Em Cascavel,81% dos ônibus são adaptados

terça-feira, 29 de junho de 2010


Objetivando a melhoria no transporte coletivo urbano de Cascavel, a partir do dia 1º de julho, nove micro-ônibus serão substituídos por novos veículos denominados micrão.Os novos carros irão transportar os passageiros das linhas dos bairros Lago Azul, Periollo, Floresta via Brasília, Consolata e Melissa, partindo do Terminal Leste. Outros bairros que serão atendidos são o Canadá, Cancelli, Claudete e FAG, esses partindo do terminal Oeste.Outra linha que será atendida pelo ônibus convencional será a Parque Verde via Fortaleza, inclusive nos sábados, domingos e feriados.
O chefe do Departamento de Transporte, Adão Kaliskievicz, explica que com a implantação dos mircrões a capacidade de transporte de passageiros aumentará em 55%. “Os atuais micros levam em torno 44 usuários, contra 70 dos novos veículos que irão substituí-los”, diferencia.
Outra mudança no transporte, segundo Kaliskievicz, será a renovação da frota, com a inclusão de 13 novos veículos convencionais, em substituição aos que tiveram seu tempo de vida útil vencido. Os novos ônibus estão adaptados com elevadores para atender pessoas com deficiência. “Agora, o Município conta com110 ônibus com esse tipo de equipamento. Atualmente, a frota possui 60% de carros com acessibilidade, com os novos veiculo o atendimento passará para 81%”, detalha.
Ainda dentro das adaptações que serão realizadas no transporte coletivo, os moradores do distrito de São João do Oeste terão mais um horário no período da tarde, nas terças, quartas e quintas-feiras, partindo do terminal Leste no horário das 16h.

Fonte: Rádio Coméia
READ MORE - Em Cascavel,81% dos ônibus são adaptados

Belém: Passageiros já podem pagar R$ 1,70


Depois da vitória do Brasil contra o Chile, os belenenses terão outro motivo para comemorar. A redução da passagem de ônibus de R$ 1,85 para R$ 1,70 já está valendo desde hoje. A informação foi confirmada na noite de ontem, durante coletiva, pelo presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setrans-Bel), Mário Martins.
Mesmo sem ter sido notificado oficialmente, o empresário garantiu que todas as empresas adotarão o novo valor. “A Justiça não nos procurou. Recebi um telefonema do presidente da CTBel, que pediu para que houvesse o reajuste”. Martins afirmou que o sindicato irá recorrer da decisão, assim que o órgão for notificado. Ele também disse que todos os 1.700 ônibus que circulam em Belém, já estão tendo os seus validadores trocados.
Martins disse ainda que o prejuízo gerado para as empresas é inestimável. “É um absurdo. Estamos retrocedendo, vamos rodar com uma tarifa desatualizada, de 2008”.
Segundo o superintendente da Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel), Alfredo Sarubby, todos os veículos devem cobrar o valor determinado pela Justiça, caso contrário, podem ter o carro apreendido. “A partir das 8h vamos estar com equipes nas ruas parando os ônibus aleatoriamente e fiscalizando”.
Para Sarubby, a prefeitura está cumprindo a liminar, mas o aumento foi concedido a partir de deliberações baseado em uma planilha de custos diferenciada da inflação do ano. “O aumento é baseado em cima do preço do pneu, aumento salarial e ainda tem o fato da prefeitura nunca atender o que o conselho conclui, porque, pelo conselho, o aumento seria de R$ 1,90, mas não foi acatado”.
Com relação à qualidade dos ônibus, um dos motivos que levou o Ministério Público Estadual (MPE) a entrar com ação contra o aumento, o superintendente afirmou que as frotas são mais novas. “Atualmente a idade da frota de ônibus de Belém é de quatro anos, enquanto que quando assumimos era de seis anos”. A assessoria de comunicação da Prefeitura de Belém afirmou, em nota, que vai recorrer da ação dentro do prazo legal.

READ MORE - Belém: Passageiros já podem pagar R$ 1,70

BH: Vale transporte e bilhete integrado não serão mais vendidos


O Vale-Transporte Integrado e (VTI) e o Bilhete Integrado, usados para integração ônibus metropolitanos/metrô, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, deixam de ser vendidos, a partir desta quarta-feira. Cerca de 20 mil pessoas usam diariamente os dois vales em papel. Até 31 de julho, eles serão substituídos gradativamente pelo Cartão Ótimo, que manterá os benefícios da integração.

O Ótimo é aceito nos sistemas de transporte coletivo metropolitano e municipais da Grande BH, com exceção da capital, Betim, Sabará e Nova Lima, que têm suas próprias bilhetagens eletrônicas.

Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram), o objetivo é melhorar as condições de atendimento, garantindo mais agilidade no embarque dos usuários. Os vales-transportes que não forem usados até 31 de julho, poderão ser trocados por créditos eletrônicos no Cartão Ótimo, entre dia 1º e 31 de agosto, nos postos de venda do Sintram.

O Cartão Ótimo custa R$ 5.Os postos de venda do Sintram são na Rua Aquiles Lobo, 504, Floresta; na Rua Tupinambás, 81, Centro; e na Rua Professor Moraes, 216, Funcionários. Também há postos nas 19 estações de metrô. Mais informações no site do cartão Ótimo ou pelo telefone (31) 3516-6000.

Fonte: Uai Notícias
READ MORE - BH: Vale transporte e bilhete integrado não serão mais vendidos

Ônibus BRT é considerado melhor solução para transporte coletivo em Cuiabá


Nesta terça-feira (29) o secretário de Trânsito e Transporte Urbano de Cuiabá, Edivá Pereira Alves, apresentou o projeto do BRT – bus rapid transit (ônibus rápido no trânsito) durante a reunião do secretariado.

Segundo Edivá, Cuiabá, que convive com a angústia da crise no transporte coletivo e individual e sem os recursos compatíveis para os investimentos necessários à modernização do seu esgotado sistema viário, tem agora a oportunidade de resolver, senão todos, grande parte dos problemas referentes à mobilidade urbana. Este pode ser um legado da Copa 2014. Das modalidades estudadas nacionalmente, optou-se pelo BRT.

De acordo com o projeto, o novo modelo compreenderá a área urbana da cidade, que será cortada por corredores exclusivos para ônibus, num desenho em forma de “Y”. O sistema percorrerá dois eixos: da avenida do CPA até o aeroporto Marechal Rondon, passando pela avenida da FEB (Várzea Grande), e do Centro à região do Coxipó, passando pela avenida Fernando Corrêa. As intervenções no sistema viário requerem menos tempo que em outros sistemas, como o VLT. As obras, que devem começar no próximo ano, devem consumir ¼ de tempo de implantação do metrô e 50% do VLT (Veículo Leve sobre Trilho), por exemplo.

E os investimentos para a implementação do BRT são bem menores do que outros sistemas; o quilômetro do VLT, por exemplo, custa hoje R$ 40,4 milhões , enquanto que o BRT custará aos cofres públicos R$ 11,1 milhões por quilômetro.

Ele se referiu ao preço da tarifa como outra vantagem desse sistema, que deverá ser mais ou menos equivalente ao valor atualmente praticado no sistema convencional, isso se a integração for somente entre o sistema municipal de Cuiabá e Várzea Grande. “Esse sistema é o que apresenta uma relação custo/benefício mais apropriada para a realidade sócio-econômica da nossa capital e requer menor intervenção no sistema viário, gerando benefícios a população”, afirma o secretário.

Fonte: ReporterNews
READ MORE - Ônibus BRT é considerado melhor solução para transporte coletivo em Cuiabá

Tranporte coletivo de Sorocaba terá mudanças a partir de 1º de julho


Nesta quinta-feira, dia 1º de julho, a Urbes – Trânsito e Transportes fará algumas mudanças com o objetivo de otimizar a frota e, conseqüentemente, beneficiar os usuários do transporte coletivo. Seguem abaixo as alterações:
Linha 12 – Guadalajara: Extinção do atendimento à Faculdade Anhanguera no horário de partida do ponto final, de 23h09, de segunda à sexta-feira.
Linha 33 – Mato Dentro – Alteração de horários de segunda a sexta-feira.
Partindo do Terminal São Paulo: 5h30, 6h03 (Presídio e bairro do Cristal), 7h40, 9h30 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 10h, 12h10 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 13h (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 14h35, 16h (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 16h45, 19h, 19h40, (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 21h, 22hn e 23h15 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal).
Partindo do ponto final - 5h10 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 6h30, 7h30 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 9h, 11h, 11h30 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 13h25, 14h30 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 15h35, 17h40 (Estrada Santa Rita e bairro do Cristal), 18h30, 20h, 20h50 (bairro do Cristal) e 22h15.
Linha 48 – Aparecidinha / Castelinho – Alteração no atendimento à avenida Jerome Case com a criação de mais um horário partindo do ponto final, às 15h18, e extinção do horário de 18h33, partindo do ponto final.
Linha 49 – Astúrias / Av. São Paulo – Alteração do horário com atendimento à Vila São João, de 22h05 para 22h10, de segunda a sexta-feira.
A gerência de planejamento do transporte coletivo recomenda aos usuários que tiverem dúvidas para entrar em contato pelos telefones 118 e 3331-5000 ou consultar o site http://www.urbes.com.br/.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul
READ MORE - Tranporte coletivo de Sorocaba terá mudanças a partir de 1º de julho

Maringá: Estudantes poderão cadastrar mais linhas no Passe Livre


A Câmara de Maringá aprovou nesta terça-feira (29) o projeto de lei que garante ao beneficiário do Passe Livre do Estudante o cadastramento de quatro linhas de ônibus para o deslocamento diário para a instituição escolar, duas a mais do que é concedido atualmente. O plano de autoria do vereador Humberto Henrique (PT) foi aprovado em primeira discussão por unanimidade (14 votos).
Pelo projeto, os estudantes terão direito a duas linhas que deverão trafegar do bairro onde o estudante reside até o Terminal do Transporte Coletivo Urbano de Passageiros e as outras duas linhas do terminal até a instituição escolar.

Segundo o vereador, o objetivo do projeto é aumentar as opções para o usuário, sem ampliar os custos. “Isso vai dar maior tranquilidade para o estudante, além de fazer fluir o sistema de transporte, evitando ônibus muito lotados”, explicou Henrique. Ele acredita que o projeto possa entrar em vigor logo no início do segundo semestre deste ano. O projeto ainda será votado em mais duas discussões (para a possível inclusão de emendas) antes de seguir para a sanção do prefeito.
A reportagem tentou contato com o secretário dos Transportes, Walter Guerlles e com o gerente do transporte público da Secretaria dos Transportes (Setran), Mauro Menegazzo, mas eles não foram encontrados para comentar o projeto.

READ MORE - Maringá: Estudantes poderão cadastrar mais linhas no Passe Livre

Recife: Prazo de validade da carteira de estudante encerra amanhã


Termina amanhã (30/06) o prazo de validade das carteiras de estudante de 2009, para alunos do ensino médio, fundamental e de cursinhos pré-vestibulares de toda a Região Metropolitana do Recife.
A partir da próxima quinta-feira (01/07) só serão aceitos nas 384 linhas que operam na RMR os documentos confeccionados em 2010. Originalmente, o prazo de validade da versão 2009 do documento seria encerrado no dia 31 de março, mas foi prorrogado para evitar prejuízos aos estudantes, já que apenas 140 mil carteiras tinham sido solicitadas na época. Em 2010 foram 325.950 mil documentos requisitados.

Até o momento, 283.899 mil carteiras já foram entregues as escolas e outras 31.557 mil estão prontas aguardando o resgate. O restante, pouco mais de 10 mil carteiras, está em fase de confecção pelo Grande Recife e, em breve irão estar à disposição das instituições de ensino. Até o momento, 2.046 escolas atualizaram o cadastro. Desse contingente de instituições de ensino, 1.951 escolas solicitaram remessas para a emissão de novos documentos.

Salientamos que desde o último mês de janeiro o Grande Recife disponibilizou as escolas os formulários para distribuição entre os estudantes. Infelizmente, no entanto, várias escolas ainda não compareceram para realizar o resgate destas carteiras . É importante que os estudantes e seus familiares estejam em contato permanente com as escolas, cobrando das instituições o envio das informações ao Grande Recife e o resgate imediato do material impresso.

É importante lembrar que o Grande Recife está recebendo os requerimentos das escolas até 30 de setembro. O requerimento da Carteira de Estudante 2010 tem que ser feito pelas próprias escolas, através do formulário disponibilizado no site www.granderecife.pe.gov.br. As consultas sobre a emissão da carteira podem ser feitas através da Central de Atendimento ao Usuário (0800-0810158) ou no próprio site.

Informações sobre a carteira de estudante 2010:
Carteiras solicitadas: 325.950 mil
Carteiras entregues: 283.899 mil
Carteiras prontas: 31.557 mil
Carteiras em processamento: 10.494 mil
Prazo de entrega da carteira de estudante 2010: 50 dias úteis

Fonte: CGRT
READ MORE - Recife: Prazo de validade da carteira de estudante encerra amanhã

Metrô de SP é cindo vezes mais caro que o de Madri, diz a Secretaria Estadual de Transportes!


De acordo com Antonio Mentor, Líder da Bancada do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo, a linha Amarela do Metrô de São Paulo foi parcialmente inaugurada no último dia 25 de maio. Parcialmente porque apenas duas das estações previstas foram entregues – Paulista e Faria Lima. Para o percurso inaugural, saindo da estação Faria Lima, apareceram convidados ilustres, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o prefeito Gilberto Kassab, o governador Alberto Goldman, secretários de Estado, jornalistas e curiosos.

A expansão do Metrô paulistano resume a forma como o PSDB administra o Estado de São Paulo. Uma obra que avança muito lentamente, superfaturada e atrasada em seu cronograma. Há 15 anos o governo do PSDB vem demonstrando essa incompetência gerencial crônica, aliada ao desperdício do dinheiro público, às denúncias de corrupção e às centenas de contratos suspeitos.

A Linha Amarela foi projetada em 1990 e teve suas obras iniciadas em abril de 2004. A ampliação desse sistema de transporte deveria ter começado a atender a população em 2007, mas, próximo à data estipulada o governo do PSDB, adiou para o final de 2008 e, depois, adiou novamente para 2010. O trecho inaugurado agora é composto por apenas duas estações, que estão funcionando com apenas cinco dos 14 trens previstos em contrato.

A incompetência gerencial do governo tucano fica clara quando se compara a extensão do Metrô paulistano com o de outros países. Enquanto o metrô de São Paulo possui 62,3 quilômetros de extensão, o metrô da Cidade do México, que começou a ser construído na mesma época que o de São Paulo, tem 201 quilômetros de extensão e o de Santiago, no Chile, conta com 84 quilômetros. Ao longo do governo do PSDB, o metrô de São Paulo registrou baixíssimo crescimento, de apenas

1,4 quilômetro em média por ano.Já o custo da corrupção no Metrô de São Paulo fica evidenciado quando comparado com o custo de construção do mesmo sistema de transportes, em outros países.

Em Madri, por exemplo, o metrô custou R$ 78,5 milhões o quilômetro, enquanto em São Paulo esse valor sobe para R$ 400 milhões por quilômetro, quase cinco vezes mais! São dados oficiais, fornecidos pelo próprio secretário estadual de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, em audiência pública na Assembleia Legislativa.

Por último, além de todo esse descalabro, as novas estações do metrô podem não aliviar a necessidade do paulistano por um meio de transporte mais rápido e eficiente. Dias após a entrada em funcionamento das estações, matéria do jornal Folha de S. Paulo comprova que, para percorrer a distância de 3.600 metros entre as duas estações, ainda é mais rápido ir de ônibus do que de metrô. Seria cômico se não fosse trágico.

Fonte: Macro ABC
READ MORE - Metrô de SP é cindo vezes mais caro que o de Madri, diz a Secretaria Estadual de Transportes!

SBCTrans investe R$ 11, 6 mi no transporte coletivo do ABC

A cidade de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, acaba de ganhar 30 novos micro-ônibus, veículos estes que foram entregues pelo prefeito da cidade, Luiz Marinho. Os novos veículos juntam-se aos outros 32 que já foram entregues este ano, com o objetivo de renovar a frota e redimensionar a oferta de linhas no município.
O investimento, realizado pela companhia SBCTrans, concessionária do sistema de transporte coletivo no município, é de R$ 11,6 milhões. A iniciativa ocorreu através do Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU), do município, iniciado em 2009 para reestruturar o sistema de transporte público local.
"O investimento nesses novos veículos melhora a qualidade do transporte porque se faz a substituição dos ônibus antigos, que ultrapassaram sua vida útil de 4,5 anos. Além disso, os recursos ampliam o tamanho da frota em 10%, respondendo as reclamações da população de linhas lotadas, atrasos e falta de ônibus", afirmou o prefeito, Luiz Marinho.
Atualmente, São Bernardo conta com 392 veículos, que atendem 59 linhas de transporte urbano e transportam cerca de 6,5 milhões de passageiros por mês. Estima-se que até o final do ano serão entregues mais 50 ônibus convencionais. No ano passado o investimento na frota pública foi de R$ 21,8 milhões.
"Isso reforça o compromisso que temos com a cidade e com a população de São Bernardo, de oferecer um transporte com qualidade, assim respeitando o usuário", disse o diretor executivo da SBCTrans, José Romano Neto.
Outro projeto para melhoria do transporte público da região do ABC Paulista é o Metrô Leve, que deverá ligar o ABC com as linhas de metrô da capital. O projeto funcional foi entregue ao governo federal no inicio de maio, pela Prefeitura de S. Bernardo, e custou R$ 1,3 milhão. O governo federal também já viabilizou a verba para o projeto básico: custará R$ 27 milhões e será licitado pelo governo do estado.

Fonte: DCI
READ MORE - SBCTrans investe R$ 11, 6 mi no transporte coletivo do ABC

Campo Grande: Motoristas participam de curso sobre direção econômica e defensiva


Com o objetivo de promover a atualização profissional dos motoristas que trabalham nas concessionárias de transporte coletivo da Capital, a Assetur deu início a uma série de cursos que aborda conceitos e noções de direção defensiva e econômica. A iniciativa é desenvolvida por meio de aulas teóricas e práticas, ministradas na sede das empresas e que duram, em média, dois meses.

Segundo informou João Rezende Filho, diretor da Assetur, todos os motoristas irão participar dos cursos. “Já concluímos o curso na Viação São Francisco e agora as aulas vêm sendo ministradas na Jaguar Transporte Urbano”, explicou. Os motoristas recebem informações teóricas e práticas a respeito de direção defensiva e econômica.

O responsável pelas aulas é Laércio José Rodrigues, instrutor técnico da Assetur. Ele disse que inicialmente acompanha os motoristas em determinado percurso, ocasião em que colhe informações sobre como esses profissionais dirigem o ônibus. “Os dados coletados, tanto no aspecto positivo quanto negativo, são levados para a sala de aula, onde são discutidos sob o ponto-de-vista técnico, no âmbito do tema que estamos abordando, que é a direção econômica e defensiva”, ressaltou.

Como exemplo do que é aplicado durante o curso, Laércio Rodrigues citou situações como a forma correta de o motorista acionar o pedal da embreagem, além de noções sobre o funcionamento do motor, câmbio e eixo traseiro, dentre outros componentes. “Fazemos isso para que o motorista, ao receber essas noções, saiba como deve proceder para desenvolver a direção econômica, pois cada componente do veículo, se bem utilizado, garante a redução do consumo de combustível e de pneus, entre outros insumos”, explicou.De acordo com Laércio Rodrigues, todos esses princípios relacionados à direção econômica, qu

ando aplicados, “automaticamente se traduzem em direção defensiva, já que ao evitar frenagens bruscas usando o freio do motor ao invés de acionar o pedal do freio, por exemplo, o motorista evita que passageiros percam o equilíbrio e se machuquem”. Além disso, destacou, “a iniciativa contribui com a política das concessionárias de provocar o menor impacto possível no meio-ambiente, pois com a direção econômica reduzimos a emissão de gases e de outros materiais poluentes”.

Fonte: Assetur
READ MORE - Campo Grande: Motoristas participam de curso sobre direção econômica e defensiva

Nova tarifa de ônibus já está em vigor em Manaus


Os usuários do transporte coletivo de Manaus começaram o dia desta terça-feira (29) com a tarifa do transporte coletivo a R$ 2,10. O novo valor, que substitui o de R$ 2,25, atende a determinação do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). É a quarta mudança do valor da tarifa desde o início de 2009, quando Amazonino Mendes (PTB) assumiu a gestão municipal.
Em 2009, a tarifa estava em R$ 2. Em julho do ano passado, cumprindo determinação da Justiça, o poder público municipal aumentou a tarifa para R$ 2,25. Apesar disso, segundo o próprio prefeito, o sistema não melhorou.
Em fevereiro deste ano, a tarifa voltou a baixar, desta vez para R$ 2,10, valor que passou a vigorar no dia 1º de março. O prefeito alegou, neste caso, que a reorganização do sistema, sobretudo o da meia-passagem, justificava a redução. Porém, no último dia 9 de junho, a tarifa voltou a subir para R$ 2,25.
Na ocasião, o prefeito Amazonino Mendes alegou que o aumento estava sendo feito para evitar o “caos” no transporte coletivo.

Fonte: D24 am
READ MORE - Nova tarifa de ônibus já está em vigor em Manaus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960