudanças nos itinerários, que passarão a ser mais curtos. "As linhas alimentadoras pegarão os usuários nos bairros e os levarão ao terminal, onde farão baldeação", explicou o secretário de Mobilidade Urbana, Renato Moreira dos Santos.
Para levar os passageiros até o Centro, será criado trajeto entre a estação do Zaíra e o Terminal Central. As outras três linhas que serão atendidas pelo novo equipamento são a 83 (Zaíra 3), 85 (Zaíra 5) e 86 (Zaíra 6).
Outra novidade que a administração criará é uma linha expressa na Avenida Presidente Castelo Branco, que funcionará nos horários de pico - das 5h às 7h30 e das 17h30 às 20h30. "A população poderá optar pela linha expressa, que irá direto para o Terminal Central sem parar nos pontos, ou pela linha convencional, com paradas", acrescentou o secretário. A nova linha será operada pela empresa Leblon.
Moreira dos Santos disse que, após o período experimental, a administração poderá ampliar a linha expressa para todo o dia, caso seja comprovada a necessidade.
A Prefeitura pretende inaugurar em agosto outro terminal de transferência, no Jardim Itapeva. A Avenida Barão de Mauá também terá linha expressa até o Centro.
"Já conseguimos verba junto ao governo federal para construir uma terceira estação de transferência, para atender à região central", informou o secretário. O equipamento funcionará entre as avenidas Itapark e Barão de Mauá.

Imbróglio judicial atrasa reajuste nas tarifas
A Prefeitura de Mauá ainda não sabe quando irá reajustar as tarifas dos ônibus municipais. O motivo da indefinição é o imbróglio judicial ocorrido no ano passado entre as empresas Leblon, Transmauá e Estrela de Mauá para a operação das linhas do Lote 2.
Segundo o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Renato Moreira dos Santos, o contrato com a Leblon prevê o reajuste após um ano de operação. "O problema é que a ordem de serviço para a Leblon foi emitida em maio, mas, por conta da disputa judicial, a empresa só começou a operar em outubro."
O assunto está sob análise da Secretaria de Assuntos Jurídicos, que interpretará se o aumento já pode ser aplicado ou se a tarifa atual - de R$ 2,50 - terá de ser mantida até outubro. A confusão ocorreu porque as empresas Transmauá e Estrela de Mauá questionaram na Justiça a vitória da Leblon.
O secretário disse que não foi fixada a porcentagem do aumento. "A Secretaria de Finanças irá definir o valor, que será fixado com base em planilhas da FGV (Fundação Getulio Vargas)."
A Leblon informou que não tem responsabilidade sobre a definição do aumento e que aguarda a decisão da administração. "O diálogo está sempre aberto entre a Prefeitura e a Leblon, mas a definição do tema não cabe às empresas operadoras do sistema", declarou a companhia.


Fonte: Diário do Grande ABC

READ MORE - Em Mauá, Estação de transferência do bairro do Jardim Zaíra, vai começar a operar dia 23

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960