Tire dúvidas sobre como usar o Bilhete Único Carioca

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Bilhete Único Carioca (BUC) foi implantado no dia 6 de novembro, mas muitos passageiros ainda têm dúvidas sobre o sistema de integração municipal.
O bilhete permite que o usuário possa utilizar dois ônibus no município do Rio de Janeiro, num intervalo de duas horas, pagando R$ 2,40. O usuário só poderá usufruir da tarifa do Bilhete Único Carioca, após seu cadastramento no site do RioCard, vinculando o CPF ao número do cartão.
Lá, também é possível conferir a lista dos postos de cadastramento. Quem já possui o Bilhete Único Intermunicipal e o Vale Transporte RioCard não precisa se cadastrar. A expectativa é de que 1,8 milhão de cariocas utilize o BUC.
O diretor de marketing da Riocard, Edmundo Fornasari, responde as principais dúvidas dos usuários:

Como será o cadastramento dos cartões fornecidos pelas empresas? As empresas têm direito de deduzir o valor creditado nos cartões dos funcionários que utilizam duas passagens?
"Nós temos hoje mais de 73 mil empresas que trabalham conosco. Todas elas foram informadas sobre as vantagens do cadastramento do funcionário com nome e CPF para que ele tenha direito à utilização da tarifa do Bilhete Único, quer seja municipal, quer seja intermunicipal. Caso o funcionário tenha algum problema deve procurar a área de RH da empresa para que seja regularizada a situação junto ao Riocard"

Qual a validade dos créditos inseridos no Bilhete Único?
"A validade é de um ano dos créditos".

O Bilhete Único é valido para trens, metrôs e barcas?
"O Bilhete Único Carioca é válido para integrações ônibus-ônibus, em ônibus convencional sem ar-condicionado. A discussão da integração com trem, barcas e metrô está sendo feita ainda e isso deve acontecer em algum momento"

Futuramente, o Bilhete Único Carioca será válido também para trem?
"A prefeitura está discutindo isso tanto com trem quanto com metrô e que futuramente isso estará implantado"

O reajuste de R$ 2,35 para R$ 2,40 dos ônibus do Rio afeta quem utiliza o Bilhete Único Estadual? Vai faltar crédito no fim do mês para pagar a passagem?
"Muito pelo contrário. Na verdade quando a gente diz que a tarifa foi reajustada, nós estamos saindo de uma tarifa de R$ 2,35 para uma tarifa de R$ 1,20, porque o passageiro vai poder pegar dois ônibus. Então, a própria empresa em que ele trabalha vai ter vantagem no final do mês".

A empresa em que trabalho não comprou o Bilhete Único Carioca. Posso eu mesmo comprar?
"Pode. O ideal é que a firma utilizasse o Vale-Transporte tradicional, que é o instrumento legal do empregador para o empregado. Essa é uma discussão que ele deve com a sua empresa. Mas caso ele não tenha, ele pode adquirir o Bilhete Único Carioca através do site ou de um dos postos espalhados pela cidade".

O bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste, não tem ônibus para o Centro do Rio no valor de R$ 2,40, só de R$ 4,70 e de R$ 7. Como vai funcionar o Bilhete Único nesses ônibus?
"A partir do dia 6 de novembro, a tarifa do Bilhete Único Carioca é R$ 2,40. Então, se o passageiro fizer o cartão Bilhete Único Carioca, se ele tiver o Bilhete Único Intermunicipal, ou se já tiver o Bilhete do Riocard, esse problema ele não vai ter mais. Ele tem que estar cadastrado, fazer o bilhete e vai ter a tarifa, que isso faz parte da regulamentação. Mas o ônibus tem que ser convencional e sem ar-condicionado".

Aposentados que já têm o cartão de gratuidade Riocard precisam efetuar a troca pelo Bilhete Único Carioca?
"Não precisam efetuar troca nenhuma. Todo mundo que têm o cartão da gratuidade está apto a entrar no ônibus e fazer a viagem normalmente como faz todos os dias"

O Bilhete Único Estadual vale como Bilhete Único Municipal?
"Com certeza".

Qualquer pessoa pode adquirir o Bilhete Único Carioca?
"Todas as pessoas podem se cadastrar usando o seu CPF e colocando suas informações. Portanto, têm direito a utilizar esse bilhete".

Como comprar
Para efetuar a compra através da Rede de Recarga, o usuário pode colocar o valor de créditos que desejar, entre R$ 4,80 e R$ 300 e o cartão é gravado na hora com o valor pago em dinheiro. O usuário só poderá usufruir da tarifa do Bilhete Único Carioca 48 horas após o cadastramento.
O cartão pré-carregado é vendido com o valor de R$ 21 e R$ 55 nas agências do Unibanco-Itaú credenciadas e Lojas RioCard, também após o cadastramento.
O cartão também pode ser adquirido pós-carregado, no mesmo site. Após o cadastramento, a entrega é realizada em cinco dias úteis, após confirmação do pagamento dos créditos nas Lojas RioCard, agências do Unibanco-Itaú credenciadas ou em domicílio - neste caso, será cobrada taxa de entrega. A primeira carga deverá ser no valor mínimo de R$ 4,80, com recargas mínimas no mesmo valor.

Passageiros de ônibus intermunicipais pagam R$ 4,40
O Bilhete Único estadual já existe desde fevereiro e beneficia quem precisa pegar duas conduções para chegar ao local de destino. Quem já possui o cartão paga o valor máximo de R$ 4,40 por duas passagens a serem utilizadas num prazo de duas horas e meia em transporte público intermunicipal.


Fonte: G1.com.br
READ MORE - Tire dúvidas sobre como usar o Bilhete Único Carioca

Fortaleza: Motoristas de ônibus voltam a fazer protestos

Motoristas voltaram a fazer protestos nesta quinta-feira (09) nos terminais de ônibus de Fortaleza. Eles querem uma definição sobre o aumento dos salários, que deve ser retroativo ao mês de maio.
O processo foi tumultuado depois que um segundo sindicato foi apresentado para representar os empregados.
O novo sindicato é o Sintrofor, que não compareceu na quinta-feira (09) a uma audiência convocada pelo ministério público do trabalho justamente para resolver a questão.
O Sintro apresentou um documento de 2009 para contestar o argumento do Sindiônibus de que só teria tomado conhecimento da existência do Sintrofor esta semana. 
O superintendente regional do trabalho diz que o argumento do Sindiônibus tem base legal mas admite que ficou surpreso.
Durante a reunião, foi elaborado um resumo com os argumentos dos sindicatos e a posição da procuradoria regional do trabalho sobre o impasse.
O duimento será enviado ao Tribunal Regional do Trabalho que julgará o caso. Resta saber se a decisão sairá antes do recesso do judiciário que começa daqui a 10 dias.
Até o julgamento do dissídio coletivo, o Sintro continua fazendo paralisações nos terminais de ônibus.
Na manhã desta quinta-feira (09), invadiram o Terminal do Siqueira e impediram que os ônibus deixassem o terminal. Só no fim da mannhã os ônibus voltaram a circular normalmente.

READ MORE - Fortaleza: Motoristas de ônibus voltam a fazer protestos

Porto Velho: Corredor de ônibus pode ser usado por outros veículos para conversão à direita

O secretário municipal de Transportes e Trânsito de Porto Velho, Itamar Ferreira, explicou mais uma vez na tarde desta quarta feira (8), que o corredor exclusivo para ônibus na Avenida Sete de Setembro, pode ser utilizado por outros veículos, mas apenas no momento de fazer a conversão à direita. A medida foi tomada com o objetivo de diminuir o tempo de percurso dos coletivos e evitar congestionamentos, principalmente nos horários de pico.

               De acordo com Itamar Ferreira, o corredor foi implantado no último dia 20 de novembro e está devidamente sinalizado com faixa de uso exclusivo para ônibus. No entanto, fiscais de trânsito estão em pontos estratégicos distribuindo panfletos explicativos sobre as mudanças feitas pela prefeitura e prestando orientações aos condutores.

              O que os condutores de outros veículos não podem fazer é trafegar por toda extensão do corredor, que inicia na Rua Rogério Weber e termina nas Nações Unidas, mas não é proibido nenhum tipo de conversão à direita por conta da faixa exclusiva para o transporte coletivo. “Qualquer motorista que precisar fazer conversão para a direita, quer seja na Av. Campos Sales, Tenreiro Aranha ou Joaquim Nabuco, deve ligar a seta antes, a uns 20 metros, e entrar no corredor para fazer a manobra normalmente. Isso não constitui infração e os condutores de ônibus devem respeitar”, esclareceu o secretário.

              Itamar Ferreira adiantou que nesses poucos dias de funcionamento do corredor de ônibus, os técnicos da Semtran constataram que o trânsito melhorou sensivelmente na principal avenida do centro de Porto Velho. “A medida permite maior agilidade no fluxo de veículos, além de evitar acidentes e aqueles constantes congestionamentos”, avaliou.

Fonte: O Nortão
READ MORE - Porto Velho: Corredor de ônibus pode ser usado por outros veículos para conversão à direita

Recife: Concurso do IFPE terá operação especial de transporte

Os usuários que irão participar do concurso do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), no próximo domingo (12/12), contarão com uma programação especial montada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte. Para o dia, o Consórcio irá reativar duas linhas de ônibus e modificar o itinerário da linha 432 – CDU/Várzea para atender o interior do Campus da IFPE.

Para o concurso, as linhas 469-Camaragibe/CDU, 431-Cidade Universitária (TRT), que não operam aos domingos, serão reativadas. Estas linhas irão iniciar os atendimentos a partir das 6h, ofertando no total um serviço com oito coletivos que irão realizar 42 viagens no domingo. Já a linha 432 – CDU/Várzea, que opera aos domingos com uma frota de sete ônibus, realizando 58 viagens, terá seu itinerário alterado, para atender ao interior do Campus durante o período do concurso.

Os usuários podem obter mais informações sobre itinerários, paradas de ônibus e sobre a programação especial entrando em contato com a Central de Atendimento ao Cliente através do telefone 0800.081.01.58. A Central de Atendimento do Grande Recife funciona todos os dias das 7h ás 19h.

Detalhamento da programação

Linhas que serão reativadas no domingo:

469-Camaragibe/CDU – 4 ônibus/18 Viagens
431-Cidade Universitária/TRT – 4 ônibus/24 Viagens

Linha que irá entrar no interior do Campus da IFPE:

432 – CDU/Várzea
Fonte: CGRT
READ MORE - Recife: Concurso do IFPE terá operação especial de transporte

Prefeitura de Porto Alegre apresenta novo modelo de ônibus BRT

Hoje, 9, às 19h, será apresentado à cidade um ônibus articulado desenvolvido pela Neobus, em parceria com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), nos moldes do sistema BRT, sigla em inglês para ônibus de transporte rápido, visando ao novo projeto de transporte integrado.

O evento será na sede social da Carris (rua Frei Antônio de Caxias, 300, bairro Partenon) e contará com as presenças do prefeito José Fortunati, do diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, do diretor-presidente da Carris, João Pancinha, do presidente da Neobus, Edson Tomiello, e do presidente da ATP, Ênio dos Reis.
O veículo, que poderá circular nas ruas da Capital, tem capacidade para 51 passageiros sentados, é adaptado para deficientes físicos, possui ar condicionado, motor ecológico, tem 20 metros de comprimento e suporte para três bicicletas.

Fonte: Carris
READ MORE - Prefeitura de Porto Alegre apresenta novo modelo de ônibus BRT

SPTrans coloca em ação a 2ª fase da reorganização das linhas que circulam pelo Corredor M'Boi Mirim

A SPTrans dá início no próximo sábado, dia 11/12, à 2ª fase da reorganização das linhas de ônibus que circulam pelo Corredor M'Boi Mirim.
Entre as mudanças, estão a ampliação das atuais 18 linhas para 20 itinerários e o aumento da oferta de lugares em 26%, medida que irá beneficiar 1,5 milhão de passageiros. Além disso, haverá a implementação do transbordo de passageiros nos terminais Jd. Ângela e Guarapiranga, na Estação de Transferência Manoel Lopes ou no terminal da Estação Santo Amaro do Metrô para os usuários vindos da Zona Sul com destino ao Centro da Cidade, Pinheiros ou estações de Metrô.
Com a medida, os passageiros terão o benefício de um menor intervalo dos veículos nos bairros e mais opções de destino nos terminais, de onde partem ônibus maiores, articulados e biarticulados, e mais confortáveis. Com as mudanças, haverá um acréscimo de 5.800 lugares nos ônibus no horário de pico, beneficiando os moradores dos bairros Jardim Jacira, Jardim Horizonte Azul, Jardim Vera Cruz, Jardim Maracá, Vila Remo, Jardim Ângela, Jardim Vaz de Lima e Piraporinha.
Além disso, uma das principais medidas da reorganização será a retirada da maioria das linhas que circulam à direita da Estrada do M'Boi Mirim, dando prioridade aos ônibus no corredor, que, com a faixa reversível, ganhou fluidez e tem colaborado para a melhoria do trânsito no local.
Técnicos da SPTrans organizaram reuniões com os moradores dos bairros beneficiados pelas alterações, nas quais explicaram as mudanças que vão ocorrer nas linhas de ônibus que circulam na região. A última reunião contou com a presença de cerca de 100 pessoas, principalmente representantes das associações de moradores dos bairros.
A SPTrans mantém constante monitoramento do sistema de transporte coletivo da cidade, para avaliar a movimentação de origens e destinos dos usuários e se a quantidade de ônibus atende a demanda de passageiros. Há um ano, teve início a reorganização de linhas que circulam no corredor M'Boi Mirim, provenientes do Jardim Ângela e do Jardim Jacira. São mais de 1,5 milhão de passageiros que circulam em 2.232 veículos, distribuídos em 198 linhas.
Há três anos, a Secretaria Municipal de Transportes, através da SPTrans deu início a uma política de reorganização das linhas de ônibus da capital, para racionalizar as linhas eliminando a sobreposição de itinerários. Antes, a maioria das linhas seguia até a região central da cidade ou a grandes centros de interesse. Para evitar que essas regiões fiquem sobrecarregadas, o sistema de transporte foi reorganizado de forma que veículos menores sejam responsáveis pelas linhas locais, dentro dos bairros, e os maiores sigam pelos corredores nas linhas estruturais, levando os passageiros até as regiões centrais.
Outras ações simultâneas para melhorar o atendimento:
  • Aumento do número de ônibus nas linhas com maior demanda.
  • Substituição dos ônibus por outros maiores e com maior capacidade de transportar passageiros. Os ônibus convencionais transportam 74 passageiros e um biarticulado consegue levar até 189 pessoas. Esta medida vai possibilitar um aumento de 5.800 lugares nos horários de pico, com um aumento de 26% na oferta. Substituir os coletivos por modelos maiores é importante porque aumenta a oferta de lugares sem necessidade de colocar um número maior de ônibus circulando na mesma via.
  • Presença permanente de 20 agentes da SPTrans para fiscalização do cumprimento das obrigações das empresas de ônibus.
  • Presença permanente de 30 técnicos das operadoras de ônibus para auxiliar no embarque/desembarque.
  • Presença de 14 agentes da CET para priorizar a fluidez do corredor de ônibus.
  • Manutenção constante dos pontos de parada, da sinalização vertical e horizontal e dos terminais.
  • Reforma e transformação da Parada Manoel Lopes em Estação de Transferência;
  • Integração da linha Jd. Jacira com a Estação Santo Amaro do Metrô. O usuário pode escolher seguir caminho em ônibus maiores ou por meio de integração com a Linha Esmeralda da CPTM.
READ MORE - SPTrans coloca em ação a 2ª fase da reorganização das linhas que circulam pelo Corredor M'Boi Mirim

Motoristas param terminais de ônibus em Fortaleza

Ônibus com retrovisores quebrados, pneus furados e mais transtornos para os usuários. Essa situação foi vivida, ontem, por quem assistiu a mobilização de sindicalistas interrompendo o tráfego nos Terminais do Papicu e Messejana. A paralisação começou no Papicu, na manhã e durou duas horas.

Alguns motoristas aderiram ao protesto e interromperam a viagem ainda na Avenida Engenheiro Santana Júnior obrigando os passageiros a descerem dos coletivos. À tarde, a paralisação aconteceu da mesma maneira no Terminal de Messejana. Com inicio às 15h30 e término uma hora depois, a interrupção no curso dos ônibus deixou passageiros revoltados, provocando vaias e demonstrações contrárias ao movimento dos motoristas e cobradores.

Questão de ordem
A paralisação foi decorrente do resultado da reunião do pleno do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Desembargadores e juízes deveriam decidir, ontem, pelo reajuste da categoria, durante o julgamento do dissídio referente às cláusulas econômicas. No entanto, uma questão de ordem levantada pelo advogado Cleto Gomes, representando o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), questionou a legitimidade do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro - CE) como representante dos motoristas, cobradores, fiscais e mecânicos.

Logo no início da sessão, o advogado lembrou que havia uma pendência sobre qual o sindicato representava os interesses dos trabalhadores em questão, haja vista a constituição de uma nova entidade, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Fortaleza (Sintrofor), criado em novembro de 2005.

Esse posicionamento fez com que o desembargador Antônio Parente, que tem a competência de emitir um parecer, votasse favorável a suspensão do julgamento, até que a legitimidade de um dos sindicatos ficasse claramente definida para a Justiça. O adiamento foi suficiente para que lideranças do movimento sindical promovessem mais um dia de quebra-quebra no entorno dos terminais.

O presidente do Sintro-CE, Domingos Neto, disse que não se tratava de greve, mas de uma demonstração de "desgosto" com a Justiça. "Estamos no aguardo desse reajuste desde maio", reclamou. Para o vice-presidente do Sintro- CE, Sérgio Medeiros, o resultado foi proposital. "Eles querem protelar. Dia 17 a Justiça entra de férias, aí nos aproximamos da nova data-base e ainda não teremos o piso da convenção de 2010" .

Fonte: Diário do Nordeste
READ MORE - Motoristas param terminais de ônibus em Fortaleza

Prefeitura de Niterói começa a implantar ciclovias

Todas as cidades do litoral brasileiro deveriam construir e cuidar das ciclovias. Muitas cidades já fazem isso, mas muitos prefeitos como é o caso da prefeitura da Cidade de São Sebastião (SP), que além de não construir novas ciclovias, ainda abandona aquelas construídas por prefeitos anteriores.
Após muitos pedidos dos moradores e matérias nos jornais locais, a Prefeitura de Niterói resolveu construir as tão sonhadas ciclovias.
A Prefeitura de Niterói está concluindo trabalhos de sinalização da ciclovia implantada ao longo da Estrada Fróes da Cruz, ligando os bairros de Icaraí e Ingá, na orla da Zona Sul da cidade. Após a pintura horizontal, em branco e vermelho, e instalação de placas indicativas ao longo de toda a via, a Nittrans faz nesta semana a colocação de tachas de sinalização da ciclovia, destinada ao uso permanente de ciclistas, caminhantes e corredores. Nos próximos dias, será iniciada a pintura de ciclovia no trecho da Rua Gavião Peixoto, entre Miguel de Frias e o Campo de São Bento.
A Nittrans começará a analisar as respostas da pesquisa veiculada no site nittrans. niteroi.rj.gov.br, com o objetivo de colher informações sobre o uso da bicicleta como meio de transporte na cidade. A pesquisa organizada pela Diretoria de Planejamento, Transporte e Trânsito da Nittrans registra a participação de mais de Mil cidadãos e terá os dados utilizados nos projetos de ciclovias e ciclo faixas que estão sendo implantados na cidade.
A pintura e sinalização de faixa exclusiva para bicicletas, implantada a pedido dos praticantes de triatlo, na orla de São Francisco, foi concluída na semana passada. A ciclo faixa está situada ao longo da Avenida Quintino Bocayuva, com uso regulamentado até as 10 horas, conforme solicitação dos triatletas.
Os projetos de transporte e trânsito da Prefeitura de Niterói visam distribuir, de forma compartilhada, os espaços urbanos, com a criação de modais de circulação viária que contemplam equilibradamente as alternativas de transporte escolhidas por pedestres e usuários de ônibus, carros, motocicletas e bicicletas.

READ MORE - Prefeitura de Niterói começa a implantar ciclovias

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960