Corredor de ônibus da Caxangá no Recife é um exemplo de mobilidade urbana

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011


Quem mora na Zona Oeste do Recife, como Várzea, Cordeiro, Ilha do Retiro, Madalena, Prado, Engenho do Meio, Torrões e Várzea, além de linhas vindas de Camaragibe, convive com um exemplo raro de transporte coletivo na cidade, pois é, estamos falando do corredor exclusivo de ônibus da av. Caxangá, uma grande exemplo de mobilidade urbana na Região Metropolitana.

A avenida Caxangá é considerada a avenida em linha reta mais longa do Brasil, com seu percurso reto de aproximadamente 6,2 km.

Depois de ter sido criado o corredor exclusivo de ônibus pelo centro da avenida, foi aumentada sua capacidade e hoje faz parte do projeto do Corredor Leste-Oeste do Recife.

Pelo corredor de ônibus hoje, é possível chegar mais rápido num mesmo espaço de tempo do que um automóvel, o corredor além de possuir suas faixas exclusivas, possibilita o ultrapassem entre os ônibus nas estações.

Por isso a avenida Caxangá é considerada como uma das poucas vias da Região Metropolitana que é possível ter as chamadas linhas expressas (linhas com paradas no centro e nos terminais integrados), como é o exemplo da linha Caxangá(conde boa vista).

O Consórcio Grande Recife de Transportes informou que por este corredor, são transportados cerca de 180 mil pessoas todos os dias em 32 linhas de ônibus, da qual o numero de viagens perdidas nos engarrafamentos são mínimas, pois o ônibus circula separado dos carros.
História
A avenida Caxangá teve sua construção iniciada em 1833, tendo o engenheiro francês Louis Léger Vauthier, em 1843, em um relatório, enumerado as vantagens de estradas no Recife.

Em 1845 foi concluída a construção da Ponte pênsil da Caxangá (a primeira desse tipo no Brasil), que abria caminho para o interior de Pernambuco.

Foi calçada no tempo do Estado Novo, na administração do prefeito Novaes Filho, ampliada durante a administração de Pelópidas da Silveira e alargada em 1966.
A Avenida Caxangá tem início na Praça João Alfredo, onde se encontra o Sobrado da Madalena, do antigo engenho da Madalena, que deu origem e nome ao bairro.
Em seguida, atravessa os bairros do Zumbi, Cordeiro, Iputinga, terminando no bairro do Caxangá, na Ponte da Caxangá (Ponte Marechal Castello Branco), sobre o Rio Capibaribe.

Atualmente, com as edificações e a arborização, além do trânsito intenso ao longo do dia, já não é mais possível visualizar os extremos. Porém, até os anos 1970, estando o observador no centro da ponte da Caxangá, podia ver perfeitamente o Sobrado da Madalena, distante 6 km.
No bairro da Iputinga, atravessa por baixo a BR-101, Viaduto da Caxangá, que corta a cidade no sentido norte-sul.
Linhas que passam pelo corredor da Caxangá:
437
Caxangá (Conde da Boa Vista)
040
CDU / Boa Viagem / Caxangá
202
Barro / Macaxeira (Várzea)
302
Curado II / Caxangá
303
Curado II / Caxangá (BR-232)
330
Casa Amarela / CDU
412
San Martin (Largo da Paz)
415
Sítio dos Pintos
416
Roda de Fogo
421
Torrões
422
Mosenhor Fabrício
423
Engenho do Meio
425
Barbalho (Detran)
427
Mosenhor Fabrício (Bacurau)
431
Cidade Universitária
432
CDU (Várzea)
433
Brasilit
435
CDU (Várzea) (Bacurau)
440
CDU / Caxangá / Boa Viagem
442
Jardim Primavera (Vale das Pedreiras)
445
Tabatinga
446
UR-07
448
Jardim Petrópolis
450
Camaragibe (Conde da Boa Vista)
456
Parque Capibaribe
457
São Lourenço (Bacurau)
459
Loteamento Santos Cosme e Damião
460
Camaragibe (Príncipe)
462
Loteamento Santos Cosme e Damião (Bacurau)
469
Camaragibe/CDU
480
Camaragibe / Derby
481
Timbi / Derby
920
Rio Doce / CDU
Blog Meu Transporte

1 comentários:

Magnum disse...

É impressionante mesmo.
Trabalho em São Lourenço e às 18h pego a avenida Caxangá. É visível a diferença para os carros particulares, enquanto estam congestionados, os ônibus passam com grande vantagem.
Aproveito para denunciar a falta de fiscalização da CTTU, pois neste trecho e incalculável a quantidade de veículo auto passeio que invade este corredor.

Notícias Relacionadas

Loading...
 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Brasil vai inaugurar mais de 250 quilômetros de BRT em 2014

Nova etapa das obras da Linha 4 do Metrô do Rio é iniciada na Gávea

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Governo estuda trem-bala de São Paulo a BH, Curitiba e Brasília

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960